O que o 25 de Abril trouxe ao Povo Português, a Democracia e a Liberdade, estão a tornar-se um estorvo para os gestores da economia europeia. Sendo assim, nunca como hoje, a nossa Democracia e a nossa Liberdade correram tantos perigos.

António EmidioComo cidadão português que sou, amante da Democracia e da Liberdade, cheguei à conclusão que o meu País – o nosso País querido leitor(a), Portugal – está a tornar-se um protectorado das potência europeias. Já não são os nossos votos, já não somos nós os eleitores que determinamos as decisões que devem ser tomadas, são as bolsas, os especuladores e os bancos dessas potências. Tudo isto é compatível com a ideia de Democracia? Evidentemente que não. Esta é uma realidade da qual os cidadãos já se aperceberam. Que fazer? Lutar! Por isso vos peço, Sabugalenses, que no dia 25 de Abril façamos uma marcha pelas principais ruas da Cidade do Sabugal, a que daremos o nome de CAMINHADA PARA ABRIL. Abril é de todos, a todos trouxe Democracia e Liberdade, mas agora também todos estamos a sofrer independentemente da ideologia, temos de nos manifestar. A concentração, presumo que se possa fazer no Largo 25 de Abril (Largo da Fonte) entre as 14 horas e às 14 horas e trinta minutos, daí partir-se-á para a marcha através das principais ruas., isto no intuito de consciencializar as pessoas do que nos está a acontecer, lembrando-lhes que nem Abril nem a Democracia tiveram culpa do que está a acontecer ao nosso País, não tiveram culpa da angústia que todos estamos a passar.
Não há ninguém por detrás desta iniciativa, nem nenhuma força política, social ou sindical, lembrei-me eu disto, de tomar esta iniciativa. Mas se por acaso a Junta de Freguesia ou a Câmara Municipal, se quiserem associar ou ajudar, serão bem-vindas e ficaremos todos gratos. Quem és tu para promoveres marchas políticas? Perguntará o leitor(a), sou um cidadão português no seu legítimo direito de se manifestar e pedir aos outros que se manifestem também. E daqui desta Tribuna que é o Capeia Arraiana vos digo: nada quero para mim, não sou, nem serei candidato a nada, não quero protagonismo, muito menos dinheiro, quero o meu País liberto desta maldita ditadura que nos está a destruir como povo e como Nação com mil anos de história, quero Democracia! Quero Liberdade!
É necessário mostrar Urbi et Orbi, que no interior, no concelho do Sabugal, os seus habitantes e a sua diáspora não se resignam ver um retrocesso democrático em Portugal sem lutarem para lhe pôr termo.
Até uma ou duas semanas antes do 25 de Abril, irei informando do que consigo fazer para que esta iniciativa vá para a frente.
E se por acaso no dia 25 de Abril, ainda pertencer ao mundo dos vivos e não houver um impedimento de força maior, mesmo que ninguém adira e me encontrar sozinho, às 14 horas e trinta minutos sairei do Largo 25 de Abril (Largo da Fonte) na CAMINHADA PARA ABRIL.

Querido leitor(a), todos os povos do Mundo que lutaram pela Liberdade conseguiram derrotar os seus tiranos.
«Passeio pelo Côa», opinião de António Emídio

ant.emidio@gmail.com

Anúncios