Os finalistas do Externato Secundário do Sabugal resolveram contratar os UHF, que tinham iniciado a sua vida em 1978. Os UHF trouxeram como convidados, para lhe fazerem a primeira parte, os Xutos & Pontapés.

Joao Aristides DuarteCorria o ano de 1981 e já tinha acontecido o «boom» do Rock português, através do lançamento do LP «Ar de Rock» de Rui Veloso.
Os finalistas do Sabugal organizaram o seu Baile de Finalistas.
Na época (e desde o início da segunda metade dos anos 70) os Bailes de Finalistas eram concertos, para os quais se contratava um ou vários dos grupos de Rock e de baile, dos mais afamados.
Os finalistas do Externato Secundário do Sabugal resolveram contratar os UHF, que tinham iniciado a sua vida em 1978 e já tinham lançado o EP «Jorge Morreu» (em 1979) e o single «Cavalos de Corrida» (em 1980).
A falta de locais para a realização do evento (o Cine-Teatro já não oferecia as mínimas condições) levou os estudantes até ao Castelo do Sabugal, onde se realizaria o Baile de Finalistas.
Desta vez o Baile de Finalistas seria ao ar livre. Foi montado um palco, no Castelo, e construídas as infra-estruturas (bar e restaurante) para que tudo corresse bem.
Só que a chuva estragou tudo. O concerto com os UHF teve que ser cancelado.
Os grupos de baile (e eram dois) ainda foram deslocados para o Pavilhão Desportivo do Soito, onde tocaram, perante muito pouco público.
O concerto com os UHF foi anulado e foi marcada uma nova data. A data escolhida foi o dia 2 de Maio de 1981.
Desta vez, para evitar dissabores com a chuva, o Baile de Finalistas foi programado para um pavilhão, à entrada do Soito, onde tinha funcionado uma fábrica de blocos de cimento.
O grupo que mais concertos fazia, nessa época, eram os UHF, pelo que ajudava ao lançamento de outros grupos. Foi, por isso, que os UHF trouxeram como convidados, para lhe fazerem a primeira parte, os Xutos & Pontapés.
CartazEstes últimos, apesar de já existirem desde 1978, eram uns perfeitos desconhecidos para a maioria do público português. Nesta época ainda não tinham lançado nenhum disco.
No tal pavilhão do Soito realizou-se o Baile de Finalistas. Não era muito o público presente, tendo em conta a dimensão (enorme) do pavilhão.
Os Xutos & Pontapés tocaram o seu reportório, totalmente desconhecido do público.
Entre outras músicas tocaram o «Sémen», «Avé Maria», «Morte Lenta», etc.
Os Xutos & Pontapés vieram de comboio (tocaram com a aparelhagem dos UHF) e lembro-me de os ver a passear no Soito, ainda todos muito magrinhos.
Uma das curiosidades deste concerto dos Xutos (o primeiro da banda no concelho do Sabugal e no distrito da Guarda) foi o facto de terem tocado uma versão de «You Really Got Me» dos Kinks (situação recordada pelo guitarrista Zé Pedro, recentemente, na revista «Blitz»), já que estava programada uma actuação de uma hora e meia e eles não tinham mais reportório.
Os UHF tocaram o seu «set», com algumas músicas muito conhecidas e outras que seriam editadas, quase de seguida, no seu LP de estreia intitulado «À Flor da Pele».
O concerto foi bom.
O que há a recordar deste concerto é a estreia em terras da Raia daquela que ficaria como a banda mais mítica do Rock português de todos os tempos: os Xutos & Pontapés.
Os Xutos voltaram a tocar, mais tarde em Aldeia da Ponte e na Rapoula do Côa.
Mas a sua estreia foi no Soito.
Os UHF voltariam mais vezes ao concelho, a última das quais em Agosto de 2004, para um concerto fantástico em Aldeia Velha.
O cartaz do concerto é aqui reproduzido. Escrito à mão e com o nome Xutus (em vez de Xutos), tal era o desconhecimento da banda.
«Música, Músicas…», opinião de João Aristides Duarte

akapunkrural@gmail.com

Anúncios