Sérgio Hilário, bombeiro dos Voluntários do Sabugal, sofreu um AVC enquanto conduzia uma ambulância da corporação no IP3 na zona de Penacova. A viatura despistou-se e ficou tombada na faixa de rodagem deixando ferido com gravidade o bombeiro enquanto o doente que transportava sofreu apenas ferimentos ligeiros.

bvs_sergiohilario01a

Sérgio Hilário, de 36 anos, conduzia a ambulância dos Bombeiros Voluntários do Sabugal de regresso ao quartel com uma doente e o seu acompanhante que tinha levado a um tratamento em Coimbra. Por volta das 15:30 horas de ontem, sexta-feira, no Itinerário Principal 3 (IP3) na zona de Espinheira, Penacova, a ambulância despistou-se e capotou ficando imobilizada na berma da estrada. O bombeiro sabugalense terá sofrido um AVC que o impediu de controlar o veículo porque, após o acidente, foi encontrado em paragem cardiorrespiratória. Foi reanimado e levado, em estado muito grave, para os Hospitais da Universidade de Coimbra onde ainda se encontrava ao final da manhã deste sábado com lesões cerebrais e «prognóstico muito reservado».
O comandante Joaquim Bogas, em declarações ao Correio da Manhã, lamentou o acidente e disse não compreender «como alguém tão novo e regrado pode sofrer um AVC assim de repente». O comandante descreve Sérgio Hilário, bombeiro desde 1996 na corporação do Sabugal onde ocupa o posto de subchefe, como uma pessoa «sempre muito bem-disposta e voluntariosa, sem qualquer problema de saúde».
«Aqui, somos todos família e quando um de nós está mal, todos os outros sofrem», sublinhou o comandante lembrando que a sua preocupação se estendia aos demais elementos da corporação.
A doente e o seu familiar já regressaram ambos a casa, em Santo Estêvão, Sabugal.

A onda de solidariedade de apoio ao Sérgio já chegou ao Youtube.
Os membros do Grupo TAS 1/2012, estão solidários com o seu colega e membro do Grupo «Sérgio».
«Tu que batalhaste arduamente, superando grandes desafios, passando por sabores e dissabores, escorregadelas, lutas, sucessos, contratempos e virtudes que fizeram parte da tua caminhada, mas que tu nunca desististes e por isso aqui estamos nós a pedir-te para que não desistas e assim apoiar-te para que saias vitorioso nesta batalha.
As melhoras Sérgio.
O grupo TAS 1/2012.»


Ao Sérgio deixo sentido abraço e desejo de melhoras irmanado num sentimento de tristeza que atingiu todos os seus colegas da corporação dos Bombeiros Voluntários do Sabugal e da qual sou, com muito orgulho, secretário da Direcção.
jcl

Advertisements