Com o objectivo de atingir mais uma vitória, a equipa da Rapoula do Côa deslocou-se a Manteigas para defrontar a equipa da casa, mas nem tudo correu como era previsto. A pesada derrota por 7-3 aconteceu ao som da chuva nas terras altas do vale glaciar do Zêzere…

(Clique nas imagens para ampliar.)

A equipa visitante entrou muito bem em campo, nos primeiros minutos de jogo tudo corria pelo melhor e inaugurou-se o marcador através de Paulo Pernadas, pouco tempo depois, mais um golo para os visitantes, desta vez por Sérgio Pinto, e assim se contavam 0-2. Tudo parecia estar a correr bem até que a equipa da casa marcou o seu primeiro golo, 1-2. Ainda no primeiro tempo, os jogadores da casa estavam empenhados em dar a volta ao marcador, acabaram assim por alcançar o 3-2, mantendo-se este resultado até ao intervalo.
Regressados do balneário, dava-se início à segunda parte do jogo, era notável a desconcentração por parte dos jogadores neste tempo, falhando vários passes e falhando também grandes oportunidades de golo. Sofreram, também, posteriormente com a expulsão do guarda-redes David Praça. O jogo estaria a poucos minutos de terminar, todas estas falhas se viriam a notar no resultado final, acabando assim o jogo com o resultado favorável à equipa da casa. A equipa da Rapoula do Côa somou mais uma derrota, e desta vez pesada, sendo esta por 7-3 (último golo da equipa marcado por Marco Capela).
Esquecendo isto tudo, têm que começar a pensar no próximo jogo e regressar ao espírito das vitórias!
Sofia Tomé

Anúncios