O investidor do projecto «Ofélia Club», a realizar em Malcata, prometeu à Câmara Municipal do Sabugal a apresentação do projecto definitivo na primeira semana de Dezembro de 2010.

A Câmara Municipal continua o processo de aquisição de terrenos em Malcata tendo em vista a implementação do projecto de investimento. Porém têm sido inúmeros os problemas criados com as avaliações, nomeadamente por disparidades nos registos matriciais e de problemas entre herdeiros. Os habitantes da aldeia de Malcata, vão mostrando sinais de impaciência, face a uma novela que parece não ter um fim à vista.
Fala-se em projecto falhado e pedem-se explicações à Junta de Freguesia e à Câmara Municipal.
O presidente da Câmara Municipal do Sabugal, António Robalo, disse na reunião de 27 de Outubro, realizada precisamente em Malcata, que o processo estava a seguir os seus procedimentos legais, e que tinha sido prometido pelo investidor que o projecto definitivo iria ser entregue nos serviços municipais até à primeira semana de Dezembro.
Surgem porém fundadas dúvidas acerca da real capacidade para o empresário sabugalense António Baltazar Reis, de 60 anos, para concretizar o investimento a que se propôs. A empresa «Existance SA», que se apresentou com líder do processo, falhou noutros concelho do país, onde apresentou projectos similares.
O projecto «Ofélia Club» foi apresentado em 26 de Setembro de 2008, pelo então presidente da Câmara Municipal do Sabugal Manuel Rito Alves, como um investimento de grande impacto que iria avançar rapidamente. Iniciou-se de seguida o processo da compra de terrenos em Malcata, junto à albufeira da barragem, mas nada se avançou quanto à concretização da construção do complexo de saúde e lazer.
plb