You are currently browsing the category archive for the ‘Mêda’ category.

A apresentação do Boletim Cultural n.º 20 da agência da Guarda da Fundação INATEL tem lugar na cidade da Mêda no dia 25 de Maio.

Boletim Cultural - INATEL GuardaO Boletim Cultural n.º 20 da agência da Guarda da Fundação INATEL tem como temas principais os Núcleos Museológicos Associativos e a Cultura no Concelho da Mêda, para além da actualidade relacionada com a programação da Fundação.
De acordo com Joaquim Igreja, coordenador cultural da agência da Guarda da Fundação INATEL, o tema principal nasceu a partir da Jornada de Formação sobre Núcleos Museológicos Associativos que a instituição organizou no passado dia 18 de Abril.
A publicação destaca o dossiê «Núcleos Museológicos Associativos» (Joaquim Igreja), um especial sobre o concelho da Mêda e um inquérito aos pequenos museus do distrito da Guarda. O boletim inclui ainda os artigos Novos Mundos (da autoria de Elisa Calado Pinheiro), Animação nos museus locais (António Sá Coixão), Museu Etnográfico de Seia (António Viana), Palavras que contam (César Prata), Museu do Pão (Sérgio Carvalho) e Os Museus dos Grupos Etnográficos (António Lopes Pires).
A edição número 20 do Boletim Cultural tem 60 páginas, uma tiragem de 2000 exemplares de distribuição gratuita e vai ser apresentada na segunda-feira, dia 25 de Maio, pelas 20 horas, no Restaurante o Retiro na Mêda.
jcl

Anúncios

O V Congresso de Arqueologia do Interior Norte e Centro de Portugal decorre entre 13 a 16 de Maio nos concelhos de Pinhel, Mêda, Figueira de Castelo Rodrigo e Vila Nova de Foz Côa.

Estátua Menir em LongroivaOs municípios da Beira Interior Norte, Pinhel, Mêda, Figueira de Castelo Rodrigo e Vila Nova de Foz Côa, participam, entre os dias 13 e 16 de Maio, no V Congresso de Arqueologia do Interior Norte e Centro de Portugal.
No programa destaca-se na quinta-feira, 14 de Maio, a sessão «Pré-História e Romanização» na Casa Municipal de Cultura da Mêda, organizada pela ACDR de Freixo de Numão, pelo Parque Arqueológico do Vale do Côa e a Associação Para a Promoção da Arte e Cultura do Vale do Côa e Douro Superior.
O presidente do Município da Mêda, João Mourato, destacou «a importância desta realização de grande alcance cientifico e histórico, favorável ao debate, estudo, encontro de ideias e soluções para um dos vectores importantes que integram a nossa afirmação como povo: a nossa História». «Porque não presente sem passado e não há futuro sem compreendermos ambos. A dimensão e a riqueza que os sítios arqueológicos, os monumentos, os testemunhos legados pelo passado, as manifestações culturais, artísticas, enfim, um património colectivo que nos honra, merecem ser estudados e divulgados e transmitidos às novas gerações para que também elas alicercem o seu futuro», acrescentou ainda o autarca da Mêda.
Entre os participantes no colóquio da Mêda estão, entre outros, especialistas como Francisco Sande Lemos e Cala Braz Martins, Pedro Carvalho, António Sá Coixão, Pedro Pereira e Pilar Reis.
Na parte da tarde e antes do debate final intervêm Marcos Osório e Paulo Pernadas explicando os «Indícios de vitrificação da muralha proto-histórica do Sabugal Velho».
As jornadas na Mêda encerram com uma visita guiada ao sítio arqueológico do Vale do Mouro (Coriscada).
aps

A Câmara Municipal da Mêda assinala no sábado o 35.º Aniversário do 25 de Abril, dia da Liberdade, com um programa de cariz popular onde pretende o envolvimento da população da cidade e concelho.

Longroiva, MêdaO programa da Câmara Municipal da Mêda para as comemorações do 25 de Abril tem início com a alvorada e o lançamento de 35 morteiros alusivos aos 35 anos do «Movimento dos Capitães». Às 15 horas de sábado será inaugurada uma exposição sobre a freguesia de Longroiva sob o tema «Terra dos Templários & Termalismo», no posto de turismo da Mêda e sessão solene comemorativa nos paços do concelho. Às 21 horas actua o Grupo de Canto e Dança de Oeiras (Casa Municipal de Cultura).
O Presidente da Câmara Municipal, João Mourato, afirma a propósito destas celebrações que «é preciso cada vez mais relembrar o Movimento dos Capitães, o significado que tem para os portugueses que com ele viram restituídas as Liberdades Fundamentais dos cidadãos».
Desse modo, faz todo o sentido, num acto de grande dignidade, o Município de Mêda ter atribuído o topónimo “25 de Abril” a uma nova avenida da nova cidade de Mêda e que está interligada com modernidade do sistema urbano e de acessibilidades da Mêda e seu concelho
A inauguração neste dia da Exposição sobre a Freguesia de Longroiva representa também, para o Presidente da Câmara Municipal, «a força do Poder Local que no pós-25 de Abril se preocupou com o bem-estar, criação de riqueza da freguesia e concelho, ao encetar a construção e conclusão do novo Pólo Termal de Longroiva».
Entretanto foi empossada pelo Presidente da Assembleia-Geral, João Mourato, a nova Direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Mêda presidida por Paulo Amaral. Luís Gamboa para a presidência do Conselho Fiscal.
João Mourato, que desempenha também funções de Presidente do Município de Mêda, relembrou na tomada de posse, que «ser bombeiro, para além do acto voluntário, é também um acto solidário o que acarreta enormes responsabilidades para todos, tendo em conta que a comunidade espera sempre o apoio desta instituição nas horas de infortúnio, quer seja em casos de incêndios, doença ou sinistro/acidente».
aps

A Avenida Gago Coutinho e Sacadura Cabral de Mêda, mais conhecida pela «Avenida Central» recebeu no dia 22 de Março, a partir das 10 horas da manhã, a V Mini-Maratona de Atletismo Cidade da Mêda.

Mini-Maratona da MêdaO ambiente desportivo e de confraternização mas também de competição, marcou a V Mini-Maratona de Atletismo Cidade da Mêda que englobou várias provas de estrada para todos os escalões em ambos os sexos, numa organização da Empresa Municipal «Nova Meda», com o apoio do Município e da Associação de Atletismo da Guarda.
Mais de uma centena de atletas oriundos de vários concelhos do País, em representação de clubes e associações estiveram presentes nesta prova. FS-União Atlética da Guarda, CA Seia, Casa do povo de Tonda, ACRA Seixas, Assoc. Bairro Cansado, Vale do Açor, NA Matosinhos, GD Bouça, Núcleo Atletismo Joane, Casa do Povo Valongo Vouga, Ginásio Clube de Bragança, Gira Sol Ramos Catarino, ADERCUS, Assoc. Amigos ABeira Douro, CDCSS Pinheiro e Grupo Rui Costa e Sousa, entre outros.
No final a organização mostrou-se agradada com o aumento significativo do número de participantes de edição para edição, bem como a presença de vários atletas com alta cotação no panorama nacional, confirmando a confiança e a simpatia que nutrem pela prova os amantes da corrida.
A tradicional cerimónia de entrega de prémios decorreu no Complexo Desportivo de Mêda – Piscinas Municipais, com a presença do Presidente do Município, João Mourato e do administrador da Empresa Municipal «Nova Mêda», Aurélio Saldanha.
A todos os participantes foi entregue o Prémio de Participação e o respectivo lanche e ainda prémios aos três primeiros classificados individuais de cada escalão (monetários em absolutos e veteranos) e às equipas com melhor classificação colectiva.
No final, ficou a ideia que o grande vencedor foi o desporto, já que a prática desportiva e a criação de hábitos de vida saudáveis se tornam, cada vez mais, o objectivo primordial da realização deste tipo de eventos.
Classificação
Benjamins A (Fem. Masc.) 1.º Dinis Lopes, Nova Mêda. Benjamins B (Fem.) 1.º Maria Gonçalves – FeraSportive – União Atlética da Guarda. Benjamins B (Masc.) 1.º Dinis Rodrigues – Centro de Atletismo de Seia.
Infantis (Fem.) 1.º Ana Camilo – Nova Mêda. Infantis (Masc.) 1.º André Brites – ACRA Seixas. Iniciados (Fem.) 1.º Ana Matos – Assoc. Bairro Cansado. Iniciados (Masc.) 1.º Filipe Menezes – Casa do Povo de Tonda.
Juvenis (Masc.) 1.º Fábio Pires – CPT Vale de Açor.
Absolutos (Fem.) 1.º Rosa Moreira – NA Matosinhos. Absolutos (Masc.) 1.º Bruno Jesus – Núcleo de Atletismo de Joane.
Veteranos A (Masc.) 1.º Alberto Almeida – Casa do Povo Valongo Vouga. Veteranos B (Masc.) 1.º João Gouveia – Associação Amigos Abeira Douro.
aps

O concelho de Mêda foi o primeiro destino para Jorge Patrão, recém-eleito presidente da Turismo Serra da Estrela, que sucede à extinta Região de Turismo da Serra da Estrela. A visita contemplou um concelho que se transferiu da Região de Turismo Douro–Sul para a da Serra da Estrela.

Termas de LongroivaO presidente do Município da Mêda, João Mourato, recebeu Jorge Patrão acompanhado pelo vereador Paulo Amaral, sublinhando que «o Turismo é um sector importante para o desenvolvimento regional e potenciador do aproveitamento dos recursos locais e regionais».
Realçou que esta primeira visita do responsável da Turismo Serra da Estrela revestiu-se de «pragmatismo e de grande significado nas aspirações que o Município tem e deposita no Turismo como um vector gerador de riqueza, em todas as suas vertentes».
João Mourato, presidente do Município de Mêda, justificou a adesão à Turismo Serra da Estrela por considerar que «está intimamente ligado ao Douro a que nunca deixará de pertencer por razões culturais, sociais e económicas, se deve essencialmente a uma questão de pragmatismo até porque o Douro pode ser também considerada como uma porta importante de acesso à Serra da Estrela».
«Queremos potenciar aquilo que possuímos de bom, fomentar actividades, realizar iniciativas, divulgar as nossas riquezas patrimoniais e paisagísticas, mas também as manifestações populares e culturais, as festas e romarias, as feiras e exposições, os monumentos, as antigas Vilas Medievais de Longroiva, Marialva, Casteição, Ranhados e Aveloso, o artesanato e as gentes medenses», disse.
Por seu turno, Jorge Patrão afirmou que «o Douro, em que se integra parcialmente o concelho de Mêda, e a Serra da Estrela, são verdadeiras referencias turísticas, económicas e sociais e as duas grandes marcas turísticas do interior de Portugal que em muito podem contribuir para o desenvolvimento e criação de riqueza».
Jorge Patrão esteve em Longroiva onde visitou o complexo da Estância Termal daquela antiga vila medieval. Trata-se de um, edifício cuja construção foi apoiada pela Acção Integrada de Base Territorial do Vale do Côa (AIBT) onde foram investidos cerca de cinco milhões de euros e cuja inauguração está prevista a curto prazo, equipado com as diversas valências de tratamento termal.
O termalismo tem grandes potencialidades de desenvolvimento mas é necessário ser rentabilizado através da cativação de gente, onde a animação é também um dos factores a ter em conta.
O presidente da Turismo Serra da Estrela defendeu então que o aproveitamento dos recursos locais e patrimoniais na área do turismo «podem constitui um elemento importante de fixação das populações e fomentar o crescimento sócio-económico, de uma forma integrada apoiado em importantes núcleos históricos, designadamente Marialva, Meda, Casteição e Ranhados, antigas vilas medievais mas também sítios arqueológicos e a viticultura de qualidade que estão em desenvolvimento».
jcl

O presidente da República, Cavaco Silva, inaugura hoje, quinta-feira, a Biblioteca Eduardo Lourenço, na Guarda, no mesmo dia em que Câmara Municipal da cidade atribui a Medalha de Ouro da Cidade ao ensaísta natural de S. Pedro do Rio Seco, Almeida.

Segundo a autarquia, a condecoração der Eduardo Lourenço deve-se aos «serviços de excepcional relevância prestados à Guarda e às suas gentes». Justifica ainda a atribuição da medalha, pela ligação do pensador à cidade da Guarda e por ter aceite a atribuição do seu nome à nova Biblioteca.
A doação de cerca de três mil obras da sua biblioteca particular ao Município da Guarda e «a confiança manifestada» à autarquia enquanto depositária do «relevante espólio literário» são razões que também justificam a deliberação tomada, por unanimidade, pelo executivo camarário.
A Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, localizada na Quinta do Alarcão, junto do edifício do Centro de Estudos Ibéricos, possui cerca de 130 mil obras e contará com um espaço próprio para o acervo literário oferecido pelo ensaísta. A nova biblioteca possui auditório, salas para crianças e adultos, depósito livreiro e documental, oficina para conservação, encadernação e preservação do fundo documental e Livraria Municipal, entre outros espaços. A Biblioteca custou dois milhões de euros, sendo um edifício moderno e funcional.
Três das salas foram baptizadas com nomes de livros da autoria de Eduardo Lourenço: «Tempo e poesia», «Nós como futuro» e «A Nau de Ícaro».
A cerimónia de inauguração, presidida por Cavaco Silva, está agendada para as 11 horas e 30 minutos.
Na tarde de hoje o Presidente da República desloca-se ainda à cidade de Mêda para aí inaugurar também a nova Biblioteca Municipal, onde foram investidos cerca de 1,5 milhões de euros.
plb

A Mêda comemora o Dia do Município no dia 11 de Novembro. A Expomêda-Feira de Actividades Económicas registou no segundo dia uma afluência de cerca de 10 mil visitantes.

Paulo Mourão (presidente da Assembleia Municipal) e João Mourato (presidente da Câmara Municipal da Mêda)As cerimónias da comemoração do dia do Município da Mêda (11 de Novembro) terão início pelas 9 horas com o hastear da bandeira seguido de uma sessão solene com imposição de medalhas a funcionários da autarquia e palestra sobre o Dia do Município, proferida pelo escritor, investigador e poeta Manuel Daniel. Às 11 horas é chegado o momento da inauguração dos novos topónimos nas ruas da cidade da Mêda. A seguir ao almoço será inaugurada a exposição sobre Tito Reboredo e às 17 horas será tempo de um magusto convívio. Às 21 horas terá lugar um sarau cultural na Casa Municipal da Cultura com o Grupo Musical de Arlindo de Carvalho.
Entretanto a Expomêda-Feira de Actividades Económicas registou no segundo dia cerca de 10 mil visitantes que assistiram ao espectáculo da Just Girl’s, ao programa de animação musical e à exposição e venda de produtos e serviços do certame.
O Presidente da Câmara Municipal, João Mourato, manifestou a sua satisfação pelo êxito que a Expomêda – este ano na sua décima edição – e pelo movimento que tem despertado a nível comercial, de demonstração das potencialidades industriais, da vitivinicultura que está a conhecer uma fase de expansão com qualidade no concelho, o artesanato, o turismo e os serviços.
Destaca ainda e sobretudo a participação de instituições como as representações da Câmara Municipal de Cantanhede (com quem Mêda está geminada há mais de dez anos), de Pinhel, Parque Arqueológico do Vale do Côa/Estância Termal de Longroiva, Escola Profissional de Trancoso, Associação Empresarial do Nordeste da Beira – AENEBEIRA, Bombeiros Voluntários de Mêda, Juntas de Freguesia, Agrupamento de Escolas da Mêda, entre outros.
O Presidente da Câmara Municipal aproveitou a ocasião para reafirmar que «jovens e adultos, empresários e clientes, a população em geral, tem no espaço da Expomêcda até ao final do dia de domingo, um motivo de alegria, movimento e cor, num concelho que se mostra e abre ao exterior, motivando os locais, projectando-se no futuro a caminho do desenvolvimento».
aps

A ExpoMêda é uma feira organizada pela Câmara Municipal de Mêda que durante três dias se converte num centro de negócios (120 expositores interiores, 12 exteriores e quatro tasquinhas), de convívio e de lazer das pessoas.

ExpomêdaUma realização que o presidente da Câmara Municipal da Mêda, João Mourato, entende ser importante para que o concelho mostre aquilo que na realidade é: dinâmico, inovador, incentivador e de iniciativa.
Atendendo à circunstancia de a Mêda ser aquilo que é de facto – a zona de transição entre a Terra Quente do Douro e a Terra da Fria da Beira, entre o Douro e a Beira Interior – a junção de duas produções que estão nesta altura em cima da mesa: o vinho (11 de Novembro) e a castanha que é cultivada com grande qualidade e quantidade no concelho, confere uma singularidade neste tipo de certames.
O Presidente da Câmara Municipal afirma mesmo que esta «é a feira que encerra sempre o ciclo anual das feiras na região. Não temos o problema ou a ideia de fazer uma feira na época quente de Agosto, porque é sempre em Novembro na altura do Feriado Municipal».
A ExpoMêda, este ano na sua X Edição, é um certame que pode considerar-se «feliz com o crescente aumento de pessoas, pela oportunidade de negócios e motivação dos agentes económicos, a cativação de outros e uma mostragem concreta da realidade da Mêda e seu concelho onde tem sido feito grande esforço por parte do Município em conjunção com os agentes económicos no sentido de criar aqui um pólo dinamizador de desenvolvimento económico, cultural e desportivo», acrescentou o autarca.
Um programa de animação foi elaborado especialmente conferindo alegria e juventude à ExpoMêda que este ano começa a 7 de Novembro com um espectáculo de Ricardo Azevedo, seguindo-se nos dias seguinte as Just Girls (8 de Novembro) e Adiafa (9 de Novembro).
aps

A Câmara Municipal da Mêda adquiriu duas peças escultóricas, em granito, concebidas e realizadas pelo escultor Xico Lucena, que vão enriquecer artisticamente a área urbana da cidade.

Xico LucenaAs obras são da autoria do escultor Xico Lucena e têm por designação «Saturno no Comando do Rito Cósmico ou a ampulheta da biopoiese» e «Andamento Sinfónico da Ontogenése».
Estiveram expostas na Avenida Gago Coutinho e Sacadura Cabral, da Mêda, desde 18 de Agosto, inseridas na exposição «Casulos embrionários» organizada pelo Município no âmbito das Festas de Verão 2008.
O Presidente da Câmara Municipal, João Mourato, justifica a aquisição das obras com a preocupação de dotar a cidade com elementos patrimoniais de reconhecido valor, a par dos investimentos em infra-estruturas e equipamentos sociais, culturais e desportivos que simbolizam desenvolvimento e motivam a atractibilidade das pessoas e gosto em viver na Mêda e seu concelho.
A valorização dos espaços assume-se, assim, uma das vertentes de actuação da autarquia que recentemente inaugurou o Largo de Santo António centrado com o fontanário dedicado ao santo, um monumento evocativo da elevação da Mêda a cidade, mas já anteriormente tinha implantado os monumentos ao povo medense, aos combatentes e aos bombeiros voluntários medenses.
O Presidente da Câmara Municipal classifica o jovem artista como um «mestre da pedra, preferencialmente granito» e a sua obra como «a forma de pensar e de ver a realidade que Xico Lucena tem em mente e formaliza na prática, aliado com o seu amor à simpática aldeia de Penso, concelho de Sernancelhe» onde reside e tem seu atelier/oficina.
Xico Lucena nasceu a 14 de Outubro de 1966 em Olsberg, Alemanha Ocidental, e veio para Portugal com apenas um ano de idade. Em 1993 começou a esculpir granito que combina frequentemente com ferro, madeira e outros materiais.
Está representado no Museu do Vaticano (Itália), Câmara Municipal de Paul (Cabo Verde), Câmara de Jacou – Montpellier (França), RTP-Porto, e Casa da Beira Alta no Rio de Janeiro (Brasil).
Realizou exposições individuais e colectivas nas galerias de arte Aquariu’s (Guarda) Casino Estoril (Estoril), Ditec (Lisboa), Magia Imagem (Lisboa) Ara (Lisboa), Santa Luzia (Lisboa) , Chiado (Lisboa), São Bento (Lisboa), Desigual (Lisboa), Arte LM (Sintra), Grade ( Aveiro), Sacramento (Aveiro), Rectoverso (Luxemburgo),FIL 96 (Lisboa), Inauguração do Instituto da Juventude de Aveiro, Casa da Guia (Cascais), Exposição Itinerante na Galiza (Espanha),) Feira da Arte de Lisboa e Porto, Exposição Colectiva de Morges (Suíça) Colectiva – Galeria Ikon (Braga), III Exposição Internacional – arte sin fronteras Manises 2006 – Espanha, Museu do Vinho (Anadia), Inauguração do centro Cultural de Ílhavo, jardim da casa de Cultura de Vila Nova de Famalicão, entre outras.
aps

O Município da Mêda organiza de 7 a 9 de Novembro a «Expomêda 08 – Feira de Actividades Económicas» com o objectivo de promover a indústria, comércio, cultura e tradições do concelho.

Monumento Comemorativo da Elevação da Mêda a CidadeDiversificado e rico nas suas características geográficas, económicas e sociais, que se complementam e fazem o todo o concelho, a Mêda apresenta-se neste certame com a vitalidade que tem marcado o seu rumo ao futuro assente num desenvolvimento sustentado, firme e real, no aproveitamento dos seus recursos naturais, patrimoniais, agrícolas, paisagísticos e humanos.
O Presidente da Câmara Municipal da Mêda, João Mourato, evidencia a importância deste acontecimento que, anualmente, mostra um pouco daquilo que na realidade acontece neste concelho onde o fomento no investimento com vista ao bem-estar e desenvolvimento dos munícipes vem sendo uma constante, a par do sucesso de muitos empresários que, mercê da luta e persistência, conseguem a meta do progresso e inovação.
Por outro lado, pretende-se abrir a Expomêda a toda a população que pode usufruir de animação musical e social.
Neste capítulo, são de referir os espectáculos de Ricardo Azevedo (7 de Novembro, sexta-feira), Just Girls (8 de Novembro, sábado) e Adiafa (9 de Novembro, domingo) e do grupo Kids & dance, Quartz by Elite Star, Micael Cardoso, Ruizinho de Penacova e Grupo Musical Taboeira-Figueira da Foz.
O Presidente da Câmara Municipal destaca também a apresentação, no dia 8 de Novembro, Sábado, da obra «O Grande cancioneiro do Alto Douro» de autoria de Altino Cardoso.
aps

«Nunca estivemos nessa reunião», afirmou o presidente da Câmara Municipal do Sabugal, Manuel Rito, desautorizando um comunicado assinado por Carlos Pinto, presidente da Comurbeiras, segundo o qual diversos autarcas beirãos vão tomar medidas contra o novo Pólo Turístico da Serra da Estrela.

Carlos PintoDiversos autarcas da zona da Serra da Estrela negam comunicado assinado pelo presidente da Comunidade Urbana das Beiras (Comurbeiras), Carlos Pinto, que preside à Câmara da Covilhã, e que os coloca contra novo pólo turístico regional. O documento anuncia que os municípios do Sabugal, Almeida, Covilhã, Fundão, Figueira de Castelo Rodrigo, Manteigas, Mêda, Pinhel, Trancoso e Gouveia, todos do PSD, «decidiram não integrar o novo pólo» por discordância com os estatutos. O comunicado anuncia ainda que os autarcas vão pedir em tribunal a suspensão dos estatutos e que se estes não forem alterados vão criar uma nova entidade de promoção turística.
Entretanto os autarcas em causa contactados pela agência Lusa não subscrevem as decisões anunciadas em seu nome e desconheciam o comunicado.
«O Sabugal não tem nada a ver com esse comunicado. Se é referido, é abusivamente. Nem estivemos nessa reunião», disse Manuel Rito, presidente do Município mas recusando-se contudo a comentar o processo do novo pólo turístico.
«Consideramos legítimo que o Governo aprove os estatutos, mesmo nós discordando de alguns aspectos mas estamos dentro do pólo e queremos articular vontades. Uma coisa é os autarcas concertarem posições, outra é a Covilhã anunciar uma posição e depois querer levar-nos a reboque», esclareceu Júlio Sarmento, presidente da Câmara do Trancoso.
Álvaro Amaro, edil de Gouveia, diz ter ficado «surpreendido com o teor do documento apesar de pessoalmente manifestar absoluta discordância com o processo de constituição do pólo turístico mas, no entanto, o executivo municipal só deve discutir o assunto no dia 27».
Mais a Norte, João Mourato, presidente da Câmara de Mêda, diz «não se rever no pólo turístico da Serra da Estrela mas, porque o lugar da Mêda em termos de turismo é o Douro».
Os presidentes da Câmara da Covilhã, Carlos Pinto, e do Fundão, Manuel Frexes, não quiseram prestar declarações enquanto Jorge Patrão, presidente da comissão instaladora do novo pólo turístico, que está no centro de toda esta polémica refuta as críticas e ataca dizendo que «há uma campanha para deturpar a informação porque não é fácil conciliar os interesses de todos em relação aos estatutos».

Recordo aqui uma notícia da agência Lusa datada de 7 de Maio de 2008. «A Comunidade Urbana das Beiras (Comurbeiras) vai receber 60 milhões de euros do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), afirmou Carlos Pinto, presidente daquela instituição intermunicipal».
Evidentemente que qualquer semelhança entre uma disputa pelos apetecíveis dinheiros, quem os gere e para onde vão é pura e transparente coincidência.
jcl

O presidente da Câmara Municipal da Mêda recebeu nos Paços do Concelho cerca de 50 professores do Agrupamento de Escolas de Meda para lhes desejar um bom ano lectivo.

João Mourato, disse na cerimónia que este é um ano marcante no relacionamento entre as Escolas e o Município, tendo em conta a nova realidade legislativa. «O dinheiro que o Estado vai dar à Autarquia é o mesmo do que no ano lectivo de 2007/2008», disse o autarca, que porém garantiu que o Município vai estar à altura das suas responsabilidades.
«A ideia do Governo era transferir tudo o que são competências em matéria de Educação para os Municípios, o que não foi aceite pelas Câmaras Municipais e muito bem, com muito bom senso dos Municípios», disse ainda João Mourato.
Em breve, com o processo de encerramento das escolas nas aldeias, os alunos vão concentrar-se na sede de concelho, o que para João Mourato é importante porque permitirá aos alunos conviverem entre si, trocarem conhecimentos e realidades e lidar com as novas tecnologias , o que nas áreas rurais seria difícil.
A recepção aos professores em Meda é um acto simbólico que acontece desde há 10 anos, mantendo-se num espírito de convívio, que contribui para uma real aproximação entre a autarquia e os docentes do Agrupamento de Escolas de Meda.
plb

A Câmara Municipal da Mêda em colaboração com o Agrupamento de Escolas e os Centros de Saúde do concelho promovem no dia 16 de Outubro o colóquio «Prevenção da Obesidade Infantil». A iniciativa integra-se no âmbito do programa de actividades da empresa municipal «Nova Mêda».

Câmara Municipal da MêdaO responsável da empresa municipal «Nova Mêda», Aurélio Saldanha, considera ser este «um tema premente no debate e análise de professores, pais e educadores, tendo em conta fenómeno que se verifica em termos de obesidade derivado de erradas atitudes de alimentação e da próprio sedentarismo crescente da juventude a que os pais sobretudo devem estar atentos».O Presidente da Câmara Municipal, João Mourato, salienta o «empenhamento conjunto de todas as entidades envolvidas, sobretudo das escolas, sendo esta temática que, integrado no Mês da Alimentação, deve envolver todos agentes com responsabilidade nesta matéria». «Esta realização vem no seguimento de varias acções que tem sido contratualizadas com as Escolas e Centro de Saúde da Mêda tendo sempre em vista uma melhor saúde da população e seu bem-estar», concluiu o autarca.
O Município da Mêda considera que a realização deste colóquio, para além do carácter pedagógico, é uma questão de grande actualidade, tendo em conta que a Obesidade Infantil é um problema sério que tem de ser atacado nas escolas.
O programa do colóquio de quinta-feira, 16 de Outubro, tem a sessão solene de abertura marcada para as 14 horas com intervenções do Presidente da Câmara Municipal da Mêda, João Mourato, o director do Centro de Saúde, José Vieira Jacinto, e o representante do Conselho Executivo do Agrupamento de Escolas do concelho. As palestras estão a cargo de Christo Martinez Riazu, da Pediatria do Hospital da Guarda, com «Obesidade infantil no distrito da Guarda e Estado da arte da consulta de referência»; de Anabela Monteiro, psicóloga do Centro de Saúde da Mêda com «Bordagem cuidativa da criança na actualidade»; e de Luís de Matos, nutricionista do Centro de Saúde da Mêda com «Intervenção e prevenção da obesidade infantil».
A jornada termina com um lanche demonstrativo de uma alimentação saudável.
aps

O Presidente da Câmara da Mêda, João Mourato, promoveu a realização de um estudo acerca do maior fogo florestal deste ano no País, que deflagrou numa zona do concelho onde, desde 1990, já aconteceram cerca de 200 incêndios.

BombeiroNo dia 05 de Agosto de 2008, pelas 13 horas deflagrou na freguesia de Carvalhal, concelho de Mêda, um incêndio florestal que assumiu grandes proporções. As operações de combate às chamas, em que estiveram empenhados 305 bombeiros, dois helicópteros, dois aviões pesados e 82 viaturas, foram dificultadas por o incêndio se ter dividido em duas frentes.
O fogo começou a ser circunscrito com o cair da noite, beneficiando da diminuição da temperatura ambiente, aliada ao aumento da humidade e ao abrandamento do vento. Foi dado como extinto às 6 horas do dia seguinte, 06 de Agosto.
A orografia do local, com escarpadas de difícil acesso, dificultou o combate ao fogo, que consumiu sobretudo combustíveis finos.
O levantamento efectuado pelo Município conclui que arderam 790 hectares, dos quais 73 por cento (573 hectares) era área de matos. Queimaram-se 15 hectares de carvalhos jovens e todos os terrenos que estavam cultivados tiveram apenas algumas oliveiras e algumas videiras secas pela acção do calor. Verificou-se ainda a perda de algumas zonas de Vinha e Olival, mas que não estavam minimamente cultivados
Também arderam cerca de 70 hectares de lameiros e de pasto, que apenas são contabilizadas como unidades de paisagem, visto que se regeneram automaticamente.
O estudo conclui que cerca de 60 por cento da área ardida já tinha sido queimada no ano 2006 e que quase 80 por cento da área total ardeu nos últimos 10 anos. As únicas áreas que não tinham ardido referem-se a dois pinhais, que estavam em bom estado vegetativo.
Na Carta de Perigosidade da Câmara Municipal de Mêda, esta zona já estava considerada como sendo Zona de Risco de Incêndio Muito Elevado.
O prejuízo directo causado pelo incêndio eleva-se a 55 mil euros, não incluindo os custos relativos ao combate ao fogo.
O estudo realça o empenho dos Bombeiros Voluntários do Distrito da Guarda e de outros distritos no combate ao sinistro, evidenciando também a prestimosa acção dos meios aéreos envolvidos.
A iniciativa serviu sobretudo para se estudar este caso como exemplo, tirando-se daí conclusões que ajudem melhor a prevenir o futuro.
Apesar de não ter afectado significativamente a economia regional o fogo criou dificuldades para a retenção da água nos solos e o equilíbrio natural em termos de flora e fauna.
Conclui-se alertando contra as queimadas fora da época autorizada e apelando á limpeza da floresta, dos caminhos e acessos às propriedades rurais e á adopção de medidas de acção que dificultem a deflagração e propagação dos fogos.
plb

O Município da Mêda e a Comuna de Saint Aubin, na Suíça, vão ficar ligadas por um acordo de geminação a assinar em 11 de Novembro, no âmbito das comemorações do Feriado Municipal.

O acordo tem em conta os laços de amizade e cooperação existentes entre os dois municípios, decorrentes do facto de existir uma importante comunidade de medenses naquela cidade da Suiça.
O compromisso a celebrar sublinha os propósitos de aprofundar as relações fraternais entre as duas municipalidades e promover o intercâmbio cultural e económico, nomeadamente através da troca de informações sobre actividades culturais, turísticas, desportivas, políticas e sociais.
O Protocolo de Geminação será assinado pelo Presidente da Câmara Municipal da Mêda, João Mourato, e pelo Presidente da Comuna de Saint Aubin, Michel Marchand, que se deslocará a Portugal para o efeito.
Um natural da Meda que reside em Saint Aubin, José Moreira, de 54 anos, teve um papel decisivo para o estreitamento dos laços de amizade entre as duas comunidades. É membro do Conselho Comunal de Saint Aubin, onde tem os pelouros da planificação, do pessoal, das vias de comunicação, da limpeza pública e da higiene e salubridade pública.
Em Outubro de 2007 uma delegação do Município de Mêda, presidida por João Mourato, deslocou-se a Saint Aubin onde estabeleceu os contactos formais com a Comuna local que agora culminarão na celebração do protocolo de geminação.
Saint Aubin está integrada no cantão de Fribourg, Distrito de la Broye e tem mil e 351habitantes.
plb

A Câmara Municipal da Mêda atribuiu Auxílios Económicos a cerca de meia centena de alunos carenciados do 1.º Ciclo do Ensino Básico e a três dezenas crianças de Jardins de Infância do concelho.

MêdaOs apoios atribuídos pelo Município da Mêda foram concedidos no âmbito de um Regulamento de Funcionamento dos Serviços de Apoio à Família nos estabelecimentos de educação pré-escolar e um Regulamento de Concessão de Auxílios Económicos para o 1.º Ciclo do Ensino Básico com regras definidas pela autarquia.
A medida insere-se no estabelecido pelo Decreto-lei n.º 7/2003, de 15 de Janeiro e a Lei n.º 159/99, de Setembro, que estabelecem um quadro de transferências de atribuições e competências para as autarquias locais, determinando entre outras, as competências que se prendem com os apoios às crianças da Educação Pré-Escolar e aos alunos do Ensino Básico, no domínio da Acção Social Escolar.
Os apoios atribuídos resultam da análise realizada pela Divisão Sócio-Cultural /Secção de Educação da Câmara Municipal de Mêda, tendo em conta os rendimentos dos respectivos agregados familiares.
O Município concedeu apoio no valor de 300 euros em manuais escolares a dez alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico das escola EB 1 de Meda e Poço do Canto.
O Presidente da Câmara Municipal , João Mourato, considera que «esta ajuda é prestada como apoio à valorização da população escolar e incentivo à aquisição salutar de formação e que a Câmara Municipal tem cumprido cabalmente a sua função de apoio ao sector da Educação tanto mais que vai ser lançada a curto prazo a construção de uma nova Escola Integrada do 1º Ciclo do Ensino Básico na sede de concelho».
Recorde-se que o Município de Mêda aderiu, recentemente, à transferência de competências para os Municípios em matéria de Educação no âmbito das área de Pessoal Auxiliar, Pessoal não-Docente, Áreas de Enriquecimento Curricular e Transportes Escolares.
Na área da Educação, cujas competências estão atribuídas ao vereador Jorge Saraiva está previsto o dispêndio de 339 mil euros em Transportes Escolares e, no âmbito do Contrato de Execução entre o Ministério da Educação e o Município, que envolve 47 funcionários das escolas básicas e da educação pré-escolar, está prevista aplicação de 450 mil euros, fora os encargos sociais.
jcl

Um comunicado da Câmara Municipal da Mêda faz o balanço dos primeiros nove meses de 2008 e promove o início das actividades nos equipamentos municipais a 1 de Outubro coincidindo com o ínicio de mais um ano lectivo.

Câmara Municipal da MêdaA Câmara Municipal da Mêda e a empresa municipal «Nova Mêda» difundiram um comunicado dando conta das actividades nas piscinas municipais que têm como lema: «Uma realidade social – a qualidade garantida de uma terra em desenvolvimento.»
O Presidente do Município da Mêda, João Mourato, entende que «o Complexo Desportivo de Mêda tem cumprido as suas funções desportivas e sociais, tendo sido enriquecido recentemente com um campo de areia que permite a prática de outras modalidades relacionadas com as características desta infra-estrutura» e evidenciou o facto de «este Complexo Desportivo estar dotado com Piscinas Cobertas e Descobertas, Campo de Areia, Campos de Ténis, Parque Radical e Mini-Golfe».
O administrador da «Nova Mêda – Equipamentos Municipais, Empresa Municipal», Aurélio Saldanha, considera que «os resultados obtidos no último ano lectivo em termos de actividades e a frequência registada no período de Verão no Complexo de Piscinas Municipais são o garante de que se trata de um equipamento vocacionado para facultar mais qualidade de vida às populações, sobretudo aos jovens» salientando «o êxito alcançado com o IV Open de Ténis que levou à Meda grandes nomes da modalidade e contribuiu, por um lado, para a divulgação da modalidade mas também para um melhor conhecimento das potencialidades desportivas, patrimoniais e culturais do concelho de Mêda que é, sem dúvida, uma terra em franco desenvolvimento».
O comunicado complementa o regozigo dos autarcas com alguns dados estatísticos:
«As Piscinas Municipais de Mêda afirmaram-se neste Verão como uma realidade que cada vez mais está ao serviço das populações nos campos da recreação, formação, desporto e lazer.
Funcionando nos meses de Junho a Setembro registaram um novo máximo no dia 5 de Agosto com 620 utilizadores em comparação com os 525 registados em 14 de Agosto de 2007.
As Piscinas Municipais de Mêda elaboraram um calendário e actividades para o ano lectivo de 2008/2009 com início no próximo mês de Outubro:
– Escola de Natação, Escola de Karaté, Escola de Ténis e a actividade «Kids & Dance» têm início a 1 de Outubro e dois dias depois estarão em funcionamento as actividades de Ginástica localizada e Hidroginástica.
aps

A Câmara Municipal de Mêda e o Museu do Douro exibem até finais de Setembro na Casa da Cultura da Mêda a exposição «Marcos de Demarcação» inserida nas Comemorações dos 250 Anos da Região Demarcada do Douro.

Exposição «Marcos de Demarcação»O Museu do Douro desenvolveu um estudo acompanhado de um inventário do Património material associado à data da criação da Região Demarcada do Douro, a primeira Região Vitícola demarcada e regulamentada do mundo, criada por Alvará Régio de D. José I em 10 de Setembro de 1756.
O projecto de investigação levado a cabo pelos Serviços de Museologia do Museu, culminou na exposição Marcos da Demarcação e na publicação do inventário dos marcos pombalinos.
O presidente da Câmara Municipal de Mêda, João Mourato, salientou a importância deste evento cultural, de grande expressão e significado, por ter lugar num concelho que «embora sendo de transição, é também Douro nas freguesias de Meda, Longroiva, Poço do canto e Fontelonga, terras de produção do vinho fino ou vinho generoso, depois conhecido por Vinho do Porto».
O presidente do Município de Meda aproveitou a ocasião para reivindicar para Mêda um pólo do Museu do Douro tendo em conta a importância que o Vinho Generoso ou Vinho do porto tem na cultura e na economia das populações, apesar de este concelho não ter sido incluído aquando da demarcação da Região de produção pelo Marquês de Pombal.
O director do Museu do Douro, Maia Pinto (ex-director do Parque Arqueológico do Vale do Côa) comungou a opinião do Presidente da Câmara dizendo que «a Meda também é Douro» e que «para o desenvolvimento saudável de Portugal terá que se defender esta jóia que é o Vale do Douro».
Maia Pinto frisou que «é com esta relação que vamos cimentando o orgulho que criar o orgulho Duriense» que deve abranger os 21 concelhos integrados na Região Demarcada e para o que «vai ser desenvolvido um esforço no QREN – Quadro de referência Estratégica Nacional, por forma a desenvolver outras acções dinâmicas que façam do Museu do Douro algo com alegria, participação e cultura».
A exposição «Marcos de Demarcação» envolve cerca de 70 fotografias daqueles marcos delimitativos da então Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro distribuídas em três núcleos : Museu do Douro (Casa do Douro – Régua), Casa Municipal de Cultura de Mêda e na Casa do Desenho do pintor Júlio Resende.
aps

A Agência Regional de Energia e Ambiente do Interior (EnerArea) vai reciclar óleos alimentares usados nos 13 concelhos da Associação de Municípios da Cova da Beira (AMCB) e na Diputación de Salamanca, possibilitando assim a produção de 15 mil litros de biodiesel por dia.

OleãoA agência, criada no âmbito da AMCB, espera recolher em cada dia cerca de 18 mil litros de óleos usados pelas famílias, restaurantes, lares e centros de dia. Para tanto serão distribuídos «oleões», nos quais serão armazenados os óleos usados, que depois serão recolhidos por uma empresa.
O projecto deverá arrancar no Verão, com a entrega, a cada uma das 64 mil famílias dos 13 concelhos abrangidos, de um «oleão» de 5,5 litros para armazenar os óleos domésticos. Aos restaurantes, lares e centros de dia, serão distribuídos «oleões» com capacidade para 30 litros. O número de equipamentos a distribuir do lado espanhol é o mesmo, cobrindo a região de Salamanca.
Uma empresa vai recolher os óleos usados em contentores de 200 litros colocados à porta de grandes superfícies, para onde deverão ser despejados os todos os «oleões» distribuídos.
O custo inicial do projecto está estimado em 300 mil euros, usados na gestão e distribuição dos contentores. Os custos de produção serão suportados pela empresa Ecoldiesel, estando o projecto também aberto a outras empresas que queiram investir no sector da produção do biodiesel.
O biodiesel obtido a partir de óleos vegetais constituiu uma energia renovável, que ao mesmo tempo evita que os óleos queimados sejam despejados na rede de esgotos, facto que prejudica o funcionamento das ETAR e polui o ambiente.
A AMCB é composta pelos concelhos do Sabugal, Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Guarda, Manteigas, Mêda, Penamacor, Pinhel e Trancoso.
plb

Foi assinada esta segunda-feira, em Salamanca, a declaração para a criação do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial entre a deputação espanhola e nove municípios da Beira Interior Norte onde está incluído o Sabugal.

SalamancaO acordo assinado em Salamanca esta segunda-feira, 3 de Março, tem por objectivo consolidar três projectos que a Comunidade de Trabalho Salamanca-Beira Interior Norte vai, depois, apresentar no programa de Cooperação Transfronteiriça para o período 2007-2013.
Na reunião estiveram presentes além dos representantes da Deputação de Salamanca e do município do Sabugal os autarcas da Guarda, Almeida, Manteigas, Mêda, Pinhel, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo e Trancoso e os coordenadores do Centro de Desenvolvimento da Região Centro, da Associação de Municípios da Cova da Beira e do Serviço Nacional de Protecção Civil.
Um dos projectos prevê a criação de um Observatório Transfronteiriço do Desenvolvimento Territorial participado pelas administrações públicas e diversas entidades universitárias e empresariais dos dois países ibéricos.
Um segundo protocolo aposta no Turismo da Região Transfronteiriça que irá ser dinamizado e modernizado com a constituição da sede do Agrupamento Europeu.
Será desenvolvido um outro projecto relacionado com a criação de uma rede para consolidar os Sistemas Transfronteiriços de Prevenção de Riscos Naturais e de respostas coordenadas em caso de catástrofe.
Em declarações à agência Lusa, a líder do grupo de trabalho, Isabel Jiménez, da Deputação de Salamanca, explicou que o objectivo da reunião consistiu na «aposta no futuro desta zona transfronteiriça apesar da redução dos incentivos financiamentos europeus sendo crucial trabalhar juntos, sem projectos individuais e de forma generosa para conseguir iniciativas que tragam resultados óptimos para o desenvolvimento socioeconómico dos dois lados da fronteira».
jcl

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Setembro 2019
S T Q Q S S D
« Fev    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.146.737 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios