You are currently browsing the category archive for the ‘Lisboa’ category.

A jovem Carla Sofia é natural do Soito. Filha de empresários, possui também o bichinho do negócio, o que a levou a apostar na instalação de uma loja de grande prestígio na Baixa de Lisboa, a zona mais nobre da cidade. Xocoa é a marca do esplêndido chocolate que expõe e vende, sendo muitos os transeuntes que entram e compram e muitos também os que ali vão de propósito para adquirirem um produto de alta qualidade. Capeia Arraiana também foi à Xocoa, onde esteve à conversa com a jovem empresária soitense.

– Xocoa dá-nos a ideia de que aproveitou o nome do nosso rio Côa para designar a sua loja…
– Pois isso é apenas uma feliz coincidência. Xocoa é uma marca catalã de chocolate artesanal, cuja casa mãe existe em Barcelona desde 1897. A empresa expandiu-se e detém actualmente 16 lojas em toda a Espanha, sendo esta a sua primeira filial fora do país.
– Então isto é um franchising, na medida em que comercializa uma marca em respeito absoluto pelas regras da empresa mãe?
– Sim, mas eu chamo-lhe «franchising amigável», porque a empresa mãe apenas cede o negócio a conhecidos em que tenha confiança, com uma grande preocupação com a qualidade mas sem procurar a expansão do negócio a todo o custo.
– Como chegou aqui à Baixa de Lisboa com este negócio? Fale-nos do seu percurso pessoal e profissional.
Estudei na Universidade da Beira Interior, na Covilhã, onde me licenciei em Engenharia Têxtil. A minha mãe era sócia da empresa Dache, no Sabugal, e com a sua morte, há três anos, eu e meu irmão herdámos as suas quotas na empresa. Eu pensei até em me fixar no concelho do Sabugal, mas a empresa entrou em dificuldades e fechou, pelo que decidi procurar outro negócio para investir. Então um amigo que tenho em Barcelona deu-me a ideia de instalar em Lisboa uma loja de chocolate da Xocoa e eu avancei.
– E foi difícil obter financiamento e arranjar este local?
Tive a ajuda do meu pai, que financiou o negócio e me ajudou a procurar um local central. Decidimos logo que seria aqui na Baixa de Lisboa, para potenciar o negócio, e conseguimos alugar este espaço, onde tivemos que fazer obras, transformando-o numa loja condigna.
– E está satisfeita com o rumo do negócio?
Não me posso queixar. A casa está aberta há sete meses, e as coisas correm muito bem. Temos clientes a entrar na loja durante todo o dia e, em média, vendemos chocolate a sessenta pessoas por dia, muitas delas comprando até em boa quantidade.
– Como é que as pessoas reagem perante uma montra tão sugestiva, cheia de chocolate de formato original e com uma marca ainda relativamente pouco conhecida?
O aspecto da loja é o primeiro impacto no transeunte que passa e olha aqui para dentro. Depois o produto também é apelativo e quando entram e provam o chocolate então rendem-se completamente, porque o produto é muito bom e de alta qualidade.
– E é também caro, não acha?
Eu diria antes que não é barato, porque existe uma relação equilibrada entre o preço e a qualidade. A prova é que em sete meses que aqui estamos e em que já atendemos milhares de pessoas, nunca tivemos uma única reclamação. Isto é revelador.
– Mantém a esperança de um dia investir no concelho do Sabugal?
Tenho esse desejo a talvez um dia isso seja possível. Não com uma loja destas, pois a casa mãe da Xocoa considera que o negócio apenas é viável em zonas urbanas com mais de 100 mil habitantes, mas há outros negócios interessantes que ali se podem instalar.
– Vai regularmente ao Soito?
Sim, vou lá sempre que posso, até porque vive lá o meu pai e tenho lá uma boa parte dos meus amigos.

Provámos o chocolate da Xocoa, com toque a gourmet, e podemos assegurar que é magnífico, uma verdadeira gulodice que nos deixa uma sensação de bom gosto. Não deixe de visitar a Xocoa, na Rua do Crucifixo, nº 112, junto á entrada da estação de metro do Chiado.
plb

Anúncios

O almoço anual em Lisboa de convívio e divulgação da Confraria do Bucho Raiano realiza-se no sábado, 7 de Novembro, a partir do meio-dia no palacete da Cooperativa Militar situado na Rua de São José, n.º 24, junto aos Restauradores. As marcações para o almoço – confrades (20 euros) e não confrades (25 euros) – encerram no dia 31 de Outubro. (actualização.)

Confraria do Bucho Raiano

Os confrades do bucho raiano vão reunir-se em Lisboa para o almoço anual da Confraria do Bucho Raiano.
O encontro está marcado para o dia 7 de Novembro no edifício da Cooperativa Militar aos Restauradores. Os dois palácios do conde de Magalhães e um jardim classificados com monumento nacional datam do século XVIII e pertenceram ao Barão de Orta, nobre espanhol cujo brasão em alvenaria decora a parede interior sobranceira à escadaria principal.
O imóvel foi adquirido pelo Ministério da Guerra em 1948 à Marquesa de Santa Cruz dos Manuelles, filha e herdeira do conde de Magalhães. A entrada faz-se por uma porta monumental em arco de volta inteira e conducente através de rampa abobadada ao pátio rectangular interior. O Palácio da Ordem Soberana de Malta cuja cruz ainda hoje ornamenta a fachada principal foi construído no século XIX e foi também utilizado pela Governo Militar de Lisboa. Ambos os palácios foram utilizados pela Cooperativa Militar até 26 de Outubro de 1998 até serem transferidos para o IASFA passando a fazer parte do património do Ministério da Defesa Nacional.
O encontro acontece no primeiro sábado de Novembro respeitando a regra dos dois almoços anuais da Confraria do Bucho Raiano que define uma reunião em Lisboa antes do final do ano e outra no Sabugal no domingo gordo (Carnaval), dia em que tradicionalmente as famílias mais chegadas se juntavam para comer o bucho.
A ementa será constituída por enchidos, seguidos do bucho, que virá à mesa acompanhado por batatas e grelos de nabo cozidos, em absoluto respeito pela tradição gastronómica raiana. Os produtos para o almoço da Confraria do Bucho Raiano serão fornecidos pelo talho certificado de produtos raianos do Adérito da Rebolosa.
O bucho é a peça de enchido mais genuína das terras raianas do centro de Portugal. Manda a tradição que após a matança do porco se juntem num barranhão pedaços de carne provindos da cabeça, orelhas e rabo, de mistura com a carne que restou agarrada aos ossos. Coloca-se essa carne em vinha d’alhos durante três dias, após o que se enchem as bexigas dos próprios porcos, indo para o fumeiro a fim de aí secarem com o calor provindo da lareira.
Dar a conhecer o bucho e contribuir para que se transforme numa oportunidade económica para a região raiana é o objectivo da Confraria do Bucho Raiano que organiza em Novembro o seu segundo encontro de 2009.
A iniciativa tem como mordomo o confrade José Morgado Carvalho e as marcações podem ser feitas até ao dia 31 de Outubro de 2009 para:
Telemóveis: 965 869 121 e 961 431 889.
Email: confrariabuchoraiano@gmail.com

Preços: Confrades (20 euros) – Não Confrades (25 euros).

Cooperativa Militar – GPS: 38° 43′ 7.41″ N – 9° 8′ 32.81″ W

Confraria do Bucho Raiano: agraciada com louvor da Câmara Municipal do Sabugal. Aqui.
jcl

É já neste domingo, dia 1 de Junho, no dia a seguir à Capeia Arraiana no Campo Pequeno, da Casa do Concelho do Sabugal que vai ter lugar na Escola Agrícola da Paiã, na Pontinha, o tradicional «Pic-nic de Aldeia da Ponte em Lisboa».

Cartaz do pic-nic de Aldeia da Ponte em LisboaComo manda a tradição, esta realização anual já se realiza há mais de 50 anos, inicialmente com o encontro de conterrâneos, num restaurante da zona de Lisboa, para um almoço, prolongando-se durante a tarde.
A partir do ano de 1973, deu-se a mudança para «pic-nic», com o primeiro, desta nova era, a ser efectuado no Parque de Monsanto, casa habitual dos «pic-nics» da nossa Aldeia.
Há uns anos a esta parte, as dificuldades em conseguir Monsanto têm-se tornado difíceis ou incompatíveis com os anseios da nossa gente, por um motivo ou por outro, razão pela qual se tem variado o local de realização, cada ano que passa.
Como habitual, o programa contempla todos os ingredientes inerentes a esta realização, com a abertura do jogo de futebol, «Casados-Solteiros», seguindo-se o almoço.
Pela tarde, a criançada terá as suas afamadas corridas, bem como os jogos habituais para os adultos, seguindo-se o convívio habitual destas realizações.
Esteves Carreirinha

A organização do Rock In Rio-Lisboa e o Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações assinaram no dia 29 de Abril um protocolo apoiado numa campanha de sensibilização para a utilização de transportes públicos nos dias dos concertos.

Rock In Rio-Lisboa 2008Foi assinado esta quarta-feira, 29 de Abril, um protocolo entre o Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, representado pelo ministro Mário Lino e a secretária de Estado Ana Paula Vitorino e Roberta Medina, vice-presidente da organização do Rock In Rio-Lisboa.
A parceria hoje formalizada nasce de uma sinergia entre as duas entidades com um objectivo comum: sensibilizar as pessoas para a importância da utilização dos transportes colectivos em vez do transporte individual.
A campanha «Goze a Viagem» para a promoção do transporte público vai ter como anfitrião o actor Ricardo Carriço que abraçou imediatamente esta iniciativa. O conceito desenvolvido para esta campanha está assente na valorização dos aspectos positivos do transporte público, utilizando uma linguagem simples, imediata, objectiva e transversal aos diferentes alvos de comunicação.
Dois elos estabelecem a ligação do Rock in Rio-Lisboa 2008 com esta campanha. Por um lado, a temática do projecto social – as Alterações Climáticas – e, por outro, o Plano de Redução de Emissões de Carbono do evento.
A organização do Rock in Rio-Lisboa estabeleceu parcerias com todos os operadores de transportes para o desenvolvimento de uma rede especial para os dias do evento de modo a que o público chegue à Cidade do Rock e regresse aos seus destinos de uma forma rápida, confortável e… amiga do ambiente:
– Metropolitano: serviços especiais na Estação da Bela Vista até às três e meia da madrugada com ligação às linhas Vermelha e Verde;
– Transtejo: realiza serviços regulares entre Cais do Sodré e Cacilhas e entre o Terreiro do Paço e o Barreiro até às duas e meia da madrugada;
– Carris: além das carreiras da Rede da Madrugada, realiza carreiras com partida junto ao pórtico da Cidade do Rock até duas horas depois do último concerto do Palco Mundo;
Fertagus: comboio especial que parte cerca de uma hora depois do encerramento do evento da estação Roma/ Areeiro para a margem Sul;
– CP: para além do ROCKCard CP, um produto especial para os moradores do Norte do país, a CP disponibiliza um comboio especial nas Linhas de Sintra e de Cascais, saindo cerca de uma hora após o final do evento respectivamente das estações Roma/ Areeiro e Cais do Sodré.
aps

Assim se chama a uma peculiar e muito interessante mostra que pode ser visitada em Lisboa até ao dia 24 de Outubro, a qual apresenta o corpo humano e as suas partes através de espécimes reais.

Um dos corpos da exposiçãoÉ em verdade impressionante a forma como estão expostos os diversos corpos e órgãos que compõem a singular exibição. Trata-se de corpos verdadeiros, especialmente preparados, com recurso a um processo chamado de polimerização. Numa primeira fase a água dos tecidos dos cadáveres foi removida por imersão em acetona. Seguidamente a própria acetona foi removida através de uma câmara de vácuo e substituída por silicone líquida. A silicone foi depois tratada e endurecida, para que os tecidos humanos não se deteriorassem com a decomposição natural. O resultado é verdadeiramente impressionante, podendo observar-se os espécimes verdadeiros e encontrar neles as reais formas do nosso corpo.
Em diferentes secções podem examinar-se os ossos, os músculos, nervos e vasos sanguíneos. Também se podem examinar órgãos como o coração, fígado, rins, cérebro, pulmões e intestinos. No final, cada visitante reconhecerá que sabe mais acerca do seu próprio corpo e da prevenção para o manter saudável.
Há secções da exposição que são perturbadoras, como a que retrata o aparelho respiratório, exibindo-se pulmões saudáveis em contraponto com pulmões doentes. Os doentes pertenceram a um fumador, sendo mais encolhidos e negros, por efeito das camadas de alcatrão que nele se acumularam. Outra parte comovente é o dos fetos que morreram ainda no interior do útero. Há espécimes com várias semanas de vida intra-uterina, uma placenta de gémeos e diversos órgãos de bebés, alguns com más formações.
A exposição veio dos Estados Unidos, de Atlanta no estado da Geórgia. Com o nome original «Bodies… The Exhibition», a mostra é uma feliz iniciativa voltada para o conhecimento de cada um em relação ao seu próprio corpo, para que seja mais pró-activo e cauteloso, contribuindo para ter um corpo são e uma vida saudável.
A exposição está patente na Rua da Escola Politécnica, nº. 42, ao Príncipe Real, em Lisboa.
plb

Dois artesãos estão na edição deste ano da Feira Internacional de Artesanato, que acaba amanhã, 1 de Julho, domingo. O interesse que o público tem demonstrado leva-os a considerar que valeu a pena deslocarem-se a Lisboa.

Stand do Sabugal na FIA 2007Pela mão da Associação Desenvolvimento Sabugal (ADES) e com o apoio da Câmara Municipal, Francisco Gonçalves, da Lomba, e Maria Adosinda Cruz, de Penalobo, representam o concelho do Sabugal na Feira Internacional de Artesanato (FIA), que decorre em Lisboa.
Francisco Gonçalves apresenta os já muito conhecidos e apreciados bares em tronco de castanheiro e Maria Adosinda expõe miniaturas em barro de maravilhoso efeito estético.
Vieram ainda em representação de outros dois artesãos, que não puderam deslocar-se a Lisboa, tendo eles trazido os seus produtos. O pavilhão dos artesãos sabugalenses é muito visitado e os dois artesãos não têm mãos a medir na satisfação da curiosidade dos visitantes, que perguntam sobre as artes de cada um. Maria Adosinda aproveita e estende aos que mais se demoram uma brochura sobre o concelho, que a Câmara enviou, e insta todos a deslocarem-se ao Sabugal em visita turística. «Já demos cerca de mil desdobráveis a pessoas que nos dizem que gostavam de visitar o concelho», diz-nos a artesã, visivelmente satisfeita em divulgar a sua terra.
Ambos os artesãos consideram que valeu a pena esta deslocação a Lisboa, na medida em que deram um contributo para que o artesanato do concelho ficasse bem representado, dado o interesse revelado pelos muitos visitantes. No que toca ao negócio também não se podem queixar. «Poderia ser melhor, mas atendendo aos tempos que correm, não esteve mau», revelou Francisco Gonçalves.
Tal como vem sendo hábito, a FIA deste ano brindou os visitantes com uma ampla variedade de produtos. Artesãos de todo o mundo mostraram a sua criatividade a um público atento e interessado que se perdia por longas horas nos três grandes pavilhões que acolheram a exposição.
Foi bom ver ali também uma representação do concelho do Sabugal, embora isso tenha sabido a muito pouco, dado o elevado número de artesãos sabugalenses a que é reconhecido valor.
plb

O bairro típico de Alfama venceu a edição de 2007 das Marchas Populares de Lisboa. É a quarta vitória consecutiva nas Marchas Populares de Lisboa e a 14.ª do seu historial.

Marchas Populares de Lisboa na AvenidaAs festas da cidade de Lisboa decorrem todos os anos no mês de Junho com a figura de Santo António com o menino Jesus ao colo em plano de destaque. Os lisboetas saiem à rua e percorrem a pé todos os bairros históricos onde os bailaricos se misturam com o cheiro das sardinhas e dos majericos.
Um dos pontos altos dos festejos alfacinhas é o tradicional desfile na Avenida da Liberdade na noite de 12 de Junho com os bairros a apresentarem os seus marchantes e os mediáticos padrinhos e madrinhas.
Alfama alcançou na edição de 2007 a sua quarta vitória consecutiva e a 14.ª da sua história. No histórico bairro de Lisboa, com ruas onde não conseguem passar carros e com os vizinhos a conversar à janela as opiniões sobre a receita do sucesso dividem-se entre o muito trabalho desenvolvido ao longo do ano nos ensaios e no mérito do ensaiador Carlos Mendonça que até já tem a alcunha de «Mourinho».
Os festejos do tetra decorreram durante toda a noite no bairro com uma grande sardinhada bem regada.
O pódio foi ocupado por Alfama, Marvila e Campolide com Marvila a vencer ainda o prémio para melhor cenografia. O melhor desempenho do cavalinho foi para a marcha de Campolide e a melhor letra e composição original foi atribuída à marcha da Bica.
jcl

Decorrem de 4 a 10 de Junho, no Jardim Zoológico de Lisboa, as comemorações da Semana do Ambiente com uma série de actividades para miúdos e graúdos no sentido da sensibilização para a conservação da Natureza.

Jardim Zoológico de LisboaNo dia 5 de Junho, Dia do Ambiente, serão realizados ateliers no Centro Pedagógico onde os mais pequenos podem participar em actividades relacionadas com os animais e a natureza.
A Sociedade Ponto Verde estará no Zoo com a acção «Separar vai colar» premiando os visitantes que colocarem as embalagens nos contentores correctos.
Para o dia 7 de Junho os D’zrt estarão presentes na Baía dos Golfinhos e no dia 8, Dia dos Oceanos, serão distribuídas informações sobre a preservação dos Oceanos para que todos possam contribuir para que os rios, mares e oceanos sejam limpos e com vida.
Entre 4 e 10 de Junho o Jardim Zoológico de Lisboa convida os visitantes a participar num peddy paper e conhecer algumas das espécies do parque que se encontram em vias de extinção
jcl

«Respigos da Memória» é o título da exposição individual do artista Alcínio Vicente, natural de Aldeia do Bispo, na Galeria Artela no bairro de Telheiras em Lisboa.

«Ao Forcão» - Alcinio Vicente«Os quadros de Alcínio Vicente expostos na Galeria Artela em Telheiras recordam, na sua maioria, os tempos passados não faltando quadros alusivos à nossa grande tradição raiana como a malha, o encerro e a capeia. Vale a pena ir lá e sentir as nossas origens» alertou-nos um sabugalense que muito prezamos. E como de facto é para isso que serve este projecto de comunicação Capeia Arraiana fomos à descoberta da obra do nosso artista.
«O Encerro» - Alcinio VicentePara já fica agendado um «À fala com… Alcínio Vicente» mas enquanto isso não acontece vale a pena dar um pulo ali a Telheiras à Galeria Artela (fica junto à estação do metro) e sentir um arrepio no corpo quanto olhamos quadros como «A Malha» (óleo sem tela 150x20cm, 2007), o «Encerro» (óleo sem tela 87x84cm, 2006/07), «Gadanheiro» (óleo s/tela, 120x100cm, 2006) e aquele que fez todas as nossas delícias o «Ao Forcão» (óleo sem tela, 65x81cm, 2006).
Alcínio Vicente, natural de Aldeia do Bispo, concelho do Sabugal, é licenciado em Artes
«A Malha» - Alcinio VicentePlásticas (pintura) pela Faculdade de Belas-Artes de Lisboa.
A sua obra está presente nas colecções das Câmaras Municipais do Sabugal, Guarda e Sintra, na Casa do Concelho do Sabugal e na Casa das Beiras, no Sindicato dos Bancários, no Museu Soares Branco (Mafra) e em colecções particulares em Portugal, Espanha e França.
A exposição foi inaugurada a 12 de Maio e pode ser visitada até ao dia 17 de Junho na Galeria Artela, Rua Prof. João Barreira, nas Telheiras, em Lisboa. das 15 às 20 horas, de terça a domingo.
Vá, admire os quadros de Alcínio e deixe um pensamento de incentivo no livro de visitas deste artista sabugalense.
À laia de legenda aqui vos deixamos o escrito do artista raiano sobre a sua obra «O Encerro»: «Ecoa por montes e vales o tropel da cavalgada que avança ritmadamente numa densa nuvem de pó, por onde se divisa uma mancha ondulante espectacular movimento de luz e cor. Perpassam pela minha memória lendárias missões de garbosos cavaleiros e corcéis que se perdem na noite dos tempos.»
jcl

Os naturais, descendentes e amigos de Badamalos reúnem-se em convívio no próximo dia 9 de Junho, sábado, no Seixal.

Convöio de Badamalos em Lisboa - 2006O 3.º Convívio do Povo e Amigos de Badamalos em Lisboa irá acontecer no sábado, 9 de Junho. À semelhança de anos transactos irá decorrer na margem sul do rio Tejo, na Quinta Vinha da Ribeira, na Arrentela, concelho do Seixal.
Para além dos tradicionais «comes e bebes» os participantes poderão divertir-se em jogos como escalada, tiro com arco e rappel.
A organização convida a passar bons momentos num ambiente de camaradagem e amizade raiana.
As inscrições estão abertas e poderão ser feitas até ao próximo dia 4 de Junho para o telemóvel 934106797.
jcl

O Estádio Universitário de Lisboa acolheu, no fim-de-semana de 3 e 4 de Março, duas provas dos Campeonatos Nacionais de Judo nos escalões juvenis e juniores. Miguel Marcos (Sporting do Sabugal) e Flávia Jorge (ABP Gouveia) foram os representantes do distrito da Guarda a alcançar o pódio.

Comitiva raiana com boa disposição entre os combatesNo passado fim-de-semana de 3 e 4 de Março, o estádio Universitário de Lisboa acolheu mais uma vez duas provas de campeonato Nacional (CN), a de Juvenis (13/14 anos) na qual estiveram presentes 180 atletas (69 atletas femininos e 111 atletas masculinos). e de Juniores com 45 femininos e 130 masculinos.
O Distrito da Guarda esteve presente com oito judocas no escalão mais jovem e uma atleta em juniores. Com uma elevada participação no escalão juvenil, foi nos pesos mais leves que os melhores resultados apareceram.
No sector feminino, Flávia Jorge da ABP Gouveia em -44 kg, que no ano transacto não conseguira chegar aos lugares de topo, mostrou nítidas melhorias conseguindo a medalha de bronze.
No sector masculino foi Miguel Marcos em -42 kg, do Soito, a treinar no Sporting Clube do Sabugal que conseguiu também o terceiro lugar na sua categoria de peso, este pequeno judoca tem vindo a mostrar aptidão para a modalidade, arrecadando assim a primeira medalha para os masculino do nosso distrito, em Campeonatos Nacionais.
Os restantes judocas da comitiva egitaniense, embora não tendo chegado às medalhas, mostram grande disponibilidade e força de vontade para continuar a trabalhar e melhorar, tendo alguns deles ficado a um combate do pódio.
Ângela Pires (Clube de Judo da Guarda) participou no outro grupo de -44 kg mas não conseguiu sair da primeira eliminatória, o que também aconteceu a Luísa Freitas em -48 kg (Clube de Judo da Guarda) e às irmãs Ana Rita e Ana Sofia Figueiredo em -52 kg e Alexandre Janela em -81 kg (Sporting Clube do Sabugal), que apesar de ter ganho dois excelentes combates, ficou para trás.
Quase a conseguir chegar ao pódio foi Joana Rei (Clube de Judo da Guarda) em -48 kg, que conseguiu passar a primeira eliminatória mas a ficar por um excelente 5.º lugar que de certeza a irá motivar para uma próxima participação.
No domingo, realizou-se o Campeonato Nacional de Juniores, no qual Carla Vaz (Sporting Clube do Sabugal) em -63 kg se iniciou com uma excelente vitória. Uma pequena contusão no joelho, não permitiu à atleta raiana o controlo do segundo combate no qual se encontrava em vantagem mas que deixou escapar para uma judoca da Madeira, tendo assim conseguido nas repescagens o 9.º lugar entre as 16 finalistas nesta prova.
No contexto geral, a prestação dos atletas do distrito foi positiva, ficando os treinadores da Guarda e Sabugal satisfeitos com os comportamentos dos seus atletas, deixando o compromisso de mais e melhores participações para próximos desafios.
David Carreira

O Casino Estoril estreou uma produção internacional inédita denominada «Four: espírito dos elementos».

«Four: Espòito dos Elementos», Casino EstorilO Salão Preto e Prata inaugurou um novo ciclo com um espectáculo que quebra as tradicionais barreiras da arte da representação. Em palco os protagonistas recorrem a inovadores efeitos especiais, soluções multimédia e difíceis exercícios de acrobacias.
Envolto num ambiente poético a suave fluidez da Água, a vibrante pulsação da Terra, a flamejante paixão do Fogo ou o poder etéreo do Ar transformam o espectáculo «Four» numa noite que desafia a procura de novas sensações.
Sob a direcção criativa de Michael McPherson, que já actuou no Cirque du Soleil, actuam 40 artistas, conjugando a dança e o canto com as artes do novo circo.
Ver o espectáculo enquanto janta custa 41€ mas se quiser pode ver apenas o show por 15. Aqui fica a sugestão para uma noite diferente em Lisboa.
jcl

A Taximedia inaugurou um novo suporte de publicidade nos táxis com ecrãns que passam anúncios e os títulos dos principais jornais.

Táxis e eléctrico de LisboaO «TáxiTv» consiste em montar dois LCD’s nos encostos de cabeça dianteiros virados para os passageiros do banco de trás dos táxis. Os passageiros ficarão, assim, entretidos com notícias, informações gerais, horóscopos, eventos e publicidade em anúncios com a duração de 20 segundos fornecidos por um computador no interior do veículo.
Nesta fase inicial o sistema foi instalado em 25 táxis da cooperativa Teletaxis que opera na área da Grande Lisboa. A Taximedia pretende atingir os 500 veículos até ao final de 2007. Posteriormente o conceito será alargado ao resto do País.
Os resultados do estudo de mercado encomendado pela empresa indicam que em média cada táxi faz 25 viagens por dia com dois passageiros que permanecem no veículo durante 24 minutos.
«Pela inserção de publicidade numa frota de 25 táxis o anunciante pagará, por uma semana, mil euros e conseguirá 140 mil contactos», esclareceu Fernando Récio, da Taximedia. Ficou por saber quando recebe o taxista…
jcl

Já é possível ter acesso livre e gratuito à Internet com recurso à tecnologia «wireless» (sem fios) nos jardins, miradouros e outros espaços públicos de Lisboa.

Lisboa - espaços públicos com wirelessO projecto-piloto «Jardins Digitais» decorre até Junho de 2007 e pretende dinamizar o espaço público lisboeta proporcionando um tempo diferente de estudo, trabalho ou de lazer num cenário natural como por exemplo, a Alameda da Fonte Luminosa, o jardim da Estrela, o jardim do Príncipe Real, o miradouro da Nossa Senhora do Monte (Graça), o Parque Eduardo VII ou o Parque da Bela-Vista.
O alargamento desta experiência a outros espaços vai depender da aceitação e participação dos cibernautas da capital. Durante os próximos meses uma equipa do Instituto Superior Técnico vai monitorizar o tráfego analisando os dados estatísticos fornecidos diariamente pelas operadoras.
Agora para aceder à Internet em Lisboa já não é preciso ficar em casa. Só necessita de possuir um computador portátil com tecnologia wireless que permite navegar sem estar ligado fisicamente a nenhum servidor. A rede estendeu-se agora a cenários ao ar livre onde é possível sentir e disfrutar a cidade no que ela tem de melhor: o rio Tejo, os miradouros e os jardins centenários.
jcl

O Restaurante Galeto reabriu as portas, sexta-feira, dia 22, ao fim de mais de duas semanas fechado devido a falhas higieno-sanitárias.

Restaurante Galeto (Lisboa)Após uma inspecção realizada de manhã o Galeto teve autorização para reabrir pois a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) considerou, em declarações à agência Lusa, estarem «repostas as condições essenciais para o seu funcionamento».
Uma vistoria para o levantamento da suspensão pedida há cerca de uma semana pela gerência do restaurante não teve parecer positivo por ainda não estarem reunidas as condições necessárias.
Para espanto de todos os taipais estiveram corridos durante mais de duas semanas e reabriram agora após a resolução das falhas detectadas na zona da cozinha.
Para os frequentadores habituais, como eu, já nada será como dantes num dos mais carismáticos restaurantes de Lisboa.
jcl

Um dos mais carismáticos restaurantes/snack-bares de Lisboa, o Galeto, na Avenida da República, foi encerrado, segunda-feira, dia 11 de Dezembro, pela Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE).

Restaurante Galeto (Lisboa)Os inspectores da ASAE receberam uma denúncia de um cliente e após uma vistoria às instalações foram confirmadas falta de condições técnico-funcionais e falhas higieno-sanitárias na cozinha.
«A reabertura está dependente do tempo que a gerência levar a resolver as anomalias na área da cozinha. Quando estiverem solucionadas o processo é rápido. Há uma vistoria e a suspensão será levantada» explicou fonte da ASAE.
O Galeto abriu as portas no início dos anos 70 e é considerado, no meio jornalístico, «o sítio que nunca fecha».
O balcão, enorme estilo snack-bar, só por si faz a diferença numa Lisboa antiga que vai desaparecendo. Há mais de 40 anos que o restaurante, com 120 empregados, tem um horário entre as 8 horas da manhã e as 3.30 da madrugada do dia seguinte e apenas encerra no dia 1 de Maio.
jcl

Radar fixoA Câmara Municipal de Lisboa vai colocar em funcionamento, a partir de 21 de Dezembro de 2006, radares fixos de controlo de velocidade.

Os 21 aparelhos foram instalados nas principais vias rodoviárias da capital. Até ao final do ano terão um carácter preventivo e a partir do início de 2007 será mesmo a doer.
Portanto, quem reside ou visita Lisboa, já sabe. Nada de excessos na Segunda Circular, Avenida Infante D. Henrique, Avenida Brasília, a saída do túnel da Avenida João XXI, túnel do Campo Grande, a Radial de Benfica, as Avenidas dos Estados Unidos e a Avenida de Ceuta pois os detectores de velocidade vão estar ligados à central de tráfego da Polícia Municipal.
jcl

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Julho 2019
S T Q Q S S D
« Fev    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.141.761 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios