No âmbito da geminação Foios – Eljas realizou-se, no passado sábado, dia 29, mais um magusto, castañada como dizem nuestros hermanos, na típica povoação vizinha de Eljas.

Tal como constava no programa às 15,30 horas as autoridades autárquicas deslocaram-se até à estátua do contrabandista onde foi depositada uma coroa de flores em homenagem aos nossos queridos antepassados visto que foi por eles que foi feita a geminação.
Às 16 horas o grupo de jovens de Eljas, designado por sevilhanas, exibiu-se ao mais alto nível.
Enquanto o grupo actuava os sapadores de Foios e os empregados del Ayuntamiento espalhavam as castanhas que, por sua vez, iam sendo cobertas pela respectiva caruma.
Após a actuação do grupo de sevilhanas os alcaldes deram ordem para que se pudesse pegar o lume à caruma.
Foi um espectáculo de alto nível o elevar das chamas que afastava algumas pessoas e aproximava outras visto que a tarde estava algo fresquinha.
Passado meia hora as castanhas estavam prontas tendo todas as pessoas cercado essa grande circunferência e recolhido em pratos, em sacos ou de qualquer outra forma, castanhas que eram comidas em grupo e mergulhadas no mel que cada pessoa havia colocado no seu prato.
Por outro lado viam-se também grupos de amigos junto das mesas onde havia os tradicionais pinchos que eram acompanhados pelo típico vinho de Eljas ou pela saborosa jeropiga que os fojeiros haviam levado.
Por volta das 20 horas estava tudo arrumado e a festa continuou pelos bares e discotecas das Eljas.
Para o ano haverá, certamente, mais apesar da crise.
Carlos