No dia 27 de Setembro, o Núcleo de Investigação Criminal de Vilar Formoso, da GNR, efectuou uma busca domiciliária na Miuzela, concelho de Almeida, no âmbito de um inquérito por crime de violência doméstica, tendo apreendido uma arma de fogo ilegal.

Guarda Nacional RepublicanaA arma apreendida era uma caçadeira de calibre 12 mm, e junto com a mesma foram apreendidos 56 cartuchos do mesmo calibre.
Em consequência da busca, foi detido um indivíduo de 61 anos, residente naquela morada, por ter na sua posse a arma ilegal.
No mesmo dia 27 de Setembro, militares do Posto de Gouveia, detiveram um indivíduo de 81 anos, residente em Momenta da Serra (Gouveia), por crime de posse de arma proibida. Esta detenção ocorreu no âmbito de um inquérito por crime de ameaças, e na sequência de uma busca domiciliária, onde foi encontrada uma pistola de alarme de calibre 8 mm e 14 munições de calibre 6,35 mm.
O Núcleo de Investigação Criminal de Gouveia identificou ainda, no dia 28 de Setembro, um indivíduo de 29 anos, residente em Loriga (Seia), por suspeita da prática de vários crimes em estabelecimentos comerciais. O homem já estava a ser investigado há algum tempo e foram-lhe apreendidos diversos objectos furtados, designadamente seis relógios antigos, um fio de prata, 890 moedas antigas de colecção e ainda um «pé de cabra» que utilizava para práticar os crimes.
O comunicado informa ainda que no dia 2 de Outubro a GNR efectuou uma abrangente acção de fiscalização, tendo em vista verificar a legalidade do exercício da caça, com especial incidência no eventual recurso a meios e métodos contrários aos legalmente definidos.
Foram fiscalizados 21 veículos e 171 caçadores, o que resultou na elaboração de três autos de contra-ordenação por diversas infracções verificadas.
plb