O Turismo da Serra da Estrela comemora, em pareceria com outras entidades, os 130 anos da primeira expedição científica efectuada à Serra mais alta de Portugal, com a organização de um Workshop no dia 21 de Outubro, subordinado ao tema «Serra da Estrela – Ontem e Hoje».

A primeira expedição à zona montanhosa da Serra da Estrela foi realizada no ano de 1881, organizada pela Sociedade de Geografia e integrando diversos membros ilustres desta associação, nomeadamente o Dr. Martins Sarmento e o médico Sousa Martins. O objectivo da expedição era realizar uma exploração de bases científicas de uma das áreas mais inóspitas do país, até então pouco conhecida.
A iniciativa em memória da expedição vai acontecer no Auditório de Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE), sem Seia, decorrendo o período de inscrições até ao dia 18 de Outubro, limitadas ao número de lugares disponíveis.
Do programa desta-se o seguinte:
Às 09h30 acontecerá a abertura dos trabalhos, a que se seguirá a intervenção do presidente da Câmara Municipal de Seia, Filipe Camelo.
Falarão depois Jorge Patrão, presidente da Entidade Regional do Turismo da Serra da Estrela, e Jorge Mangorrinha, presidente da Comissão Nacional do Centenário do Turismo em Portugal.
Pelas 10 horas acontecerá a sessão plenária, com o desenvolvimento do tema: «A expedição científica à Serra da Estrela – 1881», apresentado por Helena Gonçalves Pinto, investigadora.
Às 10h20, o tema é «A geobotânica da Serra da Estrela», a cargo de Carlos Pinto Gomes, professor da Universidade de Évora.
Às 11h10 a temática será «A Serra da Estrela: o território – da percepção ao uso. os modos de vida e o ordenamento», intervindo Gonçalo Fernandes, da Escola Superior de Turismo e Hotelaria do IPG.
Às 11h30 o tema a abordar será «O potencial dos recursos naturais da Serra
da Estrela para os turismos de hoje», da responsabilidade de Carmo Lopes, do Instituto Politécnico de Coimbra.
Pelas 12h10 será projectado um filme sobre a Serra da Estrela.
De tarde, a partir das 14h30, far-se-á o percurso pedestre «Senhora. do Espinheiro – Senhora. do Desterro», em que poderá participar um máximo de 50 pessoas. Em alternativa realiza-se uma visita às instalações do CISE, Museu do Brinquedo e Museu Natural da Electricidade.
plb

Anúncios