You are currently browsing the category archive for the ‘Ciclismo’ category.

No dia 23 de Agosto, por ocasião da 7ª etapa da Volta a Portugal em Bicicleta, a RTP transmitirá o programa «Há Volta» a partir da cidade do Sabugal, onde nessa tarde os ciclistas cruzarão a meta.

volta«Sempre na cabeça do pelotão a RTP vai andar “Há Volta”», é a frase chave da televisão pública para o acompanhamento da 74.ª edição da Volta a Portugal em Bicicleta, que estará na estrada entre 15 e 26 de Agosto de 2012.
João Baião, Diamantina Rodrigues e Catarina Camacho vão acompanhar a Volta pelas cidades e vilas do país por onde passa o maior evento do ciclismo nacional.
No dia 23, a partir das 14h45, o Sabugal será o palco do país através desse programa de animação e entretenimento, à mistura com informação sobre o Sabugal, o seu concelho e a região em que se insere.
A programação da RTP ligada ao evento desportivo começará nesse dia em Gouveia, de onde os ciclistas partirão para a 7ª etapa, rumo ao Sabugal. Será a partir dessa cidade serrana que será transmitido o programa Verão Total, às 10 horas, prolongando-se até às 13 horas.
Às 14h45, enquanto os ciclistas rodam, a emissão da RTP passará para o Sabugal, prolongando-se por toda a tarde.
A 7ª etapa será este ano uma autêntica volta ao Sabugal em bicicleta, com os ciclistas a passarem por três vezes na cidade raiana, a última das quais para atravessarem a meta.
plb

«Imagem do Dia» do Capeia Arraiana. Envie-nos a sua escolha para a caixa de correio electrónico: capeiaarraiana@gmail.com

Equipa do Boavista treina no Sabugal
Clique na imagem para ampliar

Data: 2 de Agosto de 2012.
Local: Centro Comercial Ricardos – Big Mat.
Autoria: Capeia Arraiana.
Legenda: A equipa de ciclismo profissional do Boavista andou a treinar no concelho do Sabugal para preparar a Volta a Portugal em Bicicleta. A autocaravana e os ciclistas boavisteiros fizeram uma breve paragem para recuperar forças no Centro Comercial Ricardos correspondendo, possivelmente, ao apelo e reconhecimento da marca «BigMat» que teve uma equipa profissional no último Tour de France. Em breves declarações para o Capeia Arraiana destacaram as dificuldades da subida para Sortelha e o esforço financeiro para manter a equipa do Boavista na caravana ciclista nacional.
jcl

A sétima etapa da 74ª edição da Volta a Portugal em Bicicleta, que se realiza a 23 de Agosto, terá a meta no Sabugal, cidade onde os ciclistas passarão por duas vezes antes de aí terminarem a etapa.

Mais de 100 quilómetros da etapa, num total de 185, serão percorridos no concelho do Sabugal, numa autêntica «volta ao concelho».
Os ciclistas sairão de Gouveia onde e seguirão para a Guarda, tomando depois a estrada nacional 16 até ao Alto do Leomil, onde tomarão a estrada para o Sabugal. Entrarão no concelho do Sabugal pela Cerdeira, passando depois no Peroficós, Rapoula do Côa e Quintas de São Bartolomeu. Passam pelo Sabugal sem parar, seguindo para Santo Estêvão, Terreiro das Bruxas e Casteleiro. Dali seguirão para a aldeia histórica de Sortelha, de onde prosseguirão para a Urgueira e Aldeia de Santo António, para depois passarem pelo Sabugal pela segunda vez, de onde rumarão a Rendo, Vila Boa, Nave, Alfaiates, Soito, Quadrazais, Colónia, chegando depois ao Sabugal pela terceira e derradeira vez, onde cortarão a meta.
Nesta sétima etapa os ciclistas contarão com maiores dificuldades na escalada à cidade da Guarda. Depois o pelotão terá pela frente um percurso embelezado pelas ricas paisagens do planalto raiano e pela passagem na aldeia histórica de Sortelha, em cuja subida os ciclistas, vindos do vale da Quarta-Feira, sentirão também algumas dificuldades.
O Sabugal que, que no ano passado foi local de partida da Volta, recebe este ano, pela primeira vez, um final de etapa.
A edição deste ano da Volta começa em Castelo Branco e termina em Lisboa, sendo no total 11 dias de prova (em Agosto) e 10 etapas (1.606,8 km):
Dia 15: Prólogo (CRI), Castelo Branco – Castelo Branco, 2 km.
Dia 16: 1.ª etapa, Termas de Monfortinho – Oliveira do Hospital, 200,8 km.
Dia 17: 2.ª etapa, Oliveira do Bairro – Trofa, 190,7 km.
Dia 18: 3.ª etapa, Vila Nova de Cerveira – Fafe, 176,1 km.
Dia 19: 4.ª etapa, Viana do Castelo – Mondim de Basto (Senhora da Graça), 151,9 km.
Dia 20: 5.ª etapa, Armamar – Oliveira de Azeméis, 176,9 km.
Dia 21: 6.ª etapa, Aveiro – Viseu, 186,1 km.
Dia 22: Descanso.
Dia 23: 7.ª etapa Gouveia – Sabugal, 185,3 km
Dia 24: 8.ª etapa, Guarda – Alto da Torre, 154,9 km.
Dia 25: 9.ª etapa (CRI), Pedrógão – Leiria, 32,6 km.
Dia 26: 10.ª etapa, Sintra – Lisboa, 149,5 km.

A prova contará com mais de uma centena de ciclistas de 16 equipas de vários países: Andalucia-Coldeportes (Colômbia), Andalucia (Espanha), Caja Rural (Espanha), Saur-Sojasun (Espanha), Unitedhealthcare (EUA). Carmim-Prio (Portugal), Efapel-Glassdrive (Portugal), LA-Antarte (Portugal), Onda (Portugal), Funvic-Pindamonhangaba (Brasil), Orbea Continental (Espanha), Burgos BH.Castilla y Leon (Espanha), Itera-Katusha (Rússia), Lokosphinx (Rússia), Team Bonitas (África do Sul), MTN Qhubeka (África do Sul).
plb

Ricardo Mestre é o novo camisola amarela da 73ª Volta a Portugal Jogos Santa Casa depois de vencer o contra-relógio da sétima etapa entre o Sabugal e a Guarda. Nos 35, 3 quilómetros de luta individual contra o cronómetro o corredor algarvio gastou 46 minutos e 52 segundos deixando o segundo melhor registo, de Hernâni Broco (LA / Antarte), a um minuto. Ricardo Vilela (Onda/Boavista) foi o terceiro classificado a minuto e 42 segundos do melhor tempo. O anterior líder, Sérgio Ribeiro (Barbot/Efapel) não conseguiu melhor que a sétima posição a quase dois minutos e meio de Mestre e desceu ao quarto lugar da geral.

Vodpod videos no longer available.

Após esta etapa, a Volta a Portugal Jogos Santa Casa já conheceu quarto líderes distintos, mas esta é a primeira vez que Mestre está de amarelo na “Grandíssima” além de ter ganho esta sexta-feira o primeiro crono da carreira. «É sempre bom vestir a amarela e confio na equipa para a poder defender. Sabia que ganhar este contra-relógio era bastante difícil depois de fazer seis etapas. Agora quem quiser ganhar a Volta vai ter de atacar amanhã mas nós vamos estar atentos a todas as situações. Tenho a camisola amarela, mas também tenho dois colegas de equipa que estão bem posicionados, vamos ver…», afirmou Ricardo Mestre aludindo à etapa Rainha da Serra da Estrela.
As equipas portuguesas têm dominado esta Volta desde o primeiro dia. Neste contra-relógio os primeiros oito classificados foram corredores nacionais e na classificação geral, entre os dez melhores, apenas surge um estrangeiro, exactamente na décima posição.

Vem aí a Torre, o dia das grandes decisões
Depois do contra-relógio, sem tempo para recuperar fôlego, o pelotão enfrenta a Etapa Rainha da 73ª Volta a Portugal Jogos Santa Casa subindo a Serra da Estrela até ao alto da Torre. Este sábado, a partida de Seia está marcada para as 11h50, 15 minutos antes do horário inicialmente estabelecido. O pelotão vai percorrer os principais pontos da serra, recuperando a Lagos Sports, este ano, a tradicional escalada às Penhas da Saúde pelo lado da Covilhã. Nos derradeiros quilómetros a ascensão ao ponto mais alto de Portugal continental será feita por Seia.
No domingo a etapa que vai começar na Covilhã será também antecipada 15 minutos, decisão tomada pela organização devido à média baixa que o pelotão tem feito nas últimas etapas e que tem condicionado os horários de transmissão televisiva da RTP.
jcl (com Lagos Sports)

No dia 12 de Agosto, realiza-se a sétima etapa da Volta a Portugal em Bicicleta de 2011, que ligará o Sabugal à Guarda num exigente contra-relógio individual, que a organização considera dificíl.

«Para a sétima etapa está reservado o dificílimo contra-relógio individual entre o Sabugal e a Guarda. Além da extensão de 35,3 Km é preciso contar com o tipo de percurso entre a raia e a capital de distrito que é, nada mais, nada menos do que a cidade mais alta de Portugal.» É desta forma que a Organização da volta comenta a sétima etapa, a qual se poderá mostrar decisiva para a definição dos principais lugares da corrida deste ano.
Há de facto um percurso difícil, não apenas pela distância mas também pela altitude que é necessário alcançar. Cada ciclista correrá por si, durante os 35,3 quilómetros da prova, ligando a Escola Secundária do Sabugal (a 775 metros de altitude) à Câmara Municipal da Guarda (a 1013 metros de altitude). A prova tem no percurso 12 quilómetros no concelho do Sabugal.

A concentração dos ciclistas, equipas técnicas e demais meios de apoio está prevista para o meio-dia e meia hora, na Av 25 de Abril, no Sabugal, de onde o primeiro ciclista irá partir às 14.30 horas.
Após a partida, os corredores viram à direita para a Av Infante D. Henrique, e seguirão por esta via até à rotunda, onde tomarão a direita e atravessarão o rio Côa na nova ponte do Sabugal. Chegando à rotunda da margem esquerda do rio, voltam a tomar a direita e seguem no sentido da Guarda, na Estrada Nacional nº.233. Percorridos 2,5 quilómetros após a partida os corredores tomam a direita no cruzamento, seguindo na direcção da Rapoula do Côa, na Estrada Nacional nº.324. Aos 5,3 quilómetros os atletas viram à esquerda e tomam a direcção de Vila do Touro. Passam depois pelo Baraçal e por Vila do Touro. Nesta antiga vila acastelada do concelho do Sabugal os ciclistas sentirão dificuldades acrescidas ao circularem durante 900 metros sobre um piso empedrado. Pouco depois, 1,2 quilómetros após Vila do Touro, os ciclistas passam a ponte sobre a ribeira do Boi e deixam o concelhio do Sabugal, entrando no da Guarda.
Já no concelho da Guarda a prova prossegue por Pêga, Adão (onde está previsto o reabastecimento dos atletas), Catraia do Sortelhão, Panóias de Cima, Barracão e Guarda. Na cidade capital do distrito percorrerão diversas ruas até chegarem defronte ao edifício da Câmara Municipal, onde termina a etapa.

Joaquim Gomes, o director da prova, deixa a antevisão do que será essa sétima etapa, num percurso inédito na Volta a Portugal em Bicicleta:
«O contra-relógio que vai ligar a cidade do Sabugal à Guarda, deixa adivinhar já o fantasma da serra da Estrela, pois será percorrido praticamente sempre com a serra à vista. Apesar de não ser muito difícil em termos de relevo não deixa contudo de fazer a ligação de uma cidade, do Sabugal, que está a uma altitude considerável, à cidade mais alta de Portugal. Os contra-relogistas levarão certamente a melhor, mas atenção que um excelente desempenho nesse dia exige certamente aos eleitos uma boa recuperação para a etapa rainha do dia seguinte.»
plb

A realização do contra-relógio que ligará o Sabugal à Guarda, no âmbito da Volta a Portugal em Bicicleta, levou o Canal 1 da RTP a decidir fazer uma transmissão do programa Verão Total a partir do Sabugal.

Uma equipa de reportagem da RTP esteve já no Sabugal na semana passada, a fim de recolher imagens sobre os principais monumentos, as termas do Cró, a Casa do Castelo e outros locais de interesse no concelho, que agora estará a editar para passar no dia do programa.
Em princípio da emissão decorrerá em directo a partir do Largo da Fonte, local que concentrará os meios que permitirão a emissão entre as 10 e as 13 horas. O programa Verão Total tem como pivots Tânia Ribas de Oliveira, João Baião, Sónia Araújo e Jorge Gabriel, Serenella Andrade, Diamantina, Carlos Alberto Moniz, Cristina Alves, Hélder Reis, Francisco Mendes, sendo que em cada edição actua uma dupla saída destes apresentadores.
O programa Verão Total da RTP começou a ir para o ar em 27 de Junho, e assim acontecerá até ao dia 2 de Setembro, de segunda a sexta-feira. Mostrar a diversidade do nosso país, ao longo de várias horas diárias de emissão, em directo, é o grande objectivo do programa. A importância história do Sabugal, o seu património, tradições, artesanato, festividades, economia e potencialidades turísticas estarão em destaque no dia 12 de Agosto.
Verão Total vai acompanhar se forma muito especial a Volta a Portugal em Bicicleta, de 3 a 15 de Agosto, fazendo o retrato dos locais de partida e de chegada das diferentes etapas.
A RTP acompanhará também a parte final do contra-relógio individual Sabugal-Guarda, para o qual mobilizará diferentes meios que se espalharão entre a partida e a chegada. Para a edição deste ano, a RTP contará com um autêntico batalhão de técnicos e uma grande panóplia de meios matérias tendo em vista fazer um trabalho que garanta o melhor acompanhamento das etapas por parte dos telespectadores.
A RTP mobilizará para a transmissão da Volta a Portugal em Bicicleta cerca de 50 técnicos de televisão, sete jornalistas, três repórteres de imagem e três editores de imagem. No que se refere a meios materiais haverá, entre outros, um carro de exteriores com oito câmaras, várias viaturas ligeiras, um avião, um helicóptero, três motos para transmissão de imagem móvel e em directo e uma moto de som
A RTPN assegurará em horário variável (entre as 11h30 e as 13h30), o directo do local de partida da etapa do dia, a antevisão da tirada, o rescaldo da véspera, o comentário e as entrevistas aos protagonistas, momentos antes da partida.
Pelas 15 horas haverá a transmissão directa da tirada do dia, comentada por João Pedro Mendonça, Marco Chagas e Alexandre Santos.
plb

Foi oficialmente apresentada esta terça-feira, 12 de Julho, a 73.ª Volta a Portugal em Bicicleta. A 7.ª etapa – um contra-relógio entre o Sabugal e a Guarda – resulta de uma parceira entre as duas autarquias e vai custar entre 50 a 60 mil euros. Quem o diz é Vítor Santos, vereador do desporto da Câmara Municipal da Guarda, em declarações à Rádio Altitude.

Foi oficialmente apresentada esta terça-feira, 12 de Julho, a 73.ª Volta a Portugal em Bicicleta. A maior prova velocipédica portuguesa vai disputar-se entre 4 e 15 de Agosto, ao longo de 10 dias de corrida e mais um de descanso. Em Fafe vai ser dado o tiro de partida para um total de 1627 quilómetros até Lisboa onde será feita a consagração dos vencedores. O Sabugal e a Trofa são as estreias na edição de 2011.
A edição de 2011 tem uma chegada e duas etapas no distrito da Guarda. Na quarta etapa, 8 de Agosto, o pelotão faz uma primeira abordagem à Serra da Estrela com a meta instalada em Gouveia depois de percorrer 182 quilómetros desde Lamego.
Para a sétima etapa, no dia 12 de Agosto, está reservado o dificílimo contra-relógio individual entre o Sabugal e a Guarda. Além da extensão de 35,3 quilómetros é preciso contar com o tipo de percurso entre o concelho raiano e a capital do distrito que é apenas a cidade mais alta de Portugal.
No dia seguinte, sábado, sem tempo para recuperar o fòlego, o pelotão ataca a etapa-rainha da 73.ª Volta a Portugal subindo a Serra da Estrela em direcção à Torre. A caravana sairá de Seia e vai percorrer os principais pontos da montanha – Manteigas e Penhas Douradas – com a tradicional escalada às Penhas da Saúde pelo lado da Covilhã com os derradeiros quilómetros a serem feitos pelo lado de Seia.
Os Jogos Santa Casa assumem este ano o estatuto de Patrocinador Principal da Volta a Portugal em Bicicleta. Desde 2003 parceiro destacado da Volta a Portugal em Bicicleta, os Jogos Santa Casa têm marcado a sua forte presença nas estradas do País das mais diferentes maneiras. Primeiro com a atribuição do Prémio da Combatividade em todas as etapas da competição, seguindo-se, a partir de 2008, a Camisola Verde, destinada a premiar o rei da montanha. Para 2011, o símbolo máximo da corrida terá a designação de Camisola Amarela Jogos Santa Casa.

Rádio AltitudeEtapa Sabugal-Guarda custa entre 50 a 60 mil euros
«Os custos da sétima etapa são elevados, mas estão repartidos pelas Câmaras do Sabugal e da Guarda. Cada uma vai desembolsar mais de 25 mil euros», esclareceu em declarações à Rádio Altitude o vereador do desporto da Câmara Municipal da Guarda, Vítor Santos acrescentando que o contrato assinado entre a autarquia guardense e a empresa organizadora da Volta «prevê ainda que a cidade da Guarda receba os ciclistas nos próximos dois anos».

Sons da Rádio Altitude com Vítor Santos, vereador do Desporto da C.M. Guarda.

Tempos de passagem nas Quintas São Bartolomeu, Baraçal e Vila do Touro. Aqui.
jcl (com Rádio Altitude)

Um dia depois da brilhante vitória na oitava etapa do Tour de França do português Rui Costa (Movistar) um carro da televisão francesa protagonizou um infeliz acidente a 35 quilómetros da meta atirando para fora da estrada Juan Antonio Flecha (Sky) e Johnny Hoogerland (Vacansoleil).

Vodpod videos no longer available.

Autoria: Direitos Reservados posted with Galeria de Vídeos Capeia Arraiana

jcl

Malgrado o enorme valor despendido pela Câmara Municipal, o facto da 7ª etapa da Volta a Portugal em Bicicleta de 2011 ter o seu início no Sabugal, trará diversas vantagens, dentre as quais a grande projecção mediática e a oportunidade de negócio para algumas empresas locais, nomeadamente no ramo da hotelaria e restauração.

Soube-se agora que, no dia 12 de Agosto, o Sabugal será o ponto de partida para o contra-relógio da Volta a Portugal em Bicicleta, que ligará esta cidade raiana à capital de distrito num percurso com cerca de 30 quilómetros.
A inclusão do Sabugal na Volta, como ponto de partida, implicou a celebração de um protocolo entre o Município e a empresa PAD Produção de Actividades Desportivas SA, a quem cabe a organização da prova. O objecto do acordo materializa-se na regulação dos termos e condições da prestação de patrocínio à etapa da Volta.
A Câmara paga uma verba cujo montante em concreto ainda não foi revelado, mas que pode atingir os 50 mil euros, a troco de umas quantas contrapartidas insignificantes e até burlescas, de que são exemplo: a designação da Câmara como patrocinador oficial da prova (entre outras dezenas de patrocinadores), referência ao Município em alguns spots publicitários, presença do presidente da Câmara na cerimónia protocolar de início da etapa e corte da fita da partida, depoimento do presidente no livro oficial da volta, direito a que duas pessoas indicadas pelo Município acompanhem a etapa numa viatura da organização (quem serão os felizardos?).
Perguntar-se-á se merece a pena, em tempos de crise e quando o Município se atola em dificuldades financeiras, patrocinar com tão elevado valor uma prova desportiva. Se fizermos a análise custo-benefício tendo apenas em conta os termos do protocolo, diríamos peremptoriamente que não. Porém, há que atender a outros factos, porque a realização de uma etapa da Volta é algo que movimenta uma imensa logística e chama muito a atenção.
Há desde logo a projecção mediática do Sabugal enquanto local da partida da etapa. Depois há toda a movimentação gerada com a execução da prova. Atletas, equipas técnicas, staff de apoio, polícias, organizadores, jornalistas, patrocinadores, em suma largas centenas de pessoas, irão acorrer ao Sabugal. Tratando-se de um contra-relógio individual, a atenção para com o local da partida não se resume a um momento, pois a saída dos ciclistas far-se-á pausadamente, cada um por sua vez e com os mais bem classificados a serem os últimos a partir.
Não se esqueça ainda que vem sendo hábito a televisão que tem o exclusivo da transmissão da Volta, fazer um programa durante a manhã a partir do local onde a etapa diária começa, dando expressão à vida local, às artes e ofícios, à gastronomia, às tradições e dando voz às pessoas da terra.
Muitos dos envolvidos com o evento irão pernoitar no Sabugal, beber e alimentar-se nos cafés e restaurantes, abastecer as viaturas nos postos de combustível e fazer compras nas diversas casas comerciais.
Desconhecendo, como acima referimos, o valor concreto da comparticipação financeira da Câmara para ver garantida a realização do inicio da prova no Sabugal, existem desde já razões para com isso nos congratularmos, felicitando o presidente António Robalo por o ter conseguido.
«Contraponto», opinião de Paulo Leitão Batista

leitaobatista@gmail.com

Pela primeira vez o Sabugal será o ponto de partida de uma etapa da Volta a Portugal em Bicicleta, o que sucederá num importantíssimo e porventura decisivo contra-relógio individual que, na sétima etapa, ligará a cidade raiana à Guarda.

Embora sujeito a eventuais alterações, dadas por pouco prováveis, o diário desportivo A Bola revelou o percurso da 73.ª Volta a Portugal em Bicicleta, que se realiza entre 4 e 15 de Agosto.
Com a região a sul do rio Tejo assim como o nordeste transmontano fora do percurso, uma das principais novidades é a estreia do Sabugal como ponto de partida, o mesmo sucedendo com a Trofa, que também figura pela primeira vez no início de uma etapa.
Outra novidade é o regresso da Covilhã, ultrapassadas as divergências de anos anteriores e a chegada no penúltimo dia à Sertã, repetindo o final de 1976 numa tirada que teve por vencedor Marco Chagas.
Face ao figurino das 10 etapas, a corrida afigura-se direccionada aos trepadores, com cinco finais em altitude – Senhora da Assunção em Santo Tirso (2.ª etapa), Senhora da Graça em Mondim de Basto (3.ª etapa), Gouveia (4.ª etapa) e Torre (8.ª etapa), a que se junta o importantíssimo contra-relógio entre Sabugal e Guarda (7.ª etapa) com cerca de 30 quilómetros. Com o prólogo a ser disputado em Fafe, os velocistas dispõem dos finais em Oliveira do Bairro, Viseu, Castelo Branco, Sertã e Lisboa.
Eis todas as etapas:
4 Agosto: Prólogo em Fafe
5 Agosto: 1.ª Trofa – Oliveira do Bairro
6 Agosto: 2.ª Ol. Azeméis – Senhora da Assunção
7 Agosto: 3.ª V. Castelo – Senhora da Graça
8 Agosto: 4.ª Lamego – Gouveia
9 Agosto: 5.ª Oliveira do Hospital – Viseu
10 Agosto: Descanso
11 Agosto: 6.ª Aveiro – Castelo Branco
12 Agosto: 7.ª Sabugal – Guarda (CRI)
13 Agosto: 8.ª Seia – Torre
14 Agosto: 9.ª Covilhã – Sertã
15 Agosto: 10.ª Sintra – Lisboa
plb

Cerca de 600 atletas participaram na Maratona de BTT que se realizou nos trilhos da Serra da Estrela em Manteigas. Reportagem da jornalista Andreia Marques com imagens de Paula Pinto da Redacção da LocalVisãoTv (Guarda).

Local Visão Tv - Guarda
Vodpod videos no longer available.

jcl

O protocolo entre a Câmara Municipal de Manteigas e a Federação Portuguesa de Ciclismo transformou o concelho de Esmeraldo Carvalhinho na Capital do BTT em 2011. Reportagem da jornalista Paula Pinto com imagens de Miguel Almeida da Redacção da LocalVisãoTv (Guarda).

Local Visão Tv - Guarda
Vodpod videos no longer available.

jcl

A Associação Juventude Pontense organizou a terceira edição de BTT. Reportagem da jornalista Sara Castro com imagem de Sérgio Caetano da redacção da LocalVisãoTv (Guarda).

Local Visão Tv - Guarda
Vodpod videos no longer available.

jcl

A Junta de Freguesia de Ruivós e a Associação dos Amigos de Ruivós organizaram um passeio de cicloturismo aberto a todas as idades entre Ruivós e Badamalos com passagem pela Ponte de Sequeiros em Valongo do Côa.

Passeio Cicloturismo Ruivós - Ponte Sequeiros - Ponte Badamalos

A partida para o passeio de cicloturismo foi dada às 10 horas da manhã do dia 3 de Agosto no parque do Salão de Festas e sede da AAR-Associação dos Amigos de Ruivós.
Aos 44 participantes de todas as idades presentes à partida juntaram-se, para apoiar a passagem nos cruzamentos, algumas moto4 e motorizadas recuperadas tipo «Famel Zundapp» que deixaram o seu som e cheiros caracteristicos a lembrar os anos 80 quando eram donas e senhoras das estradas e caminhos de quase todo o país. No concelho do Sabugal muitos jovens após regressarem de uma temporada de trabalho nas vindimas ou na apanha da maça em terras de França adquiriam a sua motorizada V5, Sachs ou Zundapp e apresentavam-se orgulhosos e vaidosos nos bailes e discotecas raianas.
Voltando às bicletas e após vigorosas pedaladas do pelotão estrada abaixo os ciclistas passaram à igreja matriz de Ruivós, olharam a amoreira e rumaram para as primeiras dificuldades do percurso, sempre a subir, até à rotunda da Santíssima Trindade onde tomaram o sentido de Valongo do Côa. Pelo caminho foram acontecendo pequenos percalços como distraídas saídas de estrada ou correntes que se soltavam e obrigavam ao apoio técnico do «carro-vassoura».
À chegada à belíssima Ponte de Sequeiros o presidente da Junta de Freguesia de Valongo do Côa, Alberto Monteiro, fez questão de brindar todos os participantes a acompanhantes com um «reabastecimento» para recuperar forças e apagar a sede.
Após uns banhos no rio Côa era tempo de atravessar a secular passagem fortificada em estilo românico sustentada por três arcos que já foi passagem de fronteira e tem data de construção provável no século XIII.
As dificuldades eram agora acrescidas porque, se a primeira parte do percurso foi toda em alcatrão, a «segunda etapa» decorreu inteiramente em terra batida que levantava muito pó à passagem dos cicloturistas. À cabeça do pelotão, sempre em alta rotação, um fugitivo de nome Padre Hélder Lopes deixava muito para trás toda a concorrência. De facto, mostrando excelente forma física e equipado a rigor o Padre Hélder esteve sempre na dianteira e foi dos primeiros a chegar à Quinta do Marrafa do Soito (actualmente propriedade de Manuel Vaz Leitão, presidente da Junta de Freguesia de Ruivós).
O pelotão foi acompanhado por uma caravana automóvel com dezenas de ruivosenses que, apesar de não participarem de bicicleta, não quiseram deixar de estar presentes provocando um vazio de pessoas na aldeia de Ruivós.
Ainda antes de atacarem um porco no espeto ciclistas e acompanhantes refrescaram-se dando um mergulho nas águas do Côa.
O convívio do 1.º passeio de cicloturismo de Ruivós teve como convidado de honra António Robalo, presidente da Câmara Municipal do Sabugal, que se fez acompanhar por Delfina Leal, Joaquim Ricardo, Vítor Proença e outras ilustres personalidades.
Jornada de amizade em tempo de emigrantes que levou as bandeiras da Junta de Freguesia e da Associação de Ruivós a esvoaçar ao longo do Côa até terras da Miuzela e deu a conhecer pela primeira vez a muitos miúdos e graúdos a ponte de Sequeiros.
Foi bonita a festa.
jcl

A Junta de Freguesia de Ruivós e a Associação dos Amigos de Ruivós organizaram um passeio de cicloturismo aberto a todas as idades entre Ruivós e Badamalos com passagem pela Ponte de Sequeiros em Valongo do Côa.

GALERIA DE IMAGENS – PASSEIO CICLOTURISMO  –  3-8-2010
Fotos Capeia Arraiana –  Clique nas imagens para ampliar

Mais imagens. Aqui.
jcl

O espanhol da Caja Rural, Jose Herrada, de 24 anos, natural de Cuenca, conquistou, esta terça-feira, na chegada a Lamego a 5.ª etapa da 72.ª Volta a Portugal Lagos Sports. Esta quarta-feira, 11 de Agosto, o pelotão com David Blanco (Palmeiras Resort-Prio) de «amarelo» passa pelo Sabugal (14.33 hora estimada pela organização) onde está instalada uma meta volante.

David Blanco - Palmeiras

O calor sufocante que se fez sentir bem cedo nesta 5.ª etapa de recomeço da Volta, após o dia de repouso, não impediu os corredores de, logo nos quilómetros iniciais, imprimirem à corrida um ritmo trepidante, que se traduziu na média de 44,2 Km/h, na primeira hora. Para esta velocidade contribuíram vários ataques em que se envolveram numerosos grupos, certamente estimulados pela primeira contagem de montanha e pelas que se seguiram alternadas com as metas volantes.
«Foi uma etapa muito difícil, nos últimos quilómetros tive de dar tudo, olhei para trás várias vezes porque sabia que o pelotão estava perto», explicou emocionado o jovem José Herrada que está a fazer a Volta a Portugal pela segunda vez. Logo depois acrescentou: «A prova está a correr bem para a nossa equipa, já ganhámos duas etapas e lideramos a classificação geral da montanha com o Oleg Chuzhda.»
A seguir à vitória de Sérgio Sousa (Madeinox/Boavista) no alto de Lameira (3.ª categoria) e depois de anuladas fugas de grupos com mais de uma dezena de corredores, o ucraniano Oleg Chuzhda (Caja Rural), passou em primeiro lugar na contagem de 3.ª categoria, em Santa Eulália, para logo a seguir se formar na dianteira um grupo de nove fugitivos que na meta volante de Paredes do Alvão, ganha pelo russo Vladislav Borisov (Amore&Vita), tinham cerca de dois minutos de vantagem. O ritmo manteve-se elevado e no ataque ao alto do Guilhado (3.ª cat.), onde o italiano Emanuele Sella (Carmiooro) se adiantou ao russo Vladislav Borisov (Amore&Vita) os dois acabaram por se escapar aos colegas de fuga, registando então a cem quilómetros da meta uma vantagem de 4m 20s para o pelotão.
Italiano e russo estabeleceram uma boa aliança da qual vieram a colher bons fruto e o primeiro a fazê-lo foi o russo ao vencer a meta volante de Alijó.
A média baixou ligeiramente ao mesmo tempo que a vantagem dos dois fugitivos foi diminuindo para, a 30 quilómetros de meta, se situar a pouco mais de um minuto, sinal inequívoco de que o esforço do russo e do italiano, estava condenado ao fracasso. E foi o que sucedeu. Os dois fugitivos claudicaram ficando a comandar a corrida o espanhol Jose Herrada (Caja Rural) que, depois de ser o primeiro no alto de Armamar (2.ª cat.) e na meta volante de Parada do Bispo, veio a manter a diferença que, embora traduzida em escassos segundos, lhe valeu o triunfo em Lamego.
David Blanco (Palmeiras Resort-Prio) manteve a camisola amarela, Oleg Chuzdha (Caja Rural) continua líder da montanha e Ricardo Vilela (Madeinox/Boavista) manteve o 1.º lugar da Juventude. Sérgio Ribeiro (Barbot-Siper) chegou à camisola branca dos pontos por troca com Cândido Barbosa (Palmeiras Resort-Prio). Colectivamente a equipa de Tavira, o Palmeiras Resort-Prio está firme no primeiro lugar por equipas.
jcl (com Gabinete de Imprensa da Volta)

A 72.ª Volta a Portugal em Bicicleta, edição 2010, tem dez etapas e um prólogo em Viseu percorrendo 1613,9 quilómetros durante os 11 dias de competição. A 6.ª etapa entre Moimenta da Beira e Castelo Branco, tem uma meta-volante ao quilómetro 109,3 na passagem pelo Sabugal. A edição 2010 tem início no dia 4 de Agosto e termina no dia 15 de Agosto com uma etapa em linha de 154,2 kms entre Sintra e a Avenida da Liberdade em Lisboa.

Volta Portugal Bicicleta - 6.ª Etapa - Sabugal
Clique para ampliar

O espanhol David Blanco, da Palmeiras Resort-Prio-Tavira, foi o vencedor do ano passado e o grande favorito à vitória final, em 2010, na 72.ª edição da Volta a Portugal em Bicicleta. O corredor espanhol já conquistou por três vezes a Volta a Portugal e aproxima-se perigosamente de Marco Chagas, que segue isolado na tabela com quatro triunfos.
Os 144 ciclistas das 16 equipas inscritas na «Volta 2010» vão percorrer 1613,9 quilómetros, divididos por dez etapas e um prólogo que tem Viseu como cenário. A chegada está marcada para a Avenida da Liberdade, em Lisboa, após uma última etapa em linha de 154, 2 kms com início em Sintra.
A 6.ª etapa, no dia 11 de Agosto, liga Moimenta da Beira a Castelo Branco numa distância de 221,1 kms e inclui uma meta-volante na passagem pelo Sabugal.
A organização prevê os seguintes horários de passagem para a 6.ª etapa:
Trancoso (meta volante), 12.45 horas; Celorico da Beira, 13.13 h; Porto da Carne, 13.27 h; Guarda, 13.48 h; Catraia do Sortelhão, 14.07 h; Adão, 14.12 h; Pêga, 14.18 h; SABUGAL (meta volante), 14.33 h; Santo Estêvão, 14.47 h; Terreiro das Bruxas, 14.52 h; Meimoa, 15.05 h; Castelo Branco (meta volante), 16.37 h.
Etapas (1613,9 kms) – 4/08 – Prólogo: Viseu – Viseu, 5,5 kms; 5/08 – 1.ª etapa: Gouveia – Oliveira de Azeméis, 188 kms; 6/08 – 2.ª etapa: Aveiro – Santo Tirso (Sra. Assunção), 152,3 kms; 7/08 – 3.ª etapa: Santo Tirso – Viana do Castelo, 173,7 kms; 8/08 – 4.ª etapa: Barcelos – Mondim de Basto (Sra. Graça), 175,8 km; 9/08 – Descanso; 10/08 – 5.ª etapa: Fafe – Lamego, 172,4 kms; 11/08 – 6.ª etapa: Moimenta da Beira – Castelo Branco, 221,1 kms; 12/08 – 7.ª etapa: Idanha-a-Nova – Seia (Torre), 168 kms; 13/08 – 8.ª etapa: Oliveira do Hospital – Oliveira do Bairro, 169,9 kms; 14/08 – 9.ª etapa: Pedrógão – Leiria, 32,6 kms (CRI); e 15/08 – 10.ª etapa: Sintra – Lisboa, 154,6 kms.
Equipas – ProTour: Lampre-Farnese Vini (ITA). Continental Pro: Andalucia-Cajasur (ESP), Xacobeo-Galicia (ESP), BBOX Bouygues Telecom (FRA), Saur Sojasun (FRA), Carmiooro NGC (GRB), ISD-NERI (ITA). Continental: Barbot-Siper (POR), CC Loulé-Louletano-Aquashow (POR), LA Aluminios-Rota dos Móveis (POR), Madeinox Boavista (POR), Palmeiras Resort-Prio-Tavira (POR), Caja Rural (ESP), Rabobank (HOL), Amore & Vita-Conad (UCR). Selecções: Portugal.

A tradicional subida à Torre e o contra-relógio individual na penúltima etapa serão os momentos decisivos desta 72.ª edição da maior prova do ciclismo português que teve início em 1927 e é uma das competições ciclistas por etapas mais antigas do mundo.
jcl

Um grupo de cicloturistas vindos de diversos concelhos do País e da Suíça realizaram pela quarto ano consecutivo um passeio de cicloturismo com partida do Cristo Rei, em Almada, e chegada ao Cristo Rei, no Soito, concelho do Sabugal na distância de 370,3 quilómetros. A edição 2010 foi dedicada ao José Nicolau (Magnesio), que este ano não pode estar presente por se encontrar no estrangeiro por motivos profissionais.


(Clique na imagem para ampliar.)

O passeio de cicloturismo com participantes de diversas proveniências uniu as imagens de Cristo Rei, em Almada e no Soito.
A partida para o passeio de cicloturismo foi dada no dia 9 de Junho no Santuário de Cristo Rei, em Almada, e a chegada foi registada no dia 12 de Junho junto à imagem de Cristo Rei na vila do Soito, concelho do Sabugal.
O objectivo deste passeio tem como finalidade promover a prática de desporto através do uso diário da bicicleta, como meio de transporte, bem como dar a conhecer as nossas maravilhas naturais do nosso País.
Mais do que força nas pernas nestes passeios deve reinar a boa disposição aliada a um bom espírito de sacrifício bem visível em momentos difíceis como aqueles que enfrentou o grupo: calor, muitosssssssss quilómetros e muitasssssssss subidas! Estas adversidades foram colmatadas com o apoio de alguns elementos chave neste passeio: José Manuel Emídio, totalista em todas as edições não nos tem faltado com os seus energéticos «pampilhos» scalabitanos e que nos tem ajudado a culminar a 1.ª e mais longa etapa entre o Cristo Rei de Almada e a barragem de Montargil (135 km). Outro apoio fundamental é Mariana Emídio com o seu arroz e seus rissóis e afins que nos repõem as forças para enfrentarmos a última etapa com a malfadada subida do Terreiro das Bruxas (só o nome mete medo para quem não conhece).
À chegada tivemos por fim um almoço oferecido pela Junta de Freguesia de Vale das Éguas, cujo Presidente da Junta, Fernando Proença, se prontificou a confeccionar uma real churrascada numa das «sete maravilhas» naturais do País: a praia fluvial de Vale das Éguas.
Este passeio não seria possível sem aquele que é o nosso maior patrocinador… nós!

Comitiva
Ciclistas: Mário Emídio, Luís Emídio, Artur Emídio, Rui Pedro Dias, Nuno Martins, Hugo Espada, Nuno Silva, Soares, Manuel do Vale, Eduardo Ananias, Sérgio Alexandre.
Logistica: António Dias, Guy (suíço).
Director Desportivo: Álvaro Conceição.
Word Press: Ricardo Rito.

Percurso das etapas
1.º dia, Cristo Rei (Almada) – Montargil (135 Kms); 2.º dia, Montargil – Castelo Branco (120 kms); 3.º dia, Castelo Branco – Penamacor (Parque de Campismo do Freixial) (65 kms); 4.º dia, Penamacor – Cristo Rei (Soito) (55 kms).
Artur Emídio

O Campeonato Nacional de Maratonas em BTT está marcado para o dia 23 de Maio em Manteigas. A organização aponta para a participação de 300 atletas profissionais de todo o país.

Campeonato Nacional de Maratonas em BTT - ManteigasA prova está integrada no Campeonato Nacional de Maratonas em BTT, numa extensão de 78 Kms, com partida no Largo do Mercado de Manteigas e passagem pelos seguintes locais do Concelho: Leandres, Relva da Reboleira, Fragusto, Sameiro, São Lourenço, Campo Romão, Penhas Douradas, Carvalheira, Lameiras, Serra de Baixo e Vale Glaciar do Zêzere, finalista na Categoria Grandes Relevos, no âmbito do Concurso «7 Maravilhas Naturais de Portugal».
O início da prova está marcado para as 10.30 horas, prevendo-se a chegada dos participantes às 14 horas. O evento é promovido pela Federação Portuguesa de Ciclismo e Câmara Municipal de Manteigas.
Será efectuada uma classificação por categoria para a atribuição do título de Campeão Nacional Absoluto, masculino e feminino, e para atribuição do título de Campeão Nacional de Veteranos uma classificação para as categorias de veteranos A, B, C e Veteranas.
O atleta vencedor de cada categoria receberá a camisola de Campeão Nacional.
jcl (com Clube dos Galitos)

O distrito da Guarda em destaque na LocalVisãoTv Guarda.

Local Visão Tv - Guarda
Vodpod videos no longer available.

Reportagens das diversas delegações regionais. Aqui.
jcl

O luso-francês Michael d’Almeida, de 22 anos, nasceu em Évery (França) e é filho de sabugalenses. O jovem ciclista conquistou mais duas medalhas de prata com a camisola da selecção gaulesa de ciclismo. Os excelentes resultados foram alcançados no contra-relógio de um quilómetro e na prova de velocidade por equipas nos recentes Campeonatos do Mundo de Ciclismo em pista coberta disputados em Copenhaga na Dinamarca.

Vodpod videos no longer available.


Autoria: Patrick ChasséPosted with Galeria de Vídeos Capeia Arraiana

GALERIA DE IMAGENS – 7-8-2009
Fotos Kim Tutatux e Cláudia Bispo – Clique nas imagens para ampliar

O percurso da segunda etapa da Volta a Portugal em Bicicleta, que se realiza no dia 7 de Agosto, passa pelo concelho do Sabugal, percorrendo as estradas entre o Terreiro das Bruxas e a Cerdeira do Côa.

voltaVindos de Idanha-a-Nova, os ciclistas seguem para a Guarda, onde termina a etapa, tendo no Sabugal uma meta volante.
Pelas 10h30 o pelotão parte da Idanha em direcção a Penamacor, onde passará pelas 13h45, prevendo-se que entre no concelho do Sabugal, no Terreiro das Bruxas, pelas 14h20. Passados poucos minutos cruzarão Santo Estêvão e cerca das 14h40 os ciclistas mais rápidos estarão a cortar a meta volante colocada junto à ponte de D. Dinis, no Sabugal. Daí os corredores seguem para as Quintas de São Bartolomeu e, pelas 14h55 atravessarão a Rapoula do Côa e depois o Peroficós, prevendo-se que atinjam a Cerdeira às 15h10. Logo que atravessem a ponte sobre o rio Moemi inicia-se o abastecimento dos ciclistas, tarefa crucial que as equipas de assistência farão durante os dois quilómetros seguintes, até ao cruzamento da Parada.
Atravessadas as terras do concelho do Sabugal a 71.ª Volta a Portugal em Bicicleta segue por terras do concelho de Almeida, tendo como destino Pinhel, onde haverá nova meta volante. Depois farão o troço final da etapa até á Guarda, com outra meta volante de permeio, no Carvalhal. A meta estará instalada junto ao Estádio Municipal da Guarda.
No total os ciclistas percorrerão 175 quilómetros nessa etapa beiroa, considerada de pouca dificuldade, tirante o troço final, que será sempre a subir e passará por estradas empedradas.
A Volta deste ano inicia-se hoje, dia 5 de Agosto, em Lisboa, e terminará no dia 16 de Agosto, em Viseu.
plb

A Casa do Benfica em Belmonte já estreou os equipamentos oficiais da época de cicloturismo 2009. A cerimónia aconteceu de uma forma muito adequada a situação. Uma ida à Serra da Estrela, neste domingo 19 de Julho, com muito suor para testar os equipamentos.

Cicloturismo Benfica BelmonteO tom vermelho como pano de fundo, e sobre o equipamento as marcas e logótipos dos patrocinadores, que a secção agradece o grande apoio.
A caminho da Serra e do alto para o regresso a Belmonte, um dos locais que mereceu grande atenção aconteceu na zona do Pelourinho na cidade da Covilhã. Depois da grande descida, restavam cerca de 20 quilómetros até ao alto de Santo Antão, onde estava prometida uma participação nas Festas da Freguesia de Belmonte.
Mas no percurso, este domingo ninguém prestou atenção às bicicletas, as atenções estavam viradas para a vestimenta.
De azul tivemos uma boa companhia este domingo. Um dia antes de viajar de novo para o seu país de acolhimento, para a Suíça, este nosso amigo, que desde já peço desculpa por não ter perguntado o nome, sabemos que é de Famalicão da Serra e que diga o David, foi uma boa companhia para puxar pernas. Felicidades e até para o ano.
E foi assim, o dia de estreia dos equipamento da recém criada Secção de Cicloturismo da Casa do Benfica em Belmonte. Agradecer também a óptima recepção da Junta de Freguesia de Belmonte, no dia em que se festejou a data dedicada à freguesia belmontense.
Sérgio Gomes

A Mêda e seu concelho receberam em festa, a 27 de Maio, a 19.ª Mini-Volta a Portugal em Cicloturismo, 5.º Passeio a Portugal «Ciclismo para todos» correspondente à 8.ª etapa – Mirandela–Mêda – na distância de 82 Kms, numa organização do Grupo Cultural e Recreativo de Cicloturismo do Vale do Tejo.

Cicloturismo na MêdaCom um total de 15 etapas e um percurso total de 1.100 km, a 19.ª Mini-Volta a Portugal em Cicloturismo disputou-se entre 23 e 31 de Maio de 2009. Teve o seu início em Ribeira de S. João e acabou na Golegã.
Os cerca de 40 participantes concluíram a etapa de dificuldades Grau 8 depois de passarem por Cachão, Vila Flor, Vila Nova de Foz Côa e Touca, tendo sido recebidos frente aos Paços do Concelho de Mêda pelo Presidente do Município, João Mourato.
Após a chegada os cicloturistas foram-se refrescar no Complexo Desportivo das Piscinas Municipais e confraternizar num almoço num restaurante local, onde o Município de Mêda procedeu à distribuição de lembranças.
À tarde, a caravana foi relaxar no Parque de Campismo para prosseguir a caminho da 9.ª etapa – Mêda–Pinhel (59,5 Kms) – dificuldades Grau 2, com a partida a ser dada em frente ao Município de Mêda, onde foram mais uma vez recebidos pelo Presidente da Câmara.
A XIX edição da Mini-Volta a Portugal em Cicloturismo, integra-se no calendário da Federação Portuguesa de Ciclismo como V Passeio a Portugal em Bicicleta «Ciclismo para Todos» e, pela quinta vez, faz parte do calendário UCI–União Ciclista Internacional.
A Mini-Volta a Portugal em Cicloturismo nasceu em Maio de 1991, em Alpiarça, conta com o apoio de uma grande quantidade de associações e é especialmente recomendada pela Fundação Portuguesa de Cardiologia. Daí o mês de Maio ter sido escolhido para a concretização da iniciativa por ser o «mês do coração».
Ao longo dos 19 anos que já leva de vida, a prova foi crescendo, sem esquecer os objectivos de confraternização. A amizade entre os participantes internacionalizou-se com equipas de França e Suíça e hoje é um dos maiores eventos do género que se realizam em Portugal.
O Presidente da Câmara Municipal de Mêda, João Mourato, salientou que «este tipo de actividades desportivas tem uma função pedagógica importante junto das populações, sensibilizando-as não só para o fenómeno desportivo, mas também para a prática de salutares formas de vida, sem esquecer a amizade e a confraternização».
aps

No próximo domingo, dia 5 de Outubro, haverá um passeio de Bicicleta de Todo o Terreno (BBT), que terá início na aldeia histórica de Vilar Maior e termina na praia fluvial de Vale das Éguas.

BTTA iniciativa é da associação Amigos de Vale das Éguas, com o apoio da Câmara Municipal do Sabugal e da Junta de Freguesia de Vale das Éguas.
Estão definidos dois percursos, um de 20 e outro de 60 quilómetros, cabendo aos participantes optar qual deles seguem.
Segundo o programa, está previsto um pequeno-almoço em Vilar Maior e depois um almoço na Praia Fluvial de Vale das Éguas, logo após o termo do percurso. Pela tarde dentro haverá canoagem e actividades lúdicas.
As inscrições são livres e poderão ser feitas até ao final do dia de hoje, 3 de Outubro, através dos números de telemóvel 963307772 e 962494491, ou ainda via email: amigosdevaledaseguas@gmail.com.
plb

A Volta a Portugal em Bicicleta andou por terras beiroas passando no distrito da Guarda, onde causou furor entre a população, que vê na Volta uma festa.

A Volta passando em Cheiras - PinhelAs terras do lado Norte do distrito da Guarda conheceram cedo a passagem dos ciclistas, logo à terceira etapa, no tradicional ataque ao Alto da Torre, na Serra da Estrela. Na «etapa rainha» da Volta Rui Sousa afirmou-se como melhor trepador e posicionou-se em vantagem para lutar pela vitória final.
No dia 17, domingo, houve a ligação da Guarda a Viseu, com a caravana a percorrer as terras da Beira Alta. Pinhel incluiu-se no percurso e os ciclistas cruzaram as terras do concelho, para gáudio das populações que acorreram à estrada, animando os atletas.
À última hora o percurso foi porém alterado. As obras existentes na estrada nacional que liga a Guarda a Pinhel, passando pelas Feixedas, estava em obras e a alternativa foi a caravana seguir por Pínzio, Safurdão, Manigoto e Vascoveiro para alcançar assim a Cidade Falcão.
A notícia correu célere de boca em boca e rapidamente jovens e idosos se juntaram ao redor da estrada, à espera de ver passar a volta. E lá vieram as motas da Brigada de Trânsito, os veículos da RTP, os carros de apoio e dos directores da prova e das equipas e, claro, os ciclistas, que passaram em grande velocidade pelas aldeias, para gáudio de todos.
A Volta é uma festa que se repete todos os anos e vale bem a pena lutar para que passe nas nossas terras.
plb

Emanuel Pombo é o novo campeão nacional de Downhill Urbano na Classe Elite, ao vencer a prova disputada na tarde de hoje, 10 de Agosto, em Pinhel.

Emanuel Pombo em PinhelO ciclista de Chaves foi o mais rápido a percorrer o circuito urbano montado na Cidade Falcão.
Para além da prova na classe Elite, disputaram-se também em Pinhel os campeonatos de Veteranos, Júnior e Feminino.
O Campeonato Nacional de Downhill Urbano disputou-se este ano a descer as ruas do centro histórico de Pinhel, num percurso repleto de obstáculos.
Foram muitas as equipas que assentaram arraiais em Pinhel, vindos de todo o país, dando um colorido novo a esta cidade do interior, que neste mês fará também parte do percurso da Volta a Portugal em Bicicleta.

Bem precisa o Sabugal de se incluir também no roteiro de algumas provas desportivas nacionais, as quais trazem sempre muita gente e garantem visibilidade nos principais órgãos da comunicação social.
plb

Mais uma actividade realizada na Rebolosa. Depois da cultura com o Festival de acordeonistas e tocadores de realejo, realizou-se no passado dia 8 de Junho uma actividade desportiva, que contou com 210 participantes vindos de vários pontos do distrito.

BTT na RebolosaLogo pelas oito horas da manhã já havia alguns ciclistas prontos a pedalar. Cerca das nove horas juntaram-se as equipas para registar o momento e facilitar a confirmação do número de inscrições. Verificou-se rapidamente que a equipa do Tó de Ruivós (Bravo`s Bar) era a que trazia maior número de participantes (60 ciclistas). De seguida, a equipa da «Taberna» da Rebolosa, com 40 participantes e, em terceiro lugar, ficou a equipa da Guarda «Sport Bike», com 35. Os restantes vieram como participantes individuais.
Pelas 9:30, partiu o grupo de «profissionais» mais resistentes, fazendo um percurso de 60 quilómetros, passando por caminhos por vezes difíceis e lamacentos devido à chuva que caiu no mês de Maio. Dez minutos depois, foi a vez dos restantes partirem para um percurso de 25 quilómetros. Mais de duas centenas de participantes percorreram estradas e caminhos da Rebolosa e freguesias limítrofes.
A partir das 11:30, começaram a regressar, ao Largo de Santa Catarina, os primeiros participantes para o merecido almoço que durou até às três da tarde, porque os últimos participantes só chegaram, como previsto, por volta 13:30.
Promover a sã camaradagem e o gosto pela prática desportiva e o convívio entre todos foram os objectivos plenamente alcançados. Mais uma actividade patrocinada pela Junta de Freguesia e Associação S.C. D. de Rebolosa. Parabéns à organização e a todos os participantes!
Manuel Barros

A «70.ª edição da Volta a Portugal edp» foi apresentada oficialmente no Museu da Electricidade em Lisboa. A prova com quase 1600 quilómetros realiza-se entre 13 a 24 de Agosto. Inclui a tradicional subida à Torre na terceira etapa e a ligação entre a Guarda e Viseu na etapa seguinte. Após um dia de descanso os ciclistas partem de Gouveia em direcção a São João da Madeira.

70.ª Volta a Portugal em BicicletaUma das grandes dificuldades e sempre um momento marcante em cada Volta é a subida à Torre, na Serra da Estrela, que este ano vai surgir logo na 3.ª etapa. A corrida sairá no sábado, 16 de Agosto, para Seia chegando ao ponto mais alto de Portugal continental após 171,5 quilómetros.
No dia seguinte, para recuperar do esforço, o pelotão terá pela frente apenas uma contagem de montanha de terceira categoria. Esta quarta tirada sairá da Guarda e levará a caravana até Viseu, onde, no dia seguinte, será dada folga ao pelotão. A data de 18 de Agosto está reservada para a recuperação de forças na cidade de Viriato.
A prova será retomada, após o dia de descanso, em Gouveia saindo a caravana em direcção a São João da Madeira. Ao sexto dia a 70.ª Volta a Portugal edp vai fazer o percurso entre Aveiro e Gondomar numa etapa que se prevê calma e tranquila atendendo ao baixo grau de dificuldade. A Póvoa de Varzim, arredada há tantos anos do mapa da Volta, vai assistir em 2008 à partida de uma etapa. A 21 de Agosto a cidade poveira dará início à sétima tirada que será concluída no Monte da Senhora da Assunção em S. Tirso.
A cidade de Portimão vai acolher, pelo terceiro ano consecutivo, o início da Volta a Portugal edp. O prólogo que vai abrir a edição da prova, a 13 de Agosto, terá a extensão de 6,8 quilómetros. Ao ser percorrido em sistema de contra-relógio com partida e chegada à marina de Portimão, o prólogo fará os primeiros escalonamentos na classificação individual. Os primeiros dias de corrida serão muito semelhantes aos de 2007 com Beja a receber o final da 1.ª etapa que sairá de Portimão e que será a mais longa da «70.ª Volta a Portugal edp».
aps

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Agosto 2017
S T Q Q S S D
« Fev    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3,006,317 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES