Um grupo de técnicas de assistência social que frequentaram e concluíram um curso de formação na sede da Mancomunidad del Alto Águeda, em Fuenteguinaldo, deslocaram-se aos Foios para efectuarem uma visita ao lar da terceira idade.

José Manuel Campos - Nascente do CôaÀs 10 horas as visitantes foram recebidas no Centro Cívico onde lhes foi exibido um DVD alusivo à freguesia de Foios, com particular destaque para os encerros e capeias.
De seguida subiram ao primeiro andar do edifício onde ainda se encontra, patente ao público, a bonita exposição do Octávio Gonçalves. Apreciaram, gostaram e fizeram algumas fotos.
Por volta das 11 horas o grupo deslocou-se, a pé, até ao Lar onde eram esperadas pelos elementos da direcção. A presidente, Amélia Dias, a directora técnica, Cristina Dornelas, e o tesoureiro, José Coito, fizeram as honras da casa. Explicaram como havia nascido a instituição, como funciona e, de seguida, fizeram uma visita guiada a todo o edifício e conversaram com algumas pessoas que são utentes do lar.
No final todo o grupo se deslocou para o local onde havia cinco quilos de castanhas, muito bem assadas pelo funcionário Toninho, que, bem regadas pela saborosa jeropiga, proporcionaram um belíssimo aperitivo.
O grupo que tinha o almoço marcado num restaurante de uma localidade vizinha espanhola agradeceu a excelente recepção e prometeram voltar.
Visto eu ser um sério conhecedor desta bonita zona raiana posso afirmar que a maioria de nuestros hermanos e hermanas ficam imensamente surpreendidos quando visitam as nossas instituições de solidariedade social e muito mais surpreendidos ficam quando lhes dizemos que no nosso Concelho existem cerca de trinta casas de apoio à terceira idade.
Afinal nem tudo vai mal por aqui. Pena é que a juventude não tenha tão boa sorte como a terceira idade.
Esperemos por dias melhores. Há que ter fé e esperança. A toalha ao chão nunca!
«Nascente do Côa», opinião de José Manuel Campos

(Presidente da Junta de Freguesia de Foios)
jmncampos@gmail.com

Anúncios