Olá Côa! Neste lugar olho para ti e parece que recebo mensagens do Universo.

(Clique nas imagens para ampliar.)

È difícil receber esta comunicação, e tenho que perceber o quê, quem me comunica ou quem me guia. Mas faço-o, e algo sinto…Invisíveis auto-estradas de sentimentos e atracões, sublime sexto sentido…?
Utopia minha Côa? Não. Lembras-te daqueles pré-históricos que andavam aqui á tua beira? E se lhes perguntássemos por um pequeno objecto (a que chamamos agora telemóvel) que envia mensagens escritas de pessoas para outras pessoas em todo o lado, o que é que eles não diriam…
Obrigado Côa!
«Paixão pelo Côa – fotografia», crónica de Carlos Marques
carlos3arabia@yahoo.com

Anúncios