Na Guarda vai realizar-se no próximo dia 30 de Outubro um Fórum sobre Toponímia, organizado pelo Instituto Politécnico desta cidade.

Com esta iniciativa o Instituto Politécnico da Guarda (IPG) pretende contribuir para um melhor conhecimento da cidade, dos valores históricos, culturais, sociais, religiosos e políticos a ela associados através da toponímia.
«É intenção do IPG incrementar um estudo/divulgação através de diversificadas e distintas perspetivas que, globalmente, propiciem uma Guarda da memória», refere a Comissão executiva, para quem a toponímia se assume «como referência dos valores históricos, culturais de cada lugar e memória coletiva de factos, personalidades, tradições ou legados identitários».
Como é salientado, «se a toponímia tem uma importância inquestionável na delimitação de espaços, permite, por outro lado, apreender a matriz de um povo, a organização sócio geográfica, o desenho da malha urbana de épocas passadas, o conhecimento e investigação de sítios históricos ou arqueológicos, o papel do povo na salvaguarda da atribuição de nomes que a tradição consolidou.»
«A toponímia da Guarda e a construção da memória pública no século XX», «Fontes para o Estudo da Toponímia da Guarda», «A mulher na toponímia da Guarda», «Escritores na Toponímia Guardense», «Novas Tecnologias e Toponímia», são alguns dos temas a desenvolver neste Fórum.
As inscrições para comunicações devem ser feitas até 21 de Setembro; os interessados em participar devem efetuar a sua inscrição (gratuita mas obrigatória) até 8 de Outubro. Mais informações aqui.
Os trabalhos vão decorrer no auditório dos serviços centrais do Instituto Politécnico da Guarda.
plb (com IPG)

Advertisements