You are currently browsing the tag archive for the ‘sporting’ tag.

A Associação de Judo do Distrito do Porto teve a seu cargo a realização no passado dia 29 de Janeiro do Campeonato Zonal Norte do escalão de Juniores. Os resultados finais indicaram três pódios para o distrito da Guarda com uma campeã regional e duas vice-campeãs.

(Clique nas imagens para ampliar.)

Foi na «Invicta» que se apresentaram quatro judocas do distrito da Guarda, um masculino e três femininos. Esta prova permitiu aos respectivos campeões regionais garantir o apuramento directo para o Campeonato Nacional (CN) que se realizará a 20 de Fevereiro. O Campeonato Zonal Norte foi para os atletas juniores a última possibilidade de pontuar para o Ranking Nacional e subir na Lista de Classificação Desportiva Nacional que apura apenas os 26 melhores de cada categoria de peso.
No sector masculino, o atleta Gabriel Almeida, -81kg, do Sporting Clube do Sabugal, que tinha subido ao pódio na edição de 2010, não conseguiu desta vez ultrapassar os seus adversários. Mas foi no sector feminino que a representatividade distrital seria mais evidente a nível de resultados.
Inês Cunha, do Clube de Judo da Guarda, revalidou o título de Campeã Regional de juniores na categoria de -57kg, confirmando a sua aptidão competitiva e vontade de estar presente na fase final em Lisboa. Na mesma categoria de peso a jovem Ana Sofia Figueiredo, do Sporting Clube do Sabugal, conseguiu o segundo lugar do pódio, melhorando o terceiro lugar que tinha alcançado em 2010 ainda no escalão etário inferior.
Ana Rita Figueiredo, do Sporting Clube do Sabugal, estando inscrita nos -48kg, categoria na qual já tinha garantido o apuramento para o «Nacional», não teve nenhuma judoca inscrita no seu peso, aproveitando assim para competir na categoria acima, nos -52kg. Embora a tarefa não fosse fácil, aproveitou a competição como forma de treino frente a adversárias mais pesadas, conseguindo no entanto sagrar-se vice-campeã Regional.
Deixamos, desde já, os parabéns e um voto de sucesso para o Campeonato Nacional aos judocas apurados.
djmc

Anúncios

Comunicado do Presidente da Direcção do Sporting Clube do Sabugal sobre o apuramento para o lugar de representatividade do distrito da Guarda na Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Judo na época desportiva de 2011.

Judo - Sporting Clube Sabugal

«Foi com grande satisfação que o Sporting Clube do Sabugal foi informado pela Associação responsável pela modalidade do Judo, desporto com uma secção no Clube Raiano, que o Sporting Clube do Sabugal iria ser o clube representante do Distrito da Guarda, para o Judo, nas Assembleias da Federação Portuguesa de Judo em 2011.
Estamos satisfeitos com a situação pois é fruto de trabalho e dedicação de todos os envolvidos na secção de judo do Clube que há mais de 15 anos se esforçam para fomentar o desporto e os bons valores que esta modalidade olímpica transmite aos seus praticantes.»
Carlos Janela

À terceira jornada do Campeonato Distrital da I Divisão da Associação de Futebol da Guarda, mais uma vitória para o Sporting Clube do Sabugal, a segunda em casa desta vez contra o Manteigas por três bolas a zero.

Sporting Clube SabugalNeste terceiro desafio Marco Capela continua a mexer no onze, frente ao Manteigas o Sabugal apresentou-se com o número 1 Fred, Pedro (2), Janela (3), Batista (4), Tó Zé (5), Pires (6), Jorgito (7), Ricardito (8), Manata (9), Nuno (10) e Tiago Dias (11). O técnico do Sabugal tinha ainda à sua disposição mais sete atletas, no banco tinha Filipe, Roberto, Pereira, Paulito, Isidro, Vaz Alves e ainda o guarda-redes Chucky.
Quanto aos 90 minutos de referir que, apesar do bom começo de campeonato que a equipa do Sabugal está a fazer, a primeira meia-hora do jogo pertenceu à equipa do Manteigas que nesse período de tempo dominou a partida, tendo mesmo havido um penalty aos 28
minutos a favor da equipa do Manteigas, um penalty algo duvidoso cometido pelo capitão Tó Zé, ainda assim o resultado manteve-se inalterado até ao fim da primeira parte uma vez que o jogador do Manteigas chamado a converter mandou a bola por cima da barra.
Já na segunda parte a equipa da casa mostrou-se mais aguerrida e quis «mandar no jogo» mas aos 62 minutos Batista é expulso por acumulação de amarelos e o Sabugal vê-se assim reduzido a 10 jogadores. Dois minutos depois Marco Capela vê-se forçado a fazer uma substituição visto que Ricardito teve que ser substituído devido a problemas musculares, para o seu lugar entrou Roberto. Estes factores que pareciam ser negativos parecem ter «acordado» a equipa do Sabugal pois logo aos 65 minutos Pires faz o primeiro de três golos para a equipa da casa. Os outros dois golos surgiram aos 27 e aos 43 minutos por intermédio de Manata e Pereira, respectivamente, Pereira tinha entrado minutos antes para o lugar de Tiago Dias.
Quanto à última substituição que o técnico Marco Capela fez na equipa foi a entrada de Paulito para o lugar de Nuno.
No final, pouco há a dizer apenas que o Sporting Clube do Sabugal está a entrar bem neste campeonato com três jogos, três vitórias e nove pontos o que faz com que continue no primeiro lugar da tabela classificativa.
Cláudia Janela

Dois jogos. Duas vitórias. A equipa de futebol sénior do Sporting Clube do Sabugal, treinada por Marco Capela, lidera a classificação do Campeonato Distrital da Primeira Divisão da Associação de Futebol da Guarda.

(Clique nas imagens para ampliar.)

No domingo, dia 17 de Outubro, realizou-se a segunda jornada do Campeonato Distrital da Primeira Divisão da Associação de Futebol da Guarda.
O Sporting Clube do Sabugal deslocou-se a Pena Verde, para defrontar a A. R. C. D. Penaverdense.
Para este segundo desafio o treinador Marco Capela fez, em relação ao jogo anterior, duas alterações. Desta feita o onze titular apresentado ao Penaverdense foi o seguinte, Fred (1), Pedro (2), Janela (3), Batista (4), Tó Zé (5), Pires (6), Sérgio (7), Jorgito (8), Manata (9), Nuno (10) e Ricardito (11). O técnico do Sabugal tinha ainda à sua disposição mais sete atletas. No banco sentaram-se com o número 12 Fábio, 13 Filipe, 14 Roberto, 15 Pereira, 16 Paulito, 18 Tiago Dias e 19 Vaz Alves.
O S. C. Sabugal continua no bom caminho pois somou a segunda vitória consecutiva, ao vencer o Penaverdense por 2-0 depois de bater em casa, na primeira jornada, o Gouveia por 2-1.
Da primeira parte não há muito a apontar num jogo bem jogado mas sem golos pois ao intervalo o resultado era ainda o nulo no marcador, de referir a alteração forçada que a equipa do Sabugal teve de fazer aos 29 minutos, após a lesão de Sérgio que fez um entorse no pé direito, devido ao mau estado do terreno junto à área de Fred, entorse esse que incapacitou o jogador tendo então que ser imediatamente substituído, para o seu lugar entrou com o número 15 Pereira.
Já na segunda parte o Sabugal entrou pressionando mais o adversário o os golos acabaram por surgir. O primeiro aos 58 minutos, um bom golo apontado pelo número 11 Ricardito, cinco minutos mais tarde nova alteração no marcador a passe de Nuno, Manata fixa então o resultado em 2 a 0.
Em suma, ao fim da segunda jornada o Sporting Clube do Sabugal encontra-se no primeiro lugar da tabela classificativa com 6 pontos, também com 6 pontos está o G. D. V. N. de Foz Côa e o C. F. Vilanovense.
Cláudia Janela

As bancadas do Pavilhão Municipal encheram para assistir ao VII Torneio de Judo da Cidade do Sabugal que registou a maior participação de sempre de judocas com idades compreendidas entre os quatro e os 12 anos.

Torneio Judo Cidade Sabugal

Realizou-se no sábado, 9 de Outubro, no pavilhão das piscinas municipais do Sabugal, o VII Torneio de Judo da Cidade do Sabugal. A secção de Judo do Sporting Clube do Sabugal que organizou o evento, esperava ultrapassar este ano a presença dos 100 judocas, que estiveram na última edição, acabando por se apresentarem este ano quase 200 pequenos judocas, com idades compreendidas entre os 4 e os 12 anos.
Os participantes distribuíram-se por seis distritos, provenientes de 14 Clubes, sendo estes: Judo Clube União Albicastrense, Judo Clube Alcainense, Jardim Escola João de Deus (Castelo Branco), Academia de Judo Ginásio de Castelo Branco, Judo Marvão, Judo de Góis, Associação Académica de Coimbra, Judo da Lousã, Associação Académica da Universidade de Aveiro, Judo do Beira-Mar (Aveiro), Judo Clube de Viseu, Os Repesenses (Viseu), Clube de Judo da Guarda e Sporting Clube do Sabugal.
A competição decorreu dentro daquilo que estava previsto, sendo a correria inicial para agrupar os pequenos atletas já um pro-forme ao qual os treinadores que normalmente se deslocam com jovens destas idades já estão habituados. Este tipo de Torneio, escassos no País, daí o elevado número de participantes, visa a promover nas idades mais tenras o desenvolvimento competitivo dos jovens praticantes, com regras adaptadas, garantindo sempre a integridade física dos judocas, bem como o espírito colectivo, no que diz respeito á camaradagem necessária para apoiar os colegas de treino.
A entrega dos prémios, respectivo lanche e brinde no final da prova acabou por ser o melhor momento para os pequenos judocas merecedores de um resto de fim-de-semana de descanso.
A organização não deixa de querer agradecer aos judocas mais velhos da secção de Judo do SCS e a todos os que directamente ou indirectamente fizeram com que o torneio fosse um sucesso, incluindo os participantes e respectivos acompanhantes que encheram as bancadas.
Agradecendo ao município pelo apoio ao transporte dos tapetes para o pavilhão, à Junta de Freguesia do Sabugal pelos lanches, ao enfermeiro que esteve voluntariamente de prevenção durante a prova e aos funcionários da empresa municipal Sabugal+, pela gentileza como sempre têm recebido e colaborado neste evento.
No que diz respeito às classificações, a representação da secção de Judo sabugalense, com 14 judocas inscritos no Torneio, obtiveram sete primeiros lugares (Emanuel Martins, Pedro Carreira, Eduardo Leitão, André Neves, Beatriz Pinheira, Miguel Almeida e Joana Carreira), três segundos lugares (Marco Rocha, Alexandra Nabais e Roberto Pereira), um terceiro (Pedro Gonçalves) e três quartos lugares (Eduardo Castilho, Bernardo Pires e João Caldeirinha).
djmc

Para fecho da época, o ABPG de Gouveia realizou o VII Torneio para os escalões de formação (até aos 12 anos). Embora já de férias, o Sporting Clube do Sabugal, levou cinco judocas à prova, acompanhados pelos respectivos pais que deram o apoio e força necessária para um melhor desempenho dos atletas.

Sporting Clube Sabugal - Judo

O torneio teve ainda a presença de atletas de Coimbra, Viseu, Beja, Alvito e Guarda, no total de meia centenas de competidores.
Os judocas mais jovens, Eduardo Castilho, Roberto Pereira (10 anos), conseguiram ainda uma vitória. A judoca feminina, Mariana Vaz (11 anos) apesar de um bom desempenho nos combates, não consegui obter lugares de destaque. Os resultados de topo vão para Pedro Carreira e Emanuel Martins que obtiveram a Primeira e segunda posição respectivamente, nos seus grupos, melhorando o resultado classificativo obtido em Espanha no mês passado.
Independentemente dos resultados, o ambiente foi de satisfação e boa disposição, seguindo a comitiva sabugalense num total de 18 pessoas, para o merecido almoço.
A secção de Judo do Sporting Clube do Sabugal vai ainda realizar no próximo dia 11 de Julho o convívio anual dos Judocas e familiares, que este ano irá ter lugar na praia fluvial do Sabugal.
djmc

Ana Sofia Figueiredo, do Sporting Clube do Sabugal alcançou mais um pódio no Campeonato Regional de Esperanças de Judo disputado na cidade de Valença.

Ana Sofia Figueiredo - Judo - Sporting Clube SabugalRealizou-se no passado dia 6 de Fevereiro em Valença, o Campeonato Regional da Zona Norte no escalão de Esperanças (15-16 anos), que apura os 6 melhores atletas em cada categoria de peso para o Campeonato Nacional. A realização do evento foi da responsabilidade da Associação de Judo do Distrito de Viana do Castelo.
Ana Sofia Figueiredo do Sporting Clube do Sabugal, em -57 kg, que já tinha conquistado a medalha de Bronze em juniores no passado fim-de-semana e carimbado a sua presença para o Campeonato Nacional desse escalão, voltou a subir ao pódio e garantir a sua participação no dia 13 em Coimbra no Campeonato Nacional desta faixa etária.
A medalha conquistada e respectivo apuramento tiveram um revés, pois após ter ganho o combate com a Judoca do Porto, que viria a conquistar a categoria de peso, a Judoca Raiana teve de desistir devido a lesão, não permitindo a equipe de arbitragem que a atleta efectuasse os restantes confrontos. A lesão não parece grave, mas a vontade da judoca do Sportingo Clube do Sabugal em continuar poderia ter posto em risco a sua participação na Fase Final em Coimbra. Mesmo assim, os pontos entregues por desistência não impediram uma presença meritória no pódio da representante do Sabugal.
Na arbitragem, a representar o Distrito, esteve David Carreira, árbitro Regional, do Sabugal, que entregou o acompanhamento da sua pupila à também treinadora do SCS, Carla Vaz.
djmc

Realizou-se no passado sábado, 31 de Outubro, a 14.ª edição do Grande Prémio Internacional da «Cidade de Vigo» de Judo onde esteve presente uma representação portuguesa com cinco judocas e um treinador da equipa técnica Nacional. A judoca Carla Vaz, do Sporting Clube do Sabugal, participou na categoria de -57kg.

Carla Vaz em VigoA 14.ª edição do Grande Prémio Internacional de Judo realizado na cidade espanhola de Vigo por equipas mistas teve a presença das selecções de Espanha, Portugal, Itália, Grã-Bretanha e ainda da Catalunha e Galiza, sendo cada grupo composto por quatro judocas masculinos e duas judocas femininas.
A selecção das quinas teve a presença de um atleta do Porto, dois de Coimbra, dos quais Jorge Fernandes, acabado de chegar do Campeonato do Mundo de Juniores de Paris onde obteve um honroso 7.º lugar, um de Aveiro e esteve Carla Vaz do Sporting Clube do Sabugal (SCS) no sector feminino na categoria de -57kg.
A Judoca do Sabugal conseguiu vencer as suas homologas Galegas e Inglesas, empatando contra a Espanha, ficando assim a selecção nacional pelas meias-finais, com um honroso 4º lugar. A Judoca do SCS aguarda ainda convocatória para a terceira e decisiva jornada da Liga Galega a 14 de Novembro, onde será decidido o acesso aos play-off.
Mais uma vez, para além da competição, todos os atletas e equipas técnicas foram excelentemente recebidos em Vigo onde desfrutaram de uma visita turística durante a manhã de sábado.
O convite à nossa judoca foi uma surpresa e esta soube responder positivamente a este desafio, tendo a sorte de ter sido acompanhada pelo treinador da selecção nacional, Rui Veloso, que conhece Carla Vaz desde longa data.
O treinador do SCS mostrou-se satisfeito com a prestação da sua pupila, conferindo estes resultados e comprovando o facto de ser uma modalidade de resultados a longo prazo onde a formação das pessoas deve sobrepor-se à conquista de medalhas e títulos.
djmc

Pela primeira vez o concelho do Sabugal vai ter duas equipas na disputa do Campeonato Distrital da 1.ª Divisão da Associação de Futebol da Guarda: Sporting Clube do Sabugal e Associação Cultural e Desportiva do Soito.

Campeonato Distrital de FutebolO Campeonato Distrital tem o inicio marcado para o dia 10 de Outubro. Nessa jornada o Sabugal recebe a equipa de Foz Côa e o Soito desloca-se a Celorico.
O Campeonato de Futebol das equipas seniores da Associação de Futebol da Guarda foi reduzido de 16 para 14 clubes na presente época, o que o torna mais competitivo, pois a disputa de subida e manutenção será mais árdua.
Os dois clubes do concelho jogam entre si logo na segunda jornada do campeonato, no dia 18 de Outubro, quando o Soito recebe o Sabugal no seu campo. Na segunda volta do campeonato será o Soito a deslocar-se à sede do concelho, o que acontecerá na 15.ª jornada, no dia 7 de Fevereiro de 2010.
O Soito foi o campeão da segunda divisão distrital na época passada e chega agora à divisão principal pela primeira vez, juntamente com o Penaverdense. O Soito demonstrou que tem potencial e espera-se que se consiga ambientar a um nível competitivo mais exigente, lutando para obter um lugar tranquilo na classificação.
Já o Sabugal tem sobre os ombros a responsabilidade de ser considerado um dos clubes consagrados do campeonato. Na época passada ficou em terceiro lugar e esteve a um passo de se sagrar campeão distrital. Muitos consideram-no, a par do Aguiar da Beira, um dos favoritos deste campeonato e isso dá-lhe uma especial responsabilidade. Mantém como treinador Manuel Barbosa e como adjunto José Carvalho. A equipa reforçou o plantel, tendo ido buscar jogadores ao Fornos, Meda e Trancoso, assim como um jogador muito promissor ao Atalaia, um clube do distrito de Castelo Branco.
Carlos Janela, presidente do clube assume que o objectivo é vencer o campeonato e subir para a terceira divisão nacional. «Haverá outras equipas com o mesmo objectivo, mas nós assumimo-lo e vamos tentar atingi-lo», disse-nos o presidente.
Para além da equipa sénior, o Sabugal contará ainda com equipas nas camadas jovens: duas de «escolinhas», uma de infantis, uma de iniciados e uma de juniores. Em estudo está a possibilidade de também se constituir uma equipa de futebol feminino.
Carlos Janela diz não temer o embate com o Soito: «sinceramente, espero que sejam dois dias de festa, onde se espera que ganhe o melhor, esperando eu que o melhor seja o Sabugal».
João José, presidente da Associação Cultural e Desportiva do Soito, diz que o principal objectivo da equipa soitense é conseguir disputar um campeonato tranquilo, evitando a despromoção. «A meta é a manutenção, mas tentando fazer o melhor», diz o presidente. Revelou-nos ainda que houve alguns reajustamentos na equipa, com a dispensa de alguns jogadores e a entrada de outros. Alguns bons jogadores que já haviam jogado no clube regressaram e foram ainda buscar um atleta ao Unhais da Serra. Quanto à expectativa que tem com a disputa dos dois jogos com o Sabugal, João José também espera que sejam momentos de bom futebol, seguidos de convívio. «Temos de ter em conta que são equipas diferentes, porque o Sabugal assume lutar para ser campeão e nós queremos bater-nos para nos mantermos na primeira divisão distrital, mas tenho a certeza que serão jogos bem disputados».
No dia 18 de Outubro, quando o Soito receber o Sabugal, os atletas soitenses receberão as faixas de campeão da segunda divisão e de seguida haverá um jantar de convívio entre as duas equipas. Espera-se que quando o jogo se repetir no Sabugal a festa continue.
plb

O Sporting Clube do Sabugal (SCS), através da sua secção de Judo, viu ser aprovada a sua candidatura à «Medida 1: Saúde e Segurança nas Instalações Desportivas» do IDP-Instituto de Desporto de Portugal que irá permitir a realização de obras de beneficiação na sede do clube sabugalense.

Sporting Clube do SabugalA «Medida 1: Saúde e Segurança nas Instalações Desportivas» promovida pela Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto e pelo Instituto do Desporto de Portugal, I.P., tem como prioridade a Saúde e Segurança dos praticantes desportivos e destina-se a apoiar a realização de obras de beneficiação nas instalações de apoio aos clubes e associações desportivas.
O contrato-programa entre o SCS e o IDP-Instituto de Desporto de Portugal, IP, será assinado no dia 6 de Julho em cerimónia a realizada no Governo Civil da Guarda, na qual estará presente Laurentino Dias, Secretário de Estado da Juventude e do Desporto.
Este contrato programa vem assim ajudar o SCS a realizar obras na sua Sede onde á mais de uma década se pratica Judo, e cujas instalações se têm vindo a deteriorar. O local de treino dos judocas Raianos ficará assim dotado de melhores condições adequadas para a prática da modalidade, visto a secção de Judo do clube sabugalense ter treinado grande parte do ano em «casa emprestada», no pavilhão da Junta de Freguesia do Sabugal, à qual a secção e os seus praticantes agradecem.
O início dos treinos em Setembro irá reiniciar portanto nas renovadas instalações que garantirão melhor conforto para os seus utilizadores, aproveitando este periodode férias para realizar as obras.
djmc

Foi a convite dos responsáveis das Escolas de Judo Ana Hormigo e Associação Judo Clube União Albicastrense que o Sporting Clube do Sabugal se deslocou até Castelo Branco no sábado, 13 de Junho, com uma comitiva de 11 pequenos judocas entre os 5 e os 12 anos, para participar no «Torneio Convívio de Fim de Aulas 2009».

Judocas Sabugalenses no Torneio de Castelo Branco

O encontro realizou-se nas instalações desportivas do Jardim Escola João de Deus e contou com a presença de cerca de 60 pequenos atletas. Todos os participantes receberam medalha, diploma de participação e merecido lanche. Os prémios foram entregues pelo vice-presidente da Câmara da cidade albicastrense.
Nestas idades não é de grande importância nestas idades o lugar de pódio obtido. No entanto os participantes nunca entregaram de bandeja a vitória aos seus oponentes. Aqui ficam as classificações:
Joana Carreira (3.ª), Beatriz Pinheiro (3.ª), Marco Rocha (3.º), Eduardo Castilho (3.º), Rodrigo Pereira (2.º), Eduardo Leitão (3.º), Mariana Vaz (3.ª), Leandro Susano (3.º), Tomás Pereira (3.º), Pedro Carreira (2.º) e Emanuel Martins (1.º).
Embora tenho sido o primeira participação em torneios de alguns judocas da secção de Judo do Sporting Clube do Sabugal (SCS) os jovens mostraram uma boa postura e vontade de melhorar e aprender mais.
O SCS deixa desde já os seus agradecendo aos pais que puderam acompanhar a comitiva e estiveram presentes.
djmc

A judoca Carla Vaz, do Sporting Clube do Sabugal, alcançou a medalha de prata no III Torneio Internacional de Judo da cidade de Barcelos.

Galo de BarcelosO Torneio Internacional de Barcelos começa a ser uma competição «talismã» para o Sabugal, pois este ano na sua terceira edição, Carla Vaz em -57kg, subiu ao pódio com a medalha de prata, consolidando mais uma vez a sua presença no Ranking Nacional de Seniores e garantindo a sua participação, em Novembro, no Campeonato Nacional de Seniores em Novembro.
A atleta sabugalense reconhece que a prova poderia ter corrido melhor, mas deixou fugir a medalha de ouro para a espanhola Paula Sanchez, muito mais experiente e mais graduada, para além de algum cansaço que sentiu e da ausência do seu orientador técnico que não pode estar presente no Torneio.
O Judo Raiano continua a mostrar que é a grande força desta modalidade olímpica no Distrito da Guarda, ultrapassando as dificuldades do dia-a-dia, tanto a nível da preparação técnica dos judocas que necessitariam de mais alguns estágios, como a nível logístico, tendo em conta os vários escalões em que a secção de Judo do Sporting Clube do Sabugal se faz representar a nível Nacional.
O responsável pela secção de judo garante, no entanto, que não será pela falta dos apoios que os jovens judocas do Sabugal deixarão de participar em provas que lhes permita evoluir, como se tem vindo a verificar com a formação e os resultados que se foram acumulando desde o inicio da actividade em 1995.
djmc

Realizou-se em Valença no passado sábado, 31 de Janeiro, em Valença, o Campeonato Regional de Judo da Zona Norte. A prova permitia, aos atletas juniores da nossa região, tentar pontuar para o ranking e conseguir o apuramento para a fase final do Campeonato Nacional do escalão.

Luis ClaraLuís Clara do Sporting Clube do Sabugal na categoria de -66kg foi o único representante do Distrito da Guarda e tendo em conta a sua ausência no Open de Coimbra do inicio do mês de Janeiro devido ao bloqueio das estradas por causa da neve, tornava-se imperativo pontuar neste campeonato.
O atleta raiano, conseguiu o terceiro lugar, permitindo-lhe angariara alguns pontos, tendo agora que aguardar a saída definitiva do Ranking Nacional.
Embora a zona Norte pudesse apurar mais um judoca nos juniores, este terá de estar posicionado nos 26 primeiros da Lista de Classificação Desportiva onde no ano transacto constavam 41 atleta de todo o País para este peso.
Aproveitou-se neste Torneio para se aplicarem já algumas novas regras de arbitragem que a Federação Internacional de Judo já aprovou desde o inicio de Janeiro 2009 e que irão certamente trazer vantagens não só para o melhor desenrolar das competições, bem como para garantir um melhor espectáculo para quem gosta de apreciar esta Modalidade, na sua vertente competitiva.
Na arbitragem, participou David Carreira, árbitro associativo, do Sabugal que garantiu o devido apoio para a realização da prova, estando inclusiva como Juiz principal na final dos -73kg.
djmc

Os grandes derbys do futebol luso não são uma questão de vida ou de morte. São muito mais importantes que isso… e agora podem ser acompanhados na pantalha do «Bravos’Bar» com 50 por cento de desconto desportivo em todas as bebidas.

Há fotografias que deixam uma imensa saudade

O Sabugal tem muitas tertúlias, muitos grupos e muitos amigos que se juntam por defeito, por feitio, por afinidade ou por interesses nos cafés, tascas e vícios. O «Bravos’Bar» do Tó de Ruivós não foge à regra e tem, sempre, uma clientela muito especial. O dono orgulha-se de ter, provavelmente, a melhor Sagres Mini do Mundo sempre à temperatura ideal: gelada. É um bar sem publicidade exterior e por isso mesmo só para quem sabe. «Para os verdadeiros apreciadores da Mini. Aqui está sempre no ponto», costuma dizer um dos frequentadores habituais.
Mas passemos à linguagem do futebolês. Dizem os especialistas que o futebol é o desporto mais simples do Mundo: «quem tem a bola ataca; quem não tem defende.» E para chutar nada melhor do que usar o pé que estiver mais à mão porque o difícil, como todos sabemos, não é fácil.
Os jogadores de futebol demonstram sempre muita humildade quando ganham de forma categórica e aproveitam para utilizar chavões do género «ainda não ganhámos nada e sabemos que temos ainda muitos jogos pela frente».
E para quem quiser seguir a carreira de futebolista aqui deixamos algumas frases feitas para que possam ser usadas na ocasião mais propícia. «Esperamos fazer uma boa partida e sair daqui com um bom resultado» ou «agora é levantar a cabeça e pensar no próximo jogo» ou «respeitamos muito o nosso adversário mas temos consciência do nosso potencial» ou «todos sabemos que agora já não há jogos fáceis» ou…
Um dos melhores atacantes que vi jogar e passou pelo futebol português depois do Nené, do Manuel Fernandes e do Fernando Gomes foi o Jardel. Porquê? Porque sim! E aproveito para dizer que um dos melhor guarda-redes que pisou os relvados tugas dá pelo nome de Michel Preud’homme. Lembram-se. Um dos mais simpáticos e profissionais futebolistas que conheci até hoje.
E porque «clássico é clássico e… vice-versa» o próximo sábado é noite de estrelas. Jogam no derby dos derbys os grandes da capital: Benfica e Sporting. Sim! Claro que me lembro dos 7-1 a que assisti em Alvalade e claro que me lembro dos 6-3 que presenciei na Luz. Mas não é disso que quero falar. Nem daquele jogador que passou pelo futebol português mas que preferia o campeonato mexicano porque «lá a gente recebe semanalmente, de 15 em 15 dias». Ou aquele jovem brasileiro contratado pelo Belenenses que, deslumbrado, quando chegou ao aeroporto da Portela fez questão de ser simpático e declarar: «Tenho o maior orgulho de jogar na terra onde Cristo nasceu…» Pois…
Scolari com «e o burro sou eu» e os árbitros ficam, de propósito, de fora desta conversa.
E para o jogo do próximo sábado à noite no Estádio da Luz? Sem dúvida que prognósticos só no fim.
E terminamos como começámos. A partir de sábado e durante a transmissão de todos os jogos televisivos do Sporting, Benfica e FC Porto a contar para a SuperLiga Portuguesa de Futebol as bebidas no «Bravos’Bar» do Tó de Ruivós são a 50 por cento, ou seja, estão em promoção desportiva a metade do preço.

Apesar de ter prometido a mim mesmo tentar não falar de futebol aqui no Capeia Arraiana lá teve que ser. E já agora para sábado mesmo sabendo das tendências verde-brancas do Tó arrisco o resultado de 2-0 a favor do «glorioso». Se perder prometo que lhe pago uma mini a metade do preço!
«A Cidade e as Terras», opinião de José Carlos Lages

jcglages@gmail.com

A Associação de Judo do Distrito da Guarda em colaboração com a ABPG (Gouveia), organizou para conclusão da época desportiva o 3.º Torneio de Judo de Gouveia para os Judocas entre os 5 e os 13 anos. O Sporting do Sabugal marcou presente com seis judocas.

Judocas Sabugalenses em GouveiaO torneio realizou-se no dia 6 de Julho no pavilhão Desportivo de Gouveia, onde se reuniram pequenos judocas vindos do Sabugal, Leiria, Viseu e Guarda.
A representação Raiana contou com a presença de seis atletas, apoiados por alguns pais que incentivaram os pequenos lutadores durante os seus combates.
Para os judocas de mais tenra idade, a prova decorreu num ambiente de festa, sem grandes preocupações para com os resultados a alcançar. No entanto todos os representantes Sabugalenses subiram ao pódio, tendo a comitiva obtido um primeiro lugar, quatro segundos lugares e um terceiro lugar.
O treinador do Sporting Clube do Sabugal ficou satisfeito com o desempenho dos seus pupilos, tendo em conta que os treinos no Clube já tinham encerrado há duas semanas.
Será apenas em Agosto que alguns Judocas do clube darão início à preparação de final de época dos escalões mais velhos, tendo ainda algumas provas a disputar até o final do ano.
djmc

As conquistas do Sporting dos anos 40 e 50 – que o transformaram no mais poderoso clube de futebol em Portugal – valeram-lhe, portanto, grande capacidade de mobilização um pouco por todo o país, conquistando o clube uma dimensão claramente nacional e cada vez mais populista.

José GuilhermeEm todas as regiões de Portugal cresceram núcleos numerosos de simpatizantes e sócios do Sprting, surgindo inúmeras filiais. Espalhava-se a «identidade sportinguista», Zonas como o Alentejo e as Beiras tornaram-se «bastiões» particularmente fortes desta identidade. As vitórias da equipa de futebol catapultaram o clube definitivamente para uma dimensão popular, afastando-se assim o espectro elitista dos primeiros anos. Para este crescendo de popularidade muito ajudou a humildade e a qualidade humana e futebolística de muitos dos jogadores sportinguistas que formaram a fabulosa equipa dos anos 40 e 50. As origens sociais humildes de muitos destes jogadores permitiram o aproximar do clube ao povo amante do futebol. E não tivesse sido o imparável Benfica dos anos 60 e 70, o Sporting poderia hoje ser o maior clube português em termos de simpatlzantes.
Apesar da hegemonia «encarnada» dos anos 60 e 70, os «leões» conseguiram manter uma assinalável regularidade competitiva, alcançando mesmo uma extraordinária vitória no plano europeu, com a conquista da prestigiada Taça das Taças, em 1964. Foi um momento único na história do clube. Nessa gloriosa campanha europeia, o Sporting foi um conjunto eminentemente ofensivo, marcando 36 tentos em 12 partidas … Num só jogo, contra o Apoel Nicósia, os «leões» marcaram 16 golos. Na equipa brilhavam nomes como Carvalho, Fernando Mendes, João Morais, Mascarenhas (melhor goleador do Sporting na prova, com 11 golos) ou Hilário, entre muitos outros. Mas o que fez realmente a diferença foi o «todo» e não as individualidades, com a equipa a apresentar sempre uma forte coesão defensiva, eficácia no ataque e uma grande determinação. Para a história ficou a eliminatória dos quartos-de-final frente ao Manchester United, em que depois de uma pesada derrota por 1-4 em Inglaterra, os «leões» conseguiram uma reviravolta extraordinária em Lisboa, vencendo por 5-0. A «raça leonina» ficava assim comprovada, com os jogadores a assumirem em campo uma postura combativa, aliada a um grande talento, acreditando sempre na vitória. Essa mística era assegurada por jogadores como Fernando Mendes (o «capitão» de equipa) ou Hilário da Conceição.
No plano nacional, o Sporting sofreu então os efeitos da hegemonia benfiquista, tendo apenas conseguido amealhar cinco títulos nacionais nas décadas de 60 e 70. Mas soube sempre resistir e lutar contra o enorme poderio «encarnado». Registe-se que apenas em 1965 o Benfica ultrapassou definitivamente o Sporting em número de títulos nacionais conquistados. Até aí, a superioridade fora quase sempre do Sporting, que em 1954 liderava por 9-7 (sendo que estamos a contabilizar os três títulos benfiquistas na I Liga). A identidade do clube está também grandemente ligada à aposta na formação, «nascendo» nas escolas do Sporting grandes talentos do futebol português e internacional, como foram os casos dos históricos Jorge Vieira e Adolfo Mourão, ou, mais recentes, de Vítor Damas, Paulo Futre, Luís Figo e Beto. O clube tentou desta forma criar e manter sempre um espirito muito próprio, o que nem sempre foi alcançado nas duas últimas décadas do século, marcadas pela passagem, muitas vezes em catadupa, de treinadores pelo «banco» do Sporting. Esta instabilidade em nada contribuiu para a manutenção e reforço dessa mística «leonina», tantas vezes maltratada pelos erros de gestão directiva que conduziram a um largo periodo dominado pelo insucesso desportivo.

Atravessar o deserto com galhardia
Não foram nada agradáveis os tempos vividos então pelo Sporting. A partir de 1982 (ano em que se sagrou campeão e vencedor da Taça de Portugal), o clube entrou no periodo mais negro da sua história desportiva, somando 18 longos anos sem conseguir conquistar qualquer título de campeão nacional (repetindo o que tinha sucedido ao FC Porto entre 1959 e 1978), e apenas ganhando uma Taça de Portugal, em 1995.
Mas na derrota, como na vitória, os sportinguistas souberam, então, mostrar por que é que costumam afirmar que são um clube diferente dos outros: não deixaram de apoiar as diferentes equipas que tentaram inverter a situação, encheram muitas vezes o Estádio José de Alvalade quando tudo parecia correr mal, enfim, demonstraram que o Sporting não queria «ganhar a todo custo» (como os outros, afirmam). Talvez nesta postura viva ainda algum do elitismo característico do nascimento do clube. Uma espécie de herança «genética» dos seus fundadores e mentores.
Para o Sporting, a «travessia do deserto» resultou na custosa perda do segundo lugar no «campeonato dos campeonatos nacionais» para o FC Porto, mas acabou por ser também uma prova de resistência e de força moral, além de que o segundo lugar em número de adeptos continua a ser «verde-e-branco», apenas superado pelo incontável universo «encarnado».
Como não há bem que sempre dure, (os «cinco violinos») nem mal que, não acabe (a década de 90), também o fim do deserto de vitórias sportinguistas no futebol surgiu em 2000, para comemorar o final de um século em que o clube deixou marca indelèvel no desporto português.
E da mesma forma que raramente se pode acusar os «leões» de não saberem perder, ninguém pode dizer que o Sporting de 1999/2000 não soube ganhar … O mesmo se pode dizer da equipa 2001/02, que chegou à «dobradinha» 20 anos depois.
Extracto de «A Paixão do Povo – História do Futebol em Portugal», de João Nuno Coelho e Francisco Pinheiro (2002).
«Futebol – A Paixão do Povo», opinião de José Guilherme

joseguilherme.r@gmail.com

O ano de 1906 foi o primeiro da existência de um dos mais significativos emblemas da história do futebol em Portugal, o Sporting Clube de Portugal. Representando a essência da própria origem do futebol no país, o Sporting Club de Portugal nasceu em «berço de ouro», no seio da aristocracia lisboeta do inicio do século.

José GuilhermeOs primeiros estatutos do clube não esquecem a referência a uma agremiação formada por pessoas da boa sociedade e dão a prioridade ao ténis como desporto a ser praticado no clube. Um dos traços identitários do Sporting ficava desde logo esboçado, embora muitas coisas viessem a mudar, principalmente a partir dos anos 40, graças a muitas e gloriosas vitórias e exibições dos célebres «Cinco Violinos», que tornaram o Sporting extremamente popular um pouco por todo o país e em todas as camadas sociais. Nos primórdios do clube, a situação social e financeira privilegiada dos seus mentores e sócios, principalmente de José Roquette e do seu tio, o Visconde de Alvalade, ajudou a reunir condições físicas e humanas para a prática do futebol, algo sem paralelo nos outros clubes da altura. A equipa do Sporting dispunha de um dos melhores recintos da época e contava com exímios jogadores vindos do Sport Lisboa (formação que esteve na origem do SL Benfica), que não tinha onde treinar. Esta solução encontrada pelos «leões» para juntarem uma boa formação, acabaria por dar origem aos primeiros passos de uma rivalidade quase centenária, entre o Sporting e o BenfIca, e que ocupa lugar destacado na história do desporto português.

O ciclo dourado dos «famosos cinco»
O Sporting começou a criar fama de equipa «grande» na disputa do Campeonato de Lisboa, prova em que exerceu um domínio quase avassalador, entre 1922 e 1947, vencendo 16 em 25 títulos possíveis, sendo que 6 deles, foram consecutivos (entre 1934 e 1939). Esta hegemonia futebolística dos «leões» em Lisboa alargou-se ao plano nacional durante toda a década de 40 e 50. Entre 1947 e 1954, o Sporting conquistou sete campeonatos nacionais em oito possíveis, alcançando ainda o primeiro «tetra» da história, entre 1951 e 1954. Eram os tempos dos inesquecíveis «Cinco Violinos», provavelmente a maior referência da identidade sportinguista até aos nossos dias. Pena foi que nesta altura ainda não existissem as competições europeias, pois se tal acontecesse com certeza que Jesus Correia, Vasques, Peyroteo, Travassos e Albano (acompanhados por outros excelentes praticantes) teriam brilhado e deslumbrado por essa Europa fora. Curiosamente, o Sporting ficaria ligado ao nascimento dessas mesmas competições europeias. Quando em 1956, na primeira edição da Taça dos Campeões, Martins foi o marcador do primeiro golo da competição, no jogo inaugural da prova, que opôs Sporting e Partizan Belgrado, no Estádio Nacional. Nesta altura, o Sporting era a equipa portuguesa com mais prestígio a nível internacional, não sendo de estranhar por isso o convite para o clube «leonino» participar na primeira edição da Taça dos Campeões Europeus, quando quem tinha vencido o Campeonato Nacional (1954/55) fora o Benfica. Alguns anos antes, em 1949, o Sporting tinha ido à final da Taça latina, perdendo com o Barcelona por um escasso 2-1.

Uma identidade cada vez mais nacional
Como seria de esperar, o sucesso e a fama do Sporting dos «Cinco Violinos», que dominou o futebol em Portugal durante tantos anos, acabaria por redundar num processo de popularização do clube, tanto no sentido do aumento do número de adeptos em todo o país, como no sentido da expansão social do próprio clube, que progressivamente foi chegando a outras camadas sociais. Um bom indicador deste processo de difusão social foi o facto de apenas na década de 50 deixar de ser obrigatória a exposição pública da proposta de sócio durante uma semana, na sede do clube, para assim ser possivel contestar a idoneidade ou a irrepreensibilidade da conduta do candidate a sócio «leonino». Assim, ser sócio do Sporting era sinónimo de respeitabilidade e honorabilidade.
(Continua na próxima semana.)
Extracto de «A Paixão do Povo – História do Futebol em Portugal», de João Nuno Coelho e Francisco Pinheiro (2002).

«Futebol – A Paixão do Povo», opinião de José Guilherme

joseguilherme.r@gmail.com

O Sporting venceu este domingo por 2-0, após prolongamento, o F.C. Porto na final da Taça de Portugal disputada no Estádio Nacional. Os leões arrecadam o 15.º troféu e pelo segundo ano consecutivo graças a dois golos do brasileiro Rodrigo Tiuí que substitui Abel no início do prolongamento.

Sporting vence Taça de PortugalO Sporting chegou ao relvado do Estádio Nacional disposto a defender o troféu conquistado na época passado.
O momento do jogo aconteceu aos 69 minutos. Lizandro Lopes cai por duas vezes na grande área, o árbitro Olegário Benquerença nada assinala e logo de seguida João Paulo vê o árbitro mostrar-lhe o vermelho directo numa entrada duríssima sobre João Moutinho.
O destaque vai para Rodrigo Tiuí que entrou no início do prolongamento (91 minutos) a substituir Abel e marcou, já na segunda parte do prolongamento (aps 110 m e 117 m) os dois golos sportinguistas da final da Taça de Portugal.
O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, recebeu os jogadores nos Paços do Concelho e congratulou-se pelo significado da vitória para a cidade e para os lisboetas. O autocarro sportinguista dirigiu-se depois para o Estádio José Alvalade onde os esperavam em ambiente de festa muitos adeptos leoninos.
Os titulares das duas equipas:
F.C.Porto – Nuno, João Paulo, Bruno Alves, Pedro Emanuel (cap.), Fucile, Mariano, Lucho González, Paulo Assunção, Raúl Meireles, Ricardo Quaresma, Lisandro López e Mariano González.
Sporting – Rui Patrício, Abel, Tonel, Polga, Grimi, Miguel Veloso, Izmailov, Romagnoli, João Moutinho (cap.), Derlei e Yannick Djaló.
O encontro foi dirigido pela equipa chefiada pelo árbitro Olegário Benquerença.
Os eleitos de Paulo Bento foram superior ao campeão nacional desde o primeiro minuto do jogo e jogaram em vantagem numérica a partir do minuto 70. Mas foi preciso esperar pela segunda parte do prolongamento quando, com dois golos de Tiuí, o vencedor ficou definido numa altura em que a equipa do Dragão já não tinha forças para mais.
Depois de ter derrotado o Belenenses, na final da temporada passada, e o F.C. Porto, este domingo, Paulo Bento tornou-se o sexto treinador a conquistar o troféu duas vezes consecutivas. Os outros técnicos foram Janos Biri, pelo Benfica, em 1942/43 e 1943/44, Mário Lino, pelo Sporting (1972/73 e 1973/74), José Maria Pedroto, pelo Boavista (1974/75 e 1975/76), John Mortimore, pelo Benfica (1985/86 e 1986/87) e Fernando Santos, ao serviço do F.C. Porto, nas épocas 1999/00 e 2000/01.
Em quatro finais disputadas entre os dois clubes, os dragões conquistaram o troféu por duas vezes, em 1994 e em 2000, e os leões levaram a melhor em 1978 e, agora, em 2008.
jcl

A judoca sabugalense Carla Vaz garantiu a presença em Novembro na fase final do Campeonato Nacional de Judo. A atleta alcançou a pontuação necessária em Barcelos no torneio organizado pela Associação de Judo do distrito de Braga e pelo Clube de Judo da Cidade do Galo.

Carla VazMais uma vez, em simultâneo com a realização das tradicionais festas de Barcelos, a Associação de Judo do Distrito de Braga em colaboração com o Clube de Judo da Cidade do Galo, realizaram o habitual torneio de judo para o escalão sénior. Carla Vaz, do Sporting Clube do Sabugal, na categoria de -57kg, participou pela primeira vez, neste que será o seu último ano no escalão de júnior.
A prova não correu de feição para a atleta raiana, perdendo o combate decisivo com a judoca de Coimbra Joana Cesário, atleta já com muita experiência nos circuitos internacionais. No entanto a vitória sobre a judoca da Trofa Raquel Portela, permitiu-lhe alcançar o 2.º lugar e arrecadar pontuação suficiente para a sua entrada no Ranking Nacional de 2008 e garantir desde já a sua presença na fase final do Campeonato Nacional de Novembro. Pode assim apresentar-se mais tranquila em Outubro na prova que apura os judocas da Zona Norte, pois para além disso ainda haverá algumas provas abertas onde os judocas de todo o País poderão pontuar para garantir presença na prova final.
Este primeiro fim de semana de Maio deu início a um mês cheio de provas por todo o país realizando-se já no próximo dia 11 o Torneio Nacional de Sub-23, em Lisboa, e no dia 17, na Guarda, os escalões de Juvenis (13/14 anos) irão marcar presença para tentarem o apuramento para a sua respectiva prova nacional de 1 de Junho.
djmc

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Outubro 2019
S T Q Q S S D
« Fev    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.151.776 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios