You are currently browsing the daily archive for Quinta-feira, 7 Abril, 2011.

O Interior do país «nunca esteve tão bem em termos de atenção e de investimentos concretos, como está agora», disse ontem no Sabugal, o Secretário de Estado da Administração Local, José Junqueiro, no decurso de uma visita a este concelho do Interior de Portugal.

O secretário de estado visitou no dia 6 de Abril as instalações da Câmara Municipal do Sabugal, onde cumprimentou jovens que ali estagiam ao abrigo do programa de estágios de jovens licenciados na administração local.
José Junqueiro reconheceu que a autarquia sabugalense é um bom exemplo para o país, por ter aderido a este programa. São cinco os jovens estagiários, sendo apenas um do Sabugal, sendo os outros quatro de Trancoso, Aveiro, Covilhã e São João da Madeira.
«É este o espírito do programa», salientou o governante à agência Lusa, referindo que a intenção é justamente permitir que «todos os jovens de Portugal pudessem concorrer para todo o lado», com a colaboração das autarquias locais. Referiu ainda que muitos jovens «já estão colocados mas encontramos algumas resistências em alguns Municípios, exactamente porque aqueles candidatos que foram seleccionados não pertenciam à área do Município».
Na deslocação ao Sabugal, José Junqueiro também visitou o Balcão Único da Câmara Municipal e assistiu à apresentação de propostas de reestruturação de Serviços Municipais e de regeneração urbana.
Segundo o Secretário de Estado da Administração Local, o mais significativo é que «os investimentos, os maiores, os mais qualificados, na educação, na segurança social, ou na saúde, são os maiores dos últimos 100 anos».
José Junqueiro aproveitou para enaltecer a governação de José Sócrates no referente às políticas voltadas para o Interior do País: «Não há memória em Portugal, não há comparação possível, quer em matéria dos investimentos, quer em matéria do conceito».
Para justificar a afirmação deu o exemplo dos apoios disponibilizados para as 27 instituições particulares de solidariedade social do concelho do Sabugal, que atingem os 4,4 milhões de euros anuais.
Em relação ao Balcão Único, declarou à Lusa que «é um exemplo da modernização administrativa promovida pelo Governo em colaboração com as autarquias locais» e representa «uma oferta de simplificação» de serviços para o público, ao qual as Câmaras Municipais estão a aderir, como aconteceu em relação às Lojas do Cidadão.
plb (com Lusa)

Anúncios

O Ministério das Obras Públicas Transportes e Comunicações anunciou ter anulado a introdução de portagens nas SCUT, prevista para o dia 15 de Abril, dentre as quais se incluíam as auto-estradas A23 e A25, que servem a Guarda.

O governo explicou que a introdução de portagens por um governo de gestão seria inconstitucional, conforme um parecer do Centro Jurídico da Presidência do Conselho de Ministros, sendo esta a razão da suspensão.
«Nos termos da Constituição, um Governo de gestão só pode praticar os actos estritamente necessários à gestão dos negócios públicos», pelo que «a aprovação de um decreto-lei para introduzir novas portagens nas SCUT e definir o respectivo regime de isenções e descontos, alterando consequentemente os termos das concessões em vigor, ultrapassaria esse limite constitucional», refere o comunicado do ministério, para fundamentar a medida.
Porém os movimentos de contestação às portagens não receberam a decisão de forma efusiva, embora o movimento contra portagens na Beira Interior acredite na revogação do pagamento.
«A suspensão das novas portagens permite reavaliar todo o processo, tendo em atenção a falta de recursos e alternativas no interior», declarou à RTP Luís Veiga, porta-voz do movimento que reúne empresários dos distritos de Viseu, Guarda e Castelo Branco, que acredita que a reavaliação vai conduzir à revogação da lei.
«Independentemente de se poder legislar, deve considerar-se que não é constitucional que os condutores paguem numa via, não tendo uma estrada alternativa gratuita, como acontece nas auto-estradas do interior», sustentou ainda o empresário.
Já José Rui Ferreira, porta-voz das comissões de utentes da A28, considera, em declarações à Lusa, que o adiamento na introdução de portagens nas auto-estradas SCUT do Algarve, Beira Interior, Beiras Litoral e Alta e Interior é «uma espécie de filme em reposição». Em defesa desta tese, lembrou que as portagens na Costa da Prata, Grande Porto e Norte Litoral também «foram adiadas três vezes», até serem implementadas, em Outubro de 2010. O líder do movimento, que integra também elementos da A41, A42 e A29, sublinhou que a suspensão das portagens que estava marcada para o próximo dia 15 se deve ao facto de existir «tanta contestação em torno desta questão».
É evidente que «as circunstâncias políticas também condicionaram esta decisão», mas «as portagens só vão travar, ainda mais, o crescimento económico nas regiões onde foram introduzidas», defendeu.
Embora ciente que a luta continuará em breve, José Rui Ferreira considera que «As portagens nas SCUT são uma realidade, mas não um facto consumado.
plb

«Fantasia Lusitana» é um excelente retrato de Portugal. E vê-lo nesta altura, em que somos iludidos por todos, sejam os governantes ou os mercados (sejam eles quem forem), foi o mais indicado.

Pedro Miguel Fernandes - Série B - Capeia ArraianaO documentário é de 2010, mas tive oportunidade de o ver este fim-de-semana no âmbito do Festival Panorama, dedicado ao cinema documental feito em Portugal, onde o destaque foi dado a um punhado de filmes realizados no pós-25 de Abril. Pegando sempre em imagens de arquivo, o realizador João Canijo conseguiu em «Fantasia Lusitana» mostrar dois países diferentes: um visto pelos olhos da propaganda da ditadura liderada por Salazar e outro visto pelo olhar de três estrangeiros que passaram por Lisboa durante a época retratada no filme.
O período em causa é o da II Guerra Mundial, conflito em que Portugal se manteve ‘neutro’. Esta neutralidade foi aproveitada até ao expoente máximo pelo regime para mostrar o papel que Salazar teve para nos deixar fora do conflito que estava a destruir a Europa. Quase como o actual primeiro-ministro tentou fazer para nos afastar do FMI, ou da ajuda externa, como gostam de lhe chamar.
Fantasia Lusitana - João CanijoSem narração actual, ou seja, Canijo aproveitou apenas o som dos filmes de época recolhidos, este é quase um país das maravilhas, onde as contas públicas estão em ordem, e que mesmo em tempos difíceis é capaz de organizar uma Exposição do Mundo Português que demonstra que Portugal está acima de qualquer guerra. Mas a cena do lançamento da nau Portugal, que afunda assim que é lançada às águas, já é um prenúncio que nem tudo estava bem.
O outro país é narrado por três refugiados que passaram por cá durante a II Guerra Mundial, quando Lisboa servia de plataforma de entrada e saída para melhores destinos. E a imagem que estes três estrangeiros – Antoine de Saint-Exupéry, o escritor de «O Principezinho», Alfred Döblin, o autor de «Berlin Alexanderplatz», e Erika Mann, filha de Thomas Mann, – aproxima-se mais da dura realidade. Um país pobre, com uma população pouco escolarizada e onde os refugiados se vêem presos e têm de enfrentar duras condições.
Numa altura em que voltamos a sofrer na pele uma crise bastante complicada, «Fantasia Lusitana» quase que pode ser visto como um grito de alerta para o que se está a passar, quando muitos nos tentam convencer que as coisas não estão tão difíceis como parecem e nos iludem com falsas mensagens de que tudo está bem. E poucas vezes um filme centrado num passado mais ou menos longínquo conseguiu ser tão actual.
«Série B», opinião de Pedro Miguel Fernandes

pedrompfernandes@sapo.pt

Já são conhecidos os 70 pré-finalistas do concurso «7 Maravilhas da Gastronomia Portuguesa». Nesta fase do concurso foram apurados os 10 pratos mais votados por categoria. A maior iguaria do Mundo – o Bucho Raiano – ficou de fora na categoria «Carnes». Não sabem o que perdem.

7 Maravilhas Gastronomia Portugal - Juri

ENTRADAS
ALHEIRA DE MIRANDELA – Trás-os-Montes e Alto Douro
BÔLA DE LAMEGO – Trás-os-Montes e Alto Douro
BOLO DE CACO – Madeira
ESPARGOS COM OVOS – Beira Interior
LAPAS DA MADEIRA – Madeira
MUXAMA DE ATUM – ALGARVE
PASTEL DE BACALHAU – Lisboa e Setúbal
PEZINHO DE COENTRADA – Alentejo
PRESUNTO DE BARRANCOS (DOP) – Alentejo
QUEIJO SERRA DA ESTRELA (DOP) – Beira Litoral

SOPAS
AÇORDA À ALENTEJANA – Alentejo
CALDO DE CASCAS – Trás-os-Montes e Alto Douro
CALDO VERDE – Entre Douro e Minho
CANJA DE BORREGO – Beira Interior
GASPACHO COM CARAPAUS FRITOS – Alentejo
SOPA DE PEDRA – Estremadura e Ribatejo
SOPA DE CAÇÃO – Alentejo
SOPA DE CASTANHAS – Madeira
SOPA DE PEIXE DA FIGUEIRA – Beira Litoral
SOPAS DO ESPÍRITO SANTO – Açores

MARISCO
AMEIJOAS À BULHÃO PATO – Lisboa e Setúbal
ARROZ DE MARISCO – Estremadura e Ribatejo
CAMARÃO DA COSTA DA FIGUEIRA – Beira Litoral
CAVACO COZIDO COM MOLHO VERDE – Açores
CRACAS COZIDAS – Açores
LAPAS GRELHADAS DOS AÇORES – Açores
MARISCADA DE SESIMBRA – Lisboa e Setúbal
OSTRAS DO SADO – Lisboa e Setúbal
PERCEBES DE ALJEZUR – Algarve
XARÉM COM CONQUILHAS – Algarve

PEIXE
AÇORDA DE BACALHAU – Alentejo
AÇORDA DE SÁVEL – Lisboa e Setúbal
ARROZ DE LAMPREIA – Entre Douro e Minho
ARROZ DE LINGUEIRÃO – Algarve
BACALHAU À BRAZ – Lisboa e Setúbal
BACALHAU À GOMES DE SÁ – Entre Douro e Minho
BACALHAU À ZÉ DO PIPO – Entre Douro e Minho
BIFE DE ATUM À MADEIRENSE – Madeira
POLVO ASSADO NO FORNO – Açores
SARDINHA ASSADA – Lisboa e Setúbal

CARNE
ALCATRA DA ILHA TERCEIRA – Açores
ALHEIRA DE MIRANDELA C/ GRELOS SALTEADOS – Trás-os-Montes e Alto Douro
CHANFANA – Beira Litoral
COZIDO À PORTUGUESA – Lisboa e Setúbal
COZIDO DAS FURNAS – Açores
ESPETADA DE CARNE DE VACA EM ESPETO DE PAULO DE LOURO – Madeira
LEITÃO DA BAIRRADA – Beira Litoral
MIGAS ALENTEJANAS – Alentejo
POSTA MIRANDESA – Trás-os-Montes e Alto Douro
TRIPAS À MODA DO PORTO – Entre Douro e Minho

CAÇA
ARROZ DE POMBO BRAVO COM HORTELÃ – Alentejo
COELHO À CAÇADOR – Beira Litoral
COELHO DO PORTO SANTO À CAÇADOR – Madeira
EMPADA DE COELHO BRAVO COM ARROZ DE PINHÃO E PASSAS – Alentejo
FEIJOADA DE JAVALI – Trás-os-Montes e Alto Douro
JAVALI NO POTE COM CASTANHAS – Trás-os-Montes e Alto Douro
PERDIZ À ALGARVIA – Algarve
PERDIZ À CAÇADOR – Madeira
PERDIZ DE ESCABECHE DE ALPEDRINHA – Beira Interior
TORDOS FRITOS OU FRITADA DOS PASSARINHOS – Trás-os-Montes e Alto Douro

DOCES
ANANÁS DOS AÇORES (DOP) – Açores
BOLO DE MEL – Madeira
DOM RODRIGO – Algarve
ENCHARCADA DO CONVENTO DE SANTA CLARA – Alentejo
OVOS MOLES DE AVEIRO (IGP) – Beira Litoral
PÃO DE RALA – Alentejo
PASTÉS DE TENTÚGAL (IG) – Beira Litoral
PASTEL DE BELÉM – Lisboa e Setúbal
PUDIM ABADE DE PRISCOS – Entre Douro e Minho
SERICAIA /CERICAIA / SERICÁ – Alentejo

O património gastronómico português é riquíssimo e todas as nomeações concursais são discutíveis mas na lista dos 70 pré-seleccionados as regiões não estão representadas em pé de igualdade. A região de Trás-os-Montes e Alto Douro surpreende pela capacidade demonstrada em colocar vários pratos em diferentes categorias. Como curiosidade regista-se a Alheira de Mirandela em duas categorias: «Entradas» e «Carnes». Salta igualmente à vista a ausência na lista de muitos pratos tradicionais: caldeiradas de peixe e à fragateiro, ensopado de enguias, francesinhas, arroz de cabidela, cataplanas, carne de porco à alentejana, arroz doce e… o Bucho Raiano.
Viva o Bucho Raiano da Beira Alta!

jcl

No dia 3 deste mês comemorou-se o bicentenário da Batalha do Gravato ocorrida durante a 3ª Invasão Francesa.

Ramiro Matos – «Sabugal Melhor»Durante três dias, e digo três dias porque na sexta-feira, dia 1, o Professor Adérito Tavares proporcionou a largas dezenas de alunos das nossas escolas um contacto com a história sabugalense, numa iniciativa a todos os títulos louvável.
A larga adesão dos sabugalenses nas iniciativas de sábado mostra que existe uma grande vontade de conhecer a história do nosso Concelho.
Merece realce nessa tarde a qualidade dos dois livros apresentados, um, «A Batalha do Gravato» da autoria de Manuel Morgado (embora nascido em França, sabugalense de adopção e de querer), e Marques Osório, arqueólogo do Município do Sabugal; e o segundo, «Sabugal e as Invasões francesas», da autoria dos conterrâneos Paulo Leitão Batista e Joaquim Tenreira Martins, a que se associou o historiador militar Manuel Francisco Mourão.
Igualmente realce para as intervenções seguintes que prenderam os assistentes, muitos deles, como eu, sem um conhecimento profundo do que se havia passado há 200 anos.
Mas se esta parte, diga-se mais cultural, foi importante, igual ou maior importância teve a ida ao local da batalha no domingo e, sobretudo, a inauguração de uma peça escultórica de arte pública, da autoria do escultor Augusto Tomás, natural de Santo Estêvão. Vale a pena a próxima vez que forem ao Sabugal irem à rotunda de saída do Sabugal para a Guarda e admirarem a escultura, pois a mesma é de grande qualidade.
Foram momentos significativos e, estou certo que todos os que assistiram sentiram orgulho em serem descendentes das mulheres e homens que, duzentos anos antes, souberam reagir ao invasor e, sobretudo, souberam encontrar os caminhos para recuperar da destruição e miséria em que ficaram após a derrota e expulsão dos franceses.
É esta a fibra de que somos feitos e por isso continuo a acreditar que saberemos encontrar os caminhos para sairmos da situação difícil em que o Concelho do Sabugal se encontra hoje.
Que o exemplo dos nossos avoengos nos sirva de motivação para construirmos, todos, um Sabugal melhor!
«Sabugal Melhor», opinião de Ramiro Matos

(Presidente da Assembleia Municipal do Sabugal)
rmlmatos@gmail.com

A Urtiga é, no âmbito das plantas silvestres, uma planta das mil virtudes. Conhecida por vezes como «erva menor» por criar comichões quando tocada, a Urtiga (cientificamente conhecida por Urtica Dióica) tem imensas aplicações e, tradicionalmente, aquela que era mais vulgar, a utilização na parte alimentar, sobretudo em épocas de maior fome, em que se recorria à Urtiga para suplantar eventuais carências alimentares e falhas da produção agrícola.

Confraria Urtiga - Fornos Algodres

«Há alguns anos, um grupo de amigos começou a preocupar-se com a perda significativa dos saberes e das vivências ligadas ao campo, às plantas e criaram-se as Jornadas de Etnobotânica com almoços temáticos. Foram feitas várias incursões por outros ramos, por outras plantas, mas tivemos finalmente de render-nos à questão da Urtiga, pelas vantagens e todas as qualidades em termos alimentares que a planta apresenta e pela versatilidade que ela tem em termos de potencialidade gastronómica”, recorda Manuel Paraíso, grão-mestre da Confraria da Urtiga que tem sede em Fornos de Algodres.
Com a Urtiga pode fazer-se tudo, é uma planta versátil, muito simples em sabor, de fácil abordagem numa entrada, numa sopa, num prato de bacalhau e eventualmente uma sobremesa.
Manuel Paraíso refere, como exemplo, a Sopa de Urtigas à Moda da Confraria baseada na sopa ou caldo tradicional da Urtiga que se fez evoluir um pouco e foi candidato ao Festival das Sopas de São Paio, organizadas pela ADRUSE – Associação de Desenvolvimento Rural da Serra da Estrela, onde obteve o prémio da melhor sopa do festival.
Manuel Paraíso chama a atenção para o facto de a Urtiga já antes ter sido preparada e consumida, nesta como noutras regiões do país, onde se conhecem o «esparregado de urtigas», o «caldo dos pobres» e o «caldo de urtigas».
A Confraria esta apostada em levar a Urtiga de Fornos de Algodres além-fronteiras, pelo que se esteve já presente por duas vezes no Festival da Urtiga em França e onde, este ano, vão ser apresentados pela Confraria alguns produtos confeccionados com urtiga e promover também o concelho de Fornos de Algodres, pelo que será levado Queijo Serra da Estrela, um dos ex-libris do concelho e da região.
Em 9 de Abril a Confraria da Urtiga estará presente no Festival Gastronómico de Verin (Galiza-Espanha) a que concorre com o prato «Bacalhau com migas e pasta de urtigas».
aps (com Gabinete de Imprensa da C. M. Fornos de Algodres)

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Abril 2011
S T Q Q S S D
« Mar   Maio »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.140.316 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios