You are currently browsing the daily archive for Segunda-feira, 11 Julho, 2011.

Na qualidade de Presidente da Junta de Freguesia de Foios não posso deixar de reconhecer o importantíssimo trabalho que a Dr.ª Delfina Leal, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Sabugal, está a desenvolver a nível da cultura.

José Manuel Campos - Presidente Junta Freguesia Fóios - Capeia ArraianaPenso, não tenho dúvidas, de que a Dr.ª Delfina pelo facto de também ser professora tem um especial carinho pelos mais diversos aspectos ligados à cultura.
A Dr.ª Delfina é uma pessoa com muita sensibilidade pelo que me atrevo a afirmar que é a pessoa certa para o lugar certo.
Através dos órgãos de comunicação social, sobretudo os regionais, tenho-me apercebido que a Dr.ª Delfina procura estar sempre nas mais diversas actividades que, felizmente, vão acontecendo na maioria das quarenta freguesias do nosso Município.
Nos últimos tempos, nos Foios, temos levado a efeito algumas actividades de índole cultural e a Dr.ª Delfina Leal tem feito um enorme esforço para nos poder ajudar, compreender e apoiar. Sabemos que nem sempre o dinheiro é a coisa mais importante. Pela parte que me toca posso afirmar que, por vezes, a presença e o reconhecimento já são uma forma de apoio.
Foi com muito prazer que hoje, segunda-feira, ao cumprimentar-me nos Foios, a ouvi proferir a seguinte frase: «Só já me falta trazer a cama para os Foios». Fiquei satisfeito porque tenho plena consciência das muitas actividades que por aqui vamos levando a efeito e que, a maioria delas, têm contado com a presença da Dr.ª Delfina.
Hoje, dia 11, segunda feira, a Dr.ª Delfina, acompanhada de uma outra pessoa também digna da nossa admiração e respeito, Dr.ª Ana Morgado, estiveram nos Foios para se juntarem a nós na recepção aos trinta jovens e dos dez monitores, que hoje iniciaram uma semana de actividades na nossa região.
A recepção foi feita no auditório de Foios tendo também estado presente o Director do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial, José Luis, visto que esta actividade é promovida por este Agrupamentos – AECT – Duero-Douro.
Reconheço, então, publicamente o trabalho desenvolvido pela Dr.ª Delfina e espero e desejo que não se canse. Pela parte que me toca e para que a Dr. ª Delfina ainda se possa motivar mais e mais aqui deixo este testemunho.
Obrigado Delfina. Não te canses e não permitas que nos cansemos.
«Nascente do Côa», opinião de José Manuel Campos

(Presidente da Junta de Freguesia de Foios)
jmncampos@gmail.com

Anúncios

Hoje o Casteleiro terá à volta de 400 e poucos habitantes. Há 10 anos tinha 504. Mas em meados do século XVIII tinha 525. Uma realidade no mínimo digna de nota. Essa e muitas outras informações constam de documentos de que tive conhecimento recentemente.

Estava-se em Abril de 1758. Os serviços da Monarquia orientados pelo Marquês de Pombal fizeram uma impressionante recolha de dados sobre as terras e as gentes de todo o País. As informações sobre o Casteleiro são muito interessantes. Constam das «Memórias Paroquiais do Castelleyro». Assina o Relatório o pároco da terra: «Manuel Pires Leal, Cura deste dito lugar».
Trago aqui alguns desses dados que considero de maior interesse para o leitor do «Capeia».
Demografia – Número de casas: 152. Habitantes: 525. Destes, 103 eram crianças muito pequenas «que ainda não se confessam» – presumo que isso significa: crianças com menos de 7 anos.
Geografia – O Casteleiro «está fundado num vale». As respostas do Cura dão imenso relevo a duas serras (Opa e Preza) – esquece a Serra da Vila, vá-se lá saber porquê – e, sobretudo, às linhas de água (uma ribeira calma e três ribeiros agitados: «A ribeira em si corre quieta mas os tais ribeiros que nela se metem correm algo tanto arrebatados»). Esta insistência nas linhas de água, quanto a mim, deve ser relacionada com a importância da água na alimentação e na produção agrícola. Outra questão relevante do ponto de vista do clima: eis uma frase que é um mimo e julgo digna de registo sobre as ditas serras: «O temperamento destas duas serras acima declaradas é frio mas saudável».
Economia – Deduzo das várias páginas de respostas do Padre Leal ao Marquês que o Casteleiro era um ninho de produtores de cereal / centeio. Nas encostas e nas baixas, longe e perto das casas: o autor das respostas refere repetidamente a produção de centeio. Pela alongada descrição das ribeiras e ribeiros, penso que toda a produção agrícola da época e da região seria muito importante: «Os frutos que nesta terra se colhem em maior abundância são centeio, vinho e azeite, castanha e linho» – afirma o Padre Leal. E mais adiante: «Criam-se nestas duas serras gado miúdo e caça de coelhos e perdizes». Há ali às tantas uma referência importante a «oliveiras» e até a ameeiros – o que ainda hoje é verdade. Uma nota: os serviços do Terreiro do Paço perguntavam «se há na serra minas de metais, ou canteiras de pedras, ou de outros materiaes de estimação». Resposta do padre: «Nada».
Mas em matéria de «indústria» o Padre Leal faz ainda uma importante referência às indústrias artesanais do Casteleiro daquela época: «Tem dentro do limite desta freguesia esta ribeira sete moinhos e três lagares de azeite, dois pizoins e algum dia teve também um tinte, porém hoje se acha demolido».
Organização religiosa – No Casteleiro havia uma igreja matriz e quatro ermidas. Havia ainda na Serra d’ Opa uma capela de Santa Ana, onde este povo fazia algumas romagens por ano. Em termos religiosos, esta terra é uma anexa da igreja de Sortelha, Bispado da Guarda.
Organização política e administrativa – Pertence ao concelho de Sortelha, Distrito de Castelo Branco, Província da Beira.
Organização judicial – O Casteleiro pertencia à comarca de Castelo Branco e «está sujeita aos juízes ordinários da vila de Sortelha». O que não admira, visto que, do ponto de vista administrativo, pertencia àquele Distrito e a este concelho. Só passou para o concelho do Sabugal e Distrito da Guarda com a Reforma Administrativa de Fontes Pereira de Melo de 1855.

Nota
Pode ler os textos escritos pelo Padre Manuel Pires Leal aqui, no sítio da Freguesia do Casteleiro.

«A Minha Aldeia», crónica de José Carlos Mendes

Embora esta crónica não esteja relacionada, directamente, com o concelho de Sabugal, não poderia deixar de a transmitir aos leitores do blog, uma vez que se trata de um facto verdadeiramente digno de nota.

Brigada Vítor Jara

João Aristides DuarteTrata-se de um concerto da Brigada Victor Jara, a que assisti, na Festa do Avante. Estávamos a 9 de Setembro de 1983.
Lá fui eu, o meu irmão e o Mestre Fernando Fernandes (aquele que produz obras de arte em ferro) à Festa do Avante. Na época a festa tinha lugar no Alto da Ajuda, em Lisboa.
Começámos por ver/ouvir a Judy Collins, os checos Olympik e, num palco pequenino, uns holandeses a tocarem e cantarem a «Grândola». Depois ainda vimos os «Cossacos de Kuban», um grupo da URSS que cantou o «Vira», em português.
Vimos a Brigada Victor Jara num palco pequeno e, mais tarde fomos para um dos palcos grandes, que ficava de costas para a Torre de Belém.
Nesse palco começaram por actuar os Roquivários («Cristina, não vais levar a mal, mas beleza é fundamental») e, talvez por erro da organização, seguiu-se a Brigada Victor Jara.
Não digo nada… Aquele público era constituído quase exclusivamente por alucinados… Tudo malta nova, só freaks, punks e assim … Muitos, muitos, uma multidão enorme… Tudo sentado… O local onde o público presenciava os concertos era tipo anfiteatro. Encontrei lá um rapaz que andou a estudar comigo no Sabugal, de Vale da Senhora da Póvoa (Penamacor), todo alucinado, também. Lembro-me de um outro com um capacete branco da Polícia Militar e muitos outros assim com esse estilo. Tudo a queimar muitos fumos, um ambiente altamente explosivo. Antes, ainda passámos perto dos bastidores e o Mestre Fernando conhecia o baterista da Go Graal Blues Band que era o Márito de Vale de Espinho e tinha tocado, antes, nos Spartak’s, o mais famoso conjunto dos anos 70, da Guarda. O Márito convidou o Mestre Fernando e quem o acompanhava a aparecer nos bastidores, onde havia comida à disposição.
Acabámos por não aparecer nos bastidores.
A seguir aos Roquivários a organização resolveu meter a Brigada Victor Jara, no palco. Aquele público queria era Rock. Estava tudo, mesmo, à espera da Go Graal Blues Band, com o Paulo Gonzo a cantar.
Começaram a atirar pedras à Brigada e, passadas duas músicas, a banda pára. Um dos músicos da Brigada Victor Jara vai ao microfone, manda umas bocas («a Festa do Avante não se faz com pedrinhas, isto dá muito trabalho») e a maioria do público continuava na mesma: ruidoso e a não ligar à música da Brigada Victor Jara.
Até que aparece alguém da organização no palco, que vai ao microfone e anuncia «Ou páram de ter esse comportamento, ou cancelamos o concerto da Go Graal Blues Band!!» A coisa lá acalmou e a Brigada conseguiu terminar o concerto. O concerto da Go Graal foi mesmo a loucura. O público presente estava nas suas «sete quintas». Mas, não há dúvida, que colocar a Brigada ali foi mesmo um erro de «casting».
Bastante exótico…
«Música, Músicas…», crónica de João Aristides Duarte

(Deputado da Assembleia Municipal do Sabugal)
akapunkrural@gmail.com

Na terça-feira, dia 12 de Julho, o Teatro Municipal da Guarda (TMG) apresenta no Pequeno Auditório, às 21h30, o «Filme Socialismo» do cineasta francês Jean-Luc Godard.

«Entre os passageiros de um Cruzeiro estão um criminoso de guerra, um filósofo francês, um representante da polícia de Moscovo, uma cantora americana, um polícia francês, uma ex-funcionária da ONU, um agente aposentado e um embaixador palestino. A discussão principal é a falência das ideologias de esquerda no século XXI.». Este é o ponto de partida para «Filme Socialismo», segundo uma pequena nota divulgada pelo TMG.
Polémico, Jean-Luc Godard é um dos maiores cineastas europeus, precursor da Novelle Vague.
Em Film Socialisme (título original) Jean-Luc Godard lança o seu discurso através de vários personagens, seguindo os ditames que caracterizam a chamada Nouvelle Vague como um dos principais movimentos cinematográficos da história.
O filme, editado em 2010, tem 101 minutos, e tem no elenco actores como Catherine Tanvier, Christian Sinniger, Jen Marc Stehlé, Patti Smith, Alain Badiou.
plb

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.140.316 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios