You are currently browsing the tag archive for the ‘pobreza’ tag.

Na União Europeia, há aproximadamente oitenta milhões de pobres e vinte e cinco milhões de desempregados. Os planos de resgate para se sair da crise aumentam ainda mais os níveis de pobreza e de desemprego. E a banca cada vez pressiona mais para se privatizar o Estado de bem-estar, ou seja, a solução para se acabar com a pobreza e com o desemprego.

António EmidioExiste um círculo vicioso na Europa (UE) que é este: a crise económica origina pobreza e exclusão social, os recortes sociais derivados dessa mesma crise vão aumentar ainda mais a pobreza e a exclusão social. Podemos deduzir então que os novos pobres estão ligados ao desaparecimento da protecção social para grandes sectores da população. Outras das causas do surgimento de novos pobres, da nova pobreza, são, como não podia deixar de ser, o desemprego, a precariedade laboral e a flexibilização, a tão elogiada flexissegurança, como sendo a solução para o desemprego. Mas não explicam o que é isso da flexissegurança, que não é mais nem menos do que um trabalhador andar a saltar de emprego para emprego permanentemente, estando condenado a uma interinidade, não pode estabelecer um futuro, só pode viver o dia a dia, vive segundo as flutuações da procura, sem protecção social e com ordenado miserável. O desemprego, a precariedade laboral e a flexibilização são os três principais factores de pobreza entre os jovens. Há casais jovens, em que homem e mulher estão desempregados, os filhos já são pobres, são estes os que vão para a escola mal alimentados e com fome. Os cortes nas pensões originam pobreza entre os idosos. Jovens, crianças e idosos são os que mais sofrem com toda esta crise originada por banqueiros sem escrúpulos.
Tudo isto e, muito mais, tem a ver com a impotência do poder político para controlar o poder económico, tem de haver equilíbrio entre os dois. A Europa e também os Estados Unidos estão a sofrer os efeitos desastrosos deste desequilíbrio, porque os abusos e os excessos do actual Capitalismo Selvagem – Neoliberalismo – desregulado conduzem a humanidade para o abismo. Já disse várias vezes, vou repetir: Neoliberalismo e Estalinismo são as duas faces de uma mesma moeda. O Estalinismo de Leste, caiu porque arquitectou uma economia sem mercado e contra a iniciativa privada, que controlada é geradora de riqueza. Ao Capitalismo Selvagem desregulado poderá acontecer-lhe o mesmo, porque não admite outro princípio, outra norma, senão o mercado trabalhar a seu belo prazer. Os extremos tocam-se, faltou referir que ambos detestam a Democracia representativa ou directa.
Todos estes excessos desregrados já converteram a Democracia numa Oligarquia, porque esta, a Oligarquia, já dita a lei e a lei dela é a lei do mais forte economicamente. Essa lei, a do mais forte, é um vírus também já entranhado em algumas Autarquias em Portugal.
O Estado e a Autarquia têm de ser o árbitro entre os direitos do poder económico e os direitos daqueles que os não têm, que são a maioria.
Foi este equilíbrio que depois da II Guerra Mundial tornou possível o Estado Social, a Sociedade de Bem-Estar.

Diz-se: que na Suíça, nestes últimos meses, já entraram 1.500 toneladas de ouro, de quem? Não sei.
Diz-se: que também na Suíça, mas isto devem ser as péssimas línguas a dizê-lo,! Já começaram a ser cunhados marcos alemães, à espera que a Alemanha saia do Euro…
Disse o Vice Primeiro Ministro Chinês: «Espera-nos uma nova Idade Média financeira e social». Ou seja, um novo Feudalismo, digo eu.

«Passeio pelo Côa», opinião de António Emídio

ant.emidio@gmail.com

Se for preciso lançar no desemprego milhares de trabalhadores, lançam-se e mais nada! As novas formas de contratos laborais estão precedidas por um debilitamento dos direitos laborais e da redução das prestações sociais.

António EmidioUsa-se agora uma nova expressão: seja você mesmo o seu próprio empregado. Muitos caíram e outros continuam a cair nesse «conto de fadas». Endividaram-se, pagando créditos muitas vezes abusivos, ou então gastaram todas as poupanças de uma vida no seu negócio. Presentemente, o que se está a ver é que muitas dessas micro e pequenas empresas, também o pequeno comércio, estão a ir à falência. Não sei se alguém já se apercebeu, mas quem tem de pagar esta crise, é o trabalhador, o funcionário público e o pequeno comerciante, são estes que devem pagar para solucionar o problema dos banqueiros!
Além da crise provocada pelos grandes bancos internacionais, outra das razões para todas estas falências tem a ver com a concorrência. Sempre existiu! Dirá o leitor(a), é verdade digo eu, mas para mim é insuportável ver os lanifícios, o calçado e os têxteis portugueses serem substituídos por roupa e calçado sintético vindos da China e, não só. Isto só trouxe pobreza e desemprego a Portugal. O mesmo aconteceu com os produtos agrícolas, pagaram-nos para que destruíssemos a nossa agricultura, obrigando-nos a importar depois esses mesmos produtos comprados às grandes herdades agrícolas europeias e mundiais, cujos donos (especuladores) e accionistas nada fazem senão arrecadar lucros. A concorrência foi longe demais, o nosso Concelho é um exemplo, a sua agricultura foi destruída, é necessário e urgente voltar a produzir bens básicos através de uma economia local. O nosso problema é o minifúndio? Pode-se reformar isso através de uma acção política concertada com os proprietários dos terrenos. Porque não a pecuária? Temos clima e terrenos para boas pastagens, a partir daí apostaríamos nos lacticínios, a manteiga, o queijo, os yogurtes, as natas, produtos que podiam ser exportados. Opinião discutível? Claro! Mas é minha.
O que fizeram ao sector das pescas? A mesma coisa!
Querido leitor(a), não existe a tão falada Comunidade Internacional, existem sim organismos regidos pelos interesses particulares das nações mais ricas e poderosas, tanto no campo económico como militar. Os interesses e as necessidades comuns, os interesses e as necessidades dos países mais débeis económica e politicamente não interessam para nada. Assim é a União Europeia e todas as outras organizações a nível mundial. A tal Globalização Neoliberal de que tanto se fala, em vez de trazer solidariedade e aproximar os povos uns dos outros, não! Cada vez os divide mais porque está assente numa coisa destrutiva e agressiva que é a concorrência.
O sistema só fala no lucro, mas convém dizer que esse lucro tão desejado não é o da micro empresa e até da pequena, também o não é o do pequeno comércio, a isso chama ele nichos de mercado, nichos de negócio, ele quer o lucro para a Macro Empresa, para a Multinacional e para a cadeia de Super Mercados, que embolsam milhões de euros de lucro, ao mesmo tempo que os seus trabalhadores vão perdendo a sua capacidade adquisitiva, ou seja, os seus salários vão diminuindo. Essas corporações têm legal e ilegalmente ajudas governamentais, privilégios fiscais e legislativos inadmissíveis (pagam campanhas eleitorais), usam todos os subterfúgios para colocar dinheiro em paraísos fiscais.
O pequeno empresário e o pequeno comerciante limitam-se a ir à falência, destroçados por um Estado Neoliberal que os afoga em impostos. Agora têm de prescindir dos seus poucos trabalhadores, a maior parte do pequeno comércio até do único que tinham, porque também a concorrência desleal e até criminosa os destroçou.

Vamos ficar com um pensamento e umas palavras do economista Maynard Keynes, tão falado ao longo desta crise económica: «As ideias, o conhecimento, a arte, a hospitalidade e as viagens, são coisas que deveriam ser pela sua natureza internacionais. Mas deixemos que os produtos sejam de origem nacional quando isto seja razoável e convenientemente possível, e além de tudo, deixemos que as finanças sejam primordialmente nacionais.»
«Passeio pelo Côa», opinião de António Emídio

ant.emidio@gmail.com

Ajudar as terras raianas da diocese da Guarda a saírem do esquecimento e da desertificação é o objectivo da Caritas, que pretende implementar o projecto «100 muralhas», o qual envolverá dezenas de jovens, a que chama «embaixadores da Raia».

Mobilizar os jovens da Diocese que vivem na Raia para a luta contra a pobreza, o envelhecimento e a desertificação é o objectivo do projecto, que conta levar informação às pessoas e às instituições, como câmaras e juntas de freguesia, para que se desenvolvam acções que atraiam mais residentes à região.
Paulo Neves, da Caritas da Guarda, disse à Agência Ecclesia, que o título de «embaixador da Raia», dará o direito a um cartão oficial, a atribuir a cerca de 100 alunos do 12º ano dos agrupamentos de escolas de Figueira de Castelo Rodrigo, Almeida, Sabugal e Penamacor, que ao longo deste ano lectivo têm participado no projecto «100 muralhas».
Trata-se de uma acção organizada pela Caritas da Guarda, em conjunto com professores e diversas entidades públicas e religiosas, que visa a defesa e valorização dos recursos humanos, naturais e artísticos. «Sabemos que estes alunos vão sair desta região, em busca de oportunidades ao nível do ensino superior que não existem aqui, e o que pretendemos é que continue a haver uma ligação ao território de onde eles são originários», explicou Paulo Neves.
Os alunos envolvidos têm dedicado três horas semanais, no âmbito da disciplina «Área de Projecto», à elaboração de propostas para as suas localidades. Costumes e tradições, tendências sociais emergentes, o futuro da vida humana, desenvolvimento sustentável de recursos, foram alguns dos trabalhos elaborados.
A investidura dos jovens «embaixadores da Raia» vai ter lugar no próximo dia 28 de Maio, numa cerimónia formal que acontecerá no pavilhão multiusos de Vilar Formoso, que contará com a presença do bispo da Guarda, D. Manuel Felício.
A presidente da Caritas, Emília Andrade, disse entretanto à Agência Lusa que são cerca de 170 as famílias da diocese da Guarda que recebem ajuda social e económica da instituição, o que significa um aumento de 35 por cento face a igual período do ano passado.
«São pessoas que pedem, fundamentalmente, coisas de subsistência imediata, como alimentos, medicamentos e roupa», disse Emília Andrade, que classifica a situação como «aflitiva».
plb

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Dezembro 2019
S T Q Q S S D
« Fev    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.165.521 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES