You are currently browsing anapaulasousa’s articles.

Mais que um despertar para o turismo é um despertar para as coisas belas das raianas terras beirãs. Os caminhos percorridos, vezes sem conta, pelos nossos avós com o gado tornam-se agora numa atracção turística na freguesia de Fernão Joanes no concelho da Guarda.

Fernão JoaneA Junta de Freguesia de Fernão Joane na pessoa do seu presidente informou que irá colocar placas de sinalização nas dez canadas (percursos pastoris) em declarações ao jornal «A Guarda» afirmou que «o nosso objectivo é incentivar a realização de passeios pedestres pelas antigas canadas da nossa freguesia, com o auxílio de guias, que explicarão aos visitantes qual a utilização dessas canadas».
Alguns dos trajectos, ladeados por paredes em pedra de granito, incluídos na iniciativa são os da Canada do Torneio, da Cortelha do André, do Urtigal, do Braceiro, das Lameiras, da Lage da Serra, da Cortelha do Pereiro e do Grifo. Estes trajectos serão assinalados com placas em Madeira de Castanheiro serigrafadas por professores da Escola C+S de São Miguel na Guarda.
Mas a freguesia de Fernão Joanes tem muito mais que isto mais mostrar a quem lá passa desde a sua Igreja Matriz, a Ermida de Nossa Senhora do Soito, as Eiras ou a Necrópole Medieval.
Mais uma forma de incentivar o turismo dentro de portas.
Portugal tem História só temos que a descobrir.
aps

Anúncios

Os números oficiais do Ministério da Agricultura mostram que, desde o início do ano, já morreram 787 bovinos na zona de Portalegre. Embora estejam a ser analisados os animais mortos a leptospirose é já uma indicação como principal causa deste surto.

vaca leiteiraEm comunicado oficial emitido quarta-feira, 11 de Fevereiro, o Ministério da Agricultura esclarece que, nos últimos dois meses, em particular durante o mês de Dezembro, o número de cadáveres de bovinos recolhidos pelo sistema SIRCA, atingiu números acima da média. De 10 de Janeiro a 10 de Fevereiro, foram declarados no distrito de Portalegre 787 casos de morte de bovinos sendo que alguns deles podem ser considerados anormais, particularmente os que são oriundos de explorações nas quais a taxa de mortalidade ultrapassa 1 por cento. Nalgumas explorações as taxas de mortalidade rondam os 15 por cento.
Esta bactéria é endémica em Portugal e provoca doença em mamíferos, incluindo o Homem. A doença pode evoluir de forma aguda e crónica. A forma aguda caracteriza-se por uma quadro de septicemia em que os animais se apresentam prostrados, caídos, com urinas muito escuras e febre; a morte sobrevém em alguns dias. A forma crónica traduz-se no aparecimento de abortos, infecções renais e artrite.
A situação que agora se descreve no Norte do Alentejo, pode ocorrer em todas as regiões do país onde existam pastagens planas e um inadequado controlo de pragas do solo, especialmente ratos.
A leptospirose pode ser combatida com tratamentos antibióticos e prevenida através da utilização de vacinas específicas, em especial no caso dos bovinos que habitam zonas de terrenos e pastagens alagadiços, como por exemplo nos animais que pastam em zonas de arrozais e nas margens de rios ou barragens. Nas zonas de pastagem de sequeiro, como é o caso do Alentejo e da Beira Interior, a utilização destas vacinas não é habitualmente sistemática, uma vez que os animais não estão em risco. As chuvas intensas deste princípio de Inverno provocaram contudo uma alteração inesperada nas características destas pastagens.
Os serviços Veterinários oficiais acompanham de perto o evoluir da situação, mantendo contactos frequentes com os Médicos Veterinários, que assistem às explorações com este problema, e também com os laboratórios que dão apoio ao diagnóstico da situação.
aps

«Marley Dinis» é um gato de um ano de idade feito a 22 de Junho de 2008 que venceu a classe de Melhor Gato Doméstico na II Exposição Felina que a empresa Municipal Trancoso Eventos organizou no Pavilhão Multiusos de Trancoso em 24 e 25 de Janeiro em colaboração com o Clube Português de Felinicultura.

II Exposição Felina de TrancosoO presidente do Clube Português de Felinicultura (CPF), João Noronha, manifestou-se profundamente satisfeito com esta realização atendendo à participação crescente de expositores nacionais e estrangeiros, designadamente de Espanha, devido «à proximidade geográfica».
Um gato persa, propriedade de José Manuel Dias, de Vila Real de Trás-os-Montes que tem como criadora Júlia Alexandra Carvalho, é campeã Mundial e esteve presente neste certame que reuniu mais de 130 exemplares de 30 raças de gatos das 47 reconhecidas.
Estiveram ainda presentes gatos e expositores da Alemanha, França, Holanda, Itália, entre outras proveniências.
O Júri da exposição felina de Trancoso, patrocinada pela Royal Canin, foi composto por elementos oriundos de França, Alemanha e Holanda.
A grande participação espanhola, estimada em 40 por cento dos expositores, foi justificada por João Noronha pelo facto de «os espanhóis terem gostado muito do espaço do Pavilhão Multiusos de Trancoso, aliada à simpatia da organização, visitantes e população em geral mas também à redução das exposições naquele país devido à renovação da Federação de Clube de Felinicultura».
O Presidente do CPF regista com agrado o aumento dos amantes dos gatos e da Felinicultura, nomeadamente o interesse dos mais jovens, traduzido no aumento dos animais e expositores nos certames organizados pelo CPF que actualmente envolve cerca de 1.400 associados.
O presidente da Trancoso Eventos, Santos Costa, numa breve intervenção que realizou, disse que «os gatos são a companhia de escritores, de pintores, de poetas , de músicos e também de crianças e idosos».
Recuando na História recordou que no século XIV «Trancoso perdeu uma terça parte da população porque menosprezou os gatos» numa altura em que proliferava a peste transmitida pelos ratos que faziam com que a epidemia alastrasse. E isto tudo porque os animais eram encarados como símbolos de bruxaria, designadamente os gatos pretos.
aps (com gabinete de Imprensa da CMT)

O Programa da RTP1 «Portugal no Coração» vai ter transmissões em directo de Seia, na próxima terça-feira, dia 27 de Janeiro. Igualmente com o objectivo de promover a oferta turística o Município de Seia esteve presente com um stand na BTL em Lisboa.

Stand de Seia na BTLO talk show «Portugal no Coração» é apresentado a partir de Lisboa, por Tânia Ribas de Oliveira e João Baião, das 16 às 18 hpras, realizando-se durante o programa vários «directos» do Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE) de Seia, nomeadamente das várias iniciativas e valências que o CISE dispõe.
Integram ainda a programação, um desfile de moda com fatos em material reciclável, promovido pela Escola Evaristo Nogueira, entre outros temas.
O Município de Seia voltou a participar na BTL-Bolsa de Turismo de Lisboa, a maior feira de turismo realizada anualmente em Portugal, que este ano completou 21 edições, e que representa um local privilegiado para a divulgação da oferta e promoção turística do concelho.
A participação da Câmara Municipal de Seia passou pela promoção de produtos e serviços locais e regionais. No mesmo espaço foi possível visionar o vídeo promocional do concelho, conhecer o Centro de Interpretação da Serra da Estrela e obter material diverso de promoção turística, de que são exemplo o livro «Tecto de Portugal» e o roteiro turístico dedicado às Aldeias de Montanha em redor do maciço central da Serra da Estrela. A brochura turística refere sucintamente as potencialidades naturais das povoações situadas em plena Serra da Estrela, como é o caso das freguesias de Alvoco da Serra, Cabeça, Lapa dos Dinheiros, Loriga, Sabugueiro, Sazes da Beira, Teixeira, Valezim e Vide.
Tendo em conta a localização privilegiada destas freguesias, que se encontram alojadas em vales cavados por rios e ribeiras, que têm as suas nascentes no alto da serra, estas «aldeias» são, sem dúvida, palco para um encontro privilegiado com as maravilhas naturais, e com as populações, que mantêm ainda hoje as tradições de sempre.
O objectivo deste projecto é preservar e requalificar o património e ligar as várias aldeias em rede, elaborando roteiros integrados cujo objectivo fundamental passa pelo desenvolvimento dessas mesmas zonas através do turismo, até porque a Serra da Estrela aparece como um palco privilegiado para a demonstração de um novo conceito de turismo: o turismo da natureza.
Na organização da BTL estavam integradas a BTL Negócios, a BTL Rural e a Semana Ibérica da Gastronomia.
A BTL Rural foi uma oportunidade para as unidades portuguesas de turismo no espaço rural, turismo activo e turismo natureza, de mostrar a sua oferta. A Casa de Santa Ana da Beira promoveu a sua unidade, instalada em Paranhos da Beira, propondo ajudar a preparar as férias com informação detalhada nesta vila do concelho de Seia e na Região da Serra da Estrela.
A BTL de Lisboa contou com as principais agências de viagem e operadores turísticos presentes no mercado português, e destinou-se não só aos profissionais do sector mas também aos viajantes que procuram conhecer as novidades em termos de destinos ou de hotelaria, ou marcar desde logo as próximas férias ou a escapada de fim-de-semana.
aps

Trancoso mostrou-se com êxito e visibilidade na Bolsa de Turismo de Lisboa que decorreu, de 21 a 25 de Janeiro, na FIL-Feira Internacional de Lisboa no Parque das Nações.

Júlio Sarmento (presidente) e João Carvalho (vereador)O principal objectivo desta presença organizada e patrocinada pela Câmara Municipal foi, desde logo definido: Dar a conhecer Trancoso como um concelho irradiador de desenvolvimento, património e cultura numa perspectiva de modernidade.
O espaço de Trancoso na BTL primou pela diferença e singularidade, convidando os visitantes a integrarem-se no seu ambiente à sombra de um cenário baseado nas Muralhas de Trancoso e Portas D’El Rey como que se de uma autêntica porta-aberta se tratasse para uma viagem no tempo – o passado e o presente.
O presidente do Município de Trancoso, Júlio Sarmento, definiu para a presença do espaço de Trancoso na BTL 2009 como uma ocasião para mostrar e divulgar o «património único, um projecto de aproveitamento deste recurso como fomentador de um turismo cultural, gastronómico e artístico de qualidade, uma oportunidade de projecção de Trancoso no sector turístico».
E tudo isto atendendo às características desta mostra internacional que permitiu um conhecimento real das potencialidades de Trancoso e seu concelho, facto que o Presidente do Município evidenciou ao afirmar que «é rico na sua historia e monumentalidade, tendo como principais centros históricos a sede de concelho, a antiga vila medieval de Moreira de Rei, mas também solares como o Solar dos Brasis em Torre do Terrenho, casas apalaçadas ou manifestações pastoris como os abrigos de pastor do Feital, as paisagens onde os castanheiros marcam presença, os prados e afloramentos rochosos e castrejos».
«Temos uma gastronomia regional rica e variada, marcas do passado materializadas nos monumentos, memórias de heróis e figuras lendárias, paisagens, ar puro que, no conjunto constituem um potencial único de desenvolvimento e oferta turística», disse.
Júlio Sarmento, acompanhado pelos vereadores António Oliveira (vice-presidente do Município) e João Carvalho, estabeleceu contactos na BTL com jornalistas do sector turístico com vista à realização de visitas e actividades de divulgação de Trancoso e ainda com agentes e operadores turísticos ou promotores do sector.
É de realçar a visita ao espaço de Trancoso do presidente da Turismo Serra da Estrela, Jorge Patrão e pelo vogal deste novo organismo, Luis Pedro Cerveira.
Publicações editadas ou patrocinadas pelo Município de Trancoso estiveram à disposição do público visitante sendo de destacar, a preço simbólico as Profecias de Bandarra, numa edição a custo de um euro promovida pela Trancoso Eventos – Entidade Empresarial Municipal.
Trancoso aproveitou ainda para a divulgação da Feira do Fumeiro a realizar nos dois primeiros fins de semana de Março (6 a 8 de Março e 14 a 15 de Março) organizada pela AENEBEIRA–Associação Empresarial do Nordeste da Beira.
A presença de Trancoso na BTL 2009 foi organizada pela Câmara Municipal de Trancoso com apoio da empresa municipal Trancoso Eventos.
aps (com gabinete de Imprensa da CMT)

Foi inaugurada esta quinta-feira, 13 de Novembro, pelo presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, José Sapinho, a Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais, a decorrer até domingo, no Mosteiro de Alcobaça.

Mostra Conventual em AlcobaçaA cerimónia contou com a presença do executivo municipal de Alcobaça, membros da assembleia Municipal, direcção do Mosteiro de Santa Maria, convidados ilustres como o Chefe Silva e comitivas das cidades geminadas – Alcobaça do Brasil e Aubergenville (França) –, população local e forasteiros.
Para celebrar os 10 anos de Mostra, o Município de Alcobaça homenageou os 14 participantes, todos de nacionalidade portuguesa, oriundos de Norte a Sul do País, que participam nesta iniciativa desde a sua primeira edição. E como não podia deixar de ser, a homenagem especial ficou guardada para o grande amigo de Alcobaça e da doçaria conventual, Chefe Silva, que está neste evento desde sempre e sem o qual «esta Mostra não é a mesma», como afirmou Alcina Gonçalves, vereadora da Cultura.
Para José Gonçalves Sapinho, Presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, é visível o «salto qualitativo» que esta Mostra sofreu, e a «Câmara Municipal de Alcobaça não pode deixar de agradecer e reconhecer com gratidão a todos aqueles que acreditaram nela, que são também eles testemunhos do seu sucesso».
Para o Presidente, as presenças internacionais (França, Espanha, Brasil e Bélgica) são um sinal da acreditação desta Mostra, que tem vindo a ser um ponto de partida para muitas outras que actualmente ocorrem pelo País.
Comovido pela homenagem inesperada, Chefe Silva também quis deixar algumas palavras aos presentes, voltando a afirmar que não tem dúvidas que «Alcobaça é a capital nacional e internacional da Doçaria Conventual».
A «Festa dos Doces» vai continuar até Domingo, com a presença de 40 participantes nacionais e internacionais.

Acompanhe as novidades aqui.
aps

A «Trancoso Eventos», entidade empresarial municipal organiza de 15 de Novembro a 1 de Dezembro a exposição «História do Fado», uma mostra de rara beleza e interesse tendo em conta a evocação de nomes sonantes que fizeram do Fado a «Alma Portuguesa» cantada nos quatro cantos do Mundo.

História do Fado em TrancosoA exposição foi gentilmente cedida pelo Museu do Fado e com ela Trancoso e o público que a visitar terá oportunidade e conhecer e reviver melhor a mensagem, o significado e a mística do Fado, que ultrapassa os cânones da saudade para se espelhar no povo que canta.

«Povo que lavas no rio.
Que talhas com teu machado
As tábuas do meu caixão!
Pode haver quem de defenda
Quem compre o teu chão sagrado,
Mas a tua vida não…»
(Pedro Homem de Melo ) na voz de Amália Rodrigues

Inserida na exposição «História do Fado» realiza-se no dia 22 de Novembro, no Centro Cultural de Trancoso, onde decorre a mostra, uma noite de fados a partir das 21.30 horas, com a participação do Grupo de Fados da Guarda.
A nostalgia de Outono é, assim, em Trancoso, enriquecida por momentos inesquecíveis espelhados na «Alma que o Fado Tem».
aps

A obra «Grande Cancioneiro do Alto Douro», da autoria de Altino Moreira Cardoso, é o resultado da recolha de música tradicional do Alto Douro, que reúne, em 640 páginas, cerca de 600 canções da Vinha.

Grande Cancioneiro do Alto DouroA obra é composta por uma introdução histórico-literária, onde se insere uma tese demonstrativa da continuidade das cantigas populares de amigo galaico-portuguesas no cancioneiro do Alto Douro, seguida do Cancioneiro composto por cerca de 600 músicas e letras.
Num ensaio introdutório, o autor, antigo tocador de um rancho do Alto Douro e elemento do Conservatório e da Tuna Académica da Universidade de Coimbra, estabelece e demonstra, em muitas cantigas do Alto Douro, marcas irrefutáveis da sua origem galego-portuguesa, difundida de Santiago de Compostela para Lamego durante as peregrinações e movimentos militares dos cruzados na fundação de Portugal por D. Afonso Henriques e revivificada nas vindimas, após a fundação da Região Demarcada do Vinho do Porto.

Cantar a Vinha


Vinho fino, vinho fino,
de forte, faz-me falar,
faz-me alegre, folgazão,
só me estrova no andar!…

Os olhos da vide choram
lágrimas, de seis a seis:
também os meus olhos choram…
a causa, bem na sabeis!

Debaixo desta ramada
as videiras dão anéis:
por via de ti, menina,
sofro as penas mais cruéis!

Ó ramada, dá-me um cacho,
ó silva, dá-me uma amora,
ó amor, dá-me um retrato:
quero ver-te a toda a hora!

Não se me dá que vindimem
videirinha que eu podei:
não se me dá que outros logrem
quem eu por gosto deixei…

A videira sempre chora
quando a corta o podador:
também eu tenho chorado
com pena do meu amor.

Vinho fino, vinho fino,
de forte, faz-me falar,
faz-me alegre, folgazão,
só me estrova no andar!…

– Ó meu rico regadinho,
que levas no regador?
– Levo o perfume do vinho
para dar ao meu amor.

– Ó meu rico regadinho,
que levas na tua mão?
– Um cacho de malvasia
para dar ao meu João.

Se quereis que eu cante bem,
dai-me uma pinga de vinho:
o vinho é coisa santa
faz cantar delegadinho.

Quem quiser que eu cante bem,
dêem-me vinho ou dinheiro:
que esta minha gargantinha
não é forja de ferreiro.

As soidades são escuras,
ó amor, dá cá a borracha:
se ma deres, dá-ma cheia,
que vazia não tem graça!

Venha o copo, venha o vinho,
venha mais meia canada:
eu cá sem copo não bebo
e, sem vinho, não sou nada!

O vinho é coisa boa,
que nasce da cepa torta:
a uns faz perder o tino,
a outros errar a porta.

Quando me dói a cabeça
e me quer cair ao chão,
bebo mais uma pinguinha,
quer ela caia, quer não.

O vinho das nossas cepas
não é vinho, é licor:
e bebe-se, com prazer,
até no altar do Senhor!

Rapazes, quando eu morrer,
levai-me devagarinho,
fazei-me a cova bem funda,
por cima, deitai-me vinho!

Já comi e já bebi,
já molhei minha garganta,
eu sou como o rouxinol:
quanto mais bebe, mais canta!

Muita gente, por ser velha,
logo sábia se imagina,
o vinho, em novo, é mau,
depois de velho, refina.

São Miguel, o nosso amigo,
é o protector das uvas:
vamos todos adorá-lo
pra termos vinho nas cubas.

aps

A Mêda comemora o Dia do Município no dia 11 de Novembro. A Expomêda-Feira de Actividades Económicas registou no segundo dia uma afluência de cerca de 10 mil visitantes.

Paulo Mourão (presidente da Assembleia Municipal) e João Mourato (presidente da Câmara Municipal da Mêda)As cerimónias da comemoração do dia do Município da Mêda (11 de Novembro) terão início pelas 9 horas com o hastear da bandeira seguido de uma sessão solene com imposição de medalhas a funcionários da autarquia e palestra sobre o Dia do Município, proferida pelo escritor, investigador e poeta Manuel Daniel. Às 11 horas é chegado o momento da inauguração dos novos topónimos nas ruas da cidade da Mêda. A seguir ao almoço será inaugurada a exposição sobre Tito Reboredo e às 17 horas será tempo de um magusto convívio. Às 21 horas terá lugar um sarau cultural na Casa Municipal da Cultura com o Grupo Musical de Arlindo de Carvalho.
Entretanto a Expomêda-Feira de Actividades Económicas registou no segundo dia cerca de 10 mil visitantes que assistiram ao espectáculo da Just Girl’s, ao programa de animação musical e à exposição e venda de produtos e serviços do certame.
O Presidente da Câmara Municipal, João Mourato, manifestou a sua satisfação pelo êxito que a Expomêda – este ano na sua décima edição – e pelo movimento que tem despertado a nível comercial, de demonstração das potencialidades industriais, da vitivinicultura que está a conhecer uma fase de expansão com qualidade no concelho, o artesanato, o turismo e os serviços.
Destaca ainda e sobretudo a participação de instituições como as representações da Câmara Municipal de Cantanhede (com quem Mêda está geminada há mais de dez anos), de Pinhel, Parque Arqueológico do Vale do Côa/Estância Termal de Longroiva, Escola Profissional de Trancoso, Associação Empresarial do Nordeste da Beira – AENEBEIRA, Bombeiros Voluntários de Mêda, Juntas de Freguesia, Agrupamento de Escolas da Mêda, entre outros.
O Presidente da Câmara Municipal aproveitou a ocasião para reafirmar que «jovens e adultos, empresários e clientes, a população em geral, tem no espaço da Expomêcda até ao final do dia de domingo, um motivo de alegria, movimento e cor, num concelho que se mostra e abre ao exterior, motivando os locais, projectando-se no futuro a caminho do desenvolvimento».
aps

A ExpoMêda é uma feira organizada pela Câmara Municipal de Mêda que durante três dias se converte num centro de negócios (120 expositores interiores, 12 exteriores e quatro tasquinhas), de convívio e de lazer das pessoas.

ExpomêdaUma realização que o presidente da Câmara Municipal da Mêda, João Mourato, entende ser importante para que o concelho mostre aquilo que na realidade é: dinâmico, inovador, incentivador e de iniciativa.
Atendendo à circunstancia de a Mêda ser aquilo que é de facto – a zona de transição entre a Terra Quente do Douro e a Terra da Fria da Beira, entre o Douro e a Beira Interior – a junção de duas produções que estão nesta altura em cima da mesa: o vinho (11 de Novembro) e a castanha que é cultivada com grande qualidade e quantidade no concelho, confere uma singularidade neste tipo de certames.
O Presidente da Câmara Municipal afirma mesmo que esta «é a feira que encerra sempre o ciclo anual das feiras na região. Não temos o problema ou a ideia de fazer uma feira na época quente de Agosto, porque é sempre em Novembro na altura do Feriado Municipal».
A ExpoMêda, este ano na sua X Edição, é um certame que pode considerar-se «feliz com o crescente aumento de pessoas, pela oportunidade de negócios e motivação dos agentes económicos, a cativação de outros e uma mostragem concreta da realidade da Mêda e seu concelho onde tem sido feito grande esforço por parte do Município em conjunção com os agentes económicos no sentido de criar aqui um pólo dinamizador de desenvolvimento económico, cultural e desportivo», acrescentou o autarca.
Um programa de animação foi elaborado especialmente conferindo alegria e juventude à ExpoMêda que este ano começa a 7 de Novembro com um espectáculo de Ricardo Azevedo, seguindo-se nos dias seguinte as Just Girls (8 de Novembro) e Adiafa (9 de Novembro).
aps

A Câmara Municipal da Mêda adquiriu duas peças escultóricas, em granito, concebidas e realizadas pelo escultor Xico Lucena, que vão enriquecer artisticamente a área urbana da cidade.

Xico LucenaAs obras são da autoria do escultor Xico Lucena e têm por designação «Saturno no Comando do Rito Cósmico ou a ampulheta da biopoiese» e «Andamento Sinfónico da Ontogenése».
Estiveram expostas na Avenida Gago Coutinho e Sacadura Cabral, da Mêda, desde 18 de Agosto, inseridas na exposição «Casulos embrionários» organizada pelo Município no âmbito das Festas de Verão 2008.
O Presidente da Câmara Municipal, João Mourato, justifica a aquisição das obras com a preocupação de dotar a cidade com elementos patrimoniais de reconhecido valor, a par dos investimentos em infra-estruturas e equipamentos sociais, culturais e desportivos que simbolizam desenvolvimento e motivam a atractibilidade das pessoas e gosto em viver na Mêda e seu concelho.
A valorização dos espaços assume-se, assim, uma das vertentes de actuação da autarquia que recentemente inaugurou o Largo de Santo António centrado com o fontanário dedicado ao santo, um monumento evocativo da elevação da Mêda a cidade, mas já anteriormente tinha implantado os monumentos ao povo medense, aos combatentes e aos bombeiros voluntários medenses.
O Presidente da Câmara Municipal classifica o jovem artista como um «mestre da pedra, preferencialmente granito» e a sua obra como «a forma de pensar e de ver a realidade que Xico Lucena tem em mente e formaliza na prática, aliado com o seu amor à simpática aldeia de Penso, concelho de Sernancelhe» onde reside e tem seu atelier/oficina.
Xico Lucena nasceu a 14 de Outubro de 1966 em Olsberg, Alemanha Ocidental, e veio para Portugal com apenas um ano de idade. Em 1993 começou a esculpir granito que combina frequentemente com ferro, madeira e outros materiais.
Está representado no Museu do Vaticano (Itália), Câmara Municipal de Paul (Cabo Verde), Câmara de Jacou – Montpellier (França), RTP-Porto, e Casa da Beira Alta no Rio de Janeiro (Brasil).
Realizou exposições individuais e colectivas nas galerias de arte Aquariu’s (Guarda) Casino Estoril (Estoril), Ditec (Lisboa), Magia Imagem (Lisboa) Ara (Lisboa), Santa Luzia (Lisboa) , Chiado (Lisboa), São Bento (Lisboa), Desigual (Lisboa), Arte LM (Sintra), Grade ( Aveiro), Sacramento (Aveiro), Rectoverso (Luxemburgo),FIL 96 (Lisboa), Inauguração do Instituto da Juventude de Aveiro, Casa da Guia (Cascais), Exposição Itinerante na Galiza (Espanha),) Feira da Arte de Lisboa e Porto, Exposição Colectiva de Morges (Suíça) Colectiva – Galeria Ikon (Braga), III Exposição Internacional – arte sin fronteras Manises 2006 – Espanha, Museu do Vinho (Anadia), Inauguração do centro Cultural de Ílhavo, jardim da casa de Cultura de Vila Nova de Famalicão, entre outras.
aps

O Município da Mêda organiza de 7 a 9 de Novembro a «Expomêda 08 – Feira de Actividades Económicas» com o objectivo de promover a indústria, comércio, cultura e tradições do concelho.

Monumento Comemorativo da Elevação da Mêda a CidadeDiversificado e rico nas suas características geográficas, económicas e sociais, que se complementam e fazem o todo o concelho, a Mêda apresenta-se neste certame com a vitalidade que tem marcado o seu rumo ao futuro assente num desenvolvimento sustentado, firme e real, no aproveitamento dos seus recursos naturais, patrimoniais, agrícolas, paisagísticos e humanos.
O Presidente da Câmara Municipal da Mêda, João Mourato, evidencia a importância deste acontecimento que, anualmente, mostra um pouco daquilo que na realidade acontece neste concelho onde o fomento no investimento com vista ao bem-estar e desenvolvimento dos munícipes vem sendo uma constante, a par do sucesso de muitos empresários que, mercê da luta e persistência, conseguem a meta do progresso e inovação.
Por outro lado, pretende-se abrir a Expomêda a toda a população que pode usufruir de animação musical e social.
Neste capítulo, são de referir os espectáculos de Ricardo Azevedo (7 de Novembro, sexta-feira), Just Girls (8 de Novembro, sábado) e Adiafa (9 de Novembro, domingo) e do grupo Kids & dance, Quartz by Elite Star, Micael Cardoso, Ruizinho de Penacova e Grupo Musical Taboeira-Figueira da Foz.
O Presidente da Câmara Municipal destaca também a apresentação, no dia 8 de Novembro, Sábado, da obra «O Grande cancioneiro do Alto Douro» de autoria de Altino Cardoso.
aps

A empresa municipal «Trancoso Eventos», organiza no Centro Cultural desta cidade beiroa, até 21 de Outubro, a segunda Exposição de Quadros de Eduarda Lapa, do lote de 71 quadros e objectos pessoais doados ao Município de Trancoso pela sobrinha da pintora, Maria Manuela de Almeida Lapa e Passos.

Maria Manuela de Almeida Lapa e PassosEduarda Lapa nasceu em Trancoso a 15 de Outubro de 1895, frequentou o Liceu de Coimbra mas movida pela sua vocação artística moveu-se para Paris onde conviveu com alguns dos melhores artistas plásticos da época.
Na «Cidade Luz» frequentou as Academias de Emílio Renard, Chaumière e Moderne.
Regressada a Portugal, começou a expor os seus trabalhos, tendo realizado a primeira exposição nos Paços do Concelho de Trancoso em 1917.
Foi discípula de Malhoa, trabalhou com Vieira da Silva e Arpad Szenes. Ficou conhecida como «A Pintora das Flores». Retratou em pinturas a óleo a vida à beira-mar, as «marinhas» e paisagens, que nas suas telas ganharam outra vida, num colorido fino, no gesto do pincel mais perfeito…
As suas Obras a óleo e pastel valeram-lhe o reconhecimento e a atribuição de vários prémios e distinções: a Câmara Municipal de Lisboa atribuiu-lhe a Medalha de Honra da Cidade e em 1950 foi condecorada com o colar da Ordem Oficial de Santiago.
Eduarda Lapa faleceu em Lisboa em Setembro de 1976.
O espólio doado à Câmara Municipal de Trancoso pela sobrinha Maria Manuela vai integrar um Museu dedicado à artista onde serão recolhidos os quadros, objectos de uso quotidiano, insígnias, comendas e dois vestidos que Eduarda Lapa usou por ocasião da despedida do Rei de Itália.
Acontecimento de elevado nível artístico e cultural, a exposição merece uma visita atenta e todos aqueles que se revêem na expressão artística de um dos grandes expoentes da cultura portuguesa.
aps

A Câmara Municipal da Mêda em colaboração com o Agrupamento de Escolas e os Centros de Saúde do concelho promovem no dia 16 de Outubro o colóquio «Prevenção da Obesidade Infantil». A iniciativa integra-se no âmbito do programa de actividades da empresa municipal «Nova Mêda».

Câmara Municipal da MêdaO responsável da empresa municipal «Nova Mêda», Aurélio Saldanha, considera ser este «um tema premente no debate e análise de professores, pais e educadores, tendo em conta fenómeno que se verifica em termos de obesidade derivado de erradas atitudes de alimentação e da próprio sedentarismo crescente da juventude a que os pais sobretudo devem estar atentos».O Presidente da Câmara Municipal, João Mourato, salienta o «empenhamento conjunto de todas as entidades envolvidas, sobretudo das escolas, sendo esta temática que, integrado no Mês da Alimentação, deve envolver todos agentes com responsabilidade nesta matéria». «Esta realização vem no seguimento de varias acções que tem sido contratualizadas com as Escolas e Centro de Saúde da Mêda tendo sempre em vista uma melhor saúde da população e seu bem-estar», concluiu o autarca.
O Município da Mêda considera que a realização deste colóquio, para além do carácter pedagógico, é uma questão de grande actualidade, tendo em conta que a Obesidade Infantil é um problema sério que tem de ser atacado nas escolas.
O programa do colóquio de quinta-feira, 16 de Outubro, tem a sessão solene de abertura marcada para as 14 horas com intervenções do Presidente da Câmara Municipal da Mêda, João Mourato, o director do Centro de Saúde, José Vieira Jacinto, e o representante do Conselho Executivo do Agrupamento de Escolas do concelho. As palestras estão a cargo de Christo Martinez Riazu, da Pediatria do Hospital da Guarda, com «Obesidade infantil no distrito da Guarda e Estado da arte da consulta de referência»; de Anabela Monteiro, psicóloga do Centro de Saúde da Mêda com «Bordagem cuidativa da criança na actualidade»; e de Luís de Matos, nutricionista do Centro de Saúde da Mêda com «Intervenção e prevenção da obesidade infantil».
A jornada termina com um lanche demonstrativo de uma alimentação saudável.
aps

O Municipio de Castelo Branco, a Junta de Freguesia da Lardosa e a Associação de Desenvolvimento Amato Lusitano organizam no primeiro fim-de-semana de Outubroentre 3 e 5 de Outubro, a III Feira do Feijão-Frade, na Lardosa.

Feira do Feijão-Frade na LardosaCom o objectivo de divulgar o feijão-frade (os chícharos dos sabugalenses) que já foi rei da gastronomia na região raiana já lá vão uns bons anos a Junta de Freguesia da Lardosa, a Associação de Desenvolvimento Amato Lusitano e a Câmara Municipal de Castelo Branco organizam entre entre 3 e 5 de Outubro a III Feira do Feijão-Frade.
O programa inclui o concurso de gastronomia «feijão-frade: pratos e sabores» e não faltará a prova de produtos regionais (feijão-frade, enchidos, queijo, azeite e vinho), animação musical, exposições e conferências.
Um passeio de bicicletas antigas (pasteleiras) e um passeio pedestre (rota do feijão) irão dar um colorido diferente à Feira do Feijão-Frade. Para além das pasteleiras é preciso ter em atenção a indumentária, onde a boina é um adereço obrigatório.
E para aqueles que gostam do bailarico nada melhor do que assistir ao III Festival de Folclore da Lardosa… depois de provar o feijão-frade.
aps

Terminou hoje a segunda edição do «Gouveia Winter Jam», certame dedicado aos desportos de neve e de montanha. Os espanhóis saíram vitoriosos do primeiro Open Ibérico de Snowboard da história desportiva da modalidade.

Gouveia Winter JamDurante três dias os melhores atletas nacionais e espanhóis de snowboard, assim como alguns dos melhores rides de BTT Dirt Nacional e FMX Internacional competiram entre si proporcionando bons momentos ao público presente.
Durante o Open Ibérico de Snowboard, realizado no sábado, 27 de Setembro, os atletas espanhóis mostraram todo o seu nível efectuando um reportório de manobras de elevada execução. No final um expressivo 30-3 para a selecção espanhola, deitou por terra todas as expirações da selecção portuguesa que se mostrou, apesar de motivada, incapaz de superar o nível técnico e a alegria da sua congénere espanhola.
David Lopez (Espanha) e Luís Filipe (Portugal) foram os atletas mais constantes durante todo o evento e os representantes de cada país na grande final.
Na competição de Dirt Jumping o português Sandro Silva superou-se a todos os seus adversários e venceu a terceira etapa do circuito nacional de Dirt Jumping. No segundo lugar ficou Ruy Silva e na terceira posição o espanhol Victor Esplugas.
Na competição de Freestyle Motocross, o atleta português Diogo Ribeiro atingiu o segundo lugar numa final única na história da vida deste jovem piloto. Perante condições meteorológicas difíceis em que o vento dificultou a performance dos atletas presentes, Diogo Ribeiro impôs-se na primeira manga a Nicolas Ortuño de Espanha, perdendo na final frente a um super Nick Franklin da Nova Zelândia que com vários Back Flips dominou por completo a final. Chris Birch do Reino Unido ficou na terceira posição e Nicolas Ortuño de Espanha na quarta posição.
O último dia da competição foi marcado por uma enorme afluência de público que aderiu em massa a esta iniciativa promovida pelo município de Gouveia.
Resultados oficiais:
Open Ibérico de Snowboard
– 1.º Portugal, 2.º Espanha. Prémio Fair Play: João Amaral (Portugal). Melhores atletas: Diogo Patrocínio (Portugal) e Jonathan Gonzalez (Espanha).
Campeonato Nacional de Dirt Jumping – 1.º Sandro Silva (Portugal), 2.º Ruy Silva (Portugal) e 3.º Victor Esplugas (Espanha)
Freestyle Motocross – 1.º Nick Franklin (Nova Zelândia), 2.º Diogo Ribeiro (Portugal) e 3.º Victor Esplugas (Espanha).
Fica a promessa de regresso a Gouveia para 2009 com a 3.ª edição do Winter Jam.
aps

Decorre entre 9 e 12 de Outubro, na Covilhã, o 1.º Festival da Cherovia com um vasto programa cultural, educativo e gastronómico. A organização é da Banda da Covilhã em parceira com a autarquia local.

Festival da Cherovia da CovilhãMas e o que é a Cherovia? A cherovia é uma raiz que tem a forma de uma cenoura e a cor do nabo. O seu sabor é uma mistura única e extremamente agradável de ambos os legumes. A cherovia representa um tubérculo com o qual se identifica o concelho e a cidade da Covilhã. A vasta produção só possível nas «Terras da Covilhã» fazem dela um ex-líbris da gastronomia local.
A cherovia, chirívia, cherivia, cheruvia ou pastinaga (Pastinaca sativa) é uma raiz que se usa como hortaliça, relacionada com a cenoura, embora mais pálida e com sabor mais intenso do que esta. O cultivo remonta a tempos antigos na Eurásia: antes do uso da batata, a cherovia ocupava o seu lugar. Em Portugal, é cultivada na região da Serra da Estrela. Foi identificada cientificamente em 1837.
Com o objectivo de criar uma marca e de lhe dar um lugar de destaque no panorama regional e nacional a Banda da Covilhã lança o 1º Festival da Cherovia – Covilhã 2008 que tem como objectivo a divulgação cultural, gastronómico e educacional da região serrana.
O 1.º Festival decorre numa tenda gigante no Jardim Público. Em termos de Gastronomia a organização terá no local uma demonstração ao vivo de como cozinhar as cherovias, bem como a possibilidade de as poder saborear.
Estão previstos dois concursos: um para o maior exemplar e outro para o melhor prato confeccionado, contando este último com a colaboração dos restaurantes e outras entidades da cidade. Quanto ao programa educacional está previsto um colóquio e haverá, no recinto do Festival, uma exposição sobre a biologia e cultivo da cherovia, bem como a tradição covilhanense na utilização desta raiz.
Uma banca de venda ao público irá permitir à associação musical angariar verbas para a compra de instrumentos para os alunos da Escola de Música, Valores e Talentos da Banda da Covilhã.
O Festival conta com o apoio da Câmara Municipal da Covilhã e os ingressos terão o valor de 1.50 euros com direito a uma bebida. As crianças até aos 12 anos terão entrada livre.

– E como cozinhar a cherovia? Dadas as suas características, devem ser cozidas em água e sal e cortadas em fatias finas, no sentido longitudinal, temperando-se com sal e sumo de limão. Em seguida, passam-se por um polme, feito com ovo e farinha, fritas em azeite ou óleo e servem-se. Bom apetite!
aps

O concelho de Trancoso assinala em 28 de Setembro as «Jornadas Europeias do Património» este ano sob o lema «no Património…Acontece».

Trancoso-EventosAs jornadas, patrocinadas pelo Instituto de Gestão do Património Arquiotectécnico e Arqueológico (IGESPAR), enquanto coordenador nacional das Jornadas Europeias do Património, visam reforçar o vínculo entre o Património Cultural e a Sociedade, através do envolvimento activo das pessoas e das comunidades com lugares que propiciem o dinamismo e interacção social.
As actividades em Trancoso centram-se no Auditório do Cinema Jacinto Ramos, a partir das 15 horas, com as palestras «O contributo da Arqueologia parta o conhecimento da História de Trancoso» por Maria do Céu Crespo e João Lobão, e «Caminhada Iniciática de Trancoso para a Nova Era e Saberes Ocultos do Património de Trancoso», por Leonor Frias, seguidas de debate.
Trancoso orgulha-se por ser sede de um concelho rico em património que centrado na cidade é variado, com vários matizes históricos provenientes de épocas recuadas assoadas ao presente de futuro e progresso.
Para além das muralhas e do centro histórico de Trancoso, o Património Monumental espalha-se um pouco por toda a parte, desde Moreira de Rei a Povoa do Concelho, desde Guilheiro e Valdujo, de Vila Franca das Naves ao Campo da batalha de Trancoso (1385), desde a antiga Judiaria e do Castelo a Freches ou Cogula, de Ribeira do Freixo a Sebadelhe, de Fiães à mítica capela de São Marcos, desde as calçadas que sulcam os campos à Capela de Santa Luzia ou à beleza da Igreja da Senhora da Fresta, dos cruciformes judaicos a Torre do Terrenho com seu Solar dos Brasis, dos abrigos de pastor do Feital à singela de Torres e Carnicães ou Vilares, desde o Boeirinho das muralhas trancosanas aos templos, cruzeiros e capelas de Moimentinha ou de Granja, Terrenho e Souto Maior, da frescura do Parque Municipal aos valores de Palhais, Castanheira , Aldeia Nova, Souto Maior e Valdujo, do Pelourinho medieval, passando pelas Igrejas de Santa Maria, de São Pedro, da Misericórdia à frescura de Reboleiro, Granja e Rio de Mel, do moderno Centro Cultural e Cinema Jacinto Ramos ao Património de Vila Garcia, Vale do Seixo e do alto da Broca com seus vestígios de ancestrais povoados pré-históricos, de Cótimos e Tamanhos.
Trancoso é um percurso de História e Memória, de Estórias e episódios de vida, de labor e luta, de tenacidade e de manifestações etnográficas, culturais e lúdicas que, no seu todo, fazem da Terra de Bandarra, de João Lucena, Isaac Cardoso, Eduarda Lapa, do Magriço ou do mítico Padre Costa, uma terra de Património e Progresso rumo ao futuro. Porque o futuro também será e é Património.
aps

Um comunicado da Câmara Municipal da Mêda faz o balanço dos primeiros nove meses de 2008 e promove o início das actividades nos equipamentos municipais a 1 de Outubro coincidindo com o ínicio de mais um ano lectivo.

Câmara Municipal da MêdaA Câmara Municipal da Mêda e a empresa municipal «Nova Mêda» difundiram um comunicado dando conta das actividades nas piscinas municipais que têm como lema: «Uma realidade social – a qualidade garantida de uma terra em desenvolvimento.»
O Presidente do Município da Mêda, João Mourato, entende que «o Complexo Desportivo de Mêda tem cumprido as suas funções desportivas e sociais, tendo sido enriquecido recentemente com um campo de areia que permite a prática de outras modalidades relacionadas com as características desta infra-estrutura» e evidenciou o facto de «este Complexo Desportivo estar dotado com Piscinas Cobertas e Descobertas, Campo de Areia, Campos de Ténis, Parque Radical e Mini-Golfe».
O administrador da «Nova Mêda – Equipamentos Municipais, Empresa Municipal», Aurélio Saldanha, considera que «os resultados obtidos no último ano lectivo em termos de actividades e a frequência registada no período de Verão no Complexo de Piscinas Municipais são o garante de que se trata de um equipamento vocacionado para facultar mais qualidade de vida às populações, sobretudo aos jovens» salientando «o êxito alcançado com o IV Open de Ténis que levou à Meda grandes nomes da modalidade e contribuiu, por um lado, para a divulgação da modalidade mas também para um melhor conhecimento das potencialidades desportivas, patrimoniais e culturais do concelho de Mêda que é, sem dúvida, uma terra em franco desenvolvimento».
O comunicado complementa o regozigo dos autarcas com alguns dados estatísticos:
«As Piscinas Municipais de Mêda afirmaram-se neste Verão como uma realidade que cada vez mais está ao serviço das populações nos campos da recreação, formação, desporto e lazer.
Funcionando nos meses de Junho a Setembro registaram um novo máximo no dia 5 de Agosto com 620 utilizadores em comparação com os 525 registados em 14 de Agosto de 2007.
As Piscinas Municipais de Mêda elaboraram um calendário e actividades para o ano lectivo de 2008/2009 com início no próximo mês de Outubro:
– Escola de Natação, Escola de Karaté, Escola de Ténis e a actividade «Kids & Dance» têm início a 1 de Outubro e dois dias depois estarão em funcionamento as actividades de Ginástica localizada e Hidroginástica.
aps

A Câmara Municipal de Mêda e o Museu do Douro exibem até finais de Setembro na Casa da Cultura da Mêda a exposição «Marcos de Demarcação» inserida nas Comemorações dos 250 Anos da Região Demarcada do Douro.

Exposição «Marcos de Demarcação»O Museu do Douro desenvolveu um estudo acompanhado de um inventário do Património material associado à data da criação da Região Demarcada do Douro, a primeira Região Vitícola demarcada e regulamentada do mundo, criada por Alvará Régio de D. José I em 10 de Setembro de 1756.
O projecto de investigação levado a cabo pelos Serviços de Museologia do Museu, culminou na exposição Marcos da Demarcação e na publicação do inventário dos marcos pombalinos.
O presidente da Câmara Municipal de Mêda, João Mourato, salientou a importância deste evento cultural, de grande expressão e significado, por ter lugar num concelho que «embora sendo de transição, é também Douro nas freguesias de Meda, Longroiva, Poço do canto e Fontelonga, terras de produção do vinho fino ou vinho generoso, depois conhecido por Vinho do Porto».
O presidente do Município de Meda aproveitou a ocasião para reivindicar para Mêda um pólo do Museu do Douro tendo em conta a importância que o Vinho Generoso ou Vinho do porto tem na cultura e na economia das populações, apesar de este concelho não ter sido incluído aquando da demarcação da Região de produção pelo Marquês de Pombal.
O director do Museu do Douro, Maia Pinto (ex-director do Parque Arqueológico do Vale do Côa) comungou a opinião do Presidente da Câmara dizendo que «a Meda também é Douro» e que «para o desenvolvimento saudável de Portugal terá que se defender esta jóia que é o Vale do Douro».
Maia Pinto frisou que «é com esta relação que vamos cimentando o orgulho que criar o orgulho Duriense» que deve abranger os 21 concelhos integrados na Região Demarcada e para o que «vai ser desenvolvido um esforço no QREN – Quadro de referência Estratégica Nacional, por forma a desenvolver outras acções dinâmicas que façam do Museu do Douro algo com alegria, participação e cultura».
A exposição «Marcos de Demarcação» envolve cerca de 70 fotografias daqueles marcos delimitativos da então Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro distribuídas em três núcleos : Museu do Douro (Casa do Douro – Régua), Casa Municipal de Cultura de Mêda e na Casa do Desenho do pintor Júlio Resende.
aps

O mais que famoso «couteau suisse» americanizado por «canivete do McGyver» lançou a versão feminina baptizada de «Miss Army Kit» e transformou num acessório de moda o mais famoso gadget do Mundo. Tudo porque a célebre frase «Se for menina não vai à tropa» está completamente desactualizada no século XXI.

Miss Army Kit«Se for menina não vai à tropa» é uma frase gasta e ouvida milhares de vezes aos nossos pais e avós. Nada de mais errado no século XXI. Até aquele ditado «Atrás de um grande homem está uma grande mulher» já foi substituída por «Ao lado de um grande homem está sempre uma grande mulher».
Mas vamos ao que importa. A fábrica Victorinox dos célebres canivetes suíços das mil e uma aplicações que até já lê MP3 lançou um «modelo feminino» a que deu o nome de «Miss Army Kit» e pensado para as necessidades femininas do dia-a-dia.
O «Miss Army Kit» tem lima para as unhas, tesoura, espelho, caixa para comprimidos, frasquinho para perfume, agulha e linha, chave de fendas, régua, saca-rolhas, lanterna, corrente para chaves e, claro, um canivete.
Nas cores rosa, branco ou laranja, mede apenas nove centímetros e poderá fazer a diferença numa mala de senhora, no carro ou no local de trabalho. Está no mercado com o preço indicado de 23 euros.
O canivete suíço é uma invenção de Karl Elsener, que fundou a Victorinox em 1884. O produto, originalmente desenvolvido para os militares do exército suíço, é fabricado desde 1891.
aps

As novas tecnologias chegaram e com elas um leque alargado de possibilidades. Com o Cartão do Cidadão os portugueses vão passar a ter um novo e mais prático documento de identificação.

Cartão do CidadãoSegundo a página oficial do Cartão do Cidadão (www.cartaodecidadao.pt) já foram emitidos 144 mil cartões e 30 mil aguardam por ser levantados pelos seus titulares.
Este cartão vai permitir substituir o Bilhete de Identidade e os cartões da Segurança Social, do utente do Serviço Nacional de Saúde e o do Contribuinte. No futuro, quando a nova lei eleitoral estiver publicada, o Cartão de Eleitor também vai fazer parte desta união.
Esta multifuncionalidade vai permitir ao cidadão uma intervenção mais rápida e segura nos seus assuntos. A fotografia, o chip comos dados identificativos e a assinatura digitalizada trazem uma maior segurança á sua utilização.
Neste momento existem em Portugal 248 locais de atendimento com o serviço de «Cartão do Cidadão». No distrito da Guarda temos, segundo informação do portal do Cartão do Cidadão, os serviços de emissão disponíveis nas Conservatórias do Registo Civil de Almeida, Aguiar da Beira, Celorico da Beira, Figueira Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Gouveia, Guarda, Manteigas, Meda, Pinhel, Sabugal, Seia, Trancoso e Vila Nova de Foz Côa. Ou seja, todo o distrito está já coberto com o novo serviço.
Portal do Cidadão, bem como o Portal da Empresa, disponibilizam informação diversificada sobre este novo documento e, desde já, possibilitam a todos os detentores do Cartão a realização de alguns serviços online.
aps

Em Janeiro do próximo ano a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Policia de Segurança Pública (PSP) poderão começar a utilizar as sete novas carreiras de tiro que estão a ser construídas, entre as quais a da cidade da Guarda.

Carreira de tiroAs novas carreiras de tiro vão permitir treinos semanais para a PSP e a GNR. Os equipamentos estão a ser construídos em Castelo Branco, Águeda, Portalegre, Macedo de Cavaleiros, Évora, Ponte de Lima e Guarda.
As novas carreiras de tiro fazem parte da estratégia de segurança do Ministério da Administração Interna (MAI). Visam permitir aos elementos das forças de segurança realizar treinos com armas de fogo pelo menos uma vez por semana, de forma a garantir a sua preparação para o bom desempenho de funções.
A falta de formação dos agentes da PSP e dos militares da GNR, muitos sem pratica de tiro desde que saíram dos cursos de ingresso, tem contribuído para alguns incidentes operacionais.
Os sindicatos e associações, ainda que achando a medida positiva, têm-na considerado insuficiente, pois esquece a pratica do tiro sobre alvos em movimento, que consideram fundamental para um bom desempenho. As novas carreiras de tiro terão sobretudo condições para o treino de tiro de precisão, não tendo condições para o treino de tiro táctico e dinâmico.
aps

Durante quatro horas a China finalmente revelou ao mundo, a cerimónia de abertura das olimpíadas de 2008, para a qual já treinava há vários meses.

Olimpiadas 2008Durante estes momentos históricos o mundo parecia finalmente perfeito. Com beleza e sensibilidade a China conseguiu contar e mostrar a sua grandiosidade histórica, com mais de cinco mil anos. Dentro do estádio estiveram cerca de 90 mil espectadores que foram premiados com o paraíso por «apenas» 284 euros.
Estiveram presentes no estádio Olímpico «O Ninho de pássaro» 90 chefes de Estado. Talvez este ninho seja uma forma simbólica de a China dizer que neste berço está também a nascer uma nova China com uma forma diferente de estar no Mundo.
A glória e o orgulho desta pátria milenar foi invocada, como só os chineses o sabem fazer, através de imagens belas, cheias de sensibilidade e graciosidade. A escrita, a dança,e a ópera, acompanhadas de coreografias sumptuosas. Também o piano tocado por Lang-Lang fez parte desta festa com cerca de 15 mil figurantes e 248 voluntários que tiveram a responsabilidade de deslumbrar o Mundo.
Desfilaram 204 delegações, num clima de união entre os povos. A delegação portuguesa foi liderada por Nelson Évora, especialista na modalidade de triplo salto, que transportou orgulhosamente a nossa bandeira.
Londres em 2012 vai ter «trabalhos dobrados» como se diz em bom português para conseguir igualar.
O blogue Capeia Arraiana não pode deixar de transmitir aos nossos atletas que participam neste certame, o reconhecimento pelas milhares de horas de treino, de suor de sacrifício para que a nossa prestação seja um orgulho nacional. Os nossos parabéns, um grande Bem Haja e Força Portugal.
aps

O Ministério da Saúde enviou um despacho para publicação no Diário da República com normas para aumentar a segurança nos hospitais. Uma das preocupações prende-se com a facilidade com que ocorrem raptos de recém-nascidos nas instalações hospitalares.

Pulseiras electronicasUm despacho assinado pela Ministra da Saúde, Ana Jorge, enviado para publicação no Diário da República pretende uniformizar e aumentar a segurança dos hospitais portugueses no sentido de garantir um alto padrão alta de eficácia.
Assim os acessos vão passar a ser protegidos por sistemas de vídeo vigilância com monitorização continua e gravação de imagens de alta definição.
A ministra da Saúde Ana Jorge não se limita só a colocar normas novas mas também a reforçar as já existentes como, por exemplo, a obrigatoriedade de os profissionais de saúde exibirem a sua identificação em local bem visível.
Os hospitais também ficam obrigados a adoptar medidas eficazes de controlo de entradas e saídas de doentes, visitas, e outros utilizadores.
Para os serviços de Obstetrícia (maternidades), de Neonatologia e de Pediatria com internamento são instituídas normas mais exigentes.
As pulseiras electrónicas passam a ser obrigatórias nos recém-nascidos e dispõem de um sistema de alarme e encerramento automático de portas de acesso.
Estas medidas deverão estar implementadas até ao final do corrente ano.
Mediante tão grande evolução na segurança dos nossos hospitais deveremos pensar que nem tudo vai mal no sistema de saúde.
aps

Os pequenos produtores nacionais receberam com entusiasmo a notícia de uma recente portaria que permite simplificar a aplicação das condições de higiene exigidas aos artesãos e que foram causadores das várias intervenções da ASAE.

Enchidos artesanaisApesar desta portaria simplificar os processos para a sobrevivência dos produtos tipicamente portugueses há, no entanto, ainda um longo caminho a percorrer para a maioria dos produtores lusos.
No entanto segundo alguns especialistas a legislação neste campo ainda é insuficiente e bastante burocrática.
Mas o facto é que as leis estão-se a adaptar aos campos onde são aplicadas. Estamos a avançar, para cada vez mais as necessidades dos produtores estarem no caminho certo da procura dos consumidores.
O Regulamento (CE) n.º 852/2004, relativo à higiene dos géneros alimentícios, e o Regulamento (CE) n.º 853/2004, que estabelece regras específicas de higiene aplicáveis aos géneros alimentícios de origem animal, ambos do Parlamento Europeu e do Conselho, de 29 de Abril, não se aplicam
ao fornecimento directo, pelo produtor, de pequenas quantidades de produtos primários ao consumidor final ou a estabelecimentos de comércio retalhista que abasteçam directamente o consumidor final, nem ao fornecimento directo, pelo produtor, de pequenas quantidades de carne de
aves de capoeira e de lagomorfos abatidos na exploração, ao consumidor final ou a estabelecimentos de comércio retalhista que abasteçam directamente o consumidor final com esta carne.
Tais actividades ficam, assim, sujeitas às regras que sejam estabelecidas por cada um dos Estados membros, pelo que importa não só fixar tais regras, como estabelecer o que integra a definição de pequena quantidade para cada um dos produtos de origem animal abrangidos pela
referida derrogação.

Veja e faça a cópia da Portaria N.º 699/2008, datada de 29 de Julho, conjunta dos Ministérios da Agricultura e da Economia: aqui.
aps

O Pavilhão de Portugal na Exposição Internacional de Saragoça recebeu 400 mil visitas, desde que a exposição se iniciou em 14 de Julho. Ainda está a tempo de visitar também a exposição mundial, onde o pavilhão português tem sido um dos mais concorridos.

Comemorações do Cerco de AlmeidaSaragoça é a capital da Comunidade Autónoma de Aragão, a sua população atingia no ano 2007 os 667 mil e 34 habitantes, sendo a quinta cidade espanhola. Cabe-lhe este ano ser a anfitriã deste acontecimento tão importante subordinado ao tema «Água e Desenvolvimento
Sustentável», com cerca de 100 países participantes, para além de diversas organizações não governamentais, instituições nacionais, internacionais e empresas diversas.
A exposição Internacional de Saragoça decorre entre os dias 14 de Junho e 14 de Setembro de 2008, num recinto de 25 hectares localizado a Oeste da cidade de Saragoça, ao longo das margens do rio Ebro.
Como somos um povo desde sempre ligado ao mar o pavilhão português reflecte o nosso espírito. Recebeu no passado fim-de-semana o visitante número 400 mil, apenas 50 dias após a abertura do evento. O visitante foi presenteado com um jantar no restaurante do pavilhão, bem como um Kit Oficial de Portugal, contendo um leque, bloco, lápis e um pin.
A Organização aponta para um total de 6,5 milhões de espectadores para o período total da Exposição, entre os quais 100 mil portugueses.
Do programa do Pavilhão de Portugal cabe realçar o previsto para o dia 8 de Agosto, em que se inclui a iniciativa «Lugar à Dança». Nela haverá dança em paisagens urbanas, propostas por artistas de várias nacionalidades, residentes em Portugal. Haverá ainda dança contemporânea, circo, performance, recriados para cenários urbanos específicos e em sintonia com os espaços públicos onde se inserem. Tudo pode ser visto no portal do Pavilhão de Portugal na Internet.
aps

Aspectos genéricos do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), localização das operações, aplicação ao comércio internacional, sínteses por assuntos, casos práticos, é o que se pode encontrar na nova publicação dedicada ao novo regime do IVA na construção civil e no sector do imobiliário, contendo as actualizações decorrentes do Orçamento de Estado de 2008.

IVA na Construção Civil e no ImobiliárioO livro, que é uma novidade editorial, aborda o IVA nos seus aspectos mais genéricos, focando os elementos essenciais para o enquadramento das operações no âmbito do processamento deste imposto.
Numa segunda fase analisa-se o IVA aplicado ao sector da construção civil e do imobiliário, recorrendo-se sobretudo a esquemas e exemplos práticos, que ajudam a compreender de uma forma simples e objectiva os principais aspectos do imposto, nomeadamente as alterações decorrentes das novas regras de tributação nestes sectores da economia.
Esta obra, dado o seu cariz prático, pretende ainda ser um instrumento de trabalho e de estudo para técnicos de impostos e outros profissionais da administração pública em geral. Está especialmente indicado para técnicos oficiais de contas, economistas, gestores, contabilistas, estudantes das áreas económico-financeiras, entre outros.
O livro é da autoria de Duarte Travanca, licenciado em Economia pela Faculdade da Universidade do Porto e pós-graduado em Fiscalidade pelo ISAG e editado pela «Vida Económica» e custa 22 euros.
aps

Um espectacular estúdio «on-site» vai acolher o programa diário em directo «Mission to Beijing» dedicado aos Jogos Olímpicos de 2008, com entrevistas especiais a atletas.

EurosportO Grupo Eurosport anunciou ter já concluído a montagem de um estúdio TV de 100m2, exclusivo e construído propositadamente para esta ocasião, situado dentro do pavilhão OMEGA na área do Olympic Green reservada aos principais sponsors.
O Eurosport, difusor europeu oficial dos Jogos Olímpicos, junta assim este estúdio totalmente dedicado ao evento aos meios de difusão e produção já instalados no International Broadcast Center. O design futurista do estúdio apresenta uma plataforma 180° semi-circular em vidro que oferece ao anfitrião, Robbie Nock, e aos seus convidados uma esplêndida panorâmica do Estádio Nacional de Pequim, conhecido como «Ninho de Pássaro», e de Pequim.
As transmissões a partir do estúdio Eurosport terão lugar às 16 horas portuguesas com o programa diário «Mission to Beijing LIVE», patrocinado pela OMEGA, um resumo do dia com 15 minutos de duração.
«Mission to Beijing LIVE» antecede uma série de programas específicos, magazines e resumos apresentados ao final da tarde e à noite. A partir das 17 horas, os telespectadores vão poder desfrutar de competições em diferido, bem como de «Beijing Express» às 18:30, um completo resumo do dia com uma hora de duração, e da redifusão de todos os principais eventos até às 2 hioras, altura em que recomeçam as provas em directo.
aps

O endereço electrónico «gasmappers.com» é um portal português com adesão livre e gratuita que permite consultar os preços actualizados dos combustíveis em mais de 14 mil estações de serviço na Península Ibérica.

GasolineirasPortugueses y españoles disponen ahora de la plataforma «www.gasmappers.com» para localizar las gasolineras con precios más bajos ubicadas a menor distancia. La página web registra un total de 14 mil surtidores y estaciones de servicio en toda la Península Ibérica.
Este novedoso servicio diseñado por Innovation Point SA, una filial tecnológica del grupo DST, ha entrado en funcionamiento esta semana.
Utilizando una interfaz única desarrollada bajo la tecnología «Google Maps», este portal de acceso libre se basa en una navegación intuitiva. El programa permite hacer búsquedas de gasolineras y de los precios de los combustibles dentro de unos parámetros establecidos por el usuario en una ubicación elegida o incluso según el combustible deseado.
En Portugal la actualización se hace por los propios consumidores registrados en el gasmappers.com, mientras que en España ya se está aplicando un nuevo sistema de actualización diario que se procesa automáticamente para las más de 12.000 gasolineras.
Además de los idiomas castellano y portugués, la plataforma está también disponible en inglés. De este modo se espera que puedan utilizarlo los miles de turistas que viajan por España y Portugal en esta temporada.
«Con esta iniciativa, Innovation Point refuerza su propósito de implementar soluciones innovadoras y creativas, poniendo a disposición de los usuarios una herramienta tecnológicamente desarrollada para responder a una necesidades cotidianas de los consumidores», señala José Mendes, CEO de Innovation Point.
Según Innovation Point, el «roadmap» de desarrollo del concepto gasmappers.com contempla también la posibilidad de adaptar la herramienta a los dispositivos móviles, como por ejemplo los teléfonos móviles, pda´s o agendas electrónicas.

Tire as suas dúvidas em: gasmappers.com
aps

A cidade de Matosinhos vai albergar a primeira empresa da União Europeia da concepção e fabrico de computadores. Com um investimento inicial de 80 milhões de euros está prevista a produção de 500 mil computadores com tecnologia portuguesa.

Computador MagalhaesOs «Magalhães», baptizados com o nome do navegador-descobridor português Fernando de Magalhães (e, por coincidência, do secretário de Estado – José Magalhães – entusiasta das novas tecnologias multimédia) são computadores integralmente feitos em Portugal com um baixo custo que rondará os 180 euros.
O projecto resulta de uma parceria entre o Governo português, a empresa norte-americana Intel e a portuguesa JP Sá Couto.
Na Itália dá pelo nome de «Jumpc», na Indonésia é conhecido como «Anoa», na Índia é o «Mileap-X series» e os brasileiros baptizaram-no (sem p) por Mobo Kids. O Governo do Vietname também já o colocou nas escolas a preço reduzido. Uma ideia agora adoptada por José Sócrates que percebeu o sucesso da oferta.
A produção dos computadores lusitanos tem uma primeira fase em Setembro que servirá para serem distribuídos cerca de 500 mil unidades pelos alunos das escolas do 1.º ciclo básico no âmbito do projecto intitulado «e-escolinhas» que aparece integrado no já existente «e-escolas».
O «Magalhães» é um computador portátil pensado exclusivamente para crianças dos seis aos 10 anos. No entanto o software é de ultima geração, com bastante memória RAM e processadores Intel da última geração.
O equipamento vai permitir o acesso à Internet e está dotado com uma programação especial para as crianças realizarem os trabalhos escolares. Vai ser, também, possível os professores e alunos estarem em rede dentro e fora dos estabelecimentos de ensino.
Os encarregados de educação dos alunos do ensino básico que não estão abrangidos pela acção social vão pagar 50 euros pelo «Magalhães», mas será gratuito para os inseridos no primeiro escalão da acção social escolar. Os alunos inscritos no segundo escalão pagam 20 euros.
aps

O aluno que em cada escola, pública ou privada, obtiver a melhor média de conclusão do ensino secundário vai receber um prémio de mérito no valor de 500 euros atribuído pelo Ministério da Educação (ME) e que terá início já no próximo ano lectivo.

Ministra da EducacaoCom a atribuição deste galardão o ME pretende «reconhecer e valorizar o mérito, a dedicação e o esforço no trabalho e desempenho escolares» dos melhores estudantes de cada escola pública, privada ou profissional.
Nos cursos científico-humanísticos, o prémio de mérito é atribuído ao aluno que tenha obtido relativamente a cada um dos cursos a melhor classificação arredondada até às décimas. Em caso de empate é distinguido aquele que tiver a melhor classificação na disciplina trienal da formação específica, funcionando como segundo critério a classificação na disciplina de Português.
«Serão também premiados os melhores alunos dos cursos profissionais e tecnológicos, que tenham obtido a melhor classificação final», refere o comunicado difundido pelo ministério dirigido por Maria de Lurdes Rodrigues.
Para os alunos dos cursos profissionais e tecnológicos, o prémio de mérito é atribuído ao aluno que tenha obtido a melhor classificação final, sendo o primeiro critério de desempate a classificação da prova de aptidão profissional ou tecnológica.
Os alunos vão, finalmente, ver recompensados os esforços feitos na obtenção de excelentes notas escolares. Este prémio vai, também, minimizar o grande investimento que é feito com a educação, nos livros, no material escolar ou no pagamento de escolas particulares.
aps

Do tremoço conhecem-se várias espécies, sendo a amarela (lupinus luteus) a mais comum entre nós. A origem do seu consumo estará provavelmente no Egipto, e há quem opine que foi introduzido na Mesopotâmia na época greco-romana e a partir daí terá sido transportado pelos Fenícios para todo o Mediterrâneo.

TremocosAs características proteicas dos tremoços transformou-os num dos pilares alimentícios de todos os povos do Mediterrâneo.
Os povos antigos reconheciam aos tremoços (leguminosos da família Fabaceae tal como as ervilhas e as favas) propriedades benéficas e curativas.
Hipócrates, o pai da Medicina, recomendava o seu consumo, há quase 2500 anos, para evitar problemas digestivos e prevenir doenças hepáticas.
Um dos naturalistas mais importantes da Antiguidade, Plínio, o Velho, defendia o consumo do tremoço enquanto alimento saudável e fácil de digerir.
Mais tarde, Frederico,o Grande, rei da Prússia, conhecedor das suas propriedades mandou plantar tremoçeiros em muitas terras da Alemanha.
Não é por acaso que só encontramos à venda tremoços cozidos e demolhados em água salgada. É que se não levassem este tratamento seriam extremamente tóxicos (e amargos) devido às substâncias alcalóides que contêm e que poderiam ser nefastas para a saúde, nomeadamente para o sistema nervoso. Ou seja, o tremoço acabado de sair da planta, em grão seco, não é comestível. Este tipo de intoxicação identifica-se por náuseas, vómitos, tonturas, dores abdominais, mucosas secas, hipotensão, retenção urinária e taquicárdia.
Em cada 100 gramas de tremoço amarelo cozido encontram-se 37 gramas de proteínas, 211 mg de cálcio, 81 mg de fósforo, 7,5 mg de ferro, ácidos gordos insaturados (ómega 3 e 6), vitaminas do complexo B e E e 25 g de fibras (a dose diária recomendada pela Organização Mundial de Saúde é de 30 g).
Excelentes para os ossos são uma fonte proteica e de potássio boa para além de contribuirem para um eficaz funcionamento do trânsito intestinal.
Estudos feitos na União Europeia confirmam a sua acção positiva no controlo da taxa de açúcar no sangue, na redução do apetite, na diminuição dos níveis de colesterol no sangue possuindo, ainda, propriedades emolientes, diuréticas e cicatrizantes estimulando a renovação das células e a regeneração da pele.

E, claro, os tremoços ou os «xôxos» (como são conhecidos na região raiana) acompanhados de uma mini têm outro sabor.
Ou como nos diz em comentário o Paulo Brito: «Não é Xôxos, é Tchôtchos!»

aps

Decorre nos dias 17, 18 e 19 de Julho em Valhelhas a edição 2008 do Festival da Serra da Estrela. A organização aposta mais uma vez nos concertos musicais estando previstas seis actuações diárias de grupos e «dj’s».

Festival Serra da Estrela

Todas as notas musicais vão dar à freguesia de Valhelhas durante os dias 17, 18 e 19 de Julho onde decorre a edição 2008 do Festival Serra da Estrela (FSE-2008).
A organização dividiu as actuações por dois palcos. Para o «Palco Estrela» estão marcadas no dia 17 as actuações dos 6pm (Coruna/ES), Ölga, Coldfinger e Buraka Som Sistema; no dia 18 Linda Martini, Dapunksportif, The Vicious Five e The Right Ons (Madrid/ES) e para o dia 19 de Julho os Fadomorse, Tora Tora Big Band, Prince Wadada e Kussondulola. No «Palco Zêzere» actuam os «DJ’s». No dia 17 Pedro Ricciardi e Pink Boy; no dia 18 Ana Feel, Dj Yen Sung e no dia 19 de Julho o Sciencia e Dezperados.
O parque de campismo do Rossio de Valhelhas, com muitas árvores, ocupa uma área de 16.000m2. Fica situado mesmo ao lado do recinto do festival e oferece as condições ideais aos campistas que desejem ali alojar-se para acompanhar de perto tudo o que se passa no FSE-2008.
O recinto do festival possui uma zona de restauração, composto por tasquinhas que oferecem uma grande variedade de petiscos típicos da região
A praia fluvial da Valhelhas nas límpidas águas do rio Zêzere convidam a todos um mergulho retemperante. A praia é vigiada permanentemente por quatro nadadores-salvadores.
Junto ao recinto encontra-se devidamente sinalizado um parque de estacionamento para viaturas.
O Festival dispõe de um espaço de informações e assistência médica permanente assegurada pelos Bombeiros e pela Cruz Vermelha Portuguesa.
A segurança no recinto do festival está entregue a uma empresa privada de segurança, credenciada e com larga experiência em grandes festivais de música. A segurança da zona exterior fica a cargo da GNR da região.
A organização do Festival Serra da Estrela 2008, disponibiliza transportes gratuitos e permanentes entre a cidade da Guarda e o recinto do festival.
Mais informação em: Festival Serra da Estrela
aps

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Julho 2019
S T Q Q S S D
« Fev    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.141.601 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios