You are currently browsing the tag archive for the ‘ubi’ tag.

O Departamento Ciências do Desporto da Universidade da Beira Interior (UBI) promove este ano a terceira edição das Actividades Científicas na Escola, subordinadas ao tema «O desporto na compreensão do homem», nos dias 13 e 19 de Abril e 4 de Maio.

A Professora Dulce Esteves, uma das coordenadoras deste projecto educativo, informou que o mesmo pretende promover o desenvolvimento integrado das crianças do 1º ciclo (Escola de Santo António, Escola dos Penedos Altos e Conservatório da Covilhã), usando a actividade física e o desporto como instrumento de aprendizagem.
Na edição deste ano serão abordados os conteúdos relacionados com o balanço energético (Que calorias têm os alimentos? quantas calorias ingerimos e como as gastamos? Quanto tempo tenho de correr para gastar as energias de um chocolate? E de um hambúrguer?) e com o Movimento e Equilíbrio (O que é o centro de massa?; Como fazemos força? Como nos equilibramos? Como temos precisão?); Frequência Cardíaca (Como funciona o Coração?; Será que a FC só aumenta com o esforço?; Como podemos Controlar a nossa FC?)
Os docentes coordenadores são a Profª Kelly O’Hara; o Prof Rui Brás e Profª Dulce Esteves, contando com a participação dos Alunos de Ciências do Desporto.
plb

Teresa Duarte ReisA leitura é o caminho que nos leva ao conhecimento e nos enriquece a linguagem, nos transporta para lá do sonho e da imaginação. Nunca ficamos iguais depois de lermos um livro. Não podemos apagar a delícia benfazeja de uma leitura descontraída, deliciosa e apaixonada, pela riqueza do encontro, da descoberta, da paixão, no contacto de cada página mais ou menos macia, mais ou menos branca. E, apesar do avanço da informática que nos facilita todo e qualquer conhecimento, nada se compara ao sossego duma leitura repousante no jardim ou na praia, no sossego ou no bulício da grande cidade…

Livro

Meu livro
Ó grande amigo
Da paz e do silêncio.

Janela aberta para a vida
Horizonte do saber
Em viagem pelo mundo
Em descoberta constante
De qualquer duro viver.

Fonte de imaginação
De tantas vidas vividas
De tantas «estórias» contadas
Na escrita, retratadas
E no livro repetidas.

A criança ama o livro
Vê desenhos e pinturas
Revê-se nas histórias
E logo vagueia no sonho
Nas suas figuras.

E nesse enredo
Com as magias da varinha
Seu pensamento voando
No perfume da floresta
Nas asas da fada madrinha

O estudante ali aprende
Adquire saberes
Povoa de mensagens
Sua mente que engrandece
E se retrata
Nos registos de cada dia
Nos testes avaliados
Revelando o quanto cresce.

E tu que escreves
Desabafas teus enlevos
Carências, teus segredos
Brincas com as palavras
Amas o livro, qual amigo
Que não cansa
E descansa teus cansaços
Num despejo de confidências
Alegrias, experiências
Num ziguezaguear constante
Da paixão pela escrita.

E o eterno estudioso
A quem não fatiga a leitura
Todo o dia
Cada hora
Para sua mente crescer.
Na escrita, ele vibra
Se entrega esfuziante.

E para quem é curioso
Confidente de quem escreve?
Vive ali todas as vidas! (1)
Descobre muitos segredos
Tantas páginas, seus enredos
Num constante descobrir.

Sentir o que sente o escritor
Retratado nas palavras
Sua vida ali despida
Comunicada sem receios
Descoberta, vivida
A qualquer duro viver,
Haverá melhor razão
De longa paixão sentir
Pelo livro, grande amor?

(1) Professora Ana Cão – UBI – 10 de Março 2006.
«O Cheiro das Palavras», opinião de Teresa Duarte Reis
netitas19@gmail.com

A ADES (Associação Desenvolvimento Sabugal) tomou posição pública sobre o estudo da Universidade da Beira Interior (UBI) que coloca o município do Sabugal no último lugar de uma tabela que analisa a qualidade de vida em Portugal.

ADES - Associação Desenvolvimento do SabugalO Capeia Arraiana recebeu um pedido de divulgação do comunicado da ADES sobre a qualidade de vida no município do Sabugal. Aqui fica:

«Os letrados da ODES (Observatório para o Desenvolvimento Económico e Social) da UBI (Universidade da Beira Interior), publicaram um estudo cujos resultados colocaram o município do Sabugal no fundo da tabela em termos de qualidade de vida nos concelhos portugueses.
O estudo baseou-se num anuário estatístico publicado em 2004 pelo Instituto Nacional de Estatística. Chamam-lhe metodologia original e inovadora, segundo Pires Manso, professor catedrático da UBI e responsável pelo ODES. O índice tem em conta variáveis como o Produto Interno Bruto (PIB), o consumo, disponibilidade de bens culturais e outros de difícil medição. O índice avalia ainda a educação e mercado de emprego, infra-estruturas, ambiente económico e habitacional. Por fim conclui-se que o Litoral supera o Interior.
Definição de Qualidade de Vida – Não significa apenas que o indivíduo ou o grupo social tenham saúde física e mental, mas que esteja(m) bem com eles mesmos, com a vida, com as pessoas que os cercam, enfim, ter qualidade de vida é estar em equilíbrio. E esse equilíbrio diz respeito ao controlo sobre aquilo que acontece à sua volta, como por exemplo, os relacionamentos sociais.
Posto isto, perguntamos: Será que qualidade de vida é viver numa cidade grande sobrelotada, poluída, insegura, e congestionada, ou em vez disso viver sem sobressaltos, sem trânsito, sem portagens, com menos stress, respirar ar puro, viver em sossego e em harmonia com a natureza e com o próximo?
Em nossa opinião o Sabugal tem qualidade de vida:
– Qualidade de ar e tranquilidade invejável a nível nacional;
– Uma Escola Secundária, e uma EB 2/3 com as melhores classificações a nível distrital;
– Mais de 95% da população já abastecida com água ao domicílio;
– Cerca de 90% da população já beneficia de saneamento básico;
– Não existem problemas com trânsito;
– Existe mais segurança e menos pobreza do que na maior parte do País;
– Existem equipamentos sociais, culturais e desportivos importantes.
O Sabugal é um Concelho cheio de potencialidades com: cinco castelos, a aldeia histórica de Sortelha, Sabugal, Vila do Touro, Alfaiates e Vilar Maior;
– Nascente do Rio Côa, achados arqueológicos em Aldeia Velha, Ponte de Sequeiros em Valongo;
– Uma área protegida: Serra da Malcata.
– Termas do Cró (aposta no Turismo de saúde);
– Cultura de festividades taurinas muito importantes em algumas freguesias da Raia (Capeia Arraiana);
– Demanda habitual para caça e pesca, e produtos gastronómicos associados;
– Acessibilidades viárias francamente melhoradas (A23/A25).
Por tudo isto, a ADES–Associação Desenvolvimento Sabugal não concorda em nada com o estudo e a sua tipologia apontada. Sabemos que existe muito mais a fazer e que podemos e devemos aproveitar o novo pacote financeiro (QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional, entre outros) com vários programas de apoio, alguns dos quais em que já estamos a trabalhar, para contribuirmos para a concretização do objectivo comum, “O DESENVOLVIMENTO DO CONCELHO DO SABUGAL” aliado à sua qualidade de vida.
É tempo de semear, para mais tarde colher.»

E posto isto, o Capeia Arraiana repete a pergunta: Será que qualidade de vida é viver numa cidade grande sobrelotada, poluída, insegura, e congestionada, ou em vez disso viver sem sobressaltos, sem trânsito, sem portagens, com menos stress, respirar ar puro, viver em sossego e em harmonia com a natureza e com o próximo?
jcl

O Gabinete da Presidência da Câmara Municipal do Sabugal emitiu um comunicado declarando não reconhecer credibilidade ao estudo do Observatório para o Desenvolvimento Económico e Social da Universidade da Beira Interior na Covilhã.

Câmara Municipal do SabugalUm estudo sobre qualidade de vida nos municípios de Portugal continental recentemente publicado por um departamento da Universidade da Beira Interior, «decidiu» que o Sabugal é o concelho onde se vive pior.
A Câmara Municipal do Sabugal emitiu um comunicado, sustentado por indicadores estatísticos, onde declara não reconhecer credibilidade ao referido estudo. A autarquia aproveita, inclusivamente, para citar um dos autores do estudo que afirma «Não tenho dúvidas nenhumas que não é o pior concelho português em termos de bem-estar».
«O Sabugal foi galardoado, em 2005, com o 1.º Lugar Distrital e 8.º Nacional de O Prémio Nacional de Municípios de Futuro, uma iniciativa do jornal O Primeiro de Janeiro que distingue as autarquias com maior investimento no bem-estar e desenvolvimento sustentável», destaca o comunicado.
Passamos a resumir alguns dos muitos indicadores positivos fornecidos pela autarquia:
«– No ranking publicado pelo jornal Público em Novembro de 2007 a Escola Secundária com 3.º Ciclo do Sabugal foi a melhor do Distrito da Guarda.
– A Câmara garante transporte gratuito em todos os níveis de ensino a todos os alunos das 40 freguesias do concelho.
– O concelho tem actualmente a funcionar 29 Lares e Centros de Dia e nunca nenhum fechou por falta de qualidade sendo unanimemente reconhecidos os serviços por eles prestados aos idosos.
– O abastecimento de água de qualidade está garantido a mais de 95 por cento da população e o saneamento básico tem índices superiores a 90.
– A Federação Portuguesa das Indústrias da Construção Civil indicou, recentemente, que a Câmara do Sabugal é das (poucas) que cumpre os prazos de pagamento.
– O município dispõe de equipamentos sociais, culturais e desportivos (central de camionagem, bibliotecas, museus, auditórios, estádio, pavilhão, polidesportivos, piscinas) que satisfazem as necessidades das populações e permitem a realização de eventos regionais e nacionais.
– O concelho do Sabugal tem o maior efectivo pecuário da Beira Interior Norte e 60 por cento do território integrado na Rede Natura.
O Executivo Municipal, 7 de Fevereiro de 2008».
jcl

Após um tempo de reflexão e análise aos dados disponíveis sinto que, enquanto sabugalense, não posso calar a minha indignação carregada de dúvidas em relação ao tratamento subjectivo dos valores do estudo sobre a qualidade de vida nos municípios portugueses que coloca o Sabugal na posição 278.

Outdoors do SabugalUm espantoso estudo sobre «Qualidade de Viva» assinado por um professor e um técnico do Observatório para o Desenvolvimento Económico e Social da Universidade da Beira Interior, difundido pela Comunicação Social, coloca o concelho do Sabugal na posição 278 (e última) da tabela dos municípios portugueses.
Como o Sabugal aparece em último lugar uma primeira dúvida me assaltou de imediato. 278? Mas são 308 os concelhos portugueses. O que é feito dos outros? Os insulares não são portugueses? Bom, mas continuemos… O estudo baseou-se, segundo os autores, num anuário estatístico publicado em 2004 pelo Instituto Nacional de Estatística. Em 2004? E foi apresentado em 2008? Chamem a ASAE. Com quatro anos de atraso já deve estar fora de prazo… (mas o assunto é sério e vou tratá-lo com seriedade).
De acordo com os autores de tão arrojado estudo as palavras-chave são qualidade de vida, bem-estar e desenvolvimento regional. Tudo factores interpretativos e subjectivos que variam de pessoa para pessoa. No entanto a ficha técnica faz referência à medição do bem-estar com recurso à utilização de sofisticados programas, como por exemplo, o teste Kaiser-Meyer-Olkin, o teste de esfericidade de Bartlett ou o método Varimax. Elucidativo!
Em Direito da Comunicação aprendi que em publicidade é proibido falar em sabor porque o sabor não é comparável de pessoa para pessoa. Outros tempos!
Nas conclusões do estudo o ilustre professor afirma que «de uma maneira geral, os resultados obtidos não apresentam surpresas relevantes em relação aos resultados esperados tanto no que diz respeito aos primeiros lugares como aos últimos mas convém salientar que estes resultados dependem da selecção dos indicadores previamente realizada pelo que este ranking pode ser facilmente alterado mediante a alteração de um indicador». Importa-se de repetir?
Fundamental, credível e reconhecido unanimemente por todas os executivos camarários é o Indicador de Desenvolvimento Municipal (IDM) elaborado pela Municípia, S.A. que permite hierarquizar os 308 municípios portugueses em termos de desenvolvimento tendo em conta sete indicadores sectoriais especifícos devidamente descriminados e justificados. Aqui vos deixo as posições nacionais do concelho do Sabugal em três deles: Ambiente e Qualidade de Vida, 54.º; Índice de Investimento Municipal, 36.º; e Cidadania, 34.º
Apesar de revoltado não resisto a transcrever uma passagem de um artigo publicado em «www.jornalregional.com»: «Os cartazes a anunciar actividades populares nos Fóios pendurados nas paredes do gabinete na Universidade da Beira Interior (UBI) revelam a forte ligação que o professor mantém à terra natal. Na pequena aldeia do concelho do Sabugal, preserva a casa que herdou dos pais e sempre que pode é para lá que vai, para recuperar forças: ‘É o meu refúgio. A minha mulher até costuma dizer que sempre que estou doente e vou para a aldeia venho de lá melhor’, conta a sorrir. O professor confessa que gostaria de ver noutra posição o concelho onde nasceu, mas salienta que nesse trabalho ‘não foram contabilizadas variáveis que seriam mais penalizantes para os grandes centros, como sejam o tráfego e os vários tipos de poluição. Estes dados não estão disponíveis nem são facilmente, quantificáveis, por isso, não fizeram parte do estudo. Mas se fizessem, os municípios do interior estariam numa posição bem melhor”, conclui.» Elementar meu caro…
Afirmações lapidares e surpreendentes e que, se não fosse caso sério, podiam ser intituladas de «Portugal no seu melhor». Não acredito que seja um estudo encomendado mas é difícil fazer pior pelo concelho do Sabugal.
Umas palavras finais para todos os sabugalenses e em especial os que têm responsabilidades no nosso concelho:
– A Câmara Municipal do Sabugal deve aproveitar esta tentativa de negativizar o nosso concelho e potenciar as nossas (muitas) qualidades de vida.
– A Assembleia Municipal tem a dever de votar o «assunto».
– A Mesa das Juntas de Freguesia deve reunir e tomar uma posição de repúdio a tal «estudo».
– As associações do concelho encabeçadas pela ADES têm a obrigação de publicitar a sua indignação com a mesma convicção com que pedem apoios e subsídios.
Enquanto sabugalense atento registarei com muito interesse quem resolver assobiar para o ar ou enterrar a cabeça na areia.
Viva o ar puro do Sabugal! Viva a qualidade de vida do Sabugal! Vivam os verdadeiros sabugalenses!
«A Cidade e as Terras», opinião de José Carlos Lages

jcglages@gmail.com

Os custos de funcionamento para 2008 na Universidade da Beira Interior (UBI) são muito superiores à transferência prevista pelo Orçamento de Estado (OE).

Manuel Santos Silva (reitor da Universidade da Beira Interior)O reitor da UBI na Covilhã, Manuel Santos Silva, alertou para a insuficiência das verbas atribuídas pelo OE para 2008 à sua universidade.
«Para o próximo ano as nossas despesas só com pessoal ascendem a 25 milhões de euros e a transferência prevista no Orçamento é de 19,8 milhões. A lei do financiamento do ensino superior para instituições sediadas no Interior deveria ter uma descriminação positiva pois somos um importante apoio à coesão nacional», defendeu Manuel Santos Silva em declarações ao Jornal de Notícias.
«Nós temos custos acrescidos por estarmos longe dos grandes centros urbanos mas cumprimos um papel fundamental fixando as populações jovens. As únicas cidades onde há vitalidade no Interior são as que têm ensino superior», alertou ainda o reitor.
jcl

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Novembro 2019
S T Q Q S S D
« Fev    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.158.475 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES