You are currently browsing the tag archive for the ‘valverdinho’ tag.

Uma coisa são as quintas que rodeiam o Casteleiro e de que hoje aqui falo e outra os lugares muito famosos de boa produção agrícola em torno da aldeia: a Ribeira da Cal, os Lagares, a Serra, as Cruzes, a Estrada – esses são bons locais de cultivo e muito famosos. Mas não eram habitados. Nas quintas, além de boa agricultura, havia e há casas com gente dentro…

Trago hoje aqui uma referência a lugarejos habitados e cultivados que faziam boa parte da riqueza agrícola da minha aldeia. Hoje ainda têm gente, mas a agricultura intensiva já foi. Estamos na era do quanto menos melhor – ou quase isso.

Gralhais
As quintas de Gralhais distam do Casteleiro uns 10 km, se não me engano. Hoje vai-se de carro. Mas de há 10 anos para trás, nem pensar. Ia-se a pé, levavam-se os burros e os carros de vacas e nada mais. No Casteleiro nunca houve muitas carroças. Duas ou três. E não tenho a ideia de que alguém com carroça fosse até Gralhais. Esta quinta fica no extremo da nossa freguesia em direcção aos e confina com a Benquerença e os Três Povos.
Era uma área de terrenos cultiváveis e muito produtivos. Tenho a ideia de que desde o centeio ao milho, das melancias ao tomate ali havia de tudo em grandes quantidades. Ah, e o vinho e o azeite: muito e bom. E água sempre abundante para regar tudo.

Vila Mimosa
A quinta a que sempre se chamou Vila Mimosa fica mesmo à saída do Casteleiro, na direcção de Caria, um pouco desviada da estrada nacional (500 metros). O Dr. Joaquim Guerra e a Dona Maria do Céu foram a geração de que me lembro e que deram vida a esta unidade agro-industrial (tinham lavoura farta, lagares de azeite e lagares de vinho de grande nomeada).

Quintas do Anascer
Esta anexa sempre foi muito marginal e se calhar marginalizada. Algumas famílias ali fazem (faziam) a sua vida agrícola. Do Casteleiro também alguns proprietários se deslocavam para o Anascer duas a três vezes por semana para cultivarem os seus longínquos terrenos, mas bastante férteis.

Valverdinho
É a quinta mais afastada em direcção a Caria. Tínhamos muito pouco contacto com Valverdinho. O que mais se sabia era que meia dúzia de pessoas ali davam o seu contributo para que os terrenos e os gados vingassem.

Carrola
Não será bem uma quinta, acho eu. É mais uma espécie de pequenino agregado, com meia dúzia de casas habitadas e com terrenos bem férteis e muito bem tratados. Ainda hoje perduram essas casas habitadas – o que dá a ideia da força daquelas famílias. Tenho ali bons amigos de toda a vida que devo elogiar.

Santo Amaro
Deixo para o fim uns apontamentos sobre a Quinta e o Morgado de Santo Amaro, cujo brasão se publica. Cresci convencido de que o Dr. Eduardo Tavares de Melo da Costa Lobo era descendente do Marquês de Pombal (Sebastião José de Carvalho e Melo). Hoje, não consigo afirmá-lo. Por várias vezes tentei confirmar ou infirmar essa convicção. Sem sucesso. Fica o registo.
Sobre o Morgado, há que dizer pelo menos que na sua Quinta muita gente do Casteleiro trabalhou, sempre com ordenados baixinhos, como era norma nessa época. Mas dava trabalho. Na rega, nas ceifas, na azeitona, nas sementeiras, no cultivo, em geral. Cereais e milho «eram mato» por aquelas bandas. Uma zona de muita, muita água. Havia sempre uma dezena de trabalhadores do Casteleiro na Quinta de Santo Amaro. Que nesse tempo era enorme. Hoje, reduzida a um terço, ainda é muito grande: vai da Ribeira da Cal até à Catraia.
A pessoa do Morgado era, segundo dizem, divertida. Imagino que fosse um grande «bon vivant». E eventualmente, aquilo que nos anos 70 chamaríamos um «play boy».
Em 1905 compra um carro que era muito moderno para a altura. E meteu-se na máquina, viajou por essa Europa fora. Tinha a carta nº 1 do Automóvel Clube de Portugal (as cartas nesse tempo eram reconhecidas pelo ACP).
Depois de quase 2 000 km, chega à Bélgica e… passa para a Flandres. Na outra parte da Bélgica, como se falava e fala francês, ele ainda se desenrascava. Mas depois, quando chegou à região onde lhe falavam flamengo… veio-se embora. Mais tarde, a contar por que é que se veio embora, sai-se com esta para um amigo:
– Vim-me embora porque pensei cá para mim: «Aqui me ladram, além me mordem».
Assim era a personalidade de Tavares de Melo, o Morgado de Santo Amaro.
«A Minha Aldeia», crónica de José Carlos Mendes

Anúncios

A Junta e a Assembleia de Freguesia do Casteleiro reuniram e manifestaram firme e total oposição ao projecto de plantação de eucaliptos, acerca do qual a Câmara Municipal do Sabugal aceitou a realização de um «ensaio» tendo em vista a criação de um eucaliptal em 30 hectares na Quinta de Valverdinho. Transcrevemos, na íntegra, o texto da deliberação.

«No passado dia 30 de Março, a Câmara Municipal do Sabugal deliberou autorizar a realização de um ensaio de plantação de eucalipto na Quinta de Valverdinho, na sequência de um projecto apresentado pela empresa Sociedade Civil e Herdeiros de Manuel Macário Castro que contempla uma área de 30 hectares.
Face a esta decisão, a Assembleia e a Junta de Freguesia de Casteleiro,
– Considerando que o Plano Regional de Ordenamento Florestal da Beira Interior Norte refere que a área é excelente para castanheiro e carvalho-negral e que em relação ao eucalipto “esta região é francamente inapta”;
– Considerando que o referido PROFBIN aponta como meta a diminuição de espaços florestais arborizados com eucalipto em 4% até 2025;
– Considerando a informação do Gabinete Técnico Florestal da Câmara do Sabugal que salienta “o eucalipto é problemático para o ecossistema na medida em que contribui para a erosão dos solos” e que a área do projecto apresentado se caracteriza por ser um solo pobre o que “com uma plantação intensiva poderá contribuir para agravar a situação”;
– Considerando ainda a mesma informação ao referir que “uma plantação de eucaliptos afecta negativamente a paisagem e a biodiversidade, degradando os recursos hídricos subterrâneos” e que “a esta espécie está associado sobretudo interesses económicos”;
– Considerando que, por outro lado, o Gabinete Técnico Florestal da Câmara do Sabugal alerta para o facto de que “o eucalipto é produtor de óleos essenciais, produtos altamente inflamáveis, tornando-se os incêndios florestais não só frequentes, como também incontroláveis”;
– Considerando que, no Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios do Concelho do Sabugal, se encontram definidas as Faixas de Gestão de Combustível correspondente à Rede Primária e que a área proposta para arborização é atravessada pela rede primária;
Nos termos da alínea r), do nº 1, do Artigo 17º da Lei nº 5-A/2002, delibera:
1- Manifestar a sua total oposição à aprovação de qualquer projecto de arborização, ou ensaio pontual, com eucalipto, na área da Freguesia de Casteleiro.
2- Não compreender que, muito embora toda a legislação que a informação do Gabinete Técnico Florestal da Câmara evidencia, aponte para a não aprovação do projecto, a Câmara opte pela aprovação de um “ensaio”, tendo ainda em conta que, em 19 de Janeiro, recusou projecto idêntico para a Freguesia de Santo Estevão.
3- Dar conhecimento do teor desta deliberação a todos os órgãos que, directa ou indirectamente, tutelem a área.
A Assembleia e Junta de Freguesia de Casteleiro»

Depois do chumbo a um projecto de plantação de eucaliptos em Santo Estêvão, a Câmara do Sabugal decidiu dar luz verde a um projecto similar na Quinta de Valverdinho, na freguesia do Casteleiro, sem que porém houvesse unanimidade na decisão.

O presidente da Câmara, António Robalo, teve de usar o voto de qualidade para fazer aprovar o parecer favorável ao projecto de arborização, na reunião do executivo de 30 de Março. Face ao empate verificado na votação, com os vereadores do PSD a votar favoravelmente, os do PS contra e o do MPT abstendo-se, valeu o facto do presidente ter votado do lado que defendia a aprovação.
O projecto, apresentado pela empresa Sociedade Civil e Herdeiros de Manuel Macário Castro, prevê a plantação de eucaliptos numa área de 30 hectares na Quinta de Valverdinho, no limite sul da freguesia do Casteleiro.
Submetido à apreciação do Gabinete Técnico Florestal da Câmara, o mesmo considerou ser o eucalipto uma planta que não é originária das nossas terras, e que a região é claramente inapta para este tipo de produção florestal. Considerou ainda que esta espécie é prejudicial para o ecossistema, por provocar a erosão dos solos, consumir muita água aos recursos subterrâneos, prejudicar a fauna selvagem e afectar de forma negativa a paisagem e a biodiversidade.
Face aos factos, mas atendendo ao eventual interesse do projecto do ponto de vista económico, o gabinete técnico propôs que a Câmara desse parecer favorável a um «ensaio», praticável em dois hectares, para se testar a adaptabilidade da espécie aquele solo e às condições climatéricas da região.
Tendo vencido a proposta de dar parecer positivo ao projecto, dado o voto de qualidade do presidente, o PS, pela voz do vereador Luís Sanches, fez uma declaração de voto, defendendo o fim da plantação de eucaliptos nas terras do concelho, atendendo aos malefícios desta espécie para os solos e também à clara inaptidão dos terrenos para esta produção. Luís Sanches afirmou não compreender como se decidiu há dois meses pela oposição a um projecto igual em Santo Estêvão e agora optar-se por uma decisão contrária. Chamou a atenção para o que consigna o Plano Regional de Ordenamento Florestal da Beira Interior Norte, que defende que o eucalipto não se enquadra no que é a principal função da floresta na região e define metas para a diminuição significativa do eucaliptal, que actualmente ocupa 7% da área arborizada, defendendo-se uma diminuição para apenas 3% em 2025 e para somente 1% em 2050.
Esta decisão surge depois de, na reunião de 19 de Janeiro, a mesma câmara ter negado parecer favorável a um projecto similar em Santo Estêvão, de que o Capeia Arraiana deu a devida nota. Ver Aqui.
plb

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Maio 2019
S T Q Q S S D
« Fev    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.139.226 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios