A federação distrital da Guarda do Partido Socialista (PS) remeteu aos quatro deputados da nação eleitos pelo círculo da Guarda duas petições, pedindo-lhes que se empenham em minorar as dificuldades sentidas pelas populações que residem no interior.

Electricidade

As petições assumem a forma de propostas, uma no sentido da harmonização e consequente redução das tarifas da água e outra defendendo a redução do preço da água e do gás natural para os habitantes do distrito.
As missivas endereçadas aos três deputados eleitos pelo PDS (Manuel Meirinho, Carlos Peixoto e Ângela Guerra) e ao que foi eleito pelo PS (Paulo Campos), têm a pretensão de expressar as preocupações crescentes da população do distrito.
A harmonização das tarifas da água em todo o território nacional foi um assunto muito ventilado na campanha eleitoral, altura em que o PS colocou on-line uma petição pública em defesa dessa ideia e contra o facto dos habitantes do distrito da Guarda pagarem tarifas mais elevadas do que aquelas que são cobradas em muitas cidades do Litoral.
Quanto á defesa de uma significativa diminuição no preço da electricidade e do gás natural, trata-se de uma discriminação positiva justificada pelo contexto de crise económica e social que o país atravessa e do agravamento do preço destes bens de primeira necessidade decorrente da decisão governamental de aumentar-lhes a taxa do IVA de 6% para 23%. Na petição do PS sobre este tema defende-se que a mudança na taxa do IVA cria uma situação extraordinariamente difícil para as famílias que residem no interior do país, nomeadamente devido ao clima rigoroso no Inverno, que obriga a um gasto extremamente alto de energia.
plb

Anúncios