You are currently browsing the daily archive for Terça-feira, 16 Novembro, 2010.

Engenho tosco e primitivo, de mecânica simples, o pisão perdurou durante séculos ao serviço da indústria têxtil. Todo armado em madeira pesada, movido pela força da água, era através deste instrumento que se sovavam os tecidos de lã para ganharem firmeza.

Quando os panos de lã saem do tear apresentam-se frágeis, com pouca consistência, desfiando-se com facilidade. A cherga precisa de ser submetida a um tratamento que lhe dê firmeza, passando então pelo enfortimento, com recurso ao pisão. Nesse engenho, o tecido, envolto em água, é batido insistentemente, assim lhe comprimindo as fibras e dando origem a um pano forte e encorpado. Do novo tecido talham-se as mantas para uso doméstico e os buréis, dos quais se confecciona a roupa grosseira com que se enfrenta o frio.
Os pisões estavam instalados junto a cursos de água, em regra dentro de toscos casebres, anexos à habitação do mestre pisoeiro. Basicamente, o engenho era constituído por uma roda motriz, tocada pela água que cai de um caleiro, fazendo girar o eixo que, por sua vez, move dois maços (ou malhos) que, alternadamente, batem o tecido colocado na masseira. Uma pequena cale conduz água quente para a masseira, vinda de uma caldeira. O segredo do bom pisoamento está em manter o tecido molhado, enquanto os maços o sovam, assim se facilitando a compressão das fibras.
A humidificação dos panos tinha também por finalidade a remoção de toda a sujidade da lã. Se bem que tal se conseguisse por efeito da água quente que vinha da caldeira, também foi uso utilizar urina humana, geralmente já em decomposição, fazendo as vezes de amoníaco. Para garantir tal tratamento, não era suficiente a urina que a família produzia e que, diligentemente, era recolhida e levada para o pisão. De ordinário, o pisoeiro tinha de angariar urina nas aldeias mais próximas, transportando-a depois para sua casa, com recurso a bestas de carga.
Essa lide constante com as urinas decompostas, associada ao manuseamento das mantas no pisão, levavam a que o pisoeiro exalasse um intenso cheiro a mijo, descoberto a dezenas de metros, contribuindo isso para que o mestre do pisão descesse na consideração social. Era hábito ser mimoseado com graçolas de mau gosto ou sujeito a ser apelidado de ou João do Mijo, pela mesma medida comendo a mulher, os filhos e a demais família chegada. Mas, mau grado esse facto, o mestre pisoeiro gozava da devida reputação, dada a importância que a sua actividade tinha para o fabrico de mantas e de roupas de lã, com as quais os habitantes das aldeias se livravam do frio.
Os pisões desapareceram de todo. São apenas memória, substituídos que foram pelas máquinas com badanos metálicos. Desmantelados e em ruínas, são apenas um difuso vestígio do passado.
Paulo Leitão Batista

Anúncios

Ao oportunismo temos de juntar a mentira e a hipocrisia. Mas uma das coisas piores que vai minando a Democracia é a corrupção.

António EmidioCorrupção e tráfico de influências complementam-se. Vejamos o caso de Sarkosy, quer terminar com o sistema público de pensões e reformas, substituindo-o por um sistema privado, que significará lucros entre os 40.000 e os 100.000 milhões de euros, crê-se que uma fatia bem grande desse dinheiro irá para os cofres de uma companhia de seguros, cujo conselheiro delegado é Guillaume Sarkosy, irmão do presidente Sarkosy…Presentemente, não governam os mais capazes e honestos, salvo honrosas excepções, mas sim os que se apoderam da «res publica» para se servirem a eles próprios e aos grandes empresários, tudo isto com o dinheiro dos contribuintes. É a ideologia do oportunismo, da corrupção moral e material. É o Neoliberalismo.
Se deitarmos um olhar retrospectivo para França e o que ela significou para o nosso Concelho, só podemos dizer que o enriqueceu em vários aspectos, não só economicamente. A França, em 1945, depois da Segunda Guerra Mundial, estava completamente arruinada, mas pôde financiar um Estado Social, um Estado de Bem-Estar. Foi assim que a França se tornou numa potência económica mundial, mas hoje com tanta riqueza, quer destrui-lo, dizendo os actuais governantes que não se pode manter. Foi esse Estado Social, a Democracia, a liberdade e o trabalho honesto e digno dos nossos homens e mulheres que partiram nos anos cinquenta e sessenta, que produziram riqueza não só para o Concelho, mas também para o País e como é lógica para a terra de acolhimento, a França. Podemos afirmar, sem errar, que nesses tempos, se a França fosse governada pela ideologia Neoliberal, como hoje é, os homens e mulheres do Concelho teriam fugido à servidão do Estado Novo, para caírem na escravatura do Neoliberalismo. Nem tudo foram rosas, foram tempos de um capitalismo industrial com as suas injustiças próprias, mas a economia estava orientada para a produção, os trabalhadores tinham um papel determinante e uma certa influência na vida económica, foram os tempos de uma Democracia Social.
Alguns autores de teorias económicas dizem que o indivíduo ao lutar pelos seus próprios interesses, promove inconscientemente os interesses da sociedade. Se tivessem razão naquilo que dizem e afirmam, o Mundo seria um Paraíso e não o actual Inferno! (convém dizer que eles ao referirem-se «ao lutar pelos próprios interesses», estão a referir-se a banqueiros e oligarcas, não a quem a diário vai para o trabalho).
Dizem-me ás vezes que sou um pessimista, é verdade, mas gostaria de ser optimista e dizer coisas também optimistas, se o fosse, estava a enganá-lo querido leitor(a), e também me estava a enganar a mim próprio.
Termino com uma inocente brincadeira, espero que nenhum fanático me leve a mal. Deus deixou de crer em Deus quando conheceu a ideologia neoliberal, e só a vê lá do alto…
«Passeio pelo Côa», opinião de António Emídio

ant.emidio@gmail.com

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Novembro 2010
S T Q Q S S D
« Out   Dez »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.152.394 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios