O Comando territorial da Guarda, da GNR, informou que no passado dia 28 de Novembro deteve um homem de 30 anos idade, residente nos Forcalhos, concelho do Sabugal, pela prática do crime de posse ilegal de armas.

A ocorrência teve na sua origem o recebimento de uma denúncia de ameaça de morte, o que levou os militares do Posto do Soito a uma intervenção imediata, identificando o suspeito, altura em que verificaram que o mesmo tinha no interior do seu automóvel, em cima dos bancos, uma arma de caça indocumentada, a qual foi apreendida. O detido foi presente ao Tribunal Judicial do Sabugal, que validou a detenção e marcou o respectivo julgamento em processo sumário para o dia 9 de Dezembro.
No mesmo dia a GNR de Vilar Formoso identificou um homem de 40 anos, residente nessa localidade, pela prática do crime de furto em residência. A identificação do suspeito ocorreu após ter sido apresentada queixa, dando conta de que um indivíduo encapuzado e armado com um revólver, que mais tarde se veio apurar ser de plástico, havia furtado vários objectos em ouro do interior de uma residência em Vilar Formoso. A acção imediata dos militares da GNR permitiu a recuperação e apreensão dos objectos furtados. O suspeito possui antecedentes criminais e está referenciado pela prática de furto em residências, tendo os factos sido participados ao Tribunal Judicial de Almeida.
No dia 3 de Dezembro a GNR efectuou duas operações de fiscalização a veículos de transporte de mercadorias com particular incidência nos que se destinavam à feira de Vilar Formoso. Foram fiscalizados 12 veículos, o que resultou na elaboração de três autos por crime de contrafacção de mercadorias sujeitas a cumprirem com as formalidades legais relativas ao Código da Propriedade Industrial (CPI) e apreendidas 542 peças (vestuário, calçado, perfumes, relógios) de diversas marcas conceituadas no mercado, com o valor total e presumível de 43.400 euros. Em consequência, foram identificados três indivíduos, residentes nos concelhos do Porto, Viseu e Castelo Branco como sendo os proprietários das mercadorias apreendidas.
plb

Anúncios