You are currently browsing the category archive for the ‘Associativismo’ category.

E as vencedoras foram… Ivone Correia e Lurdes Rasteiro. Em jogo tradicionalmente de homens as sucessivas vagas de vazas foram acumulando «mocas» demolidoras e o único par feminino entre os 20 participantes venceu a final do terceiro Torneio de Sueca que terminou no sábado, 11 de Dezembro, no Ozendo.

Torneio Sueca ARCO - Ozendo - Sabugal

O terceiro torneio de sueca, onde a felicidade chega em cada jogo depois dos 60 pontos, decorreu durante dois sábados – com dois grupos de 10 pares – na ARCO-Associação Recreativa e Cultural do Ozendo e foi conquistado pela única dupla feminina em prova constituída por Ivone Correia e Lurdes Rasteiro.
Na tarde/noite de sábado, 11 de Dezembro, o salão da associação encheu-se de craques que treinam praticamente todos os dias e que se inscreveram na prova cheios de fé na vitória e nos prémios finais.
Jogada após jogada, jogo após jogo, o par feminino ia «arrumando» com a concorrência masculina que, inevitavelmente, se queixava de má sorte com o embaralhar das cartas.
As finais entre os quatro melhores pares foram jogadas após o jantar entremeando um nervosismo envergonhado com as nuvens de fumo e as minis até que para surpresa de todos chegaram à finalíssima as duplas Beto Martins-Carlos Barata e Ivone Correia-Lurdes Rasteiro.
O José Gonçalves, grande organizador do torneio e treinador assumido da dupla feminina, devorava as jogadas num prolongado silêncio. «Ensinei-a a jogar, eu fiquei na primeira eliminatória e ela chega à final», desabafava num registo entre o resignado e o surpreendido.
O final da história já todos sabemos. A única dupla feminina do torneio da sueca da Associação do Ozendo levou de vencida, sem piscar de olhos nem toques marotos por baixo da mesa, os 19 pares de simpáticos machões. Ah! É verdade! E no final dividiram as oito notas de 50 euros do primeiro prémio entre as duas e mandaram vir uma grade de minis para comemorar.
Parabéns às campeãs.
jcl

Anúncios

E as vencedoras foram… Ivone Correia e Lurdes Rasteiro. Em jogo tradicionalmente de homens as sucessivas vagas de vazas foram acumulando «mocas» demolidoras e o único par feminino entre 20 participantes venceu a final do Torneio de Sueca que terminou no sábado, 11 de Dezembro, no Ozendo.

GALERIA DE IMAGENS  – TORNEIO DE SUECA  –  OZENDO  –  11-12-2010
Fotos Capeia Arraiana;–  Clique nas imagens para ampliar

jcl

A APEES – Associação de Pais e Encarregados de Educação do Sabugal reune em Assembleia Geral na sexta-feira, 10 de Dezembro, às 18.30 horas no Auditório Municipal do Sabugal.

APEES

«Convocatória
De acordo com o n.º 6 do Artigo 10.º dos Estatutos da APEES, tenho a honra de comunicar a V. Ex.ª que irá realizar-se uma Sessão Extraordinária da Assembleia Geral, no próximo dia 10 de Dezembro de 2010, pelas 18 horas e 30 minutos, no Salão do Auditório Municipal com a seguinte Ordem de Trabalho:
Antes da Ordem do Dia
Outros Assuntos
Ordem do Dia
1 – Apresentação dos novos Órgãos Sociais.
2 – Informação do Presidente da Direcção acerca da nova gerência.
3 – Apresentação de contas.
4 – Designação e autorização de um elemento para legalização de viatura, marca Citröen.
5 – Apresentação de minuta da alteração de estatutos.
O Presidente da Assembleia Geral,
Liliana Cristina Candeias Nunes»

jcl

No sábado, 4 de Dezembro, todos os caminhos vão dar às adegas de Ruivós. A «Rota das Adegas 2010» vai proporcionar aos participantes a prova do vinho novo em 16 produtores locais.

Rota Adegas 2010 - Ruivós - Sabugal

Ruivós foi terra de agricultores. Ruivós foi terra de agricultura de subsistência. Em Ruivós, terra com cerca de 100 eleitores, resistem, ainda, mais de 20 adegas onde de forma artesanal e ancestral é produzido vinho. Pela primeira vez vai ser dinamizada a «Rota das Adegas» nas ruas e ruelas da velha aldeia proporcionando a visita a 16 adegas que vão estar todo o dia de porta aberta para os forasteiros provarem o vinho novo.
A «Rota das Adegas 2010» em Ruivós vai servir para prestar homenagem aos antepassados da terra e aos mais de 20 produtores de vinho «à moda antiga».
A ideia surgiu numa conversa entre dois naturais de Ruivós e foi desde logo apadrinhada por Manuel Leitão, presidente da Junta de Freguesia local.
No sábado, 4 de Dezembro, todos os caminhos vão dar ao Salão de Festas e Sede da Associação dos Amigos de Ruivós. Os participantes devem adquirir uma caneca em inox (5 euros) – pessoal e intransmissível – para colocar ao pescoço e que vem acompanhada por um passaporte para «carimbar» nas 16 adegas participantes.
A concentração de cavaleiros está marcada para o meio-dia e o almoço com grelhados de carne de porco para as 13 horas. Às 14.30 tem lugar um desfile rural com algumas surpresas e meia-hora mais tarde, às 15 horas é tempo de pegar no passaporte e iniciar a «Rota das Adegas» para prova do vinho novo. Ao final do dia (19 horas) é tempo de saborear um caldo verde acompanhado por alguns petiscos.
As terras do planalto do Côa têm um micro-clima propício à produção de vinho com bom sabor e grau moderado mesmo nos anos em que as geadas teimam em aparecer já fora de horas nos meses de Abril ou Maio.
Todos os anos os proprietários das vinhas (alguns a viver em Lisboa ou na França) cavam, descavam, podam, deitam as «caldas» e fazem a vindima nos primeiros dias de Outubro.
Na semana das vindimas durante a fermentação das uvas – em dornas de madeira que foram passando de pais para filhos – e antes de passar o mosto para os barris é feita a geropiga e algumas semanas mais tarde a aguardente de bagaço nas alquitarras caseiras ou nos lagares licenciados das redondezas.
Fazer vinho é uma arte nobre e intemporal e desde sempre o «néctar dos deuses» desempenha um papel relevante em quase todas as civilizações com Dionísio (deus grego) e Baco (deus latino) e em especial nos rituais cristãos onde simboliza o «sangue de Cristo».
Em Ruivós os antigos diziam que as vinhas gostam de ver a sombra e ouvir o assobio do dono mas, infelizmente, isso vai acontecendo cada vez menos.
Nas adegas da aldeia tem sido tempo de procurar as chaves e limpar as teias de aranha para receber todos os amigos que se vão encontrar e «beber para… recordar». Recordar com alegria episódios vividos em comum e onde acontecem sempre peripécias com piada para alegrar as conversas.

E já agora que o tempo ajude…
jcl

Folclore, enchidos regionais, castanhas assadas e geropiga em tempo de São Martinho na freguesia raiana de Aldeia do Bispo no concelho do Sabugal. A iniciativa integra-se na mostra de Novembro, mês da tradição e dos sabores no concelho do Sabugal. Reportagem de Paula Pinto com imagem de Miguel Almeida da Redacção da LocalVisãoTv (Guarda).

Local Visão Tv - Guarda
Vodpod videos no longer available.

jcl

Sábado, dia 6 de Novembro, levantei-me cedo com a intenção de me deslocar ao Sabugal para participar na feira dos produtos locais e poder também regalar os olhos e a alma com as provas de atletismo que durante a manhã animou e deu vida à cidade do Sabugal.

José Manuel Campos - Nascente do CôaSaí dos Fóios, acompanhado de mais três amigos, às 9,30 horas e passados vinte minutos entravamos no mercado municipal onde alguns funcionários da Empresa Sabugal+ davam os últimos retoques na exposição dos mais diversos produtos agrícolas que o público começava a contemplar.
Às 11 horas dirigi-me para junto do edifício do tribunal onde se concentravam largas centenas de atletas que sob a orientação do incansável Natalino Teixeira, do Baraçal, se organizavam e tomavam posição à espera que o Presidente do Município, António Robalo, desse o sinal da partida.
Confesso que nunca tinha estado tão perto dos atletas e da organização. Apreciei e admirei o pulso e a dinâmica do Natalino que muito bem coadjuvado pelo seu amigo e colega Major Almeida, da GNR, constituíram uma dupla digna do reconhecimento dos atletas e do público em geral.
Por volta das 15 horas desloquei-me a Malcata onde sabia que a Junta e a Associação também estavam envolvidas em actividades relacionadas com a micologia e as castanhas. Tive oportunidade de contemplar a exposição dos cogumelos que embora não tivesse muita quantidade tinha, por certo, bastante variedade.
Enquanto, com alguns amigos, fazíamos um brinde, com a saborosa jeropiga, o Sr. Eng.º António Borges, organizava a exposição e o Abílio confeccionava o caldudo.
Por fim tomámos mais um copo, no bar Camões, com alguns dos amigos que haviam jogado o envido nos Foios e em Malcata e que já falam em novos encontros. Parabéns Malcatenhos!
Não me resta qualquer dúvida de que estas actividades deveriam merecer o reconhecimento e o aplauso de todos.
Fazer coisas é muito importante e ainda que algumas saiam menos bem não há razão para deixarmos de fazer outras. Temos que ser persistentes e ter consciência de que com os erros também se aprende.
O progresso e o desenvolvimento também passam por estas actividades.
A Câmara e a Empresa Sabugal+ estão de parabéns.
«Nascente do Côa», opinião de José Manuel Campos

(Presidente da Junta de Freguesia de Foios)
jmncampos@gmail.com

O Centro Cultural e Recreativo de Alfaiates (CCRA) organiza no sábado, dia 30 de Outubro, o 6.º Jantar da Raia. O convívio está marcado para o Restaurante Pelicano.

Centro Cultural Recreativo Alfaiates

Norberto Pelicano

Foi num ambiente absolutamente descontraído e de muito boa fé que os membros da Associação das Freguesias da Raia Sabugalense (AFRS) se reuniram em assembleia-geral, expondo os seus pontos de vista em relação a todos os pontos da ordem de trabalhos tendo sido todos eles, aprovados por unanimidade.

José Manuel Campos - Nascente do CôaVitor Manuel Fernandes, Presidente da Assembleia da AFRS, de acordo com a Lei nº 175/99 de 21 de Setembro e em conformidade com os estatutos da mesma Associação e ainda conforme com o nº 2 do artigo 3º do Regimento da Assembleia da Associação das Freguesias da Raia Sabugalense AFRS, convocou uma reunião para ontem, dia 22 de Outubro, que teve lugar pelas 20h e 30 no espaço Multimédia – EMA – na freguesia de Alfaiates, com a seguinte ordem de trabalhos:
1- Discussão e aprovação da acta da reunião anterior onde se verificou a eleição e a tomada de posse dos corpos sociais.
2- Definição do valor da quota anual e ainda do valor referente ao ano em curso.
3- Apresentação para discussão e possível aprovação de actividades a incluir no Plano e Orçamento para o ano de 2011.
4- Discussão e aprovação da gratificação a atribuir ao Delegado Executivo.
5- Outros assuntos considerados de interesse para a Associação de Freguesias da Raia Sabugalense.
Iniciada a Assembleia, o Conselho de Administração deu conta das tarefas e contactos que já começou a desenvolver. Apresentou os seus pontos de vista relativos ao plano de actividades, para o ano de 2011, e anotou as propostas ou achegas de outros membros da Assembleia.
Em relação ao ponto 4, os elementos do Conselho de Administração deram conta dos contactos e das negociações havidas com o Dr. Victor Coelho que, também por unanimidade, foi votado para desempenhar o cargo de Delegado Executivo da AFRS.
Os trabalhos foram concluídos por volta das 23h30 e, de seguida, todos os elementos se deslocaram a um dos bares de Alfaiates onde tomaram uma bebida precedida de um brinde alusivo à AFRS.
Usando a linguagem futebolística digo que nos equipámos, entrámos em campo e agora jogar até suar as camisolas.
VIVA A RAIA.
«Nascente do Côa», opinião de José Manuel Campos

(Presidente da Junta de Freguesia de Foios)
jmncampos@gmail.com

A Fanfarra Sacabuxa, da Castanheira (concelho da Guarda) venceu, em Seia, a eliminatória da Região Centro do Concurso Nacional de Música da Fundação Inatel.

Fanfarra Sacabuxa - Castanheira

Realizou-se no dia 3 de Outubro, em Seia, no Cine-Teatro Jardim, a eliminatória regional do Centro do Concurso Nacional de Música da Fundação Inatel. Este concurso opõe Centros de Cultura e Desporto (CCD) filiados que queiram participar com projectos culturais na área das bandas, orquestras, fanfarras e na área dos coros.
Na eliminatória de Seia a classificação das Bandas foi a seguinte: 1.º lugar, Fanfarra Sacabuxa, Associação Juventude Activa da Castanheira (distrito da Guarda); 2.º, Filarmónica União Taveirense (Taveiro, distrito de Coimbra); 3.º, Orquestra do Clube Cultural Desportivo de Veiros (Veiros, distrito de Aveiro); 4.º, Orquestra do Grupo Cultural Recreativo da Taipa (distrito de Aveiro). A Fanfarra Sacabuxa venceu a eliminatória com o projecto «Sobressalto» sob a direcção musical de Elmano Pereira.
Na eliminatória regional de Coros, também realizada em Seia, venceu o Coro da Sociedade Instrução Tavaredense com o projecto «Cantigas de Tavarede».
A Fanfarra Sacabuxa e o Coro da Sociedade Instrução Tavaredense disputarão a final nacional de Bandas e Coros com os vencedores das restantes regiões do País em Beja, no Cine-Teatro Pax Júlia, no fim-de-semana de 20 e 21 de Novembro.
A eliminatória regional de Teatro do Centro realizou-se também no fim-de-semana de 3 e 4 de Outubro em Coimbra, tendo saído vencedor o Teatro Olimpo de Ansião (distrito de Leiria) com a peça «Auto da Índia». Nesta eliminatória participou também o Grupo Guardiões da Lua do Centro de Convívio Cultural e Social de Quarta-Feira (Sortelha, Sabugal) com a peça «Casamentos por Medida».
A eliminatória regional de etnografia do Centro teve lugar no dia 2 de Outubro em Viseu. Nesta eliminatória venceu o Rancho Regional da Casa do Povo de Ílhavo (distrito de Aveiro) na categoria de Quadros Etnográficos, não tendo havido concorrentes do distrito da Guarda.
Na categoria de música tradicional e popular apenas concorreu o grupo de Cantares Cantorias, de Vila Chã de Sá (distrito de Viseu) que ficou imediatamente apurado para a final. A final nacional de etnografia está marcada para os dias 3, 4 e 5 de Dezembro no Cineteatro Miguel Franco, em Leiria.
Joaquim Igreja
(Agência do Inatel da Guarda)

A iniciativa «Pintar Sabugal 2010», promovida pela Associação Desenvolvimento Sabugal (ADES) vai realizar-se na aldeia histórica de Sortelha, no dia 18 de Setembro.

No dia anterior será inaugurada no Museu Municipal do Sabugal uma exposição de quadros pintados na edição de 2009 do «Pintar Sabugal», em Vilar Maior e Aldeia da Ponte (no Festival do Forcão), que permanecerá aberta ao público durante um mês. Uma outra exposição de quadros de edições de anos anteriores estará patente ao público na antiga escola primária de Sortelha.
No sábado, dia 18, Sortelha acolhe a 9.ª edição do «Pintar Sabugal», que conta trazer até ao concelho do Sabugal muitos pintores, consagrados e desconhecidos, vindos de todo o país. Foram mais uma vez convidados os pintores do GART (Grupo de Artistas de Amigos da Arte de Vila Franca de Xira), que conta com artistas plásticos de reconhecido mérito.
Este evento vem ocorrendo anualmente desde 2002, altura em surgiu como uma espécie de alternativa às bienais de artes plásticas do Sabugal, que se realizaram em três edições sucessivas e depois deixaram de fazer parte do calendário de iniciativas culturais do concelho do Sabugal.
A organização espera reunir em Sortelha muita gente interessada em participar em mais uma jornada de pintura livre e ao vivo, inspirando-se nos monumentos, nas paisagens (agora com a novidade das eólicas) e nos rostos das gentes de Sortelha.
plb

A Associação Cultural Desportiva e Recreativa de Rendo (ACDRR) realizou nos dias 20, 21 e 22 de Agosto a 5.ª edição do Torneio de Futsal daquela freguesia do concelho do Sabugal. Reportagem da jornalista Andreia Marques com imagem de Sérgio Caetano da redacção da LocalVisãoTv (Guarda).

Local Visão Tv - Guarda
Vodpod videos no longer available.

jcl

A Junta de Freguesia de Ruivós e a Associação dos Amigos de Ruivós organizaram um passeio de cicloturismo aberto a todas as idades entre Ruivós e Badamalos com passagem pela Ponte de Sequeiros em Valongo do Côa.

Passeio Cicloturismo Ruivós - Ponte Sequeiros - Ponte Badamalos

A partida para o passeio de cicloturismo foi dada às 10 horas da manhã do dia 3 de Agosto no parque do Salão de Festas e sede da AAR-Associação dos Amigos de Ruivós.
Aos 44 participantes de todas as idades presentes à partida juntaram-se, para apoiar a passagem nos cruzamentos, algumas moto4 e motorizadas recuperadas tipo «Famel Zundapp» que deixaram o seu som e cheiros caracteristicos a lembrar os anos 80 quando eram donas e senhoras das estradas e caminhos de quase todo o país. No concelho do Sabugal muitos jovens após regressarem de uma temporada de trabalho nas vindimas ou na apanha da maça em terras de França adquiriam a sua motorizada V5, Sachs ou Zundapp e apresentavam-se orgulhosos e vaidosos nos bailes e discotecas raianas.
Voltando às bicletas e após vigorosas pedaladas do pelotão estrada abaixo os ciclistas passaram à igreja matriz de Ruivós, olharam a amoreira e rumaram para as primeiras dificuldades do percurso, sempre a subir, até à rotunda da Santíssima Trindade onde tomaram o sentido de Valongo do Côa. Pelo caminho foram acontecendo pequenos percalços como distraídas saídas de estrada ou correntes que se soltavam e obrigavam ao apoio técnico do «carro-vassoura».
À chegada à belíssima Ponte de Sequeiros o presidente da Junta de Freguesia de Valongo do Côa, Alberto Monteiro, fez questão de brindar todos os participantes a acompanhantes com um «reabastecimento» para recuperar forças e apagar a sede.
Após uns banhos no rio Côa era tempo de atravessar a secular passagem fortificada em estilo românico sustentada por três arcos que já foi passagem de fronteira e tem data de construção provável no século XIII.
As dificuldades eram agora acrescidas porque, se a primeira parte do percurso foi toda em alcatrão, a «segunda etapa» decorreu inteiramente em terra batida que levantava muito pó à passagem dos cicloturistas. À cabeça do pelotão, sempre em alta rotação, um fugitivo de nome Padre Hélder Lopes deixava muito para trás toda a concorrência. De facto, mostrando excelente forma física e equipado a rigor o Padre Hélder esteve sempre na dianteira e foi dos primeiros a chegar à Quinta do Marrafa do Soito (actualmente propriedade de Manuel Vaz Leitão, presidente da Junta de Freguesia de Ruivós).
O pelotão foi acompanhado por uma caravana automóvel com dezenas de ruivosenses que, apesar de não participarem de bicicleta, não quiseram deixar de estar presentes provocando um vazio de pessoas na aldeia de Ruivós.
Ainda antes de atacarem um porco no espeto ciclistas e acompanhantes refrescaram-se dando um mergulho nas águas do Côa.
O convívio do 1.º passeio de cicloturismo de Ruivós teve como convidado de honra António Robalo, presidente da Câmara Municipal do Sabugal, que se fez acompanhar por Delfina Leal, Joaquim Ricardo, Vítor Proença e outras ilustres personalidades.
Jornada de amizade em tempo de emigrantes que levou as bandeiras da Junta de Freguesia e da Associação de Ruivós a esvoaçar ao longo do Côa até terras da Miuzela e deu a conhecer pela primeira vez a muitos miúdos e graúdos a ponte de Sequeiros.
Foi bonita a festa.
jcl

A Junta de Freguesia de Ruivós e a Associação dos Amigos de Ruivós organizaram um passeio de cicloturismo aberto a todas as idades entre Ruivós e Badamalos com passagem pela Ponte de Sequeiros em Valongo do Côa.

GALERIA DE IMAGENS – PASSEIO CICLOTURISMO  –  3-8-2010
Fotos Capeia Arraiana –  Clique nas imagens para ampliar

Mais imagens. Aqui.
jcl

O Presidente da Câmara Municipal de Trabanca José Luís Pascual Criado inaugurou dia 13 de Agosto a X Feira Agro-Alimentar «Arribas del Duero» e Salão Internacional do Vinho e a sua Cultura nas Arribas do Douro, onde estão presentes vários expositores portugueses nas áreas alimentares e de vinhos. Estiveram presentes em representação da Câmara Municipal do Sabugal o Vereador Joaquim Ricardo e o Chefe de Gabinete Vítor Proença.

Clique nas imagens para ampliar

O certame «Arribas del Duero» é a única feira agro-alimentar que se celebra na província de Salamanca, inscrita no calendário oficial de Ferias de Castilla y León, sendo um excelente ponto de encontro, contacto e venda entre as empresas, profissionais do sector e visitantes. A organização garantiu instalações profissionais e de qualidade num recinto de mais de 6.000 m2 para os profissionais do sector e o público em geral.
A Feira Agro-Alimentar tem lugar no município de Trabanca, porta de entrada ao Parque Natural Arribes del Duero e ponto de conexão da região entre as províncias de Salamanca, Zamora e Portugal. Durante três dias o visitante pode participar em concursos, provas, degustações de diferentes produtos agro-alimentares.
Em 2010 a Feira Agro-alimentar de Trabanca coincidiu com a celebração do Salão Internacional do Vinho e sua cultura em Arribes del Duero.
jcl (com município de Trabanca)

A Junta de Freguesia de Ruivós e Associação dos Amigos de Ruivós organizam em parceria o 1.º Passeio de Cicloturismo da freguesia. A concentração está marcado para as 10 horas do dia 3 de Agosto junto à sede da Associação. O percurso passa pela Ponte de Sequeiros (com paragem para reabastecimento) e termina na Ponte de Badamalos com um almoço. O passeio é aberto a participantes de todas as idades portadores de fato de banho.

Passeio de Cicloturismo

Ela chama-se Valerie Censier e ele Jorge Ribeiro. Ela é francesa e ele nasceu no Porto. Ela é artista plástica e ele músico. Ambos são vegetarianos. O casal tem um modo de vida adaptado (e actualizado) dos movimentos hippies que promoveram a paz, o amor e o respeito pelos outros e pela Terra. Ainda em comum têm o voluntariado na ASTA. Vivem em Almendra numa casa senhorial que viu transformado o piso térreo em estúdio de som e atelier de cerâmica e pintura. No ar o cheiro a alecrim dá as boas-vindas perfumadas às visitas.

Valerie Censier - Jorge Ribeiro - Almendra

Almendra é uma vila medieval do concelho de Foz Côa, situada na região de Riba-Côa no distrito da Guarda. Apresenta um conjunto de edifícios quinhentistas bem conservados como a Igreja Matriz, a Capela da Misericórdia e um grande número de janelas manuelinas. Em redor podem ser visitados o Parque Arqueológico do Côa, o Museu do Côa, a aldeia histórica de Castelo Melhor e a união entre os rios Côa e Douro. Paisagens magníficas no Douro Internacional que podiam ser admiradas numa inesquecível viagem de comboio que os poderes do Terreiro do Paço entenderam deixar ao abandono. Coisas deste país chamado Portugal que esqueceu e tem medo de promover as regiões raianas da Beira e Trás-os-Montes.
Fomos ao encontro da Valerie Censier e do Jorge Ribeiro que vivem em Almendra, no concelho de Foz Côa. Recebeu-nos sentada na berma da estrada. Após umas boas-vindas calorosas conduziu-nos por uma ruela íngreme onde se sente no ar um suave aroma a alecrim que rodeia a antiga casa senhorial de dois pisos. O sotaque da artista plástica e ceramista Valerie não escondem ao fim de 20 anos de contacto com o portuense Jorge as suas origens francesas. Nos primeiros tempos dividiam-se entre França e Portugal. «Passávamos cá o Inverno. Na minha primeira visita a Portugal apaixonei-me pelos azulejos das estações dos comboios. São simplesmente fantásticos. A minha base de estudo da cerâmica é o azulejo tradicional mas quando comecei a trabalhar em Almendra necessitei de redescobrir as cores, novos materiais numa pesquisa autodidácta», explica-nos Valérie no seu atelier do rés-do-chão onde molda, pinta, coze e seca as suas criações em cerâmica partilhando o espaço com os estúdio de som e os instrumentos musicais de Jorge Ribeiro.
– Os azulejos portugueses eram diferentes? O que sentiu?
– Os azulejos eram muito figurativos e não tinham cores. Apenas o azul e o branco. Os meus vidrados com muitas cores são feitos com uma espécie de pó-cola que depois de misturado em água produz uma textura com cores. A cor final é, por vezes, uma surpresa. A região tem muito barro vermelho, tipo terracota, com magnésio e o barro – vermelho ou branco – também tem a sua influência. Muitas das minhas peças têm tons terra.
– Quanto tempo demora a criar um objecto? São todos para vender?
– Não ligo ao tempo. Depende da ideia. Tenho que passar todos os dias por aqui. A inspiração surge quase sempre e se estou concentrada é mais rápido mas há trabalhos em que paro e recomeço muitas vezes. Tive que aprender a separar-me das minhas peças mas custa sempre muito porque fazem parte da minha essência. Tenho bons preços e o Jorge é muito comercial mas vender arte é muito difícil nos dias de hoje. Gosto muito de viver aqui por detrás dos barrocos mas está a ser difícil sobreviver. Tenho peças expostas à consignação em muitas lojas da região como, por exemplo, na Casa do Castelo no Sabugal.
A arte de Valerie é única e surpreende pelas coloridas pinceladas que se transformam em azulejos vidrados e pelas peças em barro que molda com as mãos. Mais um grande valor artístico escondido em Terras de Riba-Côa.

Jorge Ribeiro é músico e voluntário na ASTA – Associação Sócio-Terapêutica de Almeida, onde formou o grupo musical «Pé Coxinho» com jovens utentes. A associação está localizada muito perto da Cerdeira do Côa na localidade de Cabreira do Côa.
– Há trabalho para um músico nestas terras raianas entre a Beira Alta e o Alto Douro?
– Tenho vários projectos simultâneos em grupo e a solo. Trabalho muito por temas mas há muitos anos que faço músicas e letras de sensibilização ecológica. Os meus espectáculos são um misto de música e teatro. É um processo exigente que me obriga a praticar muito em frente ao espelho. Tenho vários trabalhos em parceria como, por exemplo, «O Burro» com a Associação para a Preservação do Burro ou o «Música Paleolítica» com o Parque Arqueológico do Côa. Mas, claro, gostaria de poder actuar mais.
– É voluntário na ASTA. Pode falar-nos da associação?
– A ASTA é uma associação que lida com jovens com deficiência mental. Uma deficiência não é uma doença é algo que a pessoa vai ter que saber viver com ela até ao final da vida. A nossa intervenção terapêutica vai no sentido de os fazer felizes. Tirei dois cursos e durante cinco anos praticamente vivi na associação. Aprendi muito no contacto pessoal com os companheiros que agora se denominam utentes porque as terminologias vão mudando ao longo do tempo definidas pela Segurança Social. No entanto eu mantenho o termo «companheiros». Dei outro valor à vida e surpreendi-me porque descobri em mim mesmo recursos que não imaginava possuir. Vi com um novo olhar as qualidades e os talentos que têm porque trabalho com eles a música, a dança e a expressão dramática. A Valerie enquanto foi voluntária trabalhou a cerâmica. A associação permite ainda actividades nas áreas da carpintaria, tecelagem e agricultura biológica. Os 33 companheiros são todos diferentes e têm idades entre os 20 e os 35 anos. Há alguns que requerem uma atenção individualizada e a tempo inteiro. A ASTA é praticamente uma utopia. Fica num local ermo e nunca ninguém acreditou que a Maria José iria conseguir construir e organizar uma obra como aquela. Mas aproveito para destacar o senhor Luís Queirós, da Marktest, natural de São Pedro do Rio Seco que ofereceu à ASTA três casas recuperadas no centro histórico de Almeida denominadas «O Canto Com Alma» que vão servir de palco a várias actividades. Além disso como presidente da Fundação Vox Populis lançou o «Prémio Ribacôa» no valor de 10 mil euros para encontrar a melhor ideia para o desenvolvimento de Almeida que foi ganho por um rapaz universitário de Lisboa. Os voluntários da ASTA promovem a igualdade em ambiente terapêutico rural ajudando os companheiros a caminhar em família e comunidade dignificando-os como seres humanos.

Valerie e Jorge. Uma forma (apenas) diferente de viver a vida.
:: ::
Contacto atelier: 279 713 335.
Email: jodamusica@hotmail.com
Página Web da ASTA. Aqui.
:: ::
O Capeia Arraiana aconselha a leitura da entrevista do mecenas Luís Queirós ao jornal «A Guarda». Aqui.
jcl

A equipa da Rapoula do Côa sagrou-se campeã do VIII Torneio de Futsal Inter-Freguesias do Concelho do Sabugal, edição 2010. Na final disputada no Pavilhão Municipal os novos campeões venceram, por 6-4, a equipa de Penalobo enquanto no jogo de atribuição dos terceiro e quarto lugares o Soito bateu por 10-7 a Nave. A cerimónia de encerramento do torneio e entrega das taças e medalhas às 23 equipas participantes teve lugar nos jardins do Auditório Municipal onde se juntaram em confraternização árbitros, jogadores e apoiantes de todas as equipas. Para história deste domingo de campeões fica também a conquista do Campeonato do Mundo de Futebol pela selecção espanhola que venceu na final, por 1-0, a Holanda.

GALERIA DE IMAGENS  –  11-7-2010
Fotos Capeia Arraiana – Clique nas imagens para ampliar

jcl

A equipa da Rapoula do Côa sagrou-se campeã do VIII Torneio de Futsal Inter-Freguesias do Concelho do Sabugal, edição 2010.

GALERIA DE IMAGENS  –  11-7-2010
Fotos Capeia Arraiana – Clique nas imagens para ampliar

jcl

A parceria Portugal Rural apresentou em sessão pública o projecto de cooperação interterritorial no âmbito do Leader e do Subprograma 3 do Proder. O evento decorreu na Loja Portugal Rural, no bairro de Campo de Ourique, em Lisboa e contou entre outros com a presença do ministro da Agricultura, António Serrano, dos representantes da Pró-Raia, António Robalo e Elsa Fernandes e dos deputados pelo círculo da Guarda, Carlos Peixoto e João Prata.

Portugal Rural - António Robalo - Presidente - Câmara Municipal Sabugal

A parceria Portugal Rural integra 12 associações com expressão a nível nacional – Pró-Raia, Adices (GAL coordenador do projecto de cooperação), Adae, Adelo, Adirn, Adruse, Atahca, Desteque, Leader Oeste, Pinhal Maior, Raia Histórica e Tagus – que se juntaram num espaço citadino situado no bairro de Campo de Ourique com o objectivo de promover e dinamizar a comercialização de produtos regionais nos grandes centros urbanos.
No dia 30 de Junho foi apresentado o projecto de parceria interterritorial Portugal Rural, no âmbito da Cooperração Leader do Subprograma 3 do Proder. Na estiveram presentes o ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, António Serrano, os deputados pelo círculo eleitoral da Guarda, Carlos Peixoto e João Prata e representantes das 12 associações integrantes da parceria. Pela Pró-Raia marcaram presença o presidente da Câmara Municipal do Sabugal, António Robalo, a vereadora da Câmara Municipal da Guarda, Elsa Fernandes, acompanhados de alguns técnicos. O Presidente da Câmara Municipal de Manteigas, Esmeraldo Carvalhinho, representou a Adruse – Associação de Desenvolvimento Rural da Serra da Estrela que integra ainda os concelhos de Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Seia e Gouveia.
As boas-vindas de abertura estiveram a cargo do presidente da Adices, Atílio Nunes, e foram seguida da apresentação do projecto de cooperação Portugal Rural-Gal Parceiros. A cerimónia que contou com a degustação de produtos regionais de excelência foi antecedida pelo discurso do Ministro António Serrano que aproveitou para percorrer as bancas promocionais das 12 associações.
«Não venho aqui para fazer promessas mas não podemos esquecer as importantes acções destes grupos de actividade local» começou por dizer António Serrano num breve discurso. «Todos estes projectos e investimentos que implicam muito dinheiro devem ter como primeiro objectivo a criação de postos de trabalho e depois como factor de divulgação dos territórios do Interior. Peço a todos que intervenham nestes projectos com profissionalismo e muito responsabilidade e que alcancem altos níveis de execução», acrescentou ainda o ministro da Agricultura.
A estratégia a desenvolver encontra-se alicerçada em três níveis de actuação comuns e integrados: a intervenção nos territórios rurais de abrangência do projecto; a intervenção em ambiente urbano; e a intervenção promocional e comunicacional do projecto. Estas três áreas de actuação incidem, fundamentalmente, em quatro aspectos: promoção, comercialização, qualificação e sensibilização de públicos.
O projecto vai decorrer entre 2010 e 2013 e pretende desenvolver trabalho em cooperação para alcançar resultados num conjunto de mais-valias para os territórios abrangidos.
A loja Portugal Rural é um espaço moderno com uma montra de vidro que permite grande visibilidade do exterior, com expositores agradáveis à vista preenchidos com os sabores genuínos da produção portuguesa desde Trás-os-Montes até à Estremadura Oeste às portas de Lisboa.
Após percorrerem a loja os visitantes são surpreendidos com uma taberna (que apresenta excelentes vinhos) e um pátio interior ao ar livre. Uma larga escada em caracol leva à cave onde vai ser possível regalar a vista com produtos de artesanato português, ou melhor, do bom, genuíno e tradicional artesanato português.
Resta dizer que a loja do «Portugal Rural» (Rua Saraiva de Carvalho junto ao Café Canas) está a poucos metros de outro espaço «Verdes são os Campos» (Rua Coelho da Rocha junto à Casa Fernando Pessoa) que integra também em parceria a Pró-Raia e que está vocacionado para promover os aspectos turísticos regionais.
O mundo rural português vestiu-se com fato domingueiro de ir à missa e está a seduzir com muito charme no cosmopolita bairro de Campo de Ourique os sempre «esquisitos» clientes citadinos formatados por culturas e gastronomias do fast-food estrangeiro.
jcl

A parceria Portugal Rural apresentou em sessão pública o projecto de cooperação interterritorial no âmbito do Leader e do Subprograma 3 do Proder. O evento decorreu na Loja Portugal Rural, no bairro de Campo de Ourique, em Lisboa e contou entre outros com a presença do ministro da Agricultura, António Serrano, dos representantes da Pró-Raia, António Robalo e Elsa Fernandes e dos deputados pelo círculo da Guarda, Carlos Peixoto e João Prata.

GALERIA DE IMAGENS    –    PORTUGAL RURAL    –    30-6-2010
Fotos Capeia Arraiana – Clique nas imagens para ampliar

plb

A parceria Portugal Rural apresentou em sessão pública o projecto de cooperação interterritorial no âmbito do Leader e do Subprograma 3 do Proder. O evento decorreu na Loja Portugal Rural, no bairro de Campo de Ourique, em Lisboa e contou entre outros com a presença do ministro da Agricultura, António Serrano, dos representantes da Pró-Raia, António Robalo e Elsa Fernandes e dos deputados pelo círculo da Guarda, Carlos Peixoto e João Prata.

GALERIA DE IMAGENS   –    PORTUGAL RURAL    –    30-6-2010
Fotos Capeia Arraiana – Clique nas imagens para ampliar

plb

No dia 11 de Junho e no âmbito das celebrações do 25.º aniversário da adesão de Portugal à União Europeia, Dacian Cioloş, Comissário Europeu para a Agricultura e Desenvolvimento Rural, e António Serrano, Ministro da Agricultura, estiveram em Santarém para participar no debate sobre a reforma da PAC pós-2013, promovido pela Confederação dos Agricultores de Portugal. No colóquio participou também António Robalo e Paulo Marques em representação da Pró-Raia que esteve presente integrada no stand da Federação «Minha Terra».

Pró-Raia e Minha TerraDurante a visita à 47.ª Feira Nacional de Agricultura e 57.ª Feira do Ribatejo que decorreu no Centro Nacional e Exposições (CNEMA), em Santarém, Dacian Cioloş, comissário europeu para a agricultura e desenvolvimento rural, tomou conhecimento da especificidade da agricultura portuguesa, admitindo que «Portugal tem um potencial de produção agrícola enorme».
Quanto ao debate público sobre a PAC (Política Agrícola Comum da União Europeia) o comissário referiu que «estamos em período de balanço para ver o que se deve fazer na próxima PAC, uma política pluri-sectorial que deverá manter a coesão social e a pluralidade económica, tendo em conta a diversidade agrícola dos diversos espaços europeus».
Dacian Cioloş considerou ainda que «através do PRODER deverá haver maior contribuição para a inovação na produção agrícola, estimulando assim o sector a desenvolver-se e modernizar-se».
António Serrano, Ministro da Agricultura, Desenvolvimento Rural e das Pescas afirmou que «o comissário veio debater com os agricultores portugueses que lhe deram a sua visão dos problemas que temos enfrentado. Foi um debate muito rico sobre o tema», sublinhando que «Portugal tem vindo a marcar uma posição muito firme na preparação da nova PAC. Houve uma reunião em Bruxelas onde defendemos um reequilíbrio orçamental entre os estados-membros, com uma distribuição mais equitativa».
Num breve encontro entre o presidente da Câmara Municipal do Sabugal, António Robalo, e o Ministro da Agricultura, António Serrano, este último fez questão de recordar com agrado a jornada de trabalho no Auditório Municipal da cidade raiana e que tinha em cima da sua mesa de trabalho as questões que tinham resultado do debate. «O Sabugal e o distrito da Guarda não estão esquecidos», fez questão de dizer o governante ao autarca sabugalense.
A Pró-Raia (Associação de Desenvolvimento Integrado da Raia Centro Norte) esteve representada no espaço da «Minha Terra» (Federação Portuguesa das Associações de Desenvolvimento Rural) que desenvolve competências a nível da organização e implementação de programas e iniciativas de alcance local, regional, nacional e transnacional e presta assessoria técnica ao desenvolvimento de projectos em diversas áreas do desenvolvimento rural.
A Pró-Raia nasceu em 1994 com o objectivo de promover os espaços naturais e valores patrimoniais, a preservação do ambiente, o reforço da identidade local e o apoio à transformação e comercialização dos produtos locais. A instituição tem sede na Guarda e a sua direcção tem como presidente e vice-presidente, respectivamente, as Câmaras Municipais da Guarda e do Sabugal.
jcl (com agência Lusa)

A Agência da Guarda da Fundação INATEL, em parceria com as Juntas de Freguesia de Figueira de Castelo Rodrigo e Almeida, organiza nos dias 6 e 20 de Junho de 2010 dois Encontros de Tocadores de Concertina e Cantadores ao Desafio.

8.º Encontro de Tocadores de Concertina e Cantadores ao Desafio - Inatel GuardaO 8.º Encontro de Tocadores de Concertina e Cantadores ao Desafio organizado pela Fundação Inatel, delegação da Guarda, está marcado para os domingos 6 e 20 de Junho, respectivamente, em Figueira de Castelo Rodrigo e em Almeida. Esperam-se cerca de 150 tocadores.
A concentração dos inscritos será feita a partir das 11.30 horas no Largo Serpa Pinto em Figueira e no Largo 25 de Abril em Almeida. A partir das 12.30 horas decorrerá o almoço para os tocadores. Para as 14.00 horas está marcada a actuação dos participantes no Largo Serpa Pinto em Figueira e frente à Câmara Municipal de Almeida.
A Fundação INATEL desenvolve desde há cerca de 10 anos no distrito da Guarda um esforço de formação significativo na área deste instrumento tradicional, pretendendo reanimar a utilização da concertina e reforçando as tocatas dos grupos de folclore.
Este ano continuamos com os núcleos do curso de concertina em Pinhel e Seia, tendo iniciado um novo núcleo nas Freixedas. Estes dois Encontros de Figueira e Almeida são também uma boa oportunidade para um reencontro dos tocadores que aprenderam connosco.
Joaquim Igreja (Coordenador Cultural)

A Capeia Arraiana voltou ao Campo Pequeno e os sabugalenses juntaram-se para conviver em clima de grande amizade.

GALERIA DE IMAGENS – 29-5-2010
Fotos Capeia Arraiana – Clique nas imagens para ampliar

jcl

A Capeia Arraiana voltou ao Campo Pequeno e os sabugalenses juntaram-se para conviver em clima de grande amizade.

GALERIA DE IMAGENS – 29-5-2010
Fotos Capeia Arraiana – Clique nas imagens para ampliar

jcl

A Capeia Arraiana voltou ao Campo Pequeno e os sabugalenses juntaram-se para conviver em clima de grande amizade.

GALERIA DE IMAGENS – 29-5-2010
Fotos Capeia Arraiana – Clique nas imagens para ampliar

jcl

A Capeia Arraiana voltou ao Campo Pequeno e os sabugalenses juntaram-se para conviver em clima de grande amizade.

GALERIA DE IMAGENS – 29-5-2010
Fotos Capeia Arraiana – Clique nas imagens para ampliar

jcl

A Fundação INATEL, Agência da Guarda lançou os Passeios Culturais Verão 2010. Trata-se de um conjunto de passeios de um dia, em autocarro, rotas de carácter cultural, histórico ou ambiental, com saída da Guarda, a realizar nos dias 12, 19 e 26 de Junho próximos.

Fundação Inatel Guarda - CulturaEste ano, a Fundação INATEL tem também no Passeio do dia 19 de Junho (Rota das Judiarias) a parceria da Agência para a Promoção da Guarda. As inscrições estão abertas.
12 de Junho (sábado) – Visita de autocarro à cidade de Mérida. Saída da Guarda às 7 horas de junto da Câmara Municipal. Após uma pequena paragem em Badajoz, o almoço será em Mérida às 12.00 horas. Após o almoço, início da visita guiada ao património monumental da cidade com a duração de aproximadamente três horas e meia. Regresso às cinco e meia da tarde e chegada à Guarda cerca das 21.30 horas.
Custo (inclui transporte, almoço, serviço de guia em Mérida, entrada no Teatro Romano, seguro de acidentes pessoais): 45 euros para sócios da Fundação INATEL, 47,50 euros para não-sócios.
19 de Junho (sábado) – Visita de autocarro à Rota das Judiarias com visita a Celorico da Beira, Linhares, Trancoso e Moreira de Rei. Saída da Guarda às 8 h 30 de junto da Câmara Municipal. Às 9 horas, visita guiada pela judiaria e castelo de Celorico da Beira; a partir das 10.30 horas, visita à judiaria e castelo de Linhares; almoço ao meio-dia e meia hora no Lagar Municipal de Celorico e recomeço do passeio guiado às 15.00 horas à judiaria de Trancoso e às 17.00 horas à judiaria de Moreira de Rei. Regresso pelas 18.30 horas. Chegada à Guarda pelas 19.30 horas. Custo (inclui transporte, serviço de guia, seguro de acidentes pessoais e almoço): 25 euros para sócios da F. INATEL, 27,50 euros para não-sócios. Este passeio tem a parceria da Agência para a Promoção da Guarda, que colabora facultando os guias da visita.
26 de Junho (sábado) – Visita de autocarro a Leiria, Batalha e Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota. Saída da Guarda às sete horas de junto da Câmara Municipal. Início da visita guiada à Leiria queirosiana às 10.30 horas. Às 13.00 horas almoço no Restaurante Quinta de Santo Antão. A partir das 15.00 horas visita do Mosteiro da Batalha e do Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota pelas 16.30 horas. Regresso às 18.00 horas e chegada à Guarda pelas 22.00 horas.
Custo (inclui transporte, almoço, serviço de guia em Leiria, entradas no Mosteiro da Batalha e Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota e seguro de acidentes pessoais): 45 euros para sócios da Fundação INATEL e 47,50 euros para não-sócios.
Joaquim Igreja (coordenador cultural)

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Sabugal reúne em Assembleia Geral na sede social no próximo dia 21 de Maio, pelas 21.00 horas. A convocatória é assinada por Ramiro Matos, presidente da Mesa da Assembleia Geral da Associação.

A Festa da Caça decorreu nos dias 1 e 2 de Maio na freguesia do Casteleiro. A reportagem da Local Visão Tv (Guarda) tem a assinatura da jornalista Paula Pinto com imagem de Sérgio Caetano.

Local Visão Tv - Guarda
Vodpod videos no longer available.

jcl

Desde que, há cerca de um mês, tomei contacto com o programa alusivo à «Festa da Caça» que a Junta de Freguesia do Casteleiro havia elaborado prometi, a mim próprio, que iria estar presente.

Clique nas imagens para ampliar

José Manuel Campos - Nascente do CôaGostaria de ter participado logo no primeiro dia mas os anos de um amigo do peito não me o permitiram.
Domingo, após o almoço, com um dia de calor muito mais sentido no Casteleiro que nos Foios, na companhia da minha esposa, lá fomos à «Festa da Caça».
Confesso que vou sempre cheio de curiosidade e com a certeza de que vou certamente aprender. Confesso, igualmente, que fico sempre muito feliz quando vejo as Juntas de Freguesias envolvidas em actividades sócio – culturais – desportivas e económicas.
É assim mesmo camaradas. Temos que sair das ruas, dos chafarizes e da passagem dos simples atestados. É urgente passar às mais diversas acções. O Casteleiro deu o mote. Julgo que os objectivos foram plenamente alcançados. E se não tivessem sido? Nada de desanimar. Com os erros também se aprende. Mas para mim corre sempre muito bem. Só pela coragem, organização e pelo ar de felicidade que vi em muitas caras de gentes do Casteleiro e de outros visitantes digo que valeu a pena.
Confesso que gostei imenso e por isso transmito os meus sinceros parabéns ao Ilustre Presidente da Junta, restantes elementos do executivo e a todos quantos estiveram envolvidos que julgo terem sido muitos. Esta festa ajuda a dignificar o poder local.
Continuem.
«Nascente do Côa», opinião de José Manuel Campos

(Presidente da Junta de Freguesia dos Foios)

jmncampos@gmail.com

José Joaquim Marques nasceu há 39 anos no Sabugal. As voltas da vida levam-no até à Torre, anexa da freguesia do Sabugal, onde casou. Em 2003 é confrontado com o fecho do único café da aldeia e aceita o desafio de transformar as degradadas instalações da Associação num espaço mais acolhedor. Obra puxa obra e depois dos interiores foi tempo do parque de estacionamento, do palco das festas, do jardim infantil e da velha escola primária transformada em viveiro de vocações musicais. Há obra à vista na Torre.

José Joaquim Marques - Associação Torre

José Joaquim Marques tem 39 anos e é natural do Sabugal. filho de Maria José e José Marques Lindeza, naturais do Fundão, que vieram para o Sabugal estabelecer-se com a abertura da Auto-Mecânica. Casou com Gabriela Marques na Torre e em Agosto de 2001 foi nomeado mordomo das festas de Nossa Senhora de Fátima. Na altura aceitou com a condição da receita apurada na festa ser investida na Torre. E nasceu a Associação Cultural e Recreativa da Torre. Mais pormenores na primeira pessoa…
– Em Setembro de 2003 vim passar um fim-de-semana à Torre. Entretanto chegaram ao pé de mim três pessoas – ti Domingos, José Saloio, Manuel Galdério – pedindo-me para fazer alguma coisa pela Associação da Torre. «A Ti Adorinda vai fechar o café e nós não vamos ficar aqui com nada», disseram-me. A Associação já estava constituída e este espaço onde nos encontramos por detrás da velhinha escola primária estava abandonado mas era o sítio ideal para instalar um espaço de convívio com bar. Decidi ir falar com a ti Adorinda e perguntei-lhe – sei que vai fechar, quanto é que quer pelas cadeiras, pelas mesas, pelo balcão, pela máquina de café? – e ela confirmou-me que fechava no final do mês. Pediu-me 1000 euros por tudo. E logo ali fechámos negócio.
– Quando é que abriram?
– Falei com o João Susano e preparámos tudo para abrir provisoriamente logo em Outubro. No sábado fomos comprar bebidas, guardanapos, copos, etc., e no domingo no final da missa avisámos que o bar da Associação já estava em funcionamento. Até hoje.
– Vê-se muita obra feita. A recuperação do edifício da sede, o palco das festas, o jardim infantil, o estacionamento…
– Investimos todas as receitas do bar e as quota dos sócios em melhoramentos. A Escola Primária estava quase destruída e decidi ir ter com o Presidente da Câmara Municipal do Sabugal, António Morgado, a solicitar-lhe apoio. O Presidente pediu-me um orçamento com a indicação do que pretendíamos fazer. Como o edifício era propriedade da Câmara Muncipal e da Junta de Freguesia do Sabugal entrámos em negociações e conseguimos que o edifício fosse considerado património da Associação.
– As actividades decorrem ao longo do ano?
– Temos 230 sócios e organizamos actividades ao longo de todo o ano. Fazemos a fogueira de Natal, as Janeiras, convívios, torneios de sueca, caminhadas, btt’s e passeios pelo país. Antigamente as pessoas de mais idade da Torre ficavam em casa mas agora já vêm até à nossa sede para beber um cházinho, para conversar com os amigos. Até por isso vale a pena este esforço.
– A escola de música é uma grande aposta?
– A escola de música surgiu por intermédio de uma das nossas directoras, a Claude, e da Sílvia, ambas cá da terra. Todos os sábados, das 14 às 18 horas, temos 32 alunos que vêm aprender com um professor de Vilar Formoso. Comprámos bombos para tentar criar um grupo de bombos. Estamos a trabalhar para o concelho. Não recebemos nada por ter cá a escola de música. O espaço tem sido utilizado, também, para exposições de artesanato em parceria com a Casa do Castelo de Natália Bispo.
– Que projectos tem o presidente da Associação para o futuro?
– Gostaria de ampliar a sede da Associação e fazer uma piscina para tentar fixar os emigrantes durante todo o mês de Agosto na aldeia. Mas muito do trabalho feito só tem sido possível com a ajuda do João Susano, o Nabais, o Domingos e todos os outros.
«Temos feito uma grande obra que muito nos orgulha. e para esta gente da Torre continuo sempre com forças para continuar», diz-nos a terminar José Joaquim Marques, presidente da Associação Cultural e Recreativa da Torre.
jcl

À fala com… José Joaquim Marques, presidente da Associação Recreativa e Cultural da Torre.

GALERIA DE IMAGENS – ASSOCIAÇÃO CULTURAL RECREATIVA DA TORRE
Clique nas imagens para ampliar

O Centro Cultural e Recreativo de Alfaiates (CCRA) celebra o Dia do Sócio este sábado, 24 de Abril, com a actuação do Rancho do Grupo Etnográfico do Sabugal.

Dia do Sócio - Centro Cultural e Recreativo de Alfaiates

A Associação de Judo do distrito da Guarda organiza no dia 24 de Abril os Campeonatos Regionais de juvenis e equipas séniores no Pavilhão do Inatel na Guarda. O evento conta com equipas da Guarda, Viseu, Porto, Viana do Castelo e Braga.

Campeonatos Regionais de Judo na GuardaEste é o primeiro desafio organizativo da nova direcção da Associação de Judo do Distrito da Guarda que tomou posse no passado dia 2 de Março de 2010.
Embora esta prova venha do calendário da anterior direcção, cabe agora ao novo grupo de trabalho que orienta os destinos do Judo no Distrito da Guarda garantir o evento que deverá ter a presença de clubes dos distritos da Guarda, Viseu, Porto, Viana do Castelo e Braga.
Tendo em conta as elevedas quotas de participação no Campeonato Nacional de Juvenis atribuidas à zona Norte, pelo crescendo de atletas que tem vindo a ter neste escalão, apurando-se seis judocas em cada uma das nove categorias de peso, estando assim alguns atletas automaticamente apurado, a participação nesta prova poderá não ter a nível participativo um elevado número de presenças, ao contrário do que se desejaria. Tal facto não impedirá a organização da prova de zelar pelo normal desenrolar da competição, servindo de ensaio para a realização futura de uma prova do ranking Nacional de Juniores ou Séniores.
djmc

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Maio 2019
S T Q Q S S D
« Fev    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.139.123 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios