A música de B.Riddim vai animar a noite da próxima sexta-feira, 4 de Fevereiro, no Café Concerto do Teatro Municipal da Guarda (TMG).

B. Riddim é o nome artístico adoptado por Luis Sequeira, um jovem produtor/compositor e MC nascido na Guarda. A sua experiência passa já, além de Portugal, por países como Espanha, Canadá ou México.
De referir que algumas editoras estrangeiras, como Monkey Dub Records e Mambo Records, contam já com trabalhos seus e este ano serão lançadas novas produções, nomeadamente, um vinil intitulado de «6300 Bars», editado pela Third-Ear, de Londres; no Verão um EP em digital pela Monkey Dub, de Montreal (Canadá).
B. Riddim define o seu trabalho actual como «uma aproximação» ao que pretende ser o sem «futuro som. Situa-se, hoje, dentro das vertentes do Future Dub, Dubstep, Ambiente com fusão demasiadamente evidente do Reggae/Dub mais cru.»
Acrescenta que o «broken beat é claramente uma marca» porque «ainda me remeto muito ao hip-hop; por vezes a cadência é para rima…apesar de não chegarem a aparecer neste tipo de sonoridades… Aí introduziria o IDM! Algo mais recortado».
B. Riddim considera que não se movimenta apenas «num só estilo…movimento-me pelas minhas influências de sempre…onde me sinto mais livre para criar».
Referindo-se ao espectáculo da próxima sexta-feira, no Café Concerto do TMG, B. Riddim adianta que irá apresentar o seu último projecto – ainda não editado – que «inclui momentos de real prazer musical. É uma composição sequenciada e tocada no momento com o puro feeling de um Live Act.»
plb (com TMG)

Anúncios