A passar por uma fase positiva, nos últimos seis encontros apenas perdeu um, a equipa de futsal da Rapoula do Côa, recebeu e venceu a Guarda Unida por 6-5. Apresentaram-se no Pavilhão Municipal do Sabugal, para disputar a 20.ª jornada, duas equipas desfalcadas, quer por castigos quer por lesões. Embora a equipa oriunda da Guarda fosse a favorita, dada a sua classificação na tabela, a equipa da Rapoula do Côa, aspirava em vencer pois jogava em casa. No final a união mais forte foi da equipa da casa que venceu por 6-5.

Futsal - Rapoula do Côa

Nos primeiros minutos assistiu-se a um jogo de ritmo baixo e com pouca vivacidade! Mesmo assim, foi João Luís a quebrar essa monotonia e a inaugurar o marcador. Foi o clique para um jogo mais dinâmico! A jogar em casa, a equipa da Rapoula do Côa, assumia o domínio do jogo e os ataques à baliza, não sendo de estranhar, novo golo, marcado por Hugo Fernandes, aproveitando da melhor forma, a superioridade numérica no ataque.
Às investidas tímidas da equipa da Guarda Unida, respondia a equipa local através de remates sucessivos, tendo mesmo alcançado o terceiro golo por intermédio de Sérgio Pinto, após jogada individual sobre a ala.
Acumulava faltas a equipa da casa e na sequência de um livre a Guarda Unida, reduz para 3-1, por Mina. Segundos depois chegava o intervalo.
Numa segunda parte, assistimos a um jogo atípico, tendo em conta as oportunidades de golo e o resultado final.
Entra melhor a equipa local, mais rematadora e muito mais dinâmica, chega facilmente ao 4-1 por João Luís e aos 5-1, novamente por João Luís, a coroar uma excelente exibição com hat-trick.
Talvez pela diferença de golos registada até ao momento, a equipa da casa, baixa um pouco de rendimento e, por sua vez, a equipa visitante ganha mais força e consegue reduz para 5-2. Assiste-se ao melhor momento da equipa da Guarda Unida no jogo, superiorizando-se quer nas acções quer em golos, reduzindo em poucos minutos para 5-3 e 5-4.
Num jogo virado de pernas para o ar, é Hugo Fernandes que volta a repor alguma tranquilidade ao jogo ao fazer o 6-4, numa bela jogada individual.
Volta novamente a equipa da casa a acumular a quinta falta e mais tarde o guardião David Praça evita o golo da Guarda Unida, na sequência de um livre de 10 metros.
Já se esperava pelo apito final, quando a Guarda Unida reduz para 6-5.
Perante um adversário que nunca se deu por vencido a equipa raiana foi uma justa vencedora, num jogo em que podia ter vencido por uma margem maior.
Marco Capela