Alguns poemas populares alusivos às festas de São João, da autoria de Ilídio Gonçalves Clemente, natural da freguesia de Vale de Espinho, Concelho do Sabugal, a residir em Lisboa.

Carlos ClementeEstá chegando a grande festa
A festa de São João
É a maior festa da terra
Ninguém pode dizer que não

Nas vésperas chega o fogo
Toda a noite a rebentar
Chega também a filarmónica
Toda a gente vai dançar

Da capela para a igreja
Vai Santo António a se juntar
Cada um no seu andor
Cada um em seu altar

Essa noite é de alegria
e não vos digo mais nada
Logo ao romper da manhã
a música toca a alvorada

Há baile toda a noite
no nosso Largo das Eiras
Essa noite tudo dança
Tanto casadas como solteiras

Á noite lê-se a fama
Como é nossa tradição
Todos querem ouvir versos
na noite de São João

Esta festa de São João
Estamos todos a esperar
É a melhor festa da Terra
Disso nos podemos orgulhar

Este ano os mordomos não aceitaram
Que a festa fosse para a frente.
Quem aceitou fazer a festa
Foi o Sr. Carlos Clemente.

Ilídio Gonçalves Clemente

Advertisements