You are currently browsing the daily archive for Sábado, 1 Outubro, 2011.

De madrugada, ainda lusco-fusco, ergui-me da enxerga e fui à corte desamarrar o macho, que depois aparelhei e carreguei com uma boa carga de fazenda.

Seguia agora pela tapada da Relha, com a besta de rédea. O animal andava com dificuldade, batendo os cascos no códão formado durante a noite. As encostas em redor branqueavam do sincilro pousado nas giestas e carvalhos. Era Janeiro, tempo em que o vento cieiro e as geadas faziam tremelicar toda a Beira. Mas eu era homem do frio. A vida de contrabandista e azemel não permitia sentar-me por muito tempo à roda do borralho. A azáfama era muita e não havia na redondeza feira ou mercado a que faltasse.
Meti pelo vale Carvalhão, em direituras de Vilar Maior. Quando entrei na antiga vila, já o Sol raiava derretendo a geada, pondo os campos a fumegar. Povoado adentro enfiei pela quelha onde tinha poiso o Tonho Varão, velho companheiro de ofício e de largas caminhadas, que me esperava para seguirmos de carava para o mercado da Malhada. À entrada do curral prendi a besta à argola de ferro chumbada na parede, abri a portaleira e ia a dar passo para dentro quando, para meu espanto, me caiu nos braços a mulher do Tonho, esbaforida e a berrar que nem uma vaca acabada de parir.
– Acode-me! Acode-me, ó Zé, c’o mê home me quer derrear!
Sem saber o que fazer com aquela massa de gordura agarrada ao cachaço, surgiu-me o marido com a cilha da burra na mão.
– Anda, meu grande estojo, que te faço a pele em tiras!
Avancei então dois passos, colocando o monte de banha atrás de mim, disposto a enfrentar a fera.
– Alto lá, Tonho! Se sou teu amigo, bem te aconselho: ao borracho mete-se-lhe a mão por baixo. Tens aqui um pedaço de mulher e passas o tempo a sová-la? Fêmea tão bela e valente não há outra na Raia!
– O quê? É uma desalmada! Só quer ressonar… O sol de alevanto e ela encafuada no ninho, tendo a vianda dos bácoros pra fazer. Anda cá, colandrona, que te faço as contas!
– Deixa, homem, se bem dorme melhor se conserva. Lembra-te que esta mulhar já te pariu três ganhões, que bem alimentou e educou. Deixa-os crescer e verás que valentões se vão fazer. Pensa lá Tonho, na sorte que Deus te deu…
Transtornado pelo que ouvia, o homem ficou quedo, dando mostras de não saber que fazer. E eu continuei a atacar-lhe, agora de falinhas mansas.
– Toma fé na tua vida. Isto é mulher de bom ventre, não a desmanches. Já apanhou porrada cabonde, e ainda te vai dar à luz mais uns catraios. E tu bem os precisas, para teu descanso!
De pouco em pouco, o Tonho Varão foi-se ficando.
Consegui convencê-lo de que aquele pedaço de unto era a melhor fêmea de toda a Raia.
Paulo Leitão Batista, «Aventuras de um velho contrabandista»

leitaobatista@gmail.com

Anúncios

A concepção teocrática do poder é naturalmente a mais antiga e também a mais lógica.

Manuel Leal Freire - Capeia ArraianaPara a Igreja Católica, o monarca, simples criatura de Deus, como qualquer outro homem, exerce legitimamente o poder enquanto servidor da mesma Igreja.
A soberania seria delegada por Deus na Igreja que, por seu turno, a delegava, numa casa reinante.
Assim se entendeu por toda a Europa Medieval, sendo indiscutivel que o Papa fora colocado por Deus acima dos reis e dos povos.
O conflito estalou quando Filipe-o-Belo, rei de França, declara que recebera o reino e o trono directamente de Deus, pelo que não reconhecia qualquer dependência face a Roma.
Bento VIII, que ao tempo se sentava no solio pontifício, lembrou-lhe que os reis só através da Igreja legitimam o poder, que só delegadamente exercem.
Esta divergência de concepções que se agitou nos anos de transição entre os séculos doze e treze da nossa era, passou a marcar, perturbando-o, o clima de relações entre as duas autoridades.
E sem vantagens para qualquer delas.
Mas, concitando a atenção de santos e sábios, São Tomás de Aquino ensina que se deve distinguir entre a essência do poder e o uso que dele se faça.
A essência é divina, o uso é do homem, que o pode exercitar bem ou mal, sendo certo, acrescenta o santo doutor, que só obriga a obediência o poder exercido com vista ao bem comum – em prol do comum, passou a consignar-se nos textos.
E, porque o pecado original nos tornou naturalmente maus e tendentes à desobediência ou mesmo à anarquia, torna-se necessário erigir um poder que assegure a ordem e proteja o fraco contra o forte.
Daí a necessidade dum governo.
Que governo?
A MONARQUIA
Dirão uns, porque:
I – é o regime mais natural – o mundo começou por ser governado por monarcas;
II – é o mais duradouro – as repúblicas só muito tarde se conseguiram afirmar e habitualmente por períodos curtos;
III – é o mais estável – durando toda a vida do soberano;
IV – é o mais barato, dispensando eleições e o pagamento de reformas, que têm de ser dignas da condição de ex-chefe de estado e portanto vultosas;
V – o que melhor e coaduna com o poder espiritual da Igreja Católica, praticamente a única com implantação em Portugal;
VI – os monarcas, educados catolicamente, têm uma mais perfeita noção do bem comum.
Poderá fazer-se a abordagem do problema por outras vias.
Um governo de sábios, preconizado pela Maçonaria, que abriu a porta, numa primeira fase á democracia igualitária de Rousseau, depois ao sectarismo jacobino, depois às varias utopias, a mais terrível de todas foi o marxismo-leninismo.
O problema de base é sempre o mesmo – a melhor concatenação do poder com a natureza humana – não o homem inocente, de Voltaire, nem o homem lobo de Hobbes.
Ora, a História mostra-nos que, no tocante a formas e métodos de governo se oscila indefinidamente entre a necessidade de reforçar o Estado para submeter o indivíduo ao interesse geral, e uma necessidade, igualmente imperiosa, de proteger o indivíduo dos abusos de autoridade, cometidos por outros indivíduos, alçapremados ao poder.
O perigo, o grande perigo, é a prevalência duma força, não controlada por razões morais, vício de que não podem sofrer as monarquias católicas.
«Politique d’ Abbord – Reflexões de um Politólogo», opinião de Manuel Leal Freire

O piloto de quad João Dias, natural dos Fóios e residente no Sabugal, encontra-se neste momento na terceira posição do campeonato nacional de Todo o Terreno (TT), tanto na classificação geral como na sua classe denominada de «open».

João Dias, que participa com uma Kawasaki KFX450R, encontrava-se na quarta posição e a subida de posto aconteceu depois de este ter feito um segundo lugar na geral e na classe na «baja» de Idanha-a-Nova, no passado fim de semana, nos dias 23, 24 e 25 de Setembro.
Na prova disputada na Idanha-a-Nova, o piloto Roberto Borrego desistiu por avaria no seu quad. Quem aproveitou foi Humberto Pinto, que conseguiu a vitória absoluta, com 6m53s de vantagem sobre o piloto raiano João Dias. Na luta pelo terceiro lugar, David Jacinto levou a melhor sobre Rafael Acúrcio, António Moreira, Nuno Rodrigues, Vítor Santos e João Brissos, este o melhor da classe «stock».
O campeonato Nacional de Todo-o-Terreno tem ainda duas provas por disputar. A próxima será o Raide de Góis, nos dias 8 e 9 de Outubro.
plb

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Outubro 2011
S T Q Q S S D
« Set   Nov »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.152.146 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios