Em 2010 a Associação Recreativa e a Junta de Freguesia da Moita-Jardim (Sabugal) organizaram a primeira semana cultural que se destacou pela sua originalidade (combinar a exposição de artistas locais de belas artes com as tradicionais actividades festivas e recreativas) e pelo franco sucesso de uma mostra do escultor Augusto Tomáz, cuja reputação já ultrapassou as fronteiras do país. A segunda edição da semana cultural – uma semana de arte e alegria – conta entre outros com os «Guardiões da Lua» da Quarta-feira.

Moita-Jardim - Sabugal

Sem divulgação nenhuma na comunicação social (por termos um pouco negligenciado esse aspecto), cerca de 500 visitantes, ou seja o triplo de habitantes que tem esta pequenina aldeia, vieram admirar as esculturas do artista que tem o seu atelier em Santo Estêvão.
O sucesso alcançado levou-nos a repetir a iniciativa que pretende valorizar artistas da região. Escolhemos para este ano, destacar no pavilhão da junta os pintores Joaquim Nabais (Benquerença) e Joaquim Augusto Capelo Mendes (Sto. Estêvão). Às obras destes dois criadores que têm em comum uma notável mestria da sua arte, justapor-se-ão os quadros de pintores amadores da Moita (Suzana Ladeiro, Ana Catarina Mendes, Palmira Travancinha), o artesanato de bijutaria de Raquel Campos, e uma amostra da fabulosa colecção de velharias de Joaquim Soares Reis.
A exposição insere-se no âmbito de uma semana de actividades que conta ainda com as exibições do Rancho Folclórico de Sortelha (dia 12), Grupo Coral do Sabugal e grupo de cantares Toca da Moura de Caria (dia 13), Grupo de adufeiros (dia 14), Grupo de cantares da Meimoa (dia 15), Grupo de teatro «Guardiões da Lua» (dia 16), concerto de acordeão (dia 17), noite de fados (dia 18).
Nesta terra pobre mas rica em paisagens, não faltará também para o prazer dos olhos e do coração uma caminhada pelo interior (domingo 14 às 8 da manhã).
Segue-se, nos dias 19, 20, 21, 22 a festa do Santíssimo Sacramento.
São assim ao todo 11 dias de animação com poucos meios mas grande ambição de qualidade para todos os gostos numa das aldeias mais pequenas do concelho. Os dados alarmantes do último censo (-40% de residentes) não devem alterar a nossa determinação para que residentes, migrantes e emigrantes guardem intacto o amor que têm pela terra.
Dar a descobrir artistas de qualidade da região é a nossa maneira de despertar os sentidos.
Para os forasteiros também abriremos as portas da igreja cuja restauração foi há poucas semanas saudada pelo bispo da guarda. As esculturas agora instaladas no adro, belas, intrigantes, modernas e um tanto provocadoras, que têm a assinatura de Augusto Tomáz, também merecem o desvio. A Moita Jardim conta agora com a fonte pública mais original da região, sem que tenha jorrado nenhuma polémica.
A inauguração da exposição está marcada para no sábado, dia 13 de agosto, pelas 18 horas, e poderá ser visitada todos os dias das 16.00 às 21.00 horas. Será sempre bem-vindo.
António Joaquim Nabais Moreno
(Presidente da Junta de Freguesia da Moita-Jardim)

Anúncios