O Comando Territorial da Guarda da GNR, não registou mortos nem feridos graves nas estradas do distrito no âmbito da operação «Natal / Ano Novo», o que representa uma melhoria face aos números do ano anterior, ao invés do que aconteceu a nível nacional.

Na quadra de Natal e de Ano novo, registaram-se 33 acidentes de viação, de onde resultaram 16 feridos leves. Comparativamente ao ano anterior e em igual período, verificou-se uma diminuição do número de acidentes (menos 17), de feridos graves (menos 2) e um aumento de feridos leves (mais 3).
Segundo o comunicado semanal do Comando Territorial da Guarda, durante a Operação a GNR exerceu um grande esforço em matéria de segurança rodoviária, tendo efectuado 179 patrulhamentos e empenhando um total de 371 efectivos. Também a acção fiscalizadora foi tida em conta, nomeadamente, no tocante às manobras perigosas e condução sob o efeito do álcool. Em matéria de álcool foram fiscalizados 2.553 condutores, tendo-se verificado 13 situações de excesso. Em matéria de excesso de velocidade foram controlados 6441 veículos, tendo sido registados 141 infracções. Foram ainda elaborados 202 autos de contra-ordenação por outras infracções rodoviárias.
O comunicado informa ainda que o Núcleo de Investigação Criminal de Pinhel deteve, na madrugada do dia 1 de Janeiro, na localidade de Malta (Pinhel) um indivíduo de 37 anos de idade, residente na Guarda, por suspeita de furto numa residência. O indivíduo foi interceptado pouco depois do furto, tendo os militares recuperado um PC portátil, peças em ouro, dois telemóveis, sete relógios, uma consola, peças de roupa e calçado, avaliados em 6.000 euros.
Presente ao Tribunal Judicial de Pinhel, foi-lhe aplicada a medida de coação de apresentações periódicas no Posto Policial da área de residência.
Durante a semana transacta a GNR efectuou 14 detenções, 11 em flagrante delito e três no cumprimento de mandados judiciais.
plb