You are currently browsing the daily archive for Sábado, 7 Janeiro, 2012.

Era noutro tempo costume avistar galegos vagueando pelas terras da Beira, quais ciganos errantes à cata de jornal em pequenas tarefas da lavoura ou pedinchando de poiso em poiso, para não morrerem à míngua.

Embora fosse gente pobre e modesta, não se livravam da fama de calaceiros e ratoneiros, pois tinham a mão leve. Por via disso, eram pouco queridos nos povos por onde navegavam.
Por aqui e acolá iam encontrando uma alma caridosa, que lhes aceitava os préstimos para qualquer trabalho leve e lhes dava em paga uma malga de caldo ou uma côdea rija com um naco de carne rançosa. Em verdade não eram maus diachos, só um tanto rudes no trato e pouco amigos de se debruçarem sobre o arado ou se agarrarem ao mangual. Mas o certo é que quando a fome lhes apertava lançavam a manápula a eito, vindimando o que estivesse a descuido.
Dois desses ditos galegos passaram-me um dia ao redor do chão da Masseira, onde, à banda do carreiro, tenho uma antiga e ramalhosa nogueira. Era verão pleno e eu regava, pela hora do calor, uma leira de feijão de estaca. Lobriguei os dois badagoneiros, esfarrapados e de focinho peludo, a andar em passo lento e de bico calado, carregando cada qual uma volumosa trouxa. Encovilado na estacada, de lá os mirei chegando-se e dizendo um deles para o comparsa:
– Mira que rica sombra! E se aqui nos espojássemos à fresca?
Palavras não eram ditas e já ambos se tombavam de papo para o ar gozando a fesquidão.
O mesmo que falara, olhando para o alto da ramagem, voltou a dizer:
– Mira que guapos pêssegos ali estão em riba.
– Já arreparei, mas estão verdes.
Ao escutar do que palravam os vagabundos resolvi pular para o caminho, de coisa feita em os assustar.
– Ah, estafermos! Então falais em me papar os pêssegos?
Ambos se ergueram de um salto e recuaram temerosos.
– Não, Senhor!… Não, Senhor!… – balbuciou um.
– Só aqui nos tombámos por mor da canseira – explicou o outro com maior calma.
– Mas, então, não estais com fome, almas do diabo?
– Estamos sim, Senhor. Mas não pense vomecê que lhe queríamos filar a fruta…
– Ah, se eu não soubesse a vossa laia! Mas, ainda assim vos digo que não sou avaro ao ponto de negar alimento a gente esfaimada. Se quereis fruta podeis comê-la até que vos dê da bonda. Mas atenção… Não permito que emborqueis os caroços. Preciso deles para semear mais pessegueiros.
A estas palavras brilharam-lhes os olhos de alegria.
– Esteja vossemecê descansado. Os caroços não os queremos nós.
E treparam ambos à nogueira, onde, com sofreguidão, roeram as cascas das nozes.
– O raio dos pêssegos a mode que amarujam – disse um dos espanhóis.
– Cala-te e come, que mais amaruja a fome – volveu-lhe o outro.
Só pararam quando não lhes coube mais no odre. Desceram então da árvore e apanharam os caroços para uma cesta que lhes coloquei nas mãos. Acabado o serviço agradeceram o manjar e fizeram-se ao caminho, enquanto eu volvia a casa com meia cesta de nozes.
Paulo Leitão Batista, «Aventuras de um velho contrabandista»

leitaobatista@gmail.com

Anúncios

O pagamento recente de metade da dívida das obras do hospital da Guarda garantiu o recomeço dos trabalhos a breve trecho, segundo anunciou a Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda, que agora tem à frente a ex-deputada Ana Manso.

Segundo a agência Lusa, a ULS da Guarda anunciou ontem, dia 6 de Janeiro, que já pagou metade da dívida de 12 milhões de euros ao consórcio construtor do novo bloco do hospital local e está a negociar o retomar dos trabalhos.
As obras de construção do novo pavilhão do Hospital Sousa Martins (HSM) pararam na primeira quinzena de Dezembro, quando a administração da ULS ainda era presidida por Fernando Girão. A paragem dos trabalhos foi justificada com a reformulação do processo da candidatura comunitária pelo aumento da comparticipação comunitária do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), que era de 70 por cento e passou para 80 por cento.
A actual administração, liderada pela social-democrata Ana Manso, tomou posse no dia 20 de Dezembro e, após avaliar a situação, procedeu ao pagamento de 6,4 milhões de euros ao consórcio construtor. Segundo a responsável, a verba foi obtida através da comparticipação comunitária da obra, orçada em 45 milhões de euros.
Segundo Ana Manso, o retomar dos trabalhos de construção do novo bloco hospitalar está dependente da realização de uma reunião, que já foi pedida ao consórcio, para que seja definido «um calendário e um cronograma». Ana Manso espera, da parte da empresa construtora, «um esforço suplementar» para prosseguir as obras, observando que «tem havido alguma abertura» nesse sentido. O prazo estipulado para a conclusão do novo edifício hospitalar é de «dez semanas».
A responsável adiantou que decorrem concursos para aquisição de equipamentos para os serviços de imagiologia e bloco operatório, no valor de 15 milhões de euros, que não estão integrados na adjudicação ao consórcio construtor. O novo edifício corresponde à primeira fase do projecto de ampliação e requalificação da unidade hospitalar da Guarda. Quando o novo bloco estiver ocupado, deverão avançar as obras da segunda fase, estimadas em 59 milhões de euros, relacionadas com a requalificação dos dois pavilhões existentes.
plb (com Lusa)

Ao iniciar, perante a corte de Melinde, a narração da Gesta Dei per Lusitanos, Vasco da Gama, em obediência ao princípio da interdependência entre as duas disciplinas ou de que a história se assume como a geografia em movimento e esta como as gerações estáticas, começa por declarar:

Manuel Leal Freire - Capeia Arraiana
Mas, porque que nisto a ordem leve e siga
Segundo o que desejas de saber;
Primeiro tratarei da larga terra,
Depois, direi da sanguinosa guerra…

E, porque Portugal aparece descrito exactamente como a mais nobre das parcelas desta velha mater de civilizações, neste passo:
Eis aqui quase cume da cabeça
Da Europa toda o Reino Lusitano.
Onde a terra se acaba e o mar começa
E onde Febo reposa no Oceano.

Atrás vimos os limites sul, ocidente e oriente.
Acrescentemos um especial ao nordeste, terra gélida:
Lá onde mais debaixo está do pólo
Os Montes Hiperbóreos aparecem
E aqueles onde sempre sopra Eolo
E com o nome dos sopros se enobrecem
Aqui tão pouca força têm de Apolo
Os raios que no mundo resplandecem
Que a neve está contino pelos montes,
Gelado o mar, geladas sempre as fontes.

A perífrase camoneana encontra-se ainda hoje consagrada em qualquer vulgar compêndio de geografia.
Concisamente, reza-se, ali:
Norte e Ocidente, Oceano Atlântico,
Sul, Mediterrâneo,
Orientes, Montes Urales…

Saber se a tradição geográfica corresponde à cultural ou se, bem pelo contrário lhe é frontalmente oposta, dá matéria para mais intricadas lucubrações.
O poeta anteviu a dificuldade. De tal forma que leva onze estâncias a enumerar e referirr, apenas sintéticamente, a mescla de povos, crenças e ideias que cabem no mais pequeno, territorialmente falando, dos continentes: citas, lapões, rutenos, moscos, livónios, sarmatas, marcomanos ou polónios, saxões, boémios, panónios, traces, macedónios, gregos (e este simples nome encerra já toda uma enorme diversidade de sub ramos), dálmatas, os mil e um povos da Península Itálica, galos, britânicos, espanhóis…
E quanta a estes, há também uma larga diversificação:
O arragonês que se fez claro
Sujeitando Penelope inquieta
O navarro, os astures, que reparo,
Já foram contra a gente maometa:
Tem o galego cauto e o grande e raro
Castelhano a quem fez o seu planeta
Restituidor da Espanha e senhor dela:
Bétis, Leão, Granada, com Castela…

A União Europeia enfrenta assim uma dupla dificuldade: até onde vão os Iimites geográficos do Continente e quais os povos que autenticarnente se podem reclamar de portadores de uma cultura e tradições verdadeiramente europeias…
«Politique d’ Abbord – Reflexões de um Politólogo», opinião de Manuel Leal Freire

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Janeiro 2012
S T Q Q S S D
« Dez   Fev »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.140.667 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios