You are currently browsing the daily archive for Terça-feira, 28 Setembro, 2010.

A casa tipicamente beiroa, envolvida pelo curral, com o famoso balcão ou patim e de vistosa escadaria ligando o piso térreo ao superior, toda em pedra, melhor ou pior aparelhada, é dos principais vestígios do nosso passado colectivo, que merece preservação.

Para o homem antigo, a casa tinha sobretudo uma preocupação prática. O povo queria um local de abrigo onde a funcionalidade superasse a comodidade. Vale a pena citar Mestre Aquilino Ribeiro: «A aldeia, mal o sol pula detrás dos montes, esvazia-se para os campos. É lá que estão os tesouros. A casa pouco mais representa do que ponto de passagem, abrigo para a noite, compasso de espera para a cova.»
Esse aspecto prático impôs construções exíguas e singelas como aquelas que caracterizavam a aldeia beirã, hoje muito desvirtuada com o proliferar de edifícios modernos . Via de regra a construção antiga é em pedra, variando o tipo com a composição morfológica do solo onde a casa está implantada. Raro perduram habitações de madeira, material apenas usado para simples cabanas de recolha de gado ou de alfaias agrícolas. A casa do lavrador era norma ter defronte um logradouro murado, que em certos lugares se chama quintã, mas que usualmente dá pelo nome de curral ou pátio. Aqui existia o alpendre ou coberto, onde se formava a moreia da lenha, se instalava o poleiro das pitas e se quedava o carro das vacas.
Por bitola, a casa tinha dois pisos, sendo o superior para instalação das pessoas e o térreo para recolha dos animais. Não era em vão que existia esta disposição na casa beirã. Os invernos eram rigorosos e o facto dos animais dormirem por baixo contribuía para aquecer os aposentos superiores, pois a separar os pisos havia apenas uma placa de solho.
Para acesso à casa havia uma escaleira exterior, não muito alta, encimada por um balcão ou patim, geralmente protegido por guardas de granito. Em muitos casos havia um poleiro por baixo do balcão, onde as pitas entravam por um buraco existente na parede, que era tapado com tropeço de pau traçado à medida.
Quando ao interior da casa era comum entrar-se directamente na saleta, onde se dispunha uma mesa e arcas da roupa e de cereais. Na cozinha havia a lareira, encostada à parede, tendo por base uma laje de granito. Ao fundo da lareira surgia uma pequena divisória em pedra, a que se chamava pilheira, que servia para depositar a cinza. Em toda a cozinha havia bancos pequenos e geralmente um escano, que era um banco corrido, com encosto, instalado junto da lareira e que por baixo tinha armários onde se guardavam louças. A um canto aparecia a cantareira ou vasal, que era uma espécie de estante onde se colocava a loiça e os cântaros da água. Muitas casas eram de telha vã e não tinham chaminé, saindo o fumo pelas frestas das telhas.
Os quartos, ou alcovas, eram de muita exiguidade, onde cabia apenas uma cama. Esse facto demonstra bem que a habitação era apenas lugar de passagem, refúgio para a noite, porque o mais da vida estava nos campos, no trato dos agros.
Ante a urgência construtiva e a negligência da fiscalização, destruiu-se irremediavelmente a harmonia urbanística. Em poucas décadas de construção moderna na aldeia, seguindo novos gostos e elaborados estilos, ganhou-se muito na comodidade interior, mas perdeu-se no aspecto exterior da habitação aldeã.
Paulo Leitão Batista

Para cargos de grande responsabilidade convém escolher os que não os pretendem.

António EmidioJá há muitos anos que não lia tantos jornais controlados pelo poder económico, como um dia destes numa sala de espera de um consultório médico.
Grandes parangonas referentes à economia: «O Estado gasta muito…», «Portugal em matéria económica aproxima-se da Grécia…», «O pior está para vir…» ou «Alemanha lança alerta a Portugal…».
Como é natural, quem assim falava era a oposição, principalmente um senhor que os jornais diziam ser economista e conselheiro de Pedro Passos Coelho. O resto, era obra escrita dos corifeus da comunicação social ao serviço do sistema e, pagos a peso de ouro, diziam eles, a eficiência recomenda reduzir os gastos públicos, privatizar serviços públicos, flexibilizar o mercado de trabalho, liberalizar o comércio, os serviços financeiros, os mercados de capital, aumentar a concorrência em todos os campos e em todas as partes. Lá falavam nas malditas agências de qualificação, que afinal quantas mais notas negativas derem aos países que vão «investigar» mais lucros especulativos para os «actores» financeiros (especuladores), que adquirem títulos de divida pública desses países!!! Se não fosse pelo respeito que me merecem as prostitutas, até lhes chamava um nome…
Em Portugal, é preciso exorcizar esses ideais de Estado Social e justiça social, que ainda estão na mente de alguns homens do Partido Socialista, dos mais antigos, como Mário Soares e Manuel Alegre e, possivelmente outros. A Europa está a virar à direita extremista e xenófoba. A Social-Democracia está a dar passos atrás, veja-se o caso da Suécia.
Esta é a ideologia da União Europeia, ou seja, a ideologia das elites dominantes. A Alemanha, coração financeiro da Europa e, motor da União Europeia, é governada presentemente por uma mulher ultra conservadora, a senhora Ângela Merkel, que quer a submissão total dos países do Sul da Europa, Portugal, Espanha, Grécia e Itália, a uma economia de mercado, melhor dizendo, a um «terror económico».
Tenhamos isto em conta nas próximas eleições, votemos pondo de lado as emoções, abracemos a razão, votemos pela justiça social, pelos direitos dos desprotegidos(a maior parte dos cidadãos portugueses), pela dignidade dos pobres, pelo direito ao emprego, porque um desempregado permanente vive uma morte lenta e uma desintegração profunda do sentido da vida e, é uma vitima para um qualquer explorador de trabalhadores. Uma coisa muito importante! Votemos pela soberania nacional, não podemos permitir, nem admitir, que Bruxelas e Berlim digam um dia: «Hoje há eleições para a Região Autónoma de Portugal.» Temos o direito de exigir ao nosso Tribunal Constitucional, o que os alemães exigiram ao deles, em relação ao Tratado de Lisboa, que a soberania continuava a residir no Parlamento Alemão.
Outras noticias: «Violaram um menino…», «Violaram uma menina…», «Um homem caiu de um andaime…» ou «o presidente da RTP trocou de carro…».
Depois, milhares de fotografias do «beautiful people» e das «beautiful and elegant ladies» – esta moda já pegou aqui pelos nossos sítios…
Religião: «A Igreja não vigiou padres pedófilos».
Palavras de Bento XVI. Santidade! Se a Igreja ao longo dos séculos tivesse seguido a palavra de Cristo e não os seus interesses, dela Igreja, a Humanidade era diferente. Sabe o que disse Jesus de Nazaré? «Pelos seus frutos os conhecereis».
Outra: «Pais violentos agridem docente».
Muitos jovens e, os seus pais, já perderam as referências morais. É a relativização dos valores, ou seja, tanto valor tem a ética como a imoralidade. E os únicos valores deste sistema em que vivemos são a competitividade e o individualismo. Tudo na sociedade é concorrência, derrotar o outro, mostrar que se é o melhor sem importarem as consequências éticas. Eu primeiro, eu segundo e, se alguma coisa sobrar, eu também. A educação esteve e continua a estar, condicionada a esses pseudo valores (um dos grandes erros da nossa Democracia) por isso, os pais são como os filhos e os filhos como os pais. É o Estado natureza descrito por Hobes, em que o homem é o lobo do outro homem. E quem não vê isto é cego! Uma cegueira e pobreza espirituais.
Queremos aqueles que vão para a dignidade da governação, não aqueles que quando se dirigem para seu lugar político, fazem-no como quem vai para o trabalho. Isto significa falta de ideologia e submissão ao patrão, que é o grande poder económico.
QUEREMOS OS QUE NÃO QUEREM.
«Passeio pelo Côa», opinião de António Emídio

ant.emidio@gmail.com

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Setembro 2010
S T Q Q S S D
« Ago   Out »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.158.475 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES