You are currently browsing the category archive for the ‘Gouveia’ category.

O Comando da Guarda da GNR informou através de comunicado que na semana transacta procedeu à detenção de três jovens por furto em estabelecimentos comerciais na cidade de Gouveia.

GNRNa noite de 9 de Novembro, militares do Posto de Gouveia, detiveram nessa cidade três homens, de 21, 24 e 29 anos de idade, residentes na Covilhã, por crime de furto em estabelecimentos comerciais.
As detenções ocorreram no decurso de uma fiscalização à viatura em que os mesmos seguiam, tendo-se apurado que estes eram suspeitos da prática de dois furtos, ocorridos momentos antes, numa papelaria e num restaurante, em Gouveia. Após buscas efetuadas ao veículo e às residências dos suspeitos, foi-lhes apreendido o veículo, diverso material utilizado nos furtos, designadamente, um pé-cabra, uma rebarbadora e nove discos de corte, uma parafusadora elétrica, uma caixa de chaves, quatro telemóveis, luvas e gorros. Foram ainda apreendidos alguns artigos furtados (128 maços de tabaco, um DVD e um saco de desporto), bem como cerca de 18 doses individuais de cannabis e haxixe.
Os detidos confessaram a autoria dos dois crimes e são suspeitos da prática de diversos outros furtos nos concelhos de Gouveia, Seia, Covilhã e Fundão. Os mesmos possuem antecedentes criminais pela prática dos crimes de tráfico de estupefacientes e de condução sem habilitação legal.
Presentes ao Tribunal Judicial de Gouveia, foi-lhes aplicada a medida coação de prisão domiciliária, com recurso a pulseira electrónica.
plb

A Associação de Desenvolvimento Rural da Serra da Estrela (ADRUSE) organizou no domingo, 11 de Novembro, em São Paio, concelho de Gouveia, um festival com o objectivo de divulgar a gastronomia regional com especial destaque para as sopas.

Organizado pela ADRUSE o XIII Festival de Sopas da Serra da Estrela teve lugar em São Paio, concelho de Gouveia e recebeu cerca de 1.500 visitantes. No festival foram servidas 28 variedades de sopas confeccionadas por 24 particulares e instituições dos concelhos que integram a zona de intervenção da associação: Gouveia, Seia, Manteigas, Celorico da Beira, Fornos de Algores e Guarda.
Os visitantes puderam provar, entre muitas outras, sopa da pedra com castanha, sopa de míscaros, aveludado de nabiça, sopa à moda do rancho e sopa de rabo de boi.
A Confraria da Urtiga, de Fornos de Algodres, foi uma das participantes, e apresentou uma sopa de cogumelos com urtiga. A cozinheira, Clara Paraíso, esclareceu que «a base da sopa leva batata, cebola, abóbora e boletos» sendo depois adicionada urtiga. «A urtiga é uma planta que tem muito potencial», explicou Rosa Costa, da confraria, acrescentando que «voltou a entrar na confecção das refeições de muitos habitantes da região».
O festival incluiu um concurso, cujo júri foi presidido por Justa Nobre, que distinguiu a «sopa da pedra», confeccionada pela Associação Musical Sampaense (Gouveia) como o galardão de «Melhor sopa do festival». A especialista defendeu o consumo de sopa por ser «sinónimo de saúde e de boa alimentação» e aconselhou as pessoas a comerem «sopa ao almoço e ao jantar». Foram também atribuídos os prémios «Sopa de castanhas», «Sopa de São Martinho», «Outro tipo de sopas» e «Profissionais de restauração».
O presidente da Câmara Municipal de Seia e presidente da ADRUSE, Carlos Filipe Camelo, valorizou a iniciativa hoje realizada por contribuir para a divulgação da gastronomia regional e por incentivar o aparecimento de novas sopas.
«Em cada festival que acontece há coisas novas que aparecem, utilizando produtos antigos que fizeram sempre parte daquilo que era a tradição de uma região como a da Serra da Estrela», disse na ocasião o autarca.
Muitos dos visitantes que passaram pelo recinto do festival deslocaram-se propositadamente ao concelho de Gouveia para degustarem as sopas tradicionais.
O Festival de Sopas da Serra da Estrela foi co-financiado pelo subprograma 3 do PRODER e contou com a colaboração do Município de Gouveia, da Junta de Freguesia de São Paio, entre outras entidades.
jcl (com agência Lusa)

A Agência da Guarda da Fundação INATEL, em colaboração com grupos de teatro amador e autarquias locais, organiza a iniciativa «Teatro de Outono 2012», que passará por diversas localidades, cabendo a representação a vários grupos teatrais, entre os quais o grupo Guardiões da Lua, de Quarta-Feira, aldeia do concelho do Sabugal.

O primeiro espectáculo é já na próxima semana, no dia 20 de Outubro (sábado), pelas 21h30, no Cine-Teatro S. Luís, em Pinhel. A peça a representar chama-se «O Movimento» e está a cargo do Grupo Escola Velha Teatro, de Gouveia.
A iniciativa Teatro de Outono leva os grupos de teatro amador do distrito da Guarda e da região centro-norte a itinerarem pelas salas do distrito da Guarda, entre os dias 1 de Outubro e 31 de Dezembro, a preços repartidos entre a agência da Guarda da Fundação INATEL e as autarquias locais.
Disponibilizam espectáculos para este Ciclo os grupos Escola Velha, Guardiões da Lua, Aquilo Teatro, Teatro do Imaginário, Gambozinos e Peobardos, Grup’Arte (estes seis do distrito da Guarda) e ainda o Teatro Experimental de Mortágua, Companhia Pouca Terra, Teatro de Arzila, Teatro O Celeiro, Ultimacto, Teatro Olimpo e Teatro da Perafita.
Estão já agendados mais seis espectáculos para as salas de Pinhel, Celorico e Manteigas, sobre as quais a seu tempo a Fundação INATEL prestará informação.
plb

Como está agendado há muitos anos, no último sábado do mês de Junho decorre em Gouveia o Encontro dos Antigos Alunos. Assim aconteceu nesta data o vigésimo sétimo evento, com a particularidade de se verificar a presença de muitos alunos das últimas décadas do século passado. Alguns participaram com algum sacrifício, por se encontrarem desempregados, enquanto a velha guarda já se encontra aposentada. Espera-se que este facto seja uma alavanca para nos próximos encontros surgirem os mais novos.

Também é significativo a Assembleia Geral ter eleito para os corpos sociais um elenco diretivo jovem, que vai contar com o apoio incondicional das anteriores direções.
Na Eucaristia, o Padre José Cristino, coadjuvado pelo Padre Carlos Jacob, falou da sua experiência como assistente hospitalar, em que os valores humanos e espirituais de muitos doentes se vêm nos momentos mais críticos e se necessita tanto da Fé como suporte para vencer as dificuldades. Nesta Casa também se ensinaram esses valores a mais de mil alunos que passaram pelos bancos das salas de aulas e por esta capela.
O almoço, servido no refeitório que nos é tão familiar, foi um importante momento para trocarmos conhecimentos e alicerçar amizades. Foi oportunidade para ouvir alguns alunos sobre as motivações que os conduziram a este convívio.
Assim, António Jacinto Fonseca de Freches (Trancoso, 1966-1969) afirmou que «o fundo deste encontro é a amizade e a formação para a vida. Aqui, passámos um dos melhores períodos da nossa juventude. Aqui, aprendemos vivências. Temos de ser solidários para esta Obra, principalmente neste período complicado».
José Lazaro de Fiães (Trancoso, 1972-1974) escreveu, embora tenha passado por esta Casa pouco tempo, que este «foi um local onde encontrei um abrigo, graças ao Padre Cristino. Soube de Encontro através do Facebook. Não podia faltar, não só para agradecer, mas também para conviver. A esta Casa devo muito como pessoa e cidadão. Obrigado.»
Manuel Cabral, de Cubos (Mangualde, 1990-1994), diz que vem «para encontrar velhos amigos e principalmente conhecer os alunos que nos antecederam».
José Barros Figueiredo de Cabanas de Viriato (1960-1966), afirma que vem «para reencontrar amigos. Também não esqueço que foi aqui o princípio da formação como homem».
Ricardo Lacerda, de Torre de Moncorvo, 1996, diz que está aqui «para reviver e confraternizar com os amigos».
António José Dias dos Santos de Aldeia de S. Sebastião (Almeida,1966-1974), afirma que «este encontro é algo que nos liga, que nos une muito a esta Casa, que é um pouco de nós. Proporciona-nos ver antigos companheiros de estudo e devemos manifestar a nossa gratidão».
Pedro Costa, de Seia (1995-2000), diz que «este encontro é um reencontro».
José Fonseca de Fornotelheiro (Celorico da Beira, 1966-1971) veio para «ver a malta e conviver».
A tarde foi ocupada num jogo de futebol entre as Velhas Glórias da Escola Apostólica de Cristo Rei, arbitrado por um juiz estrangeiro.
A tarde aproximava-se do fim. Tivemos mais uma jornada de convivência, de saudade e de recordações. Numa troca de abraços fraternos íamos partindo enquanto decorria o lanche-convívio. Lançávamos os últimos olhares para a exposição e álbuns fotográficos, onde cada um de nós tinha ali a sua história, uma história coletiva.
António Alves Fernandes, Aldeia de Joanes

Estão abertas desde já as inscrições para um Curso de Iniciação à Prova de Vinhos, organizado pela Fundação INATEL – Agência da Guarda, no próximo dia 19 de Novembro.

A acção formativa, é voltada para o público em geral e terá lugar na Adega Cooperativa de Vila Nova de Tázem, concelho de Gouveia. Terá um carácter eminentemente prático, utilizando como base de trabalho os vinhos da região do Dão.
A orientação da formação estará a cargo do enólogo Pedro Pereira, responsável pelos vinhos da Adega Cooperativa de Vila Nova Tázem. O objectivo da iniciativa é contribuir para que os interessados aprendam a apreciar os vinhos, fazendo a sua prova a partir do conhecimento aprofundado das suas características.
A formação em sala será completada com uma visita guiada à Adega e com um almoço na Unidade Hoteleira de Vila Ruiva.
Para que a formação se possa realizar terá que haver entre 15 a 20 inscritos.
Os interessados podem obter informações sobre o curso junto da Agência da Guarda da Fundação INATEL, pelo telefone 271212730.
plb

O Documento Verde da Reforma da Administração Local, apresentado pelo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, estabelece critérios para a redução de juntas de freguesias que, aplicadas ao distrito da Guarda fazem com que desapareçam 212 freguesias, num total de 336. No concelho do Sabugal desaparecerão 20 freguesias.

O documento, que tem por epígrafe «Uma Reforma de Gestão, uma Reforma de Território e uma Reforma Política», define uma metodologia baseada em critérios orientadores (demográficos e geográficos) que deverão presidir à nova organização autárquica.
Da aplicabilidade desses critérios orientadores elaborou-se um mapa que aponta para a agregação ou fusão de muitas freguesias, que, no caso do distrito da Guarda, se eleva a 212.
Vejamos as freguesias que vão desaparecer em cada concelho se a reforma autárquica avançar nos exactos termos em que está definida no Documento Verde.
Sabugal (desaparecem 20 freguesias, num total de 40): Águas Belas, Aldeia da Ribeira, Badamalos, Baraçal, Forcalhos, Lomba, Moita, Nave, Penalobo, Pousafoles do Bispo, Rapoula do Côa, Rendo, Ruivós, Ruvina, Seixo do Côa, Vale das Éguas, Valongo, Vila Boa, Vila do Touro. Vilar Maior.
Aguiar da Beira (sete freguesias, num total de 13): Eirado, Forninhos, Gradiz, Pinheiro, Sequeiros, Souto de Aguiar da Beira, Valverde.
Almeida (23 freguesias, num total de 29): Ade, Aldeia Nova, Azinhal, Cabreira, Castelo Bom, Castelo Mendo, Freixo, Junca, Leomil, Malpartida, Mesquitela, Mido, Monte Perobolço, Naves, Parada, Peva, Porto de Ovelha, São Pedro de Rio Seco, Senouras, Vale de Coelha, Vale da Mula, Vale Verde, Vilar Formoso.
Celorico da Beira (15 freguesias, num total de 22): Baraçal, Cadafaz, Carrapichana, Cortiçô da Serra, Lajeosa do Mondego, Linhares, Maçal do Chão, Mesquitela, Minhocal, Prados, Rapa, Salgueirais, Velosa, Vide Entre Vinhas, Vila Boa do Mondego.
Figueira de Castelo Rodrigo (12 freguesias, num total de 17): Algodres, Almofala, Cinco Vilas, Colmeal, Escarigo, Freixeda do Torrão, Penha de Águia, Quintã de Pêro Martins, Vale de Afonsinho, Vermiosa, Vilar de Amargo, Vilar Torpim.
Fornos de Algodres (11 freguesias, num total de 16): Cortiço, Fuinhas, Juncais, Maceira, Matança, Muxagata, Queiriz, Sobral Pichorro, Vila Chã, Vila Ruiva, Vila Soeiro do Chão.
Gouveia (cinco freguesias, num total de 22): Figueiró da Serra, Freixo da Serra, Mangualde da Serra, Vila Cortês da Serra, Vila Franca da Serra.
Guarda (39 freguesias, num total de 55): Adão, Albardo, Aldeia do Bispo, Aldeia Viçosa, Alvendre, Avelãs de Ambom, Avelãs da Ribeira, Benespera, Carvalhal Meão, Cavadoude, Codesseiro, Corujeira, Faia, Fernão Joanes, Gagos, Gonçalbocas, João Antão, Meios, Mizarela, Monte Margarida, Pêro Soares, Porto da Carne, Pousade, Ramela, Ribeira dos Carinhos, Rocamondo, Santana da Azinha, Jarmelo (São Miguel), Jarmelo (São Pedro), Seixo Amarelo, Sobral da Serra, Trinta, Vale de Estrela, Vela, Videmonte, Vila Cortês do Mondego, Vila Franca do Deão, Vila Garcia, Vila Soeiro.
Manteigas (uma freguesia, num total de quatro): Vale da Amoreira.
Mêda (13 freguesias, num total de 16): Aveloso, Barreira, Carvalhal, Casteição, Coriscada, Fonte Longa, Longroiva, Marialva, Pai Penela, Prova, Rabaçal, Ranhados, Vale Flor.
Pinhel (20 freguesias, num total de 27): Atalaia, Azevo, Bogalhal, Bouça Cova, Cerejo, Cidadelhe, Ervas Tenras, Ervedosa, Lamegal, Lameiras, Manigoto, Pereiro, Pomares, Póvoa D’ El-Rei, Safurdão, Santa Eufémia, Sorval, Valbom, Vale de Madeira, Vascoveiro.
Seia (10 freguesias, num total de 29): Cabeça, Carragozela, Folhadosa, Lajes, Santa Eulália, Santa Marinha, São Martinho, Sazes da Beira, Várzea de Meruge, Lapa dos Dinheiros.
Trancoso (26 freguesias, num total de 29): Aldeia Nova, Carnicães, Castanheira, Cogula, Cótimos, Feital, Fiães, Freches, Granja, Guilheiro, Moimentinha, Moreira de Rei, Palhais, Póvoa do Concelho, Reboleiro, Rio de Mel, Sebadelhe da Serra, Tamanhos, Terrenho, Torre do Terrenho, Torres, Valdujo, Vale do Seixo, Vila Franca das Naves, Vila Garcia, Vilares.
Vila Nova de Foz Côa (10 freguesias, num total de 17): Castelo Melhor, Chãs, Horta, Mós, Murça, Numão, Santa Comba, Santo Amaro, Sebadelhe, Touca.

A situação é muito diferente em Castelo Branco, onde a redução das freguesias levará apenas à agregação ou fusão de 39 em todo o distrito – as mesmas que desaparecem apenas no concelho da Guarda. Belmonte perde apenas uma freguesia – Colmeal da Torre – enquanto que Penamacor perde cinco – Águas, Aldeia de João Pires, Bemposta, Meimão e Vale da Senhora da Póvoa.
plb

O deputado do PSD eleito pelo círculo da Guarda, Carlos Peixoto, defendeu na Assembleia da República a necessidade de se garantir a fiabilidade dos dados estatísticos contidos no Relatório de Segurança Interna (RASI), cuja edição de 2010 foi ontem discutida com os deputados.

Carlos Peixoto interveio após o Ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, se ter congratulado com os resultados obtidos pelo anterior governo em matéria de segurança. No decurso de uma intervenção destinada a apresentar o RASI de 2010, o ministro considerou os dados do relatório «globalmente positivos, apesar do pequeno acréscimo da criminalidade violenta», destacando ainda o facto de Portugal continuar a ser «um dos países mais seguros da Europa».
O deputado de Gouveia, Carlos Peixoto, sustentou que de facto «Portugal é um país seguro», embora admita que esta é uma situação que «é previsível que se altere». De resto, foi o único parlamentar a alertar para a velha questão da fiabilidade dos números da criminalidade em Portugal: «é preciso garantir que os dados estatísticos que são publicados no RASI reflectem, de facto, a realidade». Manifestou ainda a dúvida «se as participações directamente feitas ao Ministério Público estão incluídas» e defendeu a realização por parte do governo de «estudos rigorosos» com vista a apurar a dimensão das chamadas «cifras negras», onde estão incluídos os crimes que não são participados.
Ministro considerou haver uma «especial vulnerabilidade» das pessoas que residem nas zonas rurais do interior do país, o que motivará o accionamento de um programa de reforço da segurança para quem vive e trabalha no meio rural.
Segundo os dados que constam no RASI, verificou-se em 2010 uma redução da criminalidade geral em 0,6 por cento face a 2009
plb

No dia 15 de Julho, a GNR de Vilar Formoso deteve um homem de 40 anos em Castelo Bom (concelho de Almeida) por possuir na sua residência duas armas de fogo ilegais. Quatro dias antes, no dia 11, a GNR de Gouveia detivera também quatro jovens por furto em residências.

A detenção do possuidor das armas ilegais aconteceu na sequência de uma busca domiciliária, em cumprimento de mandado judicial emitido no âmbito de um inquérito criminal registado por crime de ameaças. Durante a diligência foram encontradas duas de fogo, uma caçadeira de calibre 36 e uma espingarda de ar comprimido, assim como uma arma branca e 61 cartuchos calibre 36. O detido foi conduzido perante o juiz do Tribunal de Almeida, que lhe aplicou a medida de coação de Termo de Identidade e Residência.
Segundo o comunicado semanal do Comando Territorial da Guarda da GNR, também foram detidos do dia 11 de Julho quatro indivíduos, de 19, 20 e 21 anos de idade, residentes em Vila Nova de Gaia e no Porto, pela prática de crimes de furto em duas residências em Aldeias e Rio Torto (concelho de Gouveia). Foram recuperados os objectos e valores furtados, entre os quais diversos artigos em ouro e prata, material de som e imagem e dinheiro, no valor total de 14.100 euros, subtraídos das duas residências. Aos suspeitos, foi-lhes ainda apreendido o veículo em que se faziam transportar, propriedade de um deles.
Os detidos, já com antecedentes criminais e referenciados pela prática de diversos furtos nas zonas de Gaia, Cantanhede, Mira, Oliveira do Hospital, Santa Comba Dão, Seia e Gouveia, foram presentes ao Tribunal de Gouveia, que os sujeitou a prisão preventiva, recolhendo ao Estabelecimento Prisional de Viseu.
plb

Os primeiros 14 presidentes de Câmara do distrito da Guarda (após o 25 de Abril de 1974) foram homenageados no Governo Civil por Santinho Pacheco. Reportagem da jornalista Sara Castro com imagens de Paula Pinto da Redacção da LocalVisãoTv (Guarda).

Local Visão Tv - Guarda
Vodpod videos no longer available.

jcl

O governador civil da Guarda, Santinho Pacheco, vai homenagear, esta quinta-feira, dia 28 de Abril, os primeiros presidentes de câmara municipal do distrito eleitos democraticamente após o 25 de Abril de 1974. A família de João A. Antunes Lopes, primeiro presidente da Câmara Municipal do Sabugal, vai receber a título póstumo a condecoração.

Santinho Pacheco - Governador Civil - GuardaNo salão nobre do Governo Civil da Guarda vai ter lugar, às 21.00 horas desta quinta-feira, a cerimónia de homenagem aos primeiros presidentes de câmara do distrito da Guarda.
A sessão solene vai contar com a presença do secretário de Estado da Administração Local, José Junqueiro, do primeiro governador civil da Guarda, Alberto Antunes (do concelho do Sabugal) e do actual, Santinho Pacheco.
Além de João A. Antunes Lopes (a título póstumo), primeiro presidente da Câmara Municipal do Sabugal, vão ser homenageados os autarcas de Aguiar da Beira, António Raimundo Cunha (a título póstumo); Almeida, António José Sousa Júnior; Celorico da Beira, Carlos A. Faria de Almeida; Figueira de Castelo Rodrigo, José Pinto Lopes (a título póstumo); Fornos de Algodres, Francisco Paulo Almeida Menano; Gouveia, Alípio Mendes de Melo; Guarda, Victor Manuel Gonçalves Cabeço/Abílio Aleixo Curto; Manteigas, Homero Lopes Ambrósio (a título póstumo); Mêda, Luís E. Figueiredo Lopes (a título póstumo); Pinhel, António Luís Santos Fonseca; Seia, Jorge A. Santos Correia; Trancoso, António Almeida (a título póstumo) e Vila Nova de Foz Côa, José Costa Ferreira (a título póstumo).
«É tempo de a nível distrital se comemorar Abril da liberdade lembrando os primeiros presidentes de câmara eleitos nos 14 concelhos do nosso distrito, exaltando assim o papel insubstituível que o poder local desempenhou na construção desta segunda República e no arranque de um período de desenvolvimento e de modernização das nossas terras, sem paralelo em toda a nossa história secular», destacou Santinho Pacheco.
A cerimónia insere-se nas comemorações distritais do 25 de Abril.
jcl (com agência Lusa)

Na 14ª jornada do Campeonato Distrital da Primeira Divisão o SCSabugal deslocou-se a Gouveia. Do confronto com o Clube Desportivo de Gouveia resultou um empate a uma bola, resultado que acabou por não agradar ao SCSabugal pois merecia mais.

Sporting Clube SabugalO SCSabugal entrou em campo com a vontade assumida de tomar o rumo da partida e vencer o jogo, mas tal não foi possível, muito por culpa do guardião da equipa da casa, Buffon, mas também da equipa de arbitragem. Se por um lado era Buffon a negar o golo ao Sabugal, como fez por várias vezes, como por exemplo, ainda na primeira parte, numa das melhores defesas da tarde onde defende para canto fazendo a bola passar por cima da barra da baliza negando assim o golo a Nuno Marcos. Noutras ocasiões era a equipa de arbitragem a dificultar a vida ao Sabugal. Foram situações como foras-de-jogo duvidosos e faltas inexistentes que começaram por «pôr os nervos em pé», quer a jogadores como a adeptos da equipa visitante. Ainda assim o resultado ao intervalo manteve-se inalterado.
Já na segunda metade do desafio as coisas complicaram-se, aproveitando um livre bastante duvidoso, Fábio Nascimento não desperdiçou e marcou. O SCSabugal não baixou os braços e, na busca do golo, consegue também um livre minutos depois numa posição frontal para a baliza à guarda de Buffon, mais uma das situações protagonizadas por André Rafael, ao não assinalar uma grande penalidade a favor do Sabugal pois um jogador do Gouveia que constituía a barreira corta a bola com a mão. Mesmo com estas controvérsias o SCSabugal por intermédio de Carvalhinho consegue repor a igualdade no marcador repondo também alguma justiça no resultado.
De salientar também uma falta sobre o guardião do Sabugal, Fred, que levaria à expulsão de um atleta da casa por acumulação de amarelos. Porém tal não se verificou e, minutos depois, Batista vê o vermelho directo ficando o Sabugal reduzido a 10 jogadores.
Relacionando esta partida com as restantes do topo da tabela, o Sabugal posiciona-se neste momento na terceira posição com 27 pontos a um do segundo classificado, o Meda, e a dois do primeiro o, Foz Côa.
Quanto às camadas jovens do clube, jogaram este fim-de-semana: Feminino, Infantis, Iniciados, Juvenis e Juniores. À excepção do futebol feminino, que se deslocou a Seia e perdeu por duas bolas a zero, as restante equipas venceram, de salientar a equipa de juniores que está neste momento em primeiro lugar com mais sete pontos que o segundo classificado.
Cláudia Janela

O CERVAS devolve à Natureza, entre 10 e 17 de Setembro, 21 aves selvagens nos concelhos do Sabugal, Guarda, Gouveia, Almeida Penamacor, Mangualde, Oliveira do Hospital, Coimbra e Montemor-o-Velho.

CERVASO CERVAS – Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (Gouveia) devolve à Natureza, entre os dias 10 e 17 de Setembro, aves selvagens recuperadas no centro (hospital) de Gouveia.
Os animais recuperados são seis grifos (Gyps fulvus), cinco corujas-das-torres (Tyto alba), três águias-calçadas (Aquila pennata), três peneireiros-vulgares (Falco tinunculus), dois gaviões (Accipiter nisus) e dois milhafres-pretos (Milvus migrans) e vão ser devolvidos à natureza nos concelhos de Sabugal, Guarda, Gouveia, Almeida, Penamacor, Mangualde, Oliveira do Hospital, Coimbra e Montemor-o-Velho.

10 de Setembro, sexta-feira.
12.00 – Devolução à natureza de três grifos.
Alimentador de Aves Necrófagas da Serra da Malcata, Sabugal.

Estas três aves são animais juvenis que, ao iniciarem o processo de dispersão após a saída do ninho, não terão conseguido encontrar alimento, tendo por isso ficado muito debilitados. O seu processo de recuperação no CERVAS consistiu em alimentação para que pudessem alcançar uma boa condição física, treinos de voo e o contacto com animais da mesma espécie. A sua devolução à natureza irá realizar-se num local com as condições adequadas à espécie.
15.00 – Devolução à natureza de peneireiro-vulgar. Albardo, Guarda.
Esta ave foi encontrada, em Abril de 2009 na freguesia de Albardo (Guarda) por um particular, que o recolheu e entregou à equipa do SEPNA da GNR da Guarda, que procedeu à entrega da mesma no CERVAS. No momento do seu ingresso, ave apresentava uma fractura no úmero direito, compatível com trauma. Numa fase inicial, o seu processo de recuperação envolveu o tratamento da lesão e, numa fase posterior, em treinos de voo e de caça, bem como contacto com animais da mesma espécie.

12 de Setembro, domingo.
13.30 – Devolução à natureza de gavião. Cativelos, Gouveia.
Esta ave foi encontrada por um particular, após ter caído do ninho. O seu processo de recuperação envolveu a alimentação, de modo a permitir um correcto desenvolvimento muscular e também da plumagem de voo, o contacto com animais da mesma espécie, de modo a permitir a aprendizagem dos comportamentos típicos, e também treinos de voo e de caça. Esta acção de devolução à Natureza será integrada nas actividades do «Encontro Ibérico Land Rover 2010», que irá decorrer em no Parque da Sra. dos Verdes (Cativelos, Gouveia) entre 12 e 14 de Setembro.

14 de Setembro, terça-feira.
11.00 – Devolução à natureza de três grifos.
Alimentador de Aves Necrófagas da Serra da Malcata, Sabugal

Ponto de encontro: Parque de Estacionamento próximo do Castelo do Sabugal e das bombas da GALP, às 10.00 horas.
Estas três aves são animais juvenis que, ao iniciarem o processo de dispersão após a saída do ninho, não terão conseguido encontrar alimento, tendo por isso ficado muito debilitados. O seu processo de recuperação no CERVAS consistiu em alimentação para que pudessem alcançar uma boa condição física, treinos de voo e o contacto com animais da mesma espécie. A sua devolução à natureza irá realizar-se num local com as condições adequadas à espécie.
14.00 – Devolução à natureza de duas águias-calçadas. Penamacor.
Ponto de encontro: Piscinas Municipais de Penamacor.
A primeira ave foi recolhida em Quadrazais, no concelho do Sabugal, em Agosto de 2008, por um particular, aparentando ter dificuldade em voar, tendo sido entregue no CERVAS por intermédio de um vigilante da Reserva Natural da Serra da Malcata. Na altura do seu ingresso verificou-se que se a ave se apresentava bastante debilitada, tendo o seu processo de recuperação incidido na alimentação de modo a permitir que alcançasse uma boa condição física, treinos de voo e de caça e ainda o contacto com animais da mesma espécie. A segunda ave encontrava-se numa situação de cativeiro ilegal, tendo sido recolhida por elementos da equipa do SEPNA da Serra da Malcata. Apresentava alguns sinais ligeiros de domesticação, pelo que o seu processo de recuperação incidiu essencialmente no contacto com animais da mesma espécie de modo a que pudesse readquirir os comportamentos normais da espécie, tendo sido ainda submetida a treinos de voo e de caça.
16.30 – Devolução à natureza de águia-calçada. Miuzela, Almeida
Ponto de encontro: Cemitério de Miuzela.
Esta ave foi encontrada por um particular, na localidade de Miuzela, tendo a sua recolha e transporte até ao CERVAS sido feita pela equipa do SEPNA da GNR da Vilar Formoso. No momento do seu ingresso verificou-se que a ave se encontrava debilitada, pelo que o seu processo de recuperação envolveu a alimentação, de modo a que pudesse recuperar uma boa condição corporal, tendo ainda sido submetida a treinos de voo e de caça, para além de ter sido mantida em contacto com animais da mesma espécie.

15 de Setembro, quinta-feira.
15.00 – Devolução à natureza de peneireiro-vulgar. Alcafache, Mangualde.
Ponto de encontro: Igreja Matriz de Alcafache.
Esta ave foi encontrada na freguesia de Alcafache, tendo sido recolhida por um particular e entregue à equipa do SEPNA da GNR de Mangualde, que procedeu ao transporte até ao CERVAS. Apresentava-se bastante debilitado e o seu processo de recuperação incidiu na alimentação de modo a que pudesse recuperar a sua forma física, tendo sido também submetido a treinos de voo e de caça, bem como ao contacto com animais da mesma espécie.
17.00 – Devolução à natureza de gavião. Pinheiro de Baixo, Mangualde.
Ponto de encontro: Capela de S. Silvestre, Pinheiro de Baixo.
Esta ave foi encontrada num jardim de uma residência, tendo sido recolhida por um particular e entregue à equipa do SEPNA da GNR de Mangualde. Na altura do seu ingresso no CERVAS verificou-se a que a ave apresentava alguns sinais neurológicos compatíveis com uma colisão, pelo que o seu processo de recuperação iniciou-se com uma terapia de suporte, de modo a permitir que a ave recuperasse a sua forma física e, numa fase posterior, foi submetida a treinos de voo e de caça, bem como ao contacto com animais da mesma espécie.
18.30 – Devolução à natureza de três corujas-das-torres. Mourilhe, Mesquitela, Mangualde.
Ponto de encontro: EB 1 de Mourilhe.
Estas aves foram encontradas por um particular caídas do ninho, sem ainda terem plenas capacidades de voo, tendo sido encaminhadas para o CERVAS pela equipa do SEPNA da GNR de Mangualde. No centro passaram pelo processo de recuperação comum a outras aves que entram como crias/juvenis, que passa pela alimentação adequada para que a ave atinja o peso ideal e tenha um normal desenvolvimento corporal e da plumagem. Foram ainda colocadas em contacto com outros indivíduos da mesma espécie para que adquirissem comportamentos naturais, bem como submetidas a treinos de voo e caça para se tornarem aptas a serem devolvidas à natureza, perto do local onde foram encontradas.
18.30 – Devolução à natureza de uma coruja-das-torres. Penalva de Alva, Oliveira do Hospital.
Ponto de encontro: Igreja Matriz de Penalva de Alva.
Esta ave foi encontrada no interior da Igreja Matriz de Penalva de Alva, após ter caído do ninho, tendo sido recolhida por um particular, que a entregou à equipa do SEPNA da GNR da Lousã. O seu processo de recuperação decorreu de forma similar aquilo que sucede com os animais que ingressam enquanto crias/juvenis, desde a alimentação para assegurar um correcto desenvolvimento corporal e da plumagem de voo, passando pelo contacto com animais da mesma espécie e treinos de voo e de caça.

16 de Setembro, sexta-feira.
15.00 – Devolução à natureza de dois milhafres-pretos. Coimbra.
Ponto de Encontro: Sede da Reserva Natural do Paúl de Arzila – Mata Nacional do Choupal.
Estas duas aves ingressaram no CERVAS bastante jovens, tendo sido animais recolhidos após a sua queda do ninho, sendo que um deles apresentava também uma fractura na asa. Para além do tratamento da fractura neste último, o processo de recuperação das duas aves envolveu todos os passos típicos de casos de crias/juvenis, como a alimentação, os treinos de voo e de caça e o contacto com animais da mesma espécie.
17.00 – Devolução à natureza de um peneireiro-vulgar. Montemor-o-Velho.
Ponto de Encontro: Centro de Alto Rendimento (CAR) de Montemor-o-Velho.
Esta ave foi encontrada na freguesia de Montemor-o-Velho, por um particular, tendo sido entregue à equipa do SEPNA da GNR desta localidade. Posteriormente foi entregue aos cuidados da Reserva Natural do Paúl de Arzila, que encaminhou a ave para o CERVAS. Apresentava lesões compatíveis com atropelamento e o seu processo de recuperação consistiu no tratamento das mesmas, bem como em treinos de voo e de caça, para além do contacto com animais da mesma espécie.
18.30 – Devolução à natureza de coruja-das-torres. Eiras, Coimbra.
Ponto de Encontro:Campo do Vale do Fojo (União Clube Eirense).
Esta ave foi recolhida por um particular, após ter caído do ninho, tendo sido entregue aos funcionários da Reserva Natural do Paúl de Arzila, que posteriormente a encaminharam para o CERVAS. Sendo um animal juvenil, o seu processo de recuperação incidiu na alimentação da ave, de modo a permitir um correcto desenvolvimento tanto a nível físico, como da plumagem de voo, para além de ter sido submetida a treinos de voo e de caça e ao contacto com animais da mesma espécie.
jcl (com cervas)

A segunda edição do festival de sabores gastronómicos «Tapiscos» está marcada para os dias 9, 10 e 11 de Julho, em Gouveia.

O Festival de Sabores «Tapiscos» foi realizado a primeira vez em 2009 por iniciativa do Município de Gouveia e da AssociaSãoJulião. O sucesso da iniciativa levou a que o Município de Gouveia e a AssociaSãoJulião, se associassem novamente, para concretizar mais uma edição gastronómica.
O festival gastronómico que decorre durante três dias (sexta, sábado e domingo) tem a participação de 14 estabelecimentos de restauração: Verde Água, O Flor, Trave Velha, Parró, Cruzeiro, Lá emCasa, O Cunha, Quinta das Cegonhas, Gouveia em Petisco, Alfátima, Gouviquente, ABM, Bazar Serrano e O Italiano.
Os restaurantes aderentes são reconhecidos pela sua arte «petisqueira» e prometem satisfazer os gostos mais requintados dos apreciadores desta componente gastronómica.
Na entrada no recinto do Festival será cobrada o valor simbólico de 1 Euro, que permitira a entrada durante os três dias dos «Tapiscos», mediante a apresentação de uma pulseira que será entregue a todos os utentes do Festival.
Como complemento ao programa, o Instituto de Gouveia fará nos três dias do certame provas de degustação com produtos regionais, onde irão predominar os vinhos, queijos e fumados.
A abertura oficial deste Festival está marcada para esta sexta-feira, dia 9 de Julho às 19,00 horas. No sábado e domingo a abertura será às 12.00 e o encerramento às 24.00 horas.
jcl

Resumo do jogo Gouveia-Sabugal (0-5) com reportagem de Sérgio Caetano da LocalVisãoTv (Guarda).

Local Visão Tv - Guarda
Vodpod videos no longer available.

jcl

E agora… aguenta coração!! É o que se pode dizer após a vitória do Sabugal frente ao Gouveia por 5-0 encurtando distância em relação ao líder, quando falta apenas uma jornada para o termo do Campeonato Distrital de Futebol da 1.ª Divisão da Guarda.

Sporting Clube Sabugal - emblemaA penúltima jornada, com os dois jogos que concentravam as atenções, vieo pôr ao rubro a distrital. O Sabugal foi a Gouveia vencer por cinco bolas a zero, enquanto o Aguiar da Beira cedia um comprometedor empate caseiro frente ao Trancoso. A distância para o Sabugal encurtou para um ponto, a uma jornada do fim do campeonato.
Na última jornada o Aguiar desloca-se a Vila Nova de Tazém e o Sabugal recebe em casa o Vila Cortez. Nesta última etapa os corações vão estar no Sabugal e os ouvidos no campo do Vilanovense.
Em Gouveia o Sabugal realizou a melhor exibição da época, tendo dominado o encontro do primeiro ao último minuto, só não conseguiu um resultado mais desnivelado porque os avançados do Sabugal estiveram bastante perdulários e ainda enviam duas bolas ao ferro da baliza adversária.
Durante o jogo, tal como já foi referido, o Sabugal realizou uma exibição à campeão. Manata inaugurou o marcador, logo no primeiro minuto de jogo, na conversão de um livre. Poucos minutos depois Ricardito, na transformação de uma grande penalidade, ampliou para dois a zero, resultado com que se chegou ao intervalo.
Na segunda parte o Sabugal limitou-se a jogar de forma a tentar ampliar o marcador, o que viria a conseguir com a obtenção de mais três golos, um por Manata outro por Ricardito e, a fechar a contagem, por Vaz Alves.
No próximo dia 16 de Maio apelamos aos Sabugalenses em particular e aos amantes do futebol em geral que compareçam em massa no Estádio Municipal para apoiar a equipa, de forma a garantir a concretização do sonho do Sabugal: ter uma equipa nos campeonatos nacionais.
Carlos Janela

A equipa de futebol do Sporting Clube do Sabugal fez história no Municipal da Guarda ao conseguir arrebatar a Taça de Honra da Associação de Futebol da Guarda, num jogo muito disputado com a equipa de Gouveia, que face ao empate final a duas bolas, obrigou à disputa por grandes penalidades

A final da Taça Professor Madeira Grilo de Honra, disputada ontem, dia 3 de Abril, foi para a equipa do Sabugal o culminar duma caminhada que, por coincidência, também começou na cidade da Guarda, com uma deslocação ao terreno do Mileu, cujo jogo também foi ganho através de grandes penalidades. Desde esse dia, o Sabugal eliminou sempre, na qualidade de visitante, as equipas de Pala, do Soito, de Manteigas (este no Municipal do Sabugal) e, finalmente, a grande vitória sobre o Gouveia na Guarda.
Durante os noventa minutos da final só uma equipa pretendeu vencer o jogo e essa equipa foi o Sabugal, pois desde o primeiro minuto lançou-se deliberadamente ao ataque. O Gouveia só em esporádicos contra ataques conseguia chegar à baliza do Sabugal, porém no primeiro remate à baliza conseguiu marcar. O Sabugal continuou a carregar e conseguiu o empate por Ricardito. Com uma eficácia impressionante o Gouveia voltou a adiantar-se no marcador através duma grande penalidade inexistente, pois o lance foi fora da grande área, assim se chegando ao intervalo com o resultado favorável ao Gouveia por 1-2.
Na segunda metade acentuou-se o domínio do Sabuga, mas continuando a falhar golos de forma incrível. Nestes segundos 45 minutos há a registar apenas dois remates sem perigo do Gouveia à baliza adversária, e por aqui se vê o domínio avassalador do Sabugal, que viria a ser recompensado com o golo do empate. Marcou de novo Ricardito na transformação duma grande penalidade cometida sobre Nuno Marcos.
Tal como prevêem os regulamentos, findos os 90 minutos com um empate no marcador, passou-se de imediato à marcação das grandes penalidades para decidir o vencedor. Aí brilhou a grande altura o guardião do Sabugal, de seu nome Fred, que se tornou o herói do jogo ao defender três penaltis, colaborando assim de forma decisiva para a vitória da sua equipa.
Por fim, temos a registar a falta de fair-play da equipa do Gouveia, que abandonou o recinto de jogo sem ter recebido as medalhas correspondentes ao segundo lugar.
Um último apontamento direccionado para a Junta de Freguesia do Sabugal, que disponibilizou os autocarros necessários para o transporte dos adeptos que foram apoiar a equipa, e nesse campo o Sabugal goleou o adversário.
Nesta hora de alegria não pode passar em claro uma menção para a equipa de iniciados do Clube que, ao vencer o Freixo de Numão por 14-0, conseguiu o apuramento para a fase final da competição, onde se vai decidir o campeão distrital, a sair das equipas do Sabugal, Aguiar da Beira, Seia e NDS Guarda.
Carlos Janela

Imagens do XXI Capítulo da Confraria do Queijo Serra da Estrela e da XIX Festa do Queijo e dos Produtos de Qualidade de Oliveira do Hospital.

GALERIA DE IMAGENS – 20-3-2010
Fotos Capeia Arraiana  –  Clique nas imagens para ampliar

O XXI Capítulo da Confraria do Queijo Serra da Estrela teve lugar em Oliveira do Hospital no dia 20 de Março e integrou a XIX Festa do Queijo e outros produtos locais de qualidade. A chuva – sempre tão abençoada pelos pastores – fez questão de marcar presença com muita intensidade ao longo do dia inviabilizando algumas actividades previstas. O presidente do Município local, José Carlos Alexandrino, e o confrade Pedro Couceiro da Confraria do Queijo Serra da Estrela estiveram sempre presentes ao longo da jornada acompanhando de perto os convidados e os visitantes. A Confraria do Bucho Raiano fez-se representar com cinco confrades no Capítulo da sua confraria madrinha.

Oliveira do Hospital - XIX Festa do Queijo Serra da Estrela - XXI Capítulo Confraria Queijo Serra da EstrelaA XIX Festa do Queijo Serra da Estrela reuniu uma multidão que se refugiou do mau tempo no espaço do Mercado Municipal. Lá fora os rebanhos premiados ficaram retidos no curral improvisado no parque de estacionamento e as tosquias de ovelhas e a actuação dos diversos grupos musicais ira decorrendo «nos intervalos» da chuva. Aqui e além percebiam-se entre os visitantes os trajes dos muitos confrades que marcaram presença logo pela manhã.
A Feira contou com a visita do secretário de Estado das Florestas, Rui Barreiro, sempre acompanhado pelo presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, e do líder nacional do CDS-PP, Paulo Portas.
Uma reunião, ao meio-dia, no Salão Nobre da Câmara Municipal serviu para apresentar a recém-criada Plataforma de Desenvolvimento da Região Centro Interior onde estão depositadas muitas esperanças para inverter a situação de crise nas terras da Beira Serra.
Entre as várias intervenções destacamos o empenho de José Carlos Alexandrino em reunir todos os municípios produtores de Queijo Serra da Estrela para a realização da «maior acção de marketing de sempre»: «Quero levar mil ovelhas até Lisboa e descer com elas a Avenida da Liberdade», desvendou o autarca que acrescentou ainda ser sua intenção criar um Museu do Queijo «vivo e onde as crianças e jovens vejam como se faz o queijo e como se ordenam as ovelhas». A ideia faz-nos lembrar a fórmula ganhadora do Museu do Pão em Seia.
O secretário de Estado, Rui Barreiro, deixou uma mensagem de coragem e a sugestão da criação de uma feira de dimensão nacional – em Lisboa ou no Porto – que reúna todos os municípios produtores e transforme o Queijo Serra da Estrela em marca internacionalmente reconhecida.
A Plataforma de Desenvolvimento da Região Centro Interior conta com o apoio do Ministério da Agricultura e propõe-se «alavancar a actividade económica, melhorar a qualidade de vida e promover o uso sustentável do espaço territorial incidindo em cinco grandes áreas – floresta e agricultura, energias renováveis, actividade empresarial, turismo e sociedade».
O almoço do XXI Capítulo da Confraria Queijo Serra da Estrela decorreu na sede da ANCOSE – Associação Nacional dos Criadores de Ovinos da Serra da Estrela com visita às instalações.
Às 18 horas aproveitando mais uma «aberta no tempo» teve lugar o desfile das confrarias do mercado até aos Paços do Concelho onde decorreu o XXI Capítulo da Confraria do Queijo Serra da Estrela presidido pelo grão-mestre Manuel Leal Freire. A cerimónia teve início com as intervenções do Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital e do confrade-presidente da Confraria dos Amigos dos Queijos do Principado das Astúrias. O Capítulo incluiu a entronização de novos confrades, a apresentação do portal da Confraria, a entrega do diploma da medalha de ouro ao Queijo Serra da Estrela produzido na Quinta da Cobrançã conquistada nas VI Olímpiadas de Queijos de Montanha realizadas em Bellelay e Saignelégier na Suíça e a declamação de poesia do livro «Trovas de Escárnio e Vernáculo», de Manuel Leal Freire. A cerimónia terminou com a chamada de todas as confrarias presentes – incluindo a Confraria do Bucho Raiano – e a entrega de lembranças. O jantar teve lugar na Pousada Convento do Desagravo em Vila Pouca da Beira.
jcl

GALERIA DE IMAGENS – BTL 2010 – 16-1-2009
Fotos Capeia Arraiana – Clique nas imagens para ampliar

GALERIA DE IMAGENS – BTL 2010 – 16-1-2009
Fotos Capeia Arraiana – Clique nas imagens para ampliar

Dentre as centenas de locais nomeados para o concurso «7 Maravilhas Naturais de Portugal» está o Parque Natural da Serra da Malcata, atendendo à sua beleza e unicidade da paisagem, sua importância ecológica e estado de conservação, critérios de base de que se serviram os especialistas.

Serra da MalcataO concurso integra sete categorias: Zonas Marinhas, Zonas Aquáticas Não Marinhas, Grutas e Cavernas, Praias e Falésias, Florestas e Matas, Grandes Relevos e Áreas Protegidas.
De acordo com dados constantes na página on-line das 7 Maravilhas Naturais de Portugal, fazem ainda parte dos nomeados outros locais da região, como a Serra do Pisco (Guarda), o Vale do Rio Águeda (Figueira de Castelo Rodrigo), Casais do Folgosinho (Gouveia), Vale Glaciar do Zêzere e Covão d’Ametade (Manteigas), Rio Ocreza e Serra da Gardunha (Fundão), Ribeira do Paul (Covilhã), Parque Icnológico de Penha Garcia e Inselberg de Monsanto (Idanha-a-Nova).
A maior parte das candidaturas validadas são montanhas, vales, serras e formações rochosas, onde se destacam, entre outras as serras de Marvão e São Mamede (Portalegre) ou as Pedras Parideiras (Arouca) e a Pedra Bolideira (Chaves). O rio Vez (Arcos de Valdevez), as Fisgas de Ermelo (Mondim de Basto) e as Portas do Vale do Almourão (Proença-a-Nova).
A categoria de Zonas Aquáticas Não Marinhas inclui a Lagoa de Óbidos, a Ria de Alvor (Portimão), os rios Mouro (Monção), Alva (em Moura Morta, Poiares), Douro (Peso da Régua) e Paiva (Arouca). Integra ainda a Cascata da Cabreia (Sever do Vouga), a Fraga da Pena (Arganil) e o Sapal do Rio Coina (Barreiro).
Já nas Zonas Marinhas destaca-se a Ilha da Berlenga e a Onda dos Supertubos, na praia do mesmo nome, em Peniche.
A praia da Amoreira (Aljezur), o Litoral do Guincho (Cascais), a Ponta João D’Arens (Portimão), o Cabo da Roca (Sintra) e a Fajã dos Padres (Madeira) integram a categoria Praias e Falésias. Esta inclui ainda a Praia Velha, Concha e São Pedro de Moel (Marinha Grande), as Falésias do Cabo Mondego (Figueira da Foz) e as praias fluviais de Fragas de São Simão e Ana de Aviz (Figueiró dos Vinhos).
A Furna do Enxofre (Santa Cruz da Graciosa, Açores), as grutas de Alvados, Santo António e Mira e Aire (Porto de Mós), Moeda (Batalha) e o Algar do Pena (Santarém) aparecem na categoria Grutas e Cavernas.
Nas Florestas e Matas há a assinalar as candidaturas da Mata Nacional do Buçaco (Mealhada), o Pinhal do Rei/Mata Nacional de Leiria (Marinha Grande) e os Montados de Sobro e Azinho (Avis, Portalegre), entre outras.
A Reserva Natural da Serra da Malcata concorre na categoria reservada às áreas protegidas, donde ainda fazem parte o Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, a Ria Formosa (Algarve), o Estuário do Tejo ou a Floresta Laurisilva (São Vicente, Madeira), o Parque Natural de Montesinho (Vinhais) e a Área da Reserva da Lagoa de Santo André (Santiago do Cacém).
A lista de candidaturas será analisada por 77 especialistas que vão eleger as 77 candidatas (11 de cada categoria) para a fase seguinte, o que acontecerá a 7 de Fevereiro.
Em 7 de Março são anunciados os 21 locais finalistas (três por categoria). A votação pública para as 7 Maravilhas Naturais de Portugal acontecerá depois até 7 de Setembro.
plb

O Turismo de Portugal vai financiar a construção de três novos hotéis na região da Serra da Estrela, com o fim de dar suporte ao turismo. O investimento nos novos hotéis beirões ronda os 20 milhões de euros.

Penamacor, Fornos de Algodres e Gouveia serão as localidades que recebem as novas unidades hoteleiras. Em Penamacor vai construir-se o hotel de três estrelas Quinta do Cafalado, que orça em 6,3 milhões de euros. Trata-se do primeiro hotel deste concelho raiano da Beira Interior, e terá 52 quartos. A sua construção resulta de um consórcio entre a Câmara de Penamacor e a empresa de gestão de complexos urbanísticos Martep, de Pombal. Esta nova unidade hoteleira poderá complementar o serviço já prestado pelas unidades hoteleiras de Belmonte e Sabugal, apoiando o turismo na região raiana.
Também Fornos de Algodres terá um hotel pela primeira vez na sua história. Terá quatro estrelas e chamar-se-á Hotel Terras Serranas, tendo 108 quartos e correspondendo a um investimento privado de 8,5 milhões de euros.
Em Gouveia será construído o Hotel Lótus, sendo das três novas unidades hoteleiras a que fica mais próxima da Serra da Estrela. Para este investimento ainda falta assinar o respectivo contrato de construção, cujo texto está em fase de conclusão. Será um hotel de charme, de quatro estrelas, a ele correspondendo um investimento de 4,3 milhões de euros.
plb

Continuo a trazer aos leitores deste Blogue iniciativas levadas a cabo em alguns Concelhos de Portugal e que constituem bons exemplos de intervenção.

Ramiro Matos – «Sabugal Melhor»Não me refiro nesta crónica a um Concelho específico, englobando antes um conjunto de 96 concelhos que, um pouco por todo o País, criaram até Setembro de 2009 os Fundos Municipais FINICIA.
Destaco que destes Concelhos, 7 pertencem ao distrito da Guarda – Almeida, Figueira de Castelo Rodrigo, Gouveia, Guarda, Manteigas, Seia e Trancoso; e 2 ao distrito de Castelo Branco – Penamacor e Proença-a-Nova.
O FINICIA é um Programa promovido pelo Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e ao Investimento (IAPMEI), vocacionado para o apoio a projectos de forte conteúdo inovador, negócios emergentes de pequena escala e iniciativas empresariais de interesse regional.
Tem como objectivo central facilitar o acesso ao financiamento pelas empresas de menor dimensão, sendo um produto de crédito destinado ao apoio a projectos de investimento desenvolvidos por micro e pequenas empresas no concelho.
Um fundo FINICIA pretende:
– Dinamizar o tecido empresarial do Concelho;
– Estimular o investimento das Micro e Pequenas Empresas do Concelho;
– Melhorar os produtos e/ ou serviços prestados;
– Promover a modernização das instalações e equipamentos.
Um Fundo FINICIA assenta numa Parceria envolvendo obrigatoriamente o Município, o IAPMEI, uma entidade bancária e uma sociedade de garantia mútua, para além doutros parceiros locais e/ou regionais, tendo um capital social máximo de 500.000 euros, dos quais 20% pertencem à Autarquia e os restantes 80% à entidade bancária.
O financiamento a projectos de investimento através do FINICIA é limitado a um valor limite de 45.000 euros por projecto, dos quais 80% revestem a forma de empréstimo bancário de Médio/Longo Prazo, a juros bonificados e os restantes 20% são um subsídio reembolsável sem juros.
«Sabugal Melhor», opinião de Ramiro Matos

rmlmatos@gmail.com

O Conselho de Ministros, por proposta do ministro da Administração Interna, Rui Pereira, aprovou esta quinta-feira, 19 de Novembro, a nomeação de António Santinho Pacheco para Governador Civil da Guarda.

O ex-presidente da Câmara Municipal de Gouveia, substituiu Maria do Carmo Borges, que manifestara vontade de sair do cargo. O nome de Santinho Pacheco era falado nos bastidores como possível novo Governador Civil, o que hoje se confirmou.
Santinho Pacheco é membro do Secretariado da Federação Distrital da Guarda do Partido Socialista e da Comissão Nacional do partido. O novo governador civil tem 58 anos e para além de presidente da Câmara de Gouveia foi deputado à Assembleia da República pelo Partido Socialista. Foi ele que, enquanto deputado, propôs a integração da freguesia de Vale da Amoreira no concelho de Manteigas. Também enquanto deputado integrou as comissões parlamentares de Administração e Ordenamento do Território e de Saúde e Toxicodependência
O Conselho de Ministros nomeou hoje todos os novos governadores civis dos 18 distritos do Continente.
Além de Santinho Pacheco, foram também nomeados pelo Governo José Barbosa Mota (em Aveiro), Manuel Monge (em Beja), Fernando Moniz (Braga), Jorge Gomes (Bragança), Maria Alzira Serrasqueiro (Castelo Branco), Henrique Fernandes (Coimbra), Fernanda Ramos (Évora), Isilda Gomes (Faro), José Carvalho (Leiria), António Galamba (Lisboa), Jaime Estorninho (Portalegre), Maria Isabel Santos (Porto), Sónia Mendes (Santarém), Manuel Malheiros (Setúbal), José Joaquim Guerreiro (Viana do Castelo), Alexandre Chaves (Vila Real) e Miguel Albuquerque (Viseu).
plb

O empresário Manuel José Ferreira Godinho, de 54 anos, que foi há dias detido pela Polícia Judiciária e depois sujeito a prisão preventiva, no seguimento da operação «Face Oculta», que envolve grandes figuras nacionais, foi quem vendeu a antiga fábrica da Cristalina à Câmara Municipal do Sabugal, a fim de aí se instalar o Pólo Empresarial do Soito, depois chamado Centro de Negócios Transfronteiriço.

Centro de Negócios Transfronteiriço do SoitoOs nomes e os casos vão surgindo a conta gotas, estando sobretudo envolvidos quadros superiores de empresas detidas directa ou indirectamente pelo Estado. Porém o semanário Expresso refere na sua última edição que a Polícia Judiciária fará de seguida uma investigação exaustiva aos negócios que o empresário manteve com várias câmaras municipais. O despacho do juiz de instrução aponta de resto esse mesmo caminho ao referir que Manuel Godinho subornou membros de vários executivos municipais. A câmara de Gouveia, já referenciada nos autos, poderá ser a primeira a ser investigada.
O empresário de Ovar, celebrou, no ano de 2004, um negócio com a Câmara Municipal do Sabugal, através da empresa Manuel J. Godinho – Administrações Prediais, S.A., com sede em Esmoriz. O contrato então assinado teve por objecto a venda do imóvel da antiga fábrica Cristalina, no Soito, tendo que ter incorporados trabalhos de remodelação previstos num projecto arquitectónico que a autarquia aprovara. O preço pela aquisição rondou os 2 milhões de euros, com uma parte (cerca de 25 mil euros) a entregar na data da assinatura do contrato, outra tranche (de cerca de 350 mil euros) a pagar após conclusão dos «toscos e cobertura», uma terceira prestação (igual à segunda) a pagar na data de entrega da obra, e o montante restante (perto de um milhão e 250 mil euros) a entregar em 10 prestações anuais.
Mais tarde, em 2008, Manuel Godinho, cedeu os créditos à empresa Sonabe – Projectos e Construção, Lda, com sede em Lisboa, e propriedade de empresários do Soito, passando a ser esta a responsável pela obras no edifício e recebendo os valores com que a Câmara se tinha comprometido.
Nada indica que a Policia Judiciária vá investigar este negócio de Manuel Godinho com a Câmara do Sabugal, mas é já segura a investigação de um outro negócio que o empresário fez com o Município de Gouveia, através da empresa O2 Ambiente – Tratamento e Limpezas Ambientais.
A Câmarade Gouveia veio já garantir a transparência e cumprimento escrupuloso dos trâmites legais neste único processo relativamente à empresa referida.
Uma nota da Lusa dá conta da versão tomada pela autarquia visada: «Em Janeiro de 2009, o Município de Gouveia efectuou uma consulta a seis empresas para encaminhamento de resíduos VFV (Veículos em Fim de Vida). A esta consulta responderam três empresas, sendo que a proposta mais favorável (…) foi apresentada pela O2 Ambiente – Tratamento e Limpezas Ambientais SA, pelo valor de 400 euros».
plb

Galeria de imagens do «Fórum Autárquico da Guarda» do PSD que decorreu no sábado, 25 de Julho de 2009, no Salão de Festas da Junta de Freguesia do Sabugal.

GALERIA DE IMAGENS – 25-7-2009

O Sabugal foi o palco este sábado, 25 de Julho, do Fórum Autárquico «Falar Verdade» do PSD do distrito da Guarda. Marcaram presença nos trabalhos a deputada Ana Manso e a maioria dos candidatos laranjas aos 14 municípios guardenses. A líder do partido, Manuela Ferreira Leite, adoentada com uma gripe não se deslocou ao Sabugal tendo sido substituída pelo vice-presidente Paulo Mota Pinto. Álvaro Amaro aproveitou para deixar um recado à presidente do partido: «Na Guarda não aceitaremos nomes nacionais na lista de deputados.»

Fórum Autárquico

Respondendo ao repto lançado na quinta-feira na sessão de apresentação no RaiaHotel do candidato, António Robalo, cerca de 300 militantes e simpatizantes sabugalenses encheram o salão de festas da Junta de Freguesia do Sabugal. A presença da líder social-democrata e dos candidatos às 14 Câmaras Municipais do distrito da Guarda ajudaram a aumentar a curiosidade e a militância. Quase em cima da hora ficou a saber-se que Manuela Ferreira Leite não marcaria presença em virtude de estar adoentada com uma arreliadora gripe. Em seu lugar enviou o vice-presidente Paulo Mota Pinto que encerrou a sessão mas que, curiosamente, não era portador de nenhuma mensagem da líder ausente para os sabugalenses e guardenses presentes.
Os trabalhos do Fórum Autárquico «Falar Verdade» foram conduzidos pelo coordenador distrital, João Prata, que foi introduzindo os temas e apresentando os muitos oradores do dia com direito a cinco rigorosos minutos.
A sessão de abertura esteve a cargo do presidente da Comissão Política do Sabugal, Manuel Corte. Seguiram as intervenções de Tânia Cameira e António Agostinho Lucas da Silva, respectivamente, representantes dos candidatos a presidentes de Junta de Freguesia, Tânia Cameira, e dos candidatos às Assembleias Municipais.
Os candidatos aos municípios guardenses tiveram direito a cinco rigorosos minutos e discursaram sobre diferentes temas: António Batista Ribeiro (Almeida), «Cooperação transfronteiriça»; Vítor Martins Santos (Celorico da Beira), «Sustentabilidade e aproveitamento dos recursos naturais»; António Edmundo Ribeiro (Figueira Castelo Rodrigo), «Potenciar recursos endógenos»; José Miranda (Fornos de Algodres), «Potencialidades das novas acessibilidades»; Álvaro Amaro (Gouveia), «Um combate pelo Interior»; João Mourato (Mêda), «Incentivo à inovação»; António Luís Ruas (Pinhel), «Ordenar o território, vencer o despovoamento»; António Robalo (Sabugal), «Educação e Formação»; Luís Caetano (Seia), «A Serra da Estrela como pólo aglutinador»; Júlio Sarmento (Trancoso), «Saúde e Solidariedade Social» e Gustavo Duarte (Vila Nova de Foz Côa), «Aproveitamento turístico da Beira e do Douro».
O recandidato a Gouveia, Álvaro Amaro, considerou como grande desafio para as próximas gerações a cooperação transfronteiriça e defendeu a necessidade de empunhar a bandeira do Interior que «tem sido muito sacrificado pelo poder central com política imorais que têm levado ao despovoamento do território» tendo apontado como solução «uma nova rede do ensino superior em Portugal, com as universidades e os politécnicos a criarem pólos com cursos nos diferentes concelhos».
João Mourato, actual presidente da Mêda, lembrou que «os autarcas do PSD têm sido discriminados pelo Governo» e António Ruas (Pinhel) pediu que o poder central «assuma de uma vez por todas a aposta no investimento no Interior, nos parques eólicos e nas fontes hídricas como factor de desenvolvimento local». Júlio Sarmento (Trancoso) animou a plateia com alguns sorrisos quando iniciou o discurso olhando para João Prata dizendo que sabia «da tolerância mas não sou dos que me calo com facilidade» para logo de seguida acrescentar: «Não temos gente. Porque não temos aquilo que nos falta vai continuar a faltar-nos aquilo que não temos.» De seguida atacou o Serviço Nacional de Saúde e o processo do Hospital da Guarda: «É uma telenovela. Temos assistido na Guada a revoada de ministros que vêm lançar mais uma pedra no novo hospital. O último vai ser o ministro da Justiça quando vier explicar a providência cautelar. A Segurança Social é uma autêntica quinta rodeada de um muro de compadrio.» A terminar o actual presidente de Trancoso deixou ainda um pensamento: «É mais importante morrer na luta do que morrer na hesitação.»
Encerrou a participação autárquica o candidatos Gustavo Duarte (Vila Nova de Foz Côa) lembrando que os extremos do distrito, Sabugal e Foz Côa, tocam-se pela afinidade de um rio que une. «A arrogância do primeiro-ministro reproduziu-se nas nossas terras. Muitos socratezinhos foram crescendo pelo País e Foz Côa parou. Temos muito a recuperar especialmente no turismo até porque seis das aldeias históricas estão na nossa região.»
Da intervenção de António Robalo subordinada ao tema «Educação e Formação» (disponível para consulta e cópia no final deste artigo) destacamos os compromissos de desenvolver no Centro Social João Paulo II um Centro de Ciência e Actividades Criativas e a abertura no Sabugal de uma Universidade Sénior.
Os autarcas presentes fizeram questão de iniciar os discursos agradecendo ao actual presidente da Câmara Municipal do Sabugal, Manuel Rito, toda a disponibilidade e cooperação ao longo dos últimos anos e felicitando-o na hora da despedida.
Na sessão de encerramento usaram da palavra Álvaro Amaro, presidente da Comissão Política Distrital da Guarda e Paulo Mota Pinto, vice-presidente da Comissão Política Nacional em representação da presidente Manuela Ferreira Leite.
Álvaro Amaro, sem limites de tempo, utilizando um tom inflamado próprio de um comício, começou por informar que apesar de ter tentado falar telefonicamente com a presidente do partido tal ainda não tinha sido possível pedindo por isso a Paulo Mota Pinto que servisse de mensageiro para o desejo de melhoras de todos os guardenses. «Fomos o primeiro distrito a fechar as listas de candidatos. Os autarcas do PSD são o colchão do partido nos bons e maus momentos porque tal como disse Zeca Afonso – a Académica não é um clube, é uma causa – e também nós somos uma causa», disse Álvaro Amaro perante uma atenta plateia. Depois deixou alguns recados para dentro do partido. «Todos nós sentimos a causa do Interior. Nenhum Governo do PSD deixará de contar com vozes muito críticas se não perceber. Esteja onde estiver jamais – jamais não porque pareço o outro – nunca, nunca calarei a minha voz sobre os novos valores da política. É inaceitável que 10 autarcas PSD do distrito da Guarda tenham estado um ano à espera que um secretário de Estado do Turismo os recebesse. A política do carneirismo não tem mais espaço e não podemos viver num país a duas velocidades no litoral e no interior». A finalizar pediu novamente a Paulo Mota Pinto que fosse portador de um aviso dos sociais-democratas do distrito da Guarda. «Soube hoje de manhã que o cabeça-de-lista socialista pela Guarda é Fernando Assis. Como social-democrata sinto-me ofendido. É esta a política velha de quando nos diziam – não têm aí pessoas válidas por isso lá vai mais um – mas nós queremos dizer aqui à presidente do Partido Social Democrata que não aceitamos que nos imponham nenhum nome de fora da Guarda. Não rasgarei o cartão mas saberei tirar conclusões políticas.»
Encerrou o Fórum Autárquico, o vice-presidente Paulo Mota Pinto que esteve no Sabugal em substituição de Manuela Ferreira Leite retida em Lisboa a muitos quilómetros de distância com gripe. O dirigente discursou sobre os grandes desafios nacionais que se colocam ao partido em ano de três eleições. Sobre José Sócrates considerou: «Foram quatro anos de grandes erros. O Governo desistiu de governar. O Governo está esgotado.» Para o Interior não apontou soluções porque «os problemas do Interior não se resolvem do pé para a mão».
No final os participantes foram convidados a dirigirem-se, a pé, até aos jardins do Auditório Municipal onde decorreu um lanche.

Curiosamente Paulo Mota Pinto não foi portador de nenhuma mensagem da presidente laranja para os simpatizantes e militantes presentes no Salão de Festas da Junta de Freguesia do Sabugal.

António Robalo – Discurso de apresentação da candidatura. Aqui.
António Robalo – Discurso no Fórum Autárquico. Aqui.
jcl

A presidente do PSD-Partido Social Democrata, Manuela Ferreira Leite, desloca-se ao Sabugal no domingo, 25 de Julho, para apresentar os candidatos autárquicos às 14 Câmaras do distrito da Guarda. O Fórum Autárquico «Falar Verdade» está marcado para as 15 horas no Salão de Festas da Junta de Freguesia do Sabugal.

O Sabugal será o palco da apresentação nacional dos candidatos sociais-democratas às 14 câmaras do distrito da Guarda.
O Fórum Autárquico «Falar Verdade» está marcado para as 15 horas de domingo, 25 de Julho, no Salão de Festas da Junta de Freguesia do Sabugal e encerrará com um discurso da líder do PSD, Manuela Ferreira Leite.

CONCELHO CANDIDATO POSIÇÃO CÃMARA
Aguiar da Beira Fernando Andrade Recandidatura PSD
Almeida António Baptista Ribeiro Recandidatura PSD
Celorico da Beira Vítor Santos Candidatura PS
Gouveia Álvaro Amaro Recandidatura PSD
F. Castelo Rodrigo António Edmundo Recandidatura PSD
Fornos Algodres José Miranda Recandidatura PSD
Guarda Crespo de Carvalho Candidatura PS
Manteigas José Manuel Biscaia Recandidatura PSD
Mêda João Mourato Recandidatura PSD
Pinhel António Ruas Recandidatura PSD
Sabugal António Robalo Vereador PSD
Seia Luís Caetano Vereador PS
Trancoso Júlio Sarmento Recandidatura PSD
V. N. Foz Côa Gustavo Duarte Vereador PS

Nas últimas eleições autárquicas no distrito da Guarda o PSD alcançou a presidência de dez Câmaras (Sabugal, Almeida, Aguiar da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Manteigas, Gouveia, Fornos de Algodres, Trancoso, Mêda e Pinhel) e o PS quatro (Guarda, Seia, Celorico da Beira e Vila Nova de Foz Côa).
jcl

O Comando Territorial da Guarda da GNR, através dos seus destacamentos e postos apreendeu diversas armas no decurso da passada semana. No mesmo período a GNR registou 70 crimes, 327 contra-ordenações, 30 acidentes de viação e procedeu à detenção de 10 indivíduos.

As armas apreendidasSegundo o comunicado semanal da GNR, no período entre os dias 15 e21 de Junho, realizaram-se diversas operações. Destaque para a que se realizou no dia 16, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Gouveia, acompanhado dos elementos dos Postos Territoriais de Aguiar da Beira e Gouveia. Nessa operação, efectuada com a finalidade de detectar armas ilegais na localidade de Aguiar da Beira, foram apreendidas varias armas de fogo, munições de vários calibres, armas brancas, e ainda algumas gramas de haxixe e algumas sementes de cannabis, sendo ainda detido um indivíduo de 24 anos de idade.
Também no dia 21 de Junho, o Destacamento Territorial de Pinhel através do Posto Territorial de Vila Nova de Foz Côa, deteve dois indivíduos de 37 e 49 anos de idade de nacionalidade romena, por posse ilegal de armas brancas (espada samurai e faca de mato), que foram apreendidas.
Na semana em apreço foram registadas 70 ocorrências de natureza criminal, de entre as quais se destacam: 22 furtos, sendo: dois de veículos; três em estabelecimentos comerciais e outros edifícios; três em edifícios públicos; dois em residências e 12 outros furtos.
Foram detidos 10 indivíduos, dos quais oito em flagrante delito: três por condução sob o efeito do álcool, três por posse ilegal de armas, um por furto de veiculo automóvel e um por desobediência à Autoridade. Foram ainda cumpridos dois mandados judiciais de detenção.
Foram elaborados 327 autos de contra-ordenação, pelas seguintes infracções: 294 à Legislação Rodoviária, 29 à Legislação da Natureza e Ambiente, quatro à Legislação Policial.
Registaram-se 30 acidentes de viação: 18 por colisão, 10 por despiste e dois por atropelamento, dos quais resultaram um ferido grave e cinco feridos leves.
O Comando Territorial, levou a efeito três operações destinada à fiscalização rodoviária. Delas resultou a fiscalização de 518 veículos, sendo elaborados 35 autos de contra-ordenação ao Código da Estrada e efectuadas três detenções por condução sob efeito do álcool.
No dia 18 de Junho, o Posto Territorial de Celorico da Beira identificou dois homens e uma mulher pela prática de furtos de artigos de ouro em ourivesarias e que tinham na sua posse vários artefactos em ouro, no valor de cinco mil euro, alguns dos quais furtados momentos antes numa ourivesaria em Gouveia.
No dia 18 de Junho, numa outra acção, foi detido um homem suspeito da prática de furto de veículos. O indivíduo de 20 anos, residente na Guarda possui antecedentes criminais com condenações pela prática de furtos. O detido foi presente ao Tribunal Judicial da Comarca da Guarda ficando a aguardar julgamento em liberdade.
No período, foram realizadas cinco operações no âmbito da Fitossanidade Florestal, na zona de fronteira com Espanha, direccionadas para a fiscalização do Nemátodo do Pinheiro, tendo sido fiscalizados 246 veículos e elaborados 15 autos de contra-ordenação.
Foram efectuadas duas Acções de Sensibilização pelos Núcleos Escola Segura (NES), nos Concelhos da Guarda, subordinadas ao tema «Segurança Rodoviária», onde estiveram presentes 55 alunos.
Nos dias 15, 16 e 18, no âmbito do encerramento do Ano Lectivo, os NES do Comando Territorial da Guarda, participaram em três acções de sensibilização e demonstração de meios e valências da GNR, com Patrulhas de Cavalaria, Patrulhas de Trânsito, Ordem Pública, Equipas EPNA e Equipas Cinotecnicas na Escola 2.º e 3.º Ciclos de Fornos de Algodres, Parque Urbano do Rio Diz (Guarda) e Parque Senhora dos Verdes (Gouveia). Nas actividades estiveram presentes mais de dois mil alunos.
plb

Mediante a realização de buscas domiciliárias o Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Gouveia da GNR deteve um homem e apreendeu diversas armas de fogo, munições, armas brancas e estupefacientes.

GNR de GouveiaSegundo um comunicado do Comando da Guarda, o NIC do Destacamento Territorial de Gouveia, acompanhado de elementos dos postos territoriais de Aguiar da Beira e Gouveia, levou ontem (16 de Junho) a efeito duas buscas domiciliárias, em Aguiar da Beira.
Como resultado das buscas aos dois domicílios foi apreendido diverso material, do qual se salientam três armas de caça; uma arma de defesa de calibre 22; duas pistolas de alarme uma besta com mira telescópica; várias munições de diversos calibres; algumas armas brancas; algumas gramas de Haxixe e algumas sementes de Cannabis.
Durante a busca, efectuada no âmbito de um inquérito criminal em curso, foi detido um homem, com 24 anos de idade, residente naquela localidade. O detido foi presente no Tribunal Judicial de Trancoso no dia de hoje para efeitos de primeiro interrogatório judicial e eventual aplicação de medidas de coacção.
plb

No dia 17 de Maio, domingo, a freguesia do Casteleiro, concelho do Sabugal, vai homenagear a memória da Professora Maria Lucinda Gouveia Pires, antiga presidente da Junta de Freguesia e vereadora da Câmara Municipal do Sabugal.

lucindaA homenagem inclui a inauguração de um busto da antiga autarca, que ficará instalado no Largo de S. Francisco, no centro da aldeia. O acto foi decidido pela Assembleia de Freguesia do Casteleiro e o programa iniciar-se-á ao meio-dia, com a celebração de uma missa por alma da falecida, seguindo-se depois o descerrar do busto, e algumas intervenções públicas.
A evocação da antiga autarca acontece passado precisamente um ano e sete meses do seu inesperado falecimento, na sequência de acidente vascular cerebral.
Lucinda Pires foi durante anos presidente da Junta de Freguesia da sua terra natal, onde realizou uma obra notável, sendo também grande activista do associativismo local. Militante do Partido Socialista, foi também vereadora da Câmara Municipal do Sabugal.
O Capeia Arraiana falou com Cristina Alexandrino, presidente da Assembleia de Freguesia do Casteleiro, que nos garantiu tratar-se de uma homenagem que mobiliza as pessoas da terra, dado o grande valor e a simpatia da antiga autarca. «Decidimos realizar uma homenagem muito simples e sem grandes evocações, muito à medida da personalidade da professora Lucinda, que era também uma pessoa simples e prática, que sempre foi avessa a protagonismos. O Casteleiro e o concelho do Sabugal devem-lhe muito, pelo que decidimos imortalizar a sua memória através da colocação do seu busto no centro da freguesia».
plb

«Nunca estivemos nessa reunião», afirmou o presidente da Câmara Municipal do Sabugal, Manuel Rito, desautorizando um comunicado assinado por Carlos Pinto, presidente da Comurbeiras, segundo o qual diversos autarcas beirãos vão tomar medidas contra o novo Pólo Turístico da Serra da Estrela.

Carlos PintoDiversos autarcas da zona da Serra da Estrela negam comunicado assinado pelo presidente da Comunidade Urbana das Beiras (Comurbeiras), Carlos Pinto, que preside à Câmara da Covilhã, e que os coloca contra novo pólo turístico regional. O documento anuncia que os municípios do Sabugal, Almeida, Covilhã, Fundão, Figueira de Castelo Rodrigo, Manteigas, Mêda, Pinhel, Trancoso e Gouveia, todos do PSD, «decidiram não integrar o novo pólo» por discordância com os estatutos. O comunicado anuncia ainda que os autarcas vão pedir em tribunal a suspensão dos estatutos e que se estes não forem alterados vão criar uma nova entidade de promoção turística.
Entretanto os autarcas em causa contactados pela agência Lusa não subscrevem as decisões anunciadas em seu nome e desconheciam o comunicado.
«O Sabugal não tem nada a ver com esse comunicado. Se é referido, é abusivamente. Nem estivemos nessa reunião», disse Manuel Rito, presidente do Município mas recusando-se contudo a comentar o processo do novo pólo turístico.
«Consideramos legítimo que o Governo aprove os estatutos, mesmo nós discordando de alguns aspectos mas estamos dentro do pólo e queremos articular vontades. Uma coisa é os autarcas concertarem posições, outra é a Covilhã anunciar uma posição e depois querer levar-nos a reboque», esclareceu Júlio Sarmento, presidente da Câmara do Trancoso.
Álvaro Amaro, edil de Gouveia, diz ter ficado «surpreendido com o teor do documento apesar de pessoalmente manifestar absoluta discordância com o processo de constituição do pólo turístico mas, no entanto, o executivo municipal só deve discutir o assunto no dia 27».
Mais a Norte, João Mourato, presidente da Câmara de Mêda, diz «não se rever no pólo turístico da Serra da Estrela mas, porque o lugar da Mêda em termos de turismo é o Douro».
Os presidentes da Câmara da Covilhã, Carlos Pinto, e do Fundão, Manuel Frexes, não quiseram prestar declarações enquanto Jorge Patrão, presidente da comissão instaladora do novo pólo turístico, que está no centro de toda esta polémica refuta as críticas e ataca dizendo que «há uma campanha para deturpar a informação porque não é fácil conciliar os interesses de todos em relação aos estatutos».

Recordo aqui uma notícia da agência Lusa datada de 7 de Maio de 2008. «A Comunidade Urbana das Beiras (Comurbeiras) vai receber 60 milhões de euros do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), afirmou Carlos Pinto, presidente daquela instituição intermunicipal».
Evidentemente que qualquer semelhança entre uma disputa pelos apetecíveis dinheiros, quem os gere e para onde vão é pura e transparente coincidência.
jcl

Terminou hoje a segunda edição do «Gouveia Winter Jam», certame dedicado aos desportos de neve e de montanha. Os espanhóis saíram vitoriosos do primeiro Open Ibérico de Snowboard da história desportiva da modalidade.

Gouveia Winter JamDurante três dias os melhores atletas nacionais e espanhóis de snowboard, assim como alguns dos melhores rides de BTT Dirt Nacional e FMX Internacional competiram entre si proporcionando bons momentos ao público presente.
Durante o Open Ibérico de Snowboard, realizado no sábado, 27 de Setembro, os atletas espanhóis mostraram todo o seu nível efectuando um reportório de manobras de elevada execução. No final um expressivo 30-3 para a selecção espanhola, deitou por terra todas as expirações da selecção portuguesa que se mostrou, apesar de motivada, incapaz de superar o nível técnico e a alegria da sua congénere espanhola.
David Lopez (Espanha) e Luís Filipe (Portugal) foram os atletas mais constantes durante todo o evento e os representantes de cada país na grande final.
Na competição de Dirt Jumping o português Sandro Silva superou-se a todos os seus adversários e venceu a terceira etapa do circuito nacional de Dirt Jumping. No segundo lugar ficou Ruy Silva e na terceira posição o espanhol Victor Esplugas.
Na competição de Freestyle Motocross, o atleta português Diogo Ribeiro atingiu o segundo lugar numa final única na história da vida deste jovem piloto. Perante condições meteorológicas difíceis em que o vento dificultou a performance dos atletas presentes, Diogo Ribeiro impôs-se na primeira manga a Nicolas Ortuño de Espanha, perdendo na final frente a um super Nick Franklin da Nova Zelândia que com vários Back Flips dominou por completo a final. Chris Birch do Reino Unido ficou na terceira posição e Nicolas Ortuño de Espanha na quarta posição.
O último dia da competição foi marcado por uma enorme afluência de público que aderiu em massa a esta iniciativa promovida pelo município de Gouveia.
Resultados oficiais:
Open Ibérico de Snowboard
– 1.º Portugal, 2.º Espanha. Prémio Fair Play: João Amaral (Portugal). Melhores atletas: Diogo Patrocínio (Portugal) e Jonathan Gonzalez (Espanha).
Campeonato Nacional de Dirt Jumping – 1.º Sandro Silva (Portugal), 2.º Ruy Silva (Portugal) e 3.º Victor Esplugas (Espanha)
Freestyle Motocross – 1.º Nick Franklin (Nova Zelândia), 2.º Diogo Ribeiro (Portugal) e 3.º Victor Esplugas (Espanha).
Fica a promessa de regresso a Gouveia para 2009 com a 3.ª edição do Winter Jam.
aps

A capital nacional dos desportos de neve – Gouveia – recebe pelo segundo ano consecutivo o «Gouveia Winter Jam 2008». O evento decorre entre os dias 26 e 28 de Setembro e integra na programação a feira de montanha, snowboard, motocross e dirt jumping BTT.

Gouveia Winter Jam 2008A cidade de Gouveia, na Serra da Estrela, tem sido palco de inúmeros eventos relacionados com os desportos de neve, sendo uma referência a nível internacional quer pela originalidade das provas quer pelos atletas de renome presentes.
As quatro edições da Taça do Mundo de Snowboard e a primeira edição do «Gouveia Winter Jam», em que pela primeira vez no Mundo decorreu uma prova de tow-in de snowboard, conferiram à cidade o título de capital nacional de desportos de neve, impulsionando a prática da modalidade.
A novidade deste ano recai no Open Ibérico de Snowboard com a Snow Ramp – com as dimensões de 30 metros de comprimento, seis metros de altura e cinco de largura – será o palco de manobras únicas protagonizadas pelos melhores snowboarders ibéricos que competirão numa Rail Session. O público poderá experimentar a sensação de deslizar na neve deslizando com um snowtube ou frequentando as aulas de Ski.
A terceira etapa do Campeonato Nacional de Dirt Jumping BTT e a prova de FMX-Freestyle Motocross com alguns dos melhores atletas da actualidade contribuem para o espectáculo e para aumentar os níveis de adrenalina entre os participantes e os espectadores.
Ainda não há neve na Serra da Estrela mas isso não é problema. O sistema Neve Polar Snow será utilizado pela organização para «fabricar» um combinado de nitrogénio líquido, ar comprimido e água que tem um aspecto e uma composição 100 por cento real.
Além da vertente competitiva, o «Gouveia Winter Jam 2008» integra ainda uma forte componente de animação. A música ocupa um lugar de relevo com a presença de DJ’s e a actuação de bandas. Uma das principais atracções desta vertente lúdica do evento é a Feira de Montanha com campanhas de sensibilização ambiental e que conta com stands regionais – onde serão apresentados produtos oriundos de empresas e produtores locais –, bem como stands de marcas, lojas e agentes de renome ligadas aos desportos de neve e de montanha.
O «Gouveia Winter Jam» é organizado pela Câmara Municipal de Gouveia e produzido pela Realizar Impact Marketing.
jcl

Foram libertadas, no dia 29 de Agosto, três aves selvagens depois de terem sido recuperadas pelo CERVAS (Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens) no Parque Natural da Serra da Estrela em Gouveia.

Milhafre-Preto - Cegonha-Branca e Bufo-RealUm milhafre-preto, uma cegonha-branca e um bufo-real foram libertados no dia 29 de Agosto em três localidades do distrito da Guarda depois de terem sido recuperados pelo CERVAS.
O bufo-real (Bubo bubo), ave de rapina nocturna, foi encontrado preso numa vedação de arame farpado pendurado por uma das asas e esteve em recuperação desde 4 de Maio. Ganhou de novo as asas da liberdade em cerimónia pública na localidade de Naves, no concelho de Almeida.
O milhafre-preto (Milvus migrans) foi libertado numa acção de sensibilização ambiental, perante cerca de 100 pessoas, no Estabelecimento Prisional da Guarda.
A cegonha-branca (Ciconia ciconia) recolhida «num estado de grande debilidade, foi tratada com sucesso durante dois meses no nosso Centro e libertada, agora, em Aldeia Viçosa», explica o comunicado do CERVAS.
«Há, actualmente, mais de 50 animais em recuperação no CERVAS tendo o número de ingressos em oito meses de 2008 triplicado em relação ao ano de 2007. Recebemos, até ao momento, 250 indivíduos de diversas espécies e a taxa de recuperação ronda os 50 por cento. Recuperamos animais selvagens feridos ou debilitados, apoiamos e realizamos trabalhos de monitorização ecológica e sanitária das populações de animais selvagens e promovemos a sensibilização ambiental», acrescenta ainda o Centro.

Excelentes iniciativas públicas de libertação de aves selvagens recuperadas em cativeiro.
jcl

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 832 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Março 2017
M T W T F S S
« Fev    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 2,994,690 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES