A freguesia de Ruivós ainda não tem esgotos ligados à rede camarária… os telemóveis ainda não tocam, mas… já está ligada à rede da aldeia global. A partir de agora os de Ruivós já podem aceder gratuitamente à Internet, via wireless oferecida pela Junta de Freguesia, em qualquer ponto da aldeia. O projecto NetFreguesias desenvolvido pela Pixus tem vindo a acrescentar aldeias raianas à aldeia global da Internet.

RuivósRuivós já está ligada à rede www. A instalação do sistema wireless que vai permitir aos de Ruivós ter acesso gratuito à rede Internet em qualquer ponto da aldeia está praticamente concluído. O servidor ficou instalado na sede da Junta de Freguesia de Ruivós – que assume e oferece os custos do serviço – e a antena de reforço e propagação do sinal foi colocada no Salão de Festas e sede da Associação dos Amigos de Ruivós. Agora já não há desculpas para acompanhar os pais ou os avós até Ruivós. Venham de Lisboa, de Coimbra, da Guarda, de França, da Suíça ou da Austrália (para onde envio um grande abraço para o meu amigo Germano) os putos já têm acesso gratuito à Internet e «aos messenger e facebooks» nas velhinhas casas dos avós.
Na última Assembleia Geral da Associação dos Amigos de Ruivós o Manuel Vinhó, natural de Ruivós, casado na Ruvina e emigrante na bonita vila de Châtel Saint-Denis, na Suíça, onde já passei momentos inesquecíveis, dizia-me que os filhos já não queriam vir a Portugal. «Mas porquê Manel? Tu és de Ruivós, a tua mulher é da Ruvina e apesar das distâncias vens mais do que uma vez por ano a Portugal. Os teus dois filhos têm menos de 20 anos e nunca perderam as referências. Eles não querem vir porquê?», questionava eu, incrédulo, o Manuel que cresceu comigo nas brincadeiras e nas viagens de motorizada sem capacete até às discotecas Teclado, Poço ou Upita. «Porque quando chegam cá já não conseguem falar com os amigos que têm na Suíça», explicava-me ele de forma crua e dura. Por tudo isso, estas linhas são escritas a pensar em ti, Manuel. Nos teus e em todos os miúdos, filhos da nossa geração e das que virão, se Deus quiser, que vão ter menos uma forte razão para se recusarem a voltar à terra dos seus pais e dos seus avós. Agora Ruivós já tem Internet dentro de todas as casas. Agora Ruivós já tem Internet na Junta de Freguesia. Agora Ruivós já tem Internet na sede da Associação dos Amigos de Ruivós. Agora Ruivós já está no mapa da world wide web na semana em que se comemoram os 20 anos do nascimento da www.
A empresa informática Pixus, sedeada no Sabugal e gerida pelo empresário Carlos Nabais, tem vindo a desenvolver um valoroso trabalho na área da informática e das novas tecnologias. O projecto NetFreguesias desenvolvido pela Pixus, desde Agosto de 2008, já levou a Internet, em formato wireless, a muitas freguesias do concelho do Sabugal.
Por iniciativa das Juntas de Freguesia já está instalada e a funcionar o acesso à Internet, por via wireless, nas freguesias do Baraçal, Cerdeira, Forcalhos, Lageosa da Raia, Malcata, Penalobo, Quintas de São Bartolomeu, Quadrazais, Ozendo, Seixo do Côa, Perofícós, Martim Pega, Sortelha, Santo Estêvão, Vila do Touro e Vilar Maior. No concelho de Almeida na freguesia da Parada e no concelho de Pinhel nas Lameiras. Durante os meses de Março e Abril estão programadas instalações de wireless nas freguesias de Aldeia do Bispo, Águas Belas, Vale Mourisco, Espinhal e Quinta do Clérigo no concelho do Sabugal e Benquerença no concelho de Penamacor.
A Pixus é uma competente e profissional empresa das tecnologias da informação e da comunicação (TIC) que tem contribuído para o desenvolvimento e evolução das terras sabugalenses. Alargando os horizontes e as áreas de intervenção concretizaram, recentemente, uma parceria de representação das tecnologias Inosat, líder mundial em sistemas de localização de veículos e gestão de frotas, baseado em tecnologia GPS e GSM.

Antigamente, nas nossas terras de emigrantes, a comunicação com os familiares fazia-se por carta e, para casos mais urgentes e graves, por telefone. Agora, já podemos estar ligados em permanência e em tempo real à nossa lista de contactos virtual. Agora, o Campanário, a Fonte, os Carvalhos, a Amoreira e os balcões da Ti Clotilde e da Ti Ilda já estão online. Modernices…
«A Cidade e as Terras», opinião de José Carlos Lages

jcglages@gmail.com

Advertisements