A Guarda Nacional Republicana deteve um homem por resistência e coacção a militares, outro por crime de roubo em residência, e ainda três caçadores furtuitos de javalis.

No dia 30 de Outubro, militares do Posto Territorial de Trancoso detiveram um indivíduo de 40 anos de idade, residente naquele concelho, por crime de resistência e coação sobre militares da Guarda Nacional Republicana, na sequência de uma situação de violência doméstica, naquela localidade. O homem foi detido após ter infligido agressões com um pau à esposa, difamando-a e injuriando-a na presença dos militares, que igualmente injuriou e difamou aquando da sua identificação e consequente detenção. Presente ao Tribunal Judicial de Trancoso ficou com a medida de coação de Termo de Identidade e Residência a aguardar o resultado do inquérito.
Na tarde de 3 de Novembro, militares do Núcleo de Investigação Criminal de Pinhel e do Posto de Foz Côa, detiveram um indivíduo, de 23 anos de idade, desempregado, residente em Foz Côa, por crime de roubo. O suspeito, que possui antecedentes criminais pela prática de diversos furtos a jovens, ameaçou com uma arma branca um menor de idade, obrigando-o a ir à sua residência de onde lhe furtou um computador portátil. Apurou-se ainda que horas antes tinha também furtado um telemóvel a um outro jovem. Presente ao Tribunal Judicial de Foz Côa foi-lhe aplicada a medida coação de Termo de Identidade e Residência.
Durante o passado fim-de-semana, o Comando Territorial, através do Serviço de Proteção da Natureza e Ambiente levou a efeito uma operação de fiscalização da caça no distrito, com particular incidência nos terrenos cinegéticos ordenados. Foram fiscalizados 45 caçadores, tendo sido detidos três homens, com 42, 65 e 67 anos de idade, dois residentes no concelho de Foz Côa e outro no Sabugal, por crimes relativos à caça. Os detidos caçavam javalis por processos não autorizados, tendo-lhes sido apreendidas quatro armas de caça, 26 cartuchos, uma viatura e dois javalis que, entretanto, já tinham abatido. Os mesmos vão ser presentes aos Tribunais Judiciais de Foz Côa e do Sabugal para aplicação de eventuais medidas de coação.
plb

Advertisements