You are currently browsing the daily archive for Sexta-feira, 11 Março, 2011.

Teresa Duarte Reis - O Cheiro das Palavras - Capeia ArraianaA adesão em força à cerimónia do II Capítulo de Entronização na Confraria do Bucho Raiano prova que a Raia está viva, mesmo que extravase para lá das suas fronteiras físicas. Podemos entender como o povo raiano, mesmo estando longe, tem o coração na sua terra. Não há dúvida que um evento colorido, rico em convívio e degustação, anima as gentes e os povos que, pela distância, estão ávidos de receber. O contacto com elementos das várias Confrarias traz-nos a riqueza da partilha, a alegria da festa. E, como vou fazendo sempre, trago em poema o pulsar dos participantes, o desenrolar dos acontecimentos.

FESTA DO BUCHO RAIANO


No Auditório Municipal
Teve início o evento
O duo das concertinas
Tocando Eugénia Lima
Chamou-nos para a festa
Que descontrai e anima.

O Grão-mestre dava o toque
Em cada momento o fez
Para que tudo corresse
Sem haver grande paragem
E distinguem individualidades
Em merecida homenagem.

O Presidente Robalo
Com título de cavaleiro
Lembra como a gastronomia
Revela os hábitos locais  
Alia os produtos agrícolas
Com as heranças culturais.

Falou com viva emoção
E declarou aos presentes
Que a Câmara tudo fará
Para que o bucho do Sabugal
Fique entre as 7 maravilhas
Gastronómicas de Portugal.

As Confrarias gastronómicas
São elemento importante
Na defesa dos produtos
Ou na sua projecção
E a Câmara apoia produtores
Que promovam região.

O Padre Manuel Dinis
Fez um estudo bem completo
Sobre Confrarias / Irmandades
Que da Idade Média viriam
Promovem o culto católico
E os pobres protegiam.

As festas e procissões
Que faziam os confrades
Eram o momento único
De convívio social
Pelos trajes e estandartes
E por todo o ritual.

Hoje são consideradas
Património Nacional
Com os benefícios do encontro  
Cultura viva de tradições
E saberes acumulados
Ao longo de gerações.

E antes que todos jurassem
Proteger o Bucho Raiano
Felicitou a Confraria
A Deus pediu protecção
«Aquilo que é bem feito»
Tem que ter de Deus sua bênção.

João Luís Vaz, orador
Recorda espectáculo da matança,
Mas vai mais longe na história
P´ra ler Lição de Sapiência
«O porco é tesouro»
Às Senhorias, pede licença.

Fala de ritual colectivo
De prazer individual.  
Chamuscado o animal
Aberto o porco, vês teu corpo
«É mesmo como a gente,
Tirada a alma», diz o povo

Recordou que a festa da mesa
É algo de mágico / religioso
Ali se invocam os deuses
Onde o principal desse rito
É a comunhão do pão e vinho
Como Jesus tinha dito.

Ainda hoje se reza à mesa
Recordando a Grécia antiga
Comer juntos vem dos romanos
E a todos convidar
Em muitos banquetes festivos
Para comer, comemorar.

Mais nos disse que na zona
Cabeço das Fragas ou Lamas de Moledo
Era sacrificado às divindades
Um porco de cobrição
Isso mostra a importância
Que teria esta função.

Morcelas, farinheiras, chouriço
Salgadeiras recordar
A defender identidade raiana
E o bucho a defender
Será tão antigo como o fumeiro,
Produtos de colectivo prazer.  

E o Senhor Governador Civil
Que tem divulgado estas terras
Seus costumes, suas gentes
Está feliz como é dever
Honrado pela Confraria  
E foi por bem merecer.

Doutor Leal Freire, poeta
E douto homem de letras
Disse sem papas na língua
E falando lá do fundo
Que o nosso Bucho Raiano
É o melhor de todo o mundo.


Falámos com mais confrarias
Que nos honraram nesse dia
E diz Alexandra Cardoso
Da Confraria do Medronho
Que Sabugal é terra airosa
E o seu traje? Era de sonho!

Da Confraria Cão da Serra (da Estrela)
Foi Chanceler que afirmou
Estamos em começo, a aprender
Para definir, organizar
E assim poder com beleza
O 1.º Capítulo realizar.

Vinha esta confraria
Muito bem representada
Ouvido o Nelson de oito anos
Que anda na escola da Bendada
Diz que seu pai é pastor
Rebelhos, sua morada.

Também esteve a Chanfana
E o representante gostou
O mesmo para o Baronário de Avintes
Que assim reforçou
A Confraria promove o Sabugal
E o evento elogiou.

Confraria da Cereja
Tenta sempre estar presente
Em todas as confrarias
Para defender região
O bucho é quase vizinho
Da cereja do Fundão.

Diz a Telma entusiasmada
Em procurar novos mercados
Dar a conhecer as riquezas
Defender estes valores
Objectivos das Confrarias
Em apoiar produtores.

Filomena Pinheiro
É a primeira vez que vem
P´ra zona do Sabugal
E fê-lo com muito gosto
Foi muito bem acolhida
E feliz por estar connosco

É Santa Maria da Feira
Que vem com sua fogaça
E traje bem pitoresco
Gostaram da recepção
Por gente muito simpática
Como é o povo beirão.

Nuno Alegria do Azeite
Disse de sua justiça
Desta vez calhou-lhe a ele
A vir ao Sabugal
Terra de gente simpática
Sentiu-se bem, afinal.

Madeira também aqui esteve
Ivo Caldeira falou
Gente amiga, paisagem magnífica
Foi assim que ele afirmou
Num sorriso bem-disposto
Foi o que comunicou.

Local Visão sempre connosco
Faça chuva ou faça sol
Sempre que vá promover
Riquezas do Sabugal
Do Interior ou outros pontos
Das gentes de Portugal.

O Chanceler da Confraria
Está feliz por apostar
Num Projecto que está vivo
E aqui se pode afirmar
Pela adesão de Confrades
Que o vieram confirmar.

«Vamos pelo bom caminho»
Neste momento está provado
Contra ventos e marés
Não temos hesitações
Pela defesa do bucho
E das nossas tradições.

Para fechar com balanço
Quisemos ouvir o Zé Carlos
Que serviu de moderador
Em cada ponto de partida
Apesar da responsabilidade
Estava feliz à saída.

«Foi bom virmos ao Soito
Terra igualmente importante
Que devemos privilegiar»
E a Raia promover
Alargar os horizontes
P´ras Confrarias receber.

Considera muito importante
Levar a Raia mais longe
E esta é a altura certa
Trazer gente ao Sabugal
P´rós roteiros gastronómicos
Na altura do Carnaval.

…E deixo os parabéns a todos quantos trabalharam para que o Sábado Gordo fosse um dia especial, de encontro e boa disposição.

«O Cheiro das Palavras», poesia de Teresa Duarte Reis
netitas19@gmail.com

Manuel Rito, ex-presidente da Câmara Municipal do Sabugal, não se conforma com a suspensão das obras de ligação do Sabugal à A23, decretada pela Câmara, e nem o argumento de que a autarquia não tem capacidade financeira para tal o convence. Vai daí puxa por um coelho da cartola: a obra faz-se através de uma parceria público-privada.

A declaração, feita numa entrevista ao mensário Cinco Quinas, surge no momento em que os contratos de parceria público-privada estão debaixo de fogo intenso, por os mesmos representarem custos incomportáveis para as gerações vindouras.
Acresce que a única forma conhecida para a concretização de uma parceria público-privada na construção de uma estrada é a da introdução de portagens. E essas portagens terão que ser pagas pelos utilizadores, a não ser que a estrada venha a ser mais uma SCUT, sendo então o pagamento suportado pelo Estado, que compensa o concessionário (parceiro) consoante o número de veículos que utilizam a via.
Sabemos que o governo vai introduzir portagens na A23, e custa-nos, aos que a utilizamos, vir a ter de pagar, por sabermos que isso acentua a interioridade da nossa região. Porém ficamos agora a saber que há quem não se importe de que até a futura ligação do Sabugal à A23 venha a ser portajada.
A ligação do Sabugal à A23 é necessária, mas a obra tem de ser financiada pelo poder central. E o Estado não fará um favor ao nosso concelho. Outros municípios e outras terras vêm sendo beneficiados com boas ligações rodoviárias. O Sabugal dá de borla a água do rio Côa para abastecer os municípios a jusante, para irrigar a Cova da Beira e até para que em Penamacor se produza electricidade. Não será tempo de também exigirmos algo em nosso benefício?
Sucede que o assunto da ligação directa à auto-estrada vem sendo tratado com amadorismo e de «cabeça no ar», quando antes se impõe rigor na condução do processo. Uma simples reflexão leva-nos a descobrir o caminho, que, numa primeira etapa, passa por elaborar o projecto com a devida exigência técnica, colocando-o no papel (sim, porque o projecto não existe, ou alguém já o viu?). Depois, cumprindo a inclemência da lei, deverá submeter-se esse projecto à Avaliação do Impacto Ambiental. Concluída esta etapa, o Presidente da Câmara, munido do processo, solicita uma audiência ao Ministro das Obras Públicas e coloca-lhe o projecto sobre a mesa (isto é diferente de ir a reuniões de mãos a abanar, dizendo apenas que era bom que o Estado nos financiasse uma estrada). Perante o governo o autarca junta ao processo um conjunto de argumentos capazes de o convencerem a incluir a via no Plano Rodoviário Nacional.
Este é o caminho lógico, porque legal. Ele pressupõe porém que, de uma vez, se deixem de parte «jogadas loucas», feitas ao arrepio da racionalidade e à margem da lei vigente.
«Contraponto», opinião de Paulo Leitão Batista

leitaobatista@gmail.com

O II Capítulo da Confraria do Bucho Raiano decorreu no dia 5 de Março, sábado de Carnaval. A primeira parte teve lugar no Auditório Municipal do Sabugal com a cerimónia de entronização e a segunda parte no Soito com recepção na Junta de Freguesia e almoço no Restaurante «O Martins».

GALERIA DE IMAGENS  –   II CAPÍTULO  –  CONFRARIA BUCHO RAIANO  –  5-3-2011
Fotos Capeia Arraiana –  Clique nas imagens para ampliar

(Continua.)
jcl

O II Capítulo da Confraria do Bucho Raiano decorreu no dia 5 de Março, sábado de Carnaval. A primeira parte teve lugar no Auditório Municipal do Sabugal com a cerimónia de entronização e a segunda parte no Soito com recepção na Junta de Freguesia e almoço no Restaurante «O Martins».

GALERIA DE IMAGENS  –   II CAPÍTULO  –  CONFRARIA BUCHO RAIANO  –  5-3-2011
Fotos Capeia Arraiana –  Clique nas imagens para ampliar

(Continua.)
jcl

O II Capítulo da Confraria do Bucho Raiano decorreu no dia 5 de Março, sábado de Carnaval. A primeira parte teve lugar no Auditório Municipal do Sabugal com a cerimónia de entronização e a segunda parte no Soito com recepção na Junta de Freguesia e almoço no Restaurante «O Martins».

GALERIA DE IMAGENS  –   II CAPÍTULO  –  CONFRARIA BUCHO RAIANO  –  5-3-2011
Fotos Capeia Arraiana –  Clique nas imagens para ampliar

(Continua.)
jcl

O II Capítulo da Confraria do Bucho Raiano decorreu no dia 5 de Março, sábado de Carnaval. A primeira parte teve lugar no Auditório Municipal do Sabugal com a cerimónia de entronização e a segunda parte no Soito com recepção na Junta de Freguesia e almoço no Restaurante «O Martins».

GALERIA DE IMAGENS  –   II CAPÍTULO  –  CONFRARIA BUCHO RAIANO  –  5-3-2011
Fotos Capeia Arraiana –  Clique nas imagens para ampliar

(Continua.)
jcl

O II Capítulo da Confraria do Bucho Raiano decorreu no dia 5 de Março, sábado de Carnaval. A primeira parte teve lugar no Auditório Municipal do Sabugal com a cerimónia de entronização e a segunda parte no Soito com recepção na Junta de Freguesia e almoço no Restaurante «O Martins».

GALERIA DE IMAGENS  –   II CAPÍTULO  –  CONFRARIA BUCHO RAIANO  –  5-3-2011
Fotos Capeia Arraiana –  Clique nas imagens para ampliar

(Continua.)
jcl

O II Capítulo da Confraria do Bucho Raiano decorreu no dia 5 de Março, sábado de Carnaval. A primeira parte teve lugar no Auditório Municipal do Sabugal com a cerimónia de entronização e a segunda parte no Soito com recepção na Junta de Freguesia e almoço no Restaurante «O Martins».

GALERIA DE IMAGENS  –   II CAPÍTULO  –  CONFRARIA BUCHO RAIANO  –  5-3-2011
Fotos Capeia Arraiana –  Clique nas imagens para ampliar

jcl

O mundo é dos homens e assim deve de continuar a ser! Polémica esta frase dita por uma mulher? Talvez não. Mas dá que pensar…

Mundo das Mulheres - Corrida Saltos Altos

Carla NovoSe o mundo não fosse dos homens, as mulheres não teriam o seu dia e assim não teriam uma data especial para celebrar! Se o mundo não fosse dos homens não existiram «quotas» para cargos femininos em diversos sectores. Se o mundo não fosse dos homens, as mulheres não poderiam exigir mais de si mesmas e terem até mais qualificações do que eles para poderem usufruir de igual salário ocupando as mesmas funções! Se o mundo não fosse dos homens, as mulheres não teriam a versatilidade que têm durante um simples dia (desde que não seja o delas, claro!). Se o mundo não fosse dos homens as mulheres não poderiam sentir orgulho de terem conquistado o direito ao voto. Se o mundo não fosse dos homens, as mulheres não teriam de ter um companheiro estável (e provar que o têm) para optarem por congelar os seus óvulos e, assim, adiarem a maternidade e recorrer a um banco de esperma! Se o mundo não fosse dos homens, as mulheres teriam menos divertimento nas estradas quando cometem aselhices e levam buzinadelas ao volante, ou não estacionam o carro à primeira! Se o mundo não fosse dos homens, as mulheres, certamente, teriam significados diferentes para as palavras «ajuda», «colaboração e «obrigação», portanto não desenvolveriam tanto o seu vocabulário! Se o mundo não fosse dos homens, as mulheres não teriam oportunidade de agradecer quando lhes é dada passagem, portanto seriam seres menos gratos! Se o mundo não fosse dos homens, as mulheres não teriam a sorte de poder gerir bem o seu tempo e fazer várias tarefas ao mesmo tempo! Se o mundo não fosse dos homens, as mulheres não teriam a possibilidade de estarem numa reunião de trabalho às quatro da tarde e fazer um bacalhau com natas às oito da noite! Se o mundo não fosse dos homens, as mulheres não teriam tanto assunto para falar com outras e seriam seres menos sociáveis! Se o mundo não fosse dos homens, as mulheres, provavelmente, não teriam apurado tanto a sua inteligência emocional, portanto seriam seres menos felizes. Por tudo isto (e outras que ficaram por falta de espaço) as mulheres devem de agradecer o mundo ser dos homens e zelar para que assim continue! Afinal, se não fossem os homens, poderiam as mulheres serem tão… irónicas?!
«Jardim dos Sentidos», crónica de Carla Novo

carlanovo4@hotmail.com

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.159.718 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES