You are currently browsing the tag archive for the ‘raiano’ tag.

Passou de cem o número de confrades e amigos do Sabugal e do bucho raiano que hoje, dia 10 de Novembro, se juntaram no Clube Náutico Al Foz, em Alcochete, para conviver e degustar os bons sabores das nossas terras.

(Clique nas imagens para ampliar.)

Fotos de Daniel Salgueiro e José Carlos Calixto

Anúncios

A Confraria do Bucho Raiano tem encontro marcado para o Restaurante Brasa, em Elvas, no dia 15 de Janeiro de 2011. O almoço está marcado para as 13.00 horas e é aberto a todos os interessados.

Elvas - Restaurante Brasa - Confraria Bucho Raiano - Capeia Arraiana

A Chancelaria da Confraria do Bucho Raiano respondeu afirmativamente ao desafio/convite de um confrade e do proprietário do Restaurante Brasa, em Elvas, para um almoço com bucho na cidade alentejana.
O encontro está marcado para as 13.00 horas no sábado, 15 de Janeiro de 2011 e será seguido de uma visita à Adega Mayor durante a tarde.
O programa completo aberto a todos os interessados inclui, ainda, o jantar de sábado e o almoço de domingo com dormida incluída.
As reservas devem ser feitas até ao dia 10 de Janeiro para email da confraria: confrariabuchoraiano@gmail.com ou para o telemóvel: 966823786.
Chancelaria do Confraria do Bucho Raiano

A Confraria do Bucho Raiano esteve representada no IX Capítulo da Confraria da Gastronomia do Ribatejo, que aconteceu na vila da Azambuja este domingo, dia 12 de Dezembro.

GALERIA DE IMAGENS – CONFRARIA GASTRONÓMICA RIBATEJO – AZAMBUJA – 12-12-2010
Fotos de Paulo Saraiva;–  Clique nas imagens para ampliar

plb

No sábado, dia 13 de Novembro, cerca de 60 confrades e amigos do bucho raiano reuniram-se em Lisboa, na Churrasqueira do Campo Grande, para ali apreciarem a iguaria gastronómica. Entre os convivas contavam-se pessoas gradas da cultura naturais do concelho do Sabugal.

GALERIA DE IMAGENS  –  CONFRARIA BUCHO RAIANO  –  LISBOA – 13-11-2010
Fotos Capeia Arraiana  –  Clique nas imagens para ampliar

jcl

O almoço anual em Lisboa da Confraria do Bucho Raiano está marcado para o dia 13 de Novembro, sábado, às 12 horas, no Restaurante Churrasqueira do Campo Grande.

Os confrades da Confraria do Bucho Raiano (Sabugal) reúnem-se no dia 13 de Novembro para o quarto almoço anual em Lisboa. Depois da Casa do Concelho do Sabugal (2007 e 2008) e da Cooperativa Militar aos Restauradores (2009) o convívio para promoção dos enchidos raianos junto de empresários de restauração lisboetas está, este ano, marcado para o Restaurante Churrasqueira do Campo Grande.
Dar a conhecer o bucho e os enchidos raianos e contribuir para que se transforme numa oportunidade económica para o território sabugalense é o objectivo da Confraria do Bucho Raiano que organiza em Novembro o seu quinto encontro de 2010.
Recorde-se que as confreiras e confrades têm vindo a representar o bucho raiano e o concelho do Sabugal em diversas iniciativas e capítulos de outras confrarias gastronómicas por todo o país.
No Sabugal marcaram presença em Fevereiro no Restaurante Robalo, para o tradicional almoço de sábado de Carnaval que esteve, igualmente, integrado nos Roteiros Gastronómicos da Câmara Municipal.
Depois, em Março, teve lugar em Évora na Adega Típica Quarta-feira, do sabugalense José Dias mais um almoço da Confraria onde o bucho raiano foi rei.
Em Abril decorreu no Sabugal o I Capítulo de Entronização da Confraria do Bucho Raiano onde foram entronizados mais de 40 confreiras e confrades que aceitaram, sob juramento, defender e promover o bucho e os enchidos raianos.
Em Setembro os visitantes do 1.º Festival Gastronómico no Mercado da Ribeira, em Lisboa, saborearam e degustaram os produtos do restaurante e das bancas da Confraria.
Para finalizar 2010 a Confraria do Bucho Raiano marcará presença na Rebolosa, no dia 25 de Novembro, na Festa de Santa Catarina onde será entregue, como manda a tradição, «a licença para a matança do porco».
As inscrições para o almoço de Lisboa podem ser feitas até ao dia 7 de Novembro através do correio electrónico da Confraria (confrariabuchoraiano@gmail.com) ou pelo telemóvel 966 823 786.
jcl

A cerimónia de entronização da Confraria do Bucho Raiano e dos seus confrades, o desfile de confrarias e o almoço do Bucho, realizados no sábado, dia 17 de Abril, trouxeram protagonismo ao Sabugal, cidade que concentrou a atenção da imprensa regional.

1.º Capítulo da Confraria do Bucho Raiano - Sabugal

Representantes dos órgãos de comunicação de referência da região vieram até ao Sabugal para acompanharem as iniciativas ligadas à realização do primeiro Capítulo da recém-criada Confraria do Bucho Raiano, que tem sede na cidade.
A presença na cerimónia de D. Manuel Felício, bispo da Guarda, onde benzeu as insígnias, a homenagem a personalidades, a comparência de confrarias vindas de todo o país, o desfile pelas ruas do Sabugal integrando a centenária Banda da Bendada e, também, o almoço do Bucho, primorosamente servido no RaiHotel, foram os grandes atractivos. O 1.º Capítulo da Confraria deu um colorido diferente ao Sabugal, tal como o deu o Encontro da Juventude Diocesana, realizado na mesma data.
A cerimónia do Capítulo, teve lugar no Auditório Municipal. Dentre os presentes contavam-se representantes do movimento confrádico nacional. Para além das «confrarias madrinhas» – da Chanfana (Vila Nova de Poiares) e do Queijo Serra da estrela (Oliveira do Hospital) – marcaram ainda presença: Confraria do Bucho de Arganil, Confraria Gastronómica do Pinhal do Rei (Leiria), Confraria dos Gastrónomos de Lafões (Vouzela), Confraria do Bodo (Pombal), Confraria do Azeite (Fundão), Confraria dos Sabores Raianos (Almeida), Confraria dos Nabos e Companhia (Mira), Confraria da Cereja de Portugal e Confraria da Lampreia (Penacova).
Quanto a convidados de honra, contou-se com a presidente da Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas, Madalena Carrito, o Bispo da Guarda, D. Manuel Felício, o Governador Civil da Guarda, Santinho Pacheco, o Presidente da Câmara de Manteigas, Esmeraldo Carvalhinho, o Presidente do Tribunal da Relação de Évora, Manuel Nabais e o responsável cultural do INATEL da Guarda, Joaquim Igreja.
A cerimónia iniciou-se com a actuação da Banda da Bendada no palco, tendo depois falado o presidente da Câmara, António Robalo, que saudou os presentes e deu as boas-vindas ao Sabugal. O Bispo da Guarda benzeu as insígnias da confraria, compostas por medalhas, estandarte, varal e chambaril, desejando depois longa vida à Confraria e uma actividade profícua, seguindo sempre o ideal das confrarias: a cooperação e a amizade entre os seus confrades.
Constituída a mesa, presidida pelo Grão-Mestre, Joaquim Leal, iniciou-se a cerimónia, com a lição de sapiência do escritor Célio Rolinho Pires, que recordou as antigas matanças, os rituais que lhes estavam associados e os sabores que advinham do porco e que a dona de casa preparava ao longo de todo o ano, dentre os quais o bucho, peça do enchido que contribuía para união familiar, porque era degustado em família no domingo de Carnaval.
As confrarias madrinhas entronizaram os maiorais da confraria do bucho raiano, o Grão-Mestre, o Chanceler e o Vedor-Mor, e depois estes, já investidos de funções, entronizaram os restantes 37 confrades do bucho, que receberam a insígnia e o respectivo diploma.
A confraria homenageou o presidente da Câmara do Sabugal, António Robalo, e o presidente da Junta de Freguesia do Sabugal, Manuel Rasteiro, conferindo-lhes o título de Cavaleiro da Confraria, tendo em conta o apoio notável que ambos têm dado à associação.
O desfile com os confrades e seus acompanhantes, precedidos pela Banda da Bendada, foi do auditório ao RaiHotel, onde os participantes posaram para a foto de família.
Depois chegou a hora do almoço do bucho, degustado no restaurante D. Dinis por cerca de 140 pessoas, que aderiram à iniciativa.
O próximo capítulo da Confraria do Bucho Raiano acontecerá no concelho do Sabugal, no dia 5 de Março, sábado de Carnaval. De permeio haverá ainda o já habitual almoço de Lisboa, que acontecerá em Novembro deste ano.
plb

Manuel Leal Freire - Capeia ArraianaManuel Leal Freire nasceu na freguesia da Bismula, concelho do Sabugal. Viveu grande parte da adolescência nas Batocas (Raia sabugalense) onde o seu pai era guarda-fiscal. Actualmente reside em Gouveia onde tem um escritório de advogados. Aos 82 anos mantém, ainda, uma memória impressionante e surpreende quem não o conhece por fazer discursos sem papel e em verso como aconteceu, recentemente, como grão-mestre da Confraria do Queijo Serra da Estrela. Um vulto com lugar na história cultural e literária das terras raianas e do concelho do Sabugal.

POEMA AO BUCHO RAIANO

Sabores da mais rara qualidade
a que o tempo deu superno cunho
atingiram no Bucho a sumidade
de que a Confraria é testemunho
qualquer um de nós pelo seu punho
o atesta escrivão da puridade
perfeita assinatura é não rascunho
que para sempre obrigar-nos há-de.
Que outros cantem hinos, carmes, loas
gastem, horas de sexta, véspera e noas
rendidos aos seus sabores, é natural.
Mas nós de nossas coisas sempre ufanos
elegemos como ambrósia dos raianos
o Bucho que se serve em Sabugal.

De onde advirá todo este gosto
que corpo e alma tanto nos deleita
tão entranhado em nós que é pressuposto
de uma interacção quase perfeita.

Antiga, muito antiga é a receita,
perene, em seus segredos, o composto
o fumo, a carne, o dedo que a confeita
o alho e colorau, em contragosto.

Os deuses no Olimpo luminoso
criaram um sabor suprafamoso
que Homero eternizou, de nome ambrósia

Porém, se o nosso Bucho aos sete céus
chegara um dia, então diria Zeus
que tudo ali ao Bucho é simples sósia

Comamos, depois cantemos
um hino ao Bucho raiano
loas que repetiremos
em toda a roda do ano.

Viva, Viva, o Bucho e quem o fez
que sobre algum bocado não se aceita
a faca e o garfo alçados a viés
que o copo ocupa sempre a mão direita

Viva quem diga que viva
o Bucho rei dos sabores
todo o confrade é conviva
não se aceitam desertores

Viva o nosso, viva o nosso
Viva o nosso padre santo
comamos que carne ou osso
inda cá cabe outro tanto.
Manuel Leal Freire

Sexta-feira, quatro da tarde. Hoje vou sair mais cedo do trabalho. Destino: Ruivós. O Rui vem apanhar-me a casa, o resto da malta já nos espera para a jantarada em terras da Raia. Apesar da viagem que ainda temos pela frente a nossa cabeça já está lá. Não apenas pelos bons petiscos que nos esperam mas muito principalmente pelos amigos. Uns que já lá estão porque lá vivem, outros como o Gonçalo e a Sandra que também partiram hoje de Lisboa para lá.

A Câmara Municipal do Sabugal atribuiu um Louvor de Incentivo à Confraria do Bucho Raiano pelo trabalho desenvolvido na divulgação do concelho e do património gastronómico.

Louvor da Câmara Municipal do Sabugal à Confraria do Bucho Raiano

(Clique na imagem para ver o louvor da Confraria do Bucho Raiano.)

Na reunião de 6 de Março de 2009 o executivo da Câmara Municipal do Sabugal constituído por Manuel Rito Alves (presidente), Manuel Fonseca Corte (vice-presidente), António dos Santos Robalo (vereador a tempo inteiro), Ernesto Cunha (vereador a tempo inteiro), Luís Manuel Nunes Sanches (vereador), José Santo Freire (vereador) e Rui Manuel Monteiro Nunes (vereador), deliberou, por unanimidade, atribuir um «Louvor de Incentivo à Confraria do Bucho Raiano», pelo trabalho desenvolvido na divulgação do concelho e do património gastronómico.
O bucho confeccionado à moda da raia sabugalense é uma das peças gastronómicas mais genuínas do concelho do Sabugal. A sua confecção, com mais ou menos osso e com mais ou menos colorau espanhol, obedece a uma receita que começou por ser familiar e é reconhecida por uma tradição de décadas.
Um grupo de sabugalenses, onde se destaca Paulo Leitão Batista como grande mentor da ideia, decidiu organizar um primeiro almoço que reuniu cerca de 80 participantes na Casa do Concelho do Sabugal em Novembro de 2007. À volta de um prato composto por batatas, grelos e bucho, os convivas conversaram e discutiram ideias para dar início e materializar a constituição de uma Confraria que legitimasse, dignificasse e promovesse o Bucho Raiano.
Ficou, assim, decidido que seria constituída legalmente a Confraria do Bucho Raiano, com estatutos próprios que defendessem e preservassem o bucho raiano.
Para manter viva a tradição os confrades decidiram, igualmente, a realização de dois almoços anuais: um na região de Lisboa no mês de Novembro e um no domingo gordo (Carnaval) no concelho do Sabugal.
Após quatro almoços – dois em Lisboa (Casa do Concelho do Sabugal) e dois no Sabugal (Aldeia do Bispo e Sabugal) – foi feita a escritura pública em notário no dia 6 de Maio de 2009 da Confraria do Bucho Raiano tal como noticiamos hoje.
O louvor público da Câmara Municipal do Sabugal é, de facto, um gesto de grande incentivo aos confrades da comissão instaladora e a todos os que têm participado e colaborado na concretização deste sonho.
A Confraria do Bucho Raiano agradece e regista o gesto de apoio e boa-vontade demonstrado pelo executivo municipal sabugalense.

Não resisto a perguntar a todos os responsáveis pelos restaurantes do concelho do Sabugal do porquê da reduzida ou quase nula aposta na oferta de Bucho Raiano na ementa. Gostaria de deixar aqui alguns elementos de reflexão. Todos sabemos que o período ideal para degustar o bucho vai de meados de Setembro a meados de Abril porque o calor não é bom companheiro dos enchidos. Todos sabemos que cozinhar um bucho em lume brando demora, pelo menos, três ou quatro horas. Todos sabemos que cada vez mais deverá haver um controlo sanitário que privilegie os produtores e os produtos certificados garantindo a sua genuinidade e qualidade. Portanto, dirão alguns, apenas é possível ter bucho à mesa de um restaurante por encomenda. Considero, contudo, que um restaurante que promova uma vez por semana como prato do dia, durante a época aconselhada, o bucho raiano, permitirá que os potenciais interessados saibam e digam «vamos a tal sítio porque hoje é dia de bucho». Tal como acontece nos restaurantes de Lisboa com o dia do cozido ou no Soito com a canja de cornos. E, assim sendo, como efectivamente é, estaria encontrada a fórmula para divulgar no Sabugal e além-fronteiras do concelho que «tal dia, em tal restaurante, é dia de bucho raiano». Não custa nada experimentar.
Viva a Confraria do Bucho Raiano!

jcl

José Robalo – «Páginas Interiores»

Em conversa com um velho trancador de baleias na Calheta de Nesquim, concelho de Lajes do Pico, ilha do Pico, este homem do mar com os olhos no horizonte de saudade dizia-me: «Se existe céu na terra, o céu está aqui.»

Os velhos baleeiros

Eu vi os barcos parados prisioneiros
na sede de um museu. E os arpões
pendurados. E gravadas
em dentes de baleia as passadas navegações
dos velhos baleeiros.

E vi os olhos daquele que falava
da última baleia como quem
remasse ainda sobre a onda brava
para um mar onde nunca mais ninguém.

Manuel Alegre

Trancador de BaleiasDe facto, neste fim de tarde numa conversa amena com um velo trancador de baleias respira-se serenidade, num olhar que repousa no infinito do Atlântico, da Atlândida, sempre na expectativa de lá ao fundo encontrarmos sinais de um cachalote. Hoje que a caça à baleia está proibida, por aqui a visita às baleias virou a negócio normalmente explorado por pessoas estranhas a este triângulo dos Açores, que envolve a ilha do Pico, Faial e S. Jorge.
Na Calheta de Nesquim, terra de baleeiros, os trancadores, oficiais, mestre de lancha, remador, cigana e construtor naval, profissões ligadas a esta actividade, caíram em desuso e hoje são figuras de museu.
Longe vai o tempo em que sentado no cais da Calheta de Nesquim conversei sobre esta temática com o Manuel Pereira de Lemos, o Manuel Alfaiate, que obsessivamente e de forma recorrente desfiava a sua memória sempre à volta desta temática. A proibição legal e a emigração para a América que fica lá bem longe no horizonte, transformaram esta gente em coisa inútil confinando-os à vida do campo.
As autoridades locais nesta ilha, onde se sente um grande cuidado com as coisas da cultura, reabilitaram estes espaços de transformação de cachalotes, erigindo museus, lembrando ao visitante que por estas terras existe gente de coragem. Os museus de S. Roque do Pico e das Lages do Pico, são o orgulho desta gente do mar onde «nunca mais ninguém».
O trancador de baleias pela sua coragem e atitude destemida ao enfrentar animais que pesam toneladas em condições adversas em alto mar e em pequenos botes, traz-me à memória a coragem das gentes da raia que sobreviveu ao contrabando. A coragem das nossas gentes mede-se também na forma destemida como enfrentam um touro em pontas com o forcão. Está aí mais um mês de Agosto e em boa hora pelas freguesias da raia encontramos capeias e festas populares que continuam a prender os nossos emigrantes ao concelho.
Penso que é chegado o momento para que alguém (uma junta de freguesia, ou município), aproveitando os novos fundos comunitários, se proponha avançar com a criação de um espaço museológico reavivando actividades e tradições raianas, uma vez que todos temos orgulho no nosso passado e na nossa memória colectiva.

:: :: PARA LER :: ::
«Mar pela proa», de Dias de Melo, Chão da Palavra.
«Mau tempo no Canal», de Vitorino Nemésio, Imprensa Nacional Casa da Moeda.

:: :: PARA OUVIR :: ::
«L. A. Woman», The Doors.

«Páginas Interiores» opinião de José Robalo
joserobaload@gmail.com

Com o objectivo de defender e divulgar a peça gastronómica mais genuína da raia sabugalense, um grupo de amigos vai reuniu-se para lançar uma iniciativa que se vem tornando necessária: a fundação da «Confraria do Bucho Raiano».

Confraria do Bucho RaianoNo dia 17 de Novembro, às 13 horas, haverá um almoço de convívio onde se lançará a iniciativa. O local será a Casa do Concelho do Sabugal, na Avenida Almirante Reis, 256, 2.º, esquerdo, em Lisboa. A ementa será precisamente bucho, vindo directamente do concelho do Sabugal, que será servido com grelos e batata cozida.
Todos os interessados poderão participar nesse almoço que se pretende alargado aos que concordem com a iniciativa e pretendam dar ideias acerca da formação da confraria que se dedicará à defesa dos valores da nossa gastronomia.
O Bucho é a peça mais peculiar do enchido raiano. É preparada com pedaços de carne do porco dos ossos, cabeça, rabo e orelha, que, após colocada em vinha de alhos, dá enchimento à bexiga ou ao palaio do porco. Depois de cheio o bucho dependura-se com o demais enchido nos varais do fumeiro.
O Entrudo, em especial o Domingo Gordo, era a ocasião propícia a comer o bucho, sendo da tradição que a família se reúna em convívio para se refastelar com a peça. Confecciona-se introduzindo-o numa larga panela de ferro, envolto em pano de linho, que evitará que rebente durante a fervedura. Mantido em lume brando, o cozimento durará pelo menos três horas, após o que irá à mesa dentro de barranha de barro, ladeado por batatas cozidas e abundância de grelos de nabos, cujo marujar servirá de desenfastio.
Os que pretendam marcar presença no almoço de lançamento da confraria podem telefonar para a Casa do Concelho do Sabugal,
para o telefone 218403805
ou para o email: confrariabuchoraiano@gmail.com
e fazer desde já a sua inscrição.
plb

Em mais uma iniciativa que pretende trazer pessoas ao concelho, a Câmara Municipal de Almeida realiza nos dias 3, 4 e 5 de Agosto em Vilar Formoso, o II Festival Económico Raiano, que incluirá exposições, espectáculos musicais e a inauguração do Pavilhão Multiusos.

Vilar FormosoDurante três dias Vilar Formoso será palco para a realização de diversas iniciativas que visam a promoção da vila raiana e do concelho de Almeida.
O amplo programa prevê a abertura da exposição no dia 3, pelas 20 horas. Ainda nessa primeira noite haverá a actuação do grupo Polifónico de Vilar Formoso, seguido do grupo musical e Sonhar Flamenco – Lunares, vindo de Espanha e apresentando o cantar Flamenco e danças Sevilhanas. O segundo dia, 4 de Agosto, será marcado pela actuação do grupo «Galandum Galundaina», que apresentará música etnográfica. Ainda nesse dia terá lugar um espectáculo de Tunas Académicas, a que se seguirá, pelas 23 horas, o momento alto do festival musical, com o concerto dos Xutos & Pontapés. . No último dia do certame, 5 de Agosto, haverá animação nas ruas proporcionada por palhaços que realização diversas actividades voltadas para os mais pequenos.
Para além da animação musical terá lugar, no segundo dia do certame, a inauguração oficial do pavilhão Multiusos de Vilar Formoso e a entrega das chaves das Sedes das Associações do Concelho de Almeida.
O festival será encerrado com um espectáculo de circo por «Os Trupilariante & Comp.».
plb

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Maio 2019
S T Q Q S S D
« Fev    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.139.366 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios