You are currently browsing the tag archive for the ‘Gastronomia/Bebidas’ tag.

Fomos à Tasca do Caniço, restaurante típico do Porto Alto. Sendo terra ribatejana de ganadeiros, campinos, toureiros e forcados, as carnes bravas não podiam faltar, pelo que jantámos um belo prato de rabo de boi, acompanhado por enchidos e legumes.

Restaurante CanicoPorto Alto é uma localidade da freguesia de Samora Correia, concelho de Benavente. Está situada na margem esquerda do rio Tejo, sendo cruzada pela Estrada Nacional n.º 10. Essa via inclui a fatídica «Recta do Cabo», nacionalmente conhecida pela frequência de acidentes mortais, que liga o Porto Alto à ponte Marechal Carmona, que travessa o Tejo tocando do outro lado Vila Franca de Xira e a auto-estrada que num ápice liga a Lisboa.
As terras do Porto Alto, estão integradas na grande lezíria ribatejana, atravessada por esteios e valados, onde pastam e medram toiros e cavalos. Como em todo o Ribatejo respira-se ali o ar dos toiros e da festa brava. Os habitantes são aficionados natos e a juventude muito dada à arte de forcado, que exige força e coragem.
Pois sugerimos um retorno a esta graciosa localidade, onde há cerca de uma décadas os sabugalenses eram visita constante, nem que fosse apenas de passagem, quanto cruzávamos a lezíria em direcção a Coruche para dali seguirmos a Mora, Montargil e Ponte de Sor, no agora velho trajecto de Lisboa para as berças.
Na Rua Guerra Junqueiro, junto a uma valada que até ali transporta a água do Tejo, está o restaurante Tasca do Caniço, especializado na boa e suculenta cozinha ribatejana. Situa-se numa espécie de praceta, onde há árvores e muitos lugares para estacionamento. O estabelecimento é uma casa térrea, de linhas simples, com paredes branca debruadas a azul, contendo um gracioso telheiro, a que encosta uma sebe verdejante. A sala ampla tem lugar para 64 comensais, tendo as paredes pejadas de imagens de toureiros, forcados e touros. Aqui e ali também há peças da antiga lavoura, farpas, chifres e demais adereços, que criam a ideia de que se está em lugar típico.
Íamos sedentos, coisa normal nesta época de canícula, pelo que pedimos uma rodada de finos. A cerveja foi-nos servida em copo de latão, o que dava uma especial sensação refrescante. Como também vínhamos para comer, tivemos de entrada um bom queijinho seco, tiras de presunto, chouriço bem curado e uma cestinha de broa.
A especialidade da casa é o cozido de carnes bravas, havendo também bife de vitela brava, fracas guisadas, leitão à Caniço, ou pato assado no forno.
Na ocasião, como a fome apertava, optámos por pedir , para começar, a sopa do dia. Fomos brindados por uma belíssima sopa de feijão e couve, servida em malga, que nos deixou lastro para o resto.
O prato do dia era rabo de boi. Indagámos mais acerca da confecção e foi-nos explicado com desvelo: «é mesmo o rabo do toiro, que vai à panela cortado em pedaços. Depois de bem estufado, juntam-se-lhe batatas, couves, cenoura e enchidos».
Mandámos vir a iguaria. Foi o comer e chorar por mais!
Vale a pena vir ao Porto Alto e abancar na Tasca do Caniço. A comida é óptima, o preço está em conta, o serviço é bom. Há porém que ter em atenção: a casa fecha ao domingo e em Agosto o pessoal vai de férias.
plb

Em deambulação pelo Alentejo, percorrendo as estradas que cruzam as imensas campinas pejadas de sobreiros e oliveiras, podemos admirar a imensidão da paisagem. Para além das vistas desafogadas é importante tratar do estômago, procurando as iguarias da culinária local.

Sopa de toamateQuem siga pela auto-estrada nº.6, em direcção a Espanha, encontra a saída para Borba e Vila Viçosa poucos quilómetros após Estremoz. Tomando pois o percurso de Vila Viçosa pela velha estrada nacional, avista à esquerda, andado apenas um quilómetro, uma placa que indica Ourada. Metendo então por uma via estreita e sinuosa, em direcção á Ourada, o viajante descobrirá em breve, outra vez à esquerda, a placa indicativa de uma terra de nome curioso: Alcaraviça. É pois para Alcaraviça que o descobridor deverá rumar, á cata da antiga tasca do Zé Pina. Até lá andará em estrada estreita, que aos bordos segue pela vertente de uma pequena encosta, cruzando vinha e olival.
Encontrará a velha tasca numa graciosa encosta, em casa caiada, à moda das habitações das terras que se pisam. Está em local ermo, sem mais casario ao redor, mas de onde se avista soberba paisagem, sendo muito belo observar dali o pôr-do-sol neste tempo primaveril, em que o Alentejo abandona as vestes verdes para começar a trajar de amarelo.
A antiga taberna, deu agora lugar a espaço melhor cuidado. O bar foi ampliado, criou-se uma sala de refeições, dispôs-se novo mobiliário, decoraram-se as paredes com velhos utensílios da lavoura.
Gente nova toma conta do negócio, dada a aposentação do Senhor José Pina. Tendo enviuvado o velho taberneiro não se sentiu capaz de levar por diante a função. Contudo, a especialidade da casa continua a ser a sopa de tomate e o coelho assado na caçarola. Agora o bar chama-se «Espalha Brasas» e vêm servir à mesa com os salamaleques próprios dos restaurantes de nomeada, num ar de modernidade a que não estava habituado o normal cliente de Zé Pina, que via no local uma tasca das antigas, onde se bebia bagaço ao balcão e se falava alto para ser ouvido por entre a conversa brava que às vezes ocupava os alentejanos que ali aportavam.
De entrada o viajante terá ao dispor torresmos acompanhados por tiras de pimento cru, e ainda um saborosíssimo queijinho de ovelha curado. Quanto a bebida impõem-se beberricar do vinho corrente da cooperativa de Borba, ou, querendo coisa de maior reputação, um Marquês de Borba tinto, de reserva, que ali é apresentado a bom preço.
Para comer, já saberá o viajante ao que veio. Primeiro comerá uma bela sopa de tomate, que vem à mesa numa terrina. A água vermelha do tomate vem com ovos escalfados a boiar, restando meter-lhes a gadanha e puxar para o prato um par de cocharras, a que se juntam umas pequenas fatigas de pão de trigo que lhe colocam ao lado num açafate. É de comer e berrar por mais!
Depois é tempo de vir à mesa a caçarola de barro pejada de pedaços de coelho assado. Virá a escaldar, puxada directamente do forno, exalando um aroma formidável. Acompanha com batata cozida ou frita, ou então com um naco de pão. O comensal descobrirá aqui uma maravilha gastronómica, coisa única no país.
plb

A Câmara Municipal do Sabugal e a Pró-Raia organizam nos dias 24 e 25 de Maio a quarta edição da Festa do Mundo Rural e da Mostra Agro-alimentar do Alto Côa. A iniciativa conta com várias actividades e decorre este ano em paralelo com os «Circuitos Gastronómicos Raianos».

Festa do Mundo RuralA 4.ª Festa do Mundo Rural Raiano (também denominada Mostra Agro-Alimentar do Alto Côa) está marcada para os dias 24 e 25 de Maio aproveitando, este ano, a proximidade do feriado do Corpo de Deus que se festeja a 22 de Maio.
A mostra é organizada pela Câmara Municipal do Sabugal e pela Pró-Raia no recinto próximo da Casa da Juventude, Desporto, Cultura e Lazer da vila do Soito e tem como como objectivo divulgar o que de melhor se produz e existe na região raiana, promovendo as tradições e potencialidades do concelho sabugalense.
A exibição, ao vivo, das artes e ofícios tradicionais representativos dos costumes e trad
Os visitantes poderão admirar uma mostra de animais (Bovinos, Ovinos, Caprinos e Equinos), uma exposição dos vários sectores do mundo rural (agrónomo, florestal, pecuário, alimentar, ambiental, turístico) e os stands de máquinas e alfaias agrícolas.
A programação da festa inclui demonstração hípica, insufláveis, animação de rua e uma Tourada à Portuguesa com os cavaleiros António Ribeiro Telles e António d´Almeida, os Grupos de Forcados Amadores de Coruche e de Coimbra e o matador espanhol Javier Castaño.
No noite de sábado, 24 de Maio, um concerto com o cantor José Cid e a Big Band fará as delícias de todos os seus admiradores.
Em paralelo decorrerão, entre 21 e 25 de Maio, os «Circuitos Gastronómicos Raianos» a que aderiram vários restaurantes do concelho do Sabugal e um de Navasfrias que incluem nos seus menus os melhores pratos da tradicional gastronomia raiana sabugalense.

Uma semana para surpreender os sentidos nas terras raianos do Sabugal. A iniciativa é positiva e merece a participação (possível) de todos. Na análise pós-evento a organização devia ter em conta que nem sempre o calor de Maio rima com bucho arraiano e… discutir a hipótese de organizar os circuitos gastronómicos apenas ao sábado e domingo e durante vários fins-de-semana. Facilitava a vida aos forasteiros que não podem ter uma semana completa de férias em Maio. Para reflectir…
jcl

A Confraria Gastronómica do Leitão da Bairrada organiza nos dias 19 e 20 de Abril, na Bairrada, Anadia, o I Encontro de Confrarias Gastronómicas e Báquicas.

«Em defesa da Gastronomia Tradicional Portuguesa» é o lema do I Encontro de Confrarias Gastronómicas e Báquicas que vai decorrer na Bairrada, Anadia, reunindo representantes das respectivas confrarias temáticas portuguesas.
A recepção às confrarias convidadas está marcada para as 14 horas de sábado, 19 de Abril, no Pavilhão Municipal de Desportos da Anadia. A tarde será ocupada com a visita a Caves Bairradinas onde se incluem as caves Aliança, Montanha, Freixo, S. Domingos, S. João e Primavera, e as quintas do Encontro e Dulcineia Santos Ferreira. O jantar decorrerá no Pavilhão Municipal.
No domingo terá lugar a recepção de boas-vindas no Salão Nobre da Câmara Municipal da Anadia. Em seguida será organizado um desfile de todas as confrarias até ao Museu do Vinho Bairrada onde está patente ao público «Sua Majestade, o Rei!» uma exposição internacional de arte contemporânea.
A organização do Encontro tem à disposição de todos interessados uma Central de reservas com os seguintes contactos:
Confraria Gastronómica do Leitão da Bairrada, Apartado 38, 3781-908 Sangalhos; pelo email, c.g@leitaobairrada.com; ou pelo telemóvel 918881169.

A Confraria do Bucho Arraiano foi convidada para o Encontro mas ainda não foi possível garantir a presença de nenhum confrade em sua representação.
jcl

Entre 6 e 9 de Março estarão presentes no Palácio da Bolsa do Porto os melhores de vinho nacionais e estrangeiros e prestigiados chefes das novas tendências da cozinha. O Mercado Ferreira Borges recebe alguns dos melhores cozinheiros gourmet.

Essência do Vinho e do Gourmet - Porto 2008Durante quatro dias, o Porto reunirá as principais referências dos vinhos e da gastronomia de Portugal.
No Palácio da Bolsa estarão expostos na «Essência do Vinho-Porto’08» cerca de 300 produtores de vinho com destaque para: Bacalhôa Vinhos, José Maria da Fonseca, Luís Pato, Douro Boys, João Portugal Ramos, Herdade do Esporão, Quinta do Cabriz, Sogrape, Taylors, Herdade do Mouchão, Fundação Eugénio de Almeida, Veuve Cliquot Bay, Finca Flichman, Rousemount Estates e Barons de Rothschild-La Fite.
Os visitantes terão a oportunidade de saborear vinhos de todo o Mundo e colocar questões a alguns dos melhores enólogos nacionais e internacionais. Para actualizar os conhecimentos sobre vinhos e abertas a todos os interessados decorrem as «Conversas sobre o vinho» com especialistas que fornecerão conselhos e técnicas essenciais para avaliar vinhos como um verdadeiro profissional.
Um espaço especialmente preparado pela ViniPortugal permitirá aos visitantes, através de jogos sensoriais como «Descubra a Casta» e «Aromas de Vinho», sentir os aromas e sabores das castas portuguesas.
Misturando as especialidades vinícolas com a arte e cultura estarão patentes exposições de pintura, joalharia e fotografia mesclados com espectáculos de música ao vivo e a presença de DJ’s convidados.
Mas como a escolha do vinho apropriado para uma refeição é fundamental para usufruir e enaltecer os sabores da gastronomia decorre em paralelo no Mercado Ferreira Borges uma mostra de gastronomia gourmet denominada «Essência do Gourmet-Porto’08». Marcarão presença alguns dos mais inovadores cozinheiros da actualidade como Henrique Sá Pessoa, Augusto Gemilli, Vítor Matos ou Fabrice Lenud, o melhor chefe de Patisserie 2007 do Brasil.
Demonstrações ao vivo num auditório para 150 pessoas, show cookings, as novas tendências gastronómicas, expositores gourmet, cursos de culinária e orientações nas sempre difíceis ligações entre vinhos e alimentos serão «servidas» pelos chefs presentes.
A Academia de Cozinha é um espaço reservado exclusivamente para crianças entre os 6 e os 10 anos com cursos de cozinha adaptados e aulas de sensibilização para uma alimentação saudável.
De 6 a 10 de Março o Porto é a capital do vinho e da gastronomia gourmet.
jcl

Uma das especialidades da gastronomia arraiana dá pelo nome de «Canja de Cornos». Nasceu no Soito, há mais de 30 anos, inventada por José Manuel Fogeiro mais conhecido por Zé Nabeiro.

Restaurante Zé Nabeiro no SoitoA tradição ainda é o que era mas, por vezes, sofre actualizações. Há pratos da gastronomia arraiana cuja origem e autoria se perderam na lenha do tempo e há outros mais recentes que acrescentam qualidade mantendo os sabores tradicionais.
A «Canja de Cornos» criada há mais de 30 anos é uma especialidade que sem ser tradicional já é uma tradição.
A genuína, a verdadeira «Canja de Cornos» ainda hoje é confeccionada no Soito por quem a inventou. José Manuel Fogeiro, mais conhecido por Zé Nabeiro, conta que tudo começou, na década de 70, sempre que era necessário matar uma vitela para vender no seu próprio talho.
Nesse tempo em que ainda eram permitidos os matadouros particulares chamava os amigos para o ajudarem e no final faziam uma borga. O petisco, cozinhado num caldeiro suspenso sobre as brasas, recebeu o nome de «Canja de Cornos».
O nome despertou a curiosidade das pessoas, a fama cresceu e, vá-se lá saber porquê, é actualmente um dos pratos gastronómicos mais apreciados na Raia.
Quando questionado sobre a confecção deste original prato o seu criador cioso do seu «segredo» limita-se a levantar a ponta do véu dizendo «cornos e temperos da horta». E mais não desvenda.
A iguaria pode ser saboreada nas novas instalações do Restaurante Zé Nabeiro, no Soito, às quartas-feiras e aos sábados ao almoço. Aproveite, também, para descobrir as outras especialidades.
jcl

A Junta de Freguesia e a Associação de Beneficência do Sabugueiro promovem entre 26 de Maio e 3 de Junho a segunda mostra da gastronomia local.

Enchidos do Sabugueiro (foto de João Tilly)Decorre entre 26 de Maio e 3 de Junho a segunda mostra gastronómica da aldeia mais alta de Portugal continental.
Organizada pela Junta de Freguesia do Sabugueiro em colaboração com a Associação de Beneficência local a iniciativa tem como objectivo promover a gastronomia local, onde se destaca o cabrito, a chanfana, as trutas, o queijo da serra, os enchidos, o mel e o pão do Sabugueiro.
O período da mostra assenta numa altura tradicionalmente baixa porque o destino turístico «Serra da Estrela» privilegia a época da neve e por isso «a ideia é criar um conjunto de iniciativas que tragam as pessoas ao longo do ano para usufruir das belezas e potencialidades da Serra» informa uma nota de Imprensa da organização.
Ana Paula Sousa

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 838 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Maio 2020
S T Q Q S S D
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.178.139 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES