No dia 16 de Março (sexta-feira), o Teatro Municipal da Guarda (TMG) apresenta a leitura encenada do texto teatral inédito de Maria Antonieta Garcia «Pela mão de Carolina Beatriz Ângelo».

Trata-se de uma história que tem como protagonista a primeira mulher que votou em Portugal, Carolina Beatriz Ângelo.
As leituras estarão a cargo de Américo Rodrigues (que também encena esta leitura), Élia Fernandes, Fátima Freitas e Helena Neves. A sessão é às 21h30 no Pequeno Auditório. A entrada é livre.
Maria Antonieta Garcia é professora da Universidade da Beira Interior (aposentada). Publicou, entre outros, os livros: «Carolina Beatriz Ângelo: Guarda(dora) da liberdade: 1878-1911», «Judaísmo no Feminino» e «Denúncias em nome da fé, caderno de culpas do bispado da Guarda, do seu distrito e das visitações». É licenciada em Filologia Românica (Universidade Clássica de Lisboa), mestre em Literatura e Cultura Portuguesas (Universidade Nova de Lisboa) e doutorada em Sociologia (Universidade Nova de Lisboa). Maria Antonieta Garcia especializou-se em estudos judaicos.

Cinema no Pequeno Auditório
O TMG apresenta este sábado, dia 17, às 16 horas, no Pequeno Auditório, no âmbito da iniciativa Famílias ao Teatro, o filme de Walt Disney «Fantasia».
Trata-se de uma das maiores e mais fascinantes obras-primas de animação de Walt Disney. Realizado em 1940 e vencedor de dois Óscares, este filme mantém, ainda hoje, toda a magia visual e musical que encanta miúdos e graúdos. Com a música de Stravinsky, Tchaikovsky, Beethoven e Bach e as aventuras da mais popular personagem da Disney, o rato Mickey, «Fantasia» é um filme deslumbrante, capaz de apaixonar o público de todas as idades.
Na próxima quinta-feira, dia 15 de Março o Cineclube da Guarda apresenta, com o apoio do TMG, o filme «Inquietos» de Gus Van Sant. O filme é para maiores de 12 anos e passa às 21h30 no Pequeno Auditório.
Enoch Brae (Henry Hopper) é um rapaz deprimido que, desde a morte trágica dos pais, vive com a tia. Desde que os pais partiram, numa tentativa de lidar com o seu próprio sofrimento, passou a conversar com o fantasma de Hiroshi, um kamikaze japonês falecido na II Guerra, e ganhou o estranho hábito de ir a funerais de desconhecidos.
plb (com TMG)

Anúncios