You are currently browsing the daily archive for Quarta-feira, 20 Julho, 2011.

O Executivo Municipal do Sabugal, reunido hoje, elegeu um novo Conselho de Administração para a empresa municipal Sabugal+, agora presidido pela vice-presidente da Câmara, Maria Delfina Leal, e tendo por vogais o vereador do PSD Ernesto Cunha e Amândio Simão Pires.

Após o alerta do inspector da IGAL que está a auditar o Município, de que dois elementos do concelho de administração exerciam irregularmente funções, os vogais Vítor Proença e Fernanda Cruz, tiveram de solicitar a demissão dos cargos na empresa municipal, abrindo o caminho para a nomeação, em menos de dois anos, do quarto conselho de administração da Sabugal+.
O presidente da Câmara, António Robalo, voltou a optar por soluções dentro de casa, propondo para os lugares vereadores que já exercem funções a tempo inteiro, assim evitando pagar vencimentos pelas funções na administração da empresa. Apenas um dos novos elementos vem de fora da autarquia, tratando-se do professor do Ensino Secundário Amândio Simão Pires, que já foi membro da Assembleia Municipal, eleito nas listas do PSD.
Como atrás se disse, este é o quarto elenco nomeado pela actual Câmara para a direcção da empresa municipal, tendo os dois últimos conselhos de administração sido substituídos por irregularidades verificadas. Num dos casos por irregularidade no processo de votação no seio do Executivo, que levou ao pedido de demissão de Joaquim Ricardo do cargo de presidente da empresa, e, no outro caso, por incompatibilidade de funções de dois dos seus elementos, o que conduziu à demissão dos vogais Vítor Proença e Fernanda Cruz.
plb

Era uma vez um certo país longínquo, em cujo interior profundo havia uma pequena e antiga vila…

Cântaros e Bilhas

João Valente - Arroz com Todos - Capeia ArraianaI – Pranto de Alzira
A lua já se pôs,
As Plêiades também:
Meia-noite; foge o tempo,
E chora um mocho,
No silêncio do jardim.

Vem, meu amado.
Vem até este gracioso bosque de macieiras, onde a água fresca canta entre as raizes das árvores, e a trémula sombra da figueira desce um sono pesado sobre as minhas pálpebras.
Vem, meu amado.
Trancemos juntos multiflores coroas de ramos de sândalo e murta,
Que pomos em meus cabelos,
Vem, segreda-me palavras doces ao ouvido, e minha alma te ouvirá cativa e amorosa, e as nossas noites serão como os regatos tranquilos cobertos de flores primaveris, ou roseiras brancas, cujo perfume a brisa sopra docemente, em fragâncias doces ao olfacto;
E meus lábios serão teus lábios, meus cabelos serão os teus cabelos, como a raiz é da flor, a flor é da abelha e da abelha é do pólen.
Vem, decansa a cabeça nos meus seios, bebe a doçura da minha boca, que eu sou o mel de que teus lábios gostam.
Vem, amado do meu coração!
Vem; vem, que toda eu te quero!
Vem; procura o calor das minhas coxas,
Que começam a estremecer;
E verás como, chamando-te com as minhas mãos, e puxando-te para o meu leito, um fogo urgente me sobe pela carne, um frio suor me recobre;
E como, no transporte doce da minha alma,
Sacudindo os cabelos orvalhados de estrelas,
Pálida, perdida, febril,
Um frémito me abalando…
O corpo se me arrepiando…
Respirando a custo…
Caio num langor profundo…
E morro.

Cai a lua, caem as plêiades;
Meia-noite; passa o tempo,
E eu, aqui deitada, sozinha,
Ouvindo o pranto do mocho,
Nada mais ouvindo que o pranto,
Morrendo de tristeza.

II – Fábula do Castelo
Era uma vez um certo país longíncuo, em cujo interior profundo havia uma pequena e antiga vila.
Nesta pequena vila havia um castelo; defronte desse castelo, um largo; deitando para o largo, varias casas; e numa dessas casas, um estabelecimento; nesse estabelecimento, passando-se um guarda-vento exterior, um andar térreo com dois cães e uma mulher franzina a receber os visitantes; e na cave, uma cozinha com sala anexa; e na sala um armário.
Era uma vez um certo país longíncuo, em cujo interior profundo havia uma pequena e antiga vila.
Nesta pequena vila havia uma câmara; na câmara uma empresa; na empresa um funcionário.
O funcionário da empresa da câmara da pequena vila do interior profundo do país longíncuo, avisou a senhora franzina que estava com dois cães no estabelecimento da casa do largo do castelo da pequena vila antiga do interior profundo desse país longíncuo, que um grupo de pessoas iam ver o armário que havia na sala da cave do estabelecimento da casa do largo do castelo da pequena vila antiga do interior profundo desse mesmo país longínquo.
A senhora franzina que estava com dois cães no estabelecimento da casa do largo do castelo da pequena vila antiga do interior profundo do país longínquo, esperou.
Inutilmente esperou, porque tudo não passou de uma partida do funcionário que havia na empresa da câmara da pequena vila do interior profundo de um país longínquo!

III – Mykonos
Sobe-se a rua estreita, ladeada de casas brancas com portadas e sacadas azuis, como é costume nas pequenas aldeias gregas, estendidas sobre as escarpas do mediterrâneo com águas de azul intenso.
Num recanto, ao cimo dessa rua, um pequeno chafariz, cuidadosamente caiado, e uma bilha de duas asas, como as que havia nos chafarizes de algumas das nossas vilas alentejanas, convidando os viajantes a dessedentarem-se.
O barril da água, grego, tal como o alentejano, tem o mesmo feitio; e duas orelhas. O mais interessante é que os alentejanos, tal como os gregos, pegam-lhes pelas orelhas e dão-lhes um beijo, um beijo sequioso, quando querem beber.
Curiosamente, na antiga Grécia, uma forma carinhosa de cumprimento era dar um beijo na fronte e, ao de leve, puxar pelos lóbulos das orelhas.
A esta forma de beijar, davam os gregos o nome de «cytra», nome que puseram também, pela semelhança do beijo ao gesto de beber, a estes barris de duas asas:
«Chose curiose, les grecs avaient une façon a eux de s’embrasser. En déposant un baiser sur le front de la perssone aimée, on lui tirait, en meme temps les oreils, et ce baiser, qui nous paraitrait irrespecteux, reçut le nom dune vase à deux anses, la chytra», como refere W. Froenner, na Anthropologie des vases grecs, La chronique Medicale, n.º 6, 1926, pág. 165.
Num pequeno chafariz de Korfos, o mesmo sol abrasamdo a carne, a mesma luz âmbar à tardinha, a mesma água consoladora da fonte, a mesma bilha de duas asas; todo o Alentejo distante!
«Arroz com Todos», opinião de João Valente

joaovalenteadvogado@gmail.com

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.158.566 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES