O CERVAS devolve à Natureza, entre 10 e 17 de Setembro, 21 aves selvagens nos concelhos do Sabugal, Guarda, Gouveia, Almeida Penamacor, Mangualde, Oliveira do Hospital, Coimbra e Montemor-o-Velho.

CERVASO CERVAS – Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (Gouveia) devolve à Natureza, entre os dias 10 e 17 de Setembro, aves selvagens recuperadas no centro (hospital) de Gouveia.
Os animais recuperados são seis grifos (Gyps fulvus), cinco corujas-das-torres (Tyto alba), três águias-calçadas (Aquila pennata), três peneireiros-vulgares (Falco tinunculus), dois gaviões (Accipiter nisus) e dois milhafres-pretos (Milvus migrans) e vão ser devolvidos à natureza nos concelhos de Sabugal, Guarda, Gouveia, Almeida, Penamacor, Mangualde, Oliveira do Hospital, Coimbra e Montemor-o-Velho.

10 de Setembro, sexta-feira.
12.00 – Devolução à natureza de três grifos.
Alimentador de Aves Necrófagas da Serra da Malcata, Sabugal.

Estas três aves são animais juvenis que, ao iniciarem o processo de dispersão após a saída do ninho, não terão conseguido encontrar alimento, tendo por isso ficado muito debilitados. O seu processo de recuperação no CERVAS consistiu em alimentação para que pudessem alcançar uma boa condição física, treinos de voo e o contacto com animais da mesma espécie. A sua devolução à natureza irá realizar-se num local com as condições adequadas à espécie.
15.00 – Devolução à natureza de peneireiro-vulgar. Albardo, Guarda.
Esta ave foi encontrada, em Abril de 2009 na freguesia de Albardo (Guarda) por um particular, que o recolheu e entregou à equipa do SEPNA da GNR da Guarda, que procedeu à entrega da mesma no CERVAS. No momento do seu ingresso, ave apresentava uma fractura no úmero direito, compatível com trauma. Numa fase inicial, o seu processo de recuperação envolveu o tratamento da lesão e, numa fase posterior, em treinos de voo e de caça, bem como contacto com animais da mesma espécie.

12 de Setembro, domingo.
13.30 – Devolução à natureza de gavião. Cativelos, Gouveia.
Esta ave foi encontrada por um particular, após ter caído do ninho. O seu processo de recuperação envolveu a alimentação, de modo a permitir um correcto desenvolvimento muscular e também da plumagem de voo, o contacto com animais da mesma espécie, de modo a permitir a aprendizagem dos comportamentos típicos, e também treinos de voo e de caça. Esta acção de devolução à Natureza será integrada nas actividades do «Encontro Ibérico Land Rover 2010», que irá decorrer em no Parque da Sra. dos Verdes (Cativelos, Gouveia) entre 12 e 14 de Setembro.

14 de Setembro, terça-feira.
11.00 – Devolução à natureza de três grifos.
Alimentador de Aves Necrófagas da Serra da Malcata, Sabugal

Ponto de encontro: Parque de Estacionamento próximo do Castelo do Sabugal e das bombas da GALP, às 10.00 horas.
Estas três aves são animais juvenis que, ao iniciarem o processo de dispersão após a saída do ninho, não terão conseguido encontrar alimento, tendo por isso ficado muito debilitados. O seu processo de recuperação no CERVAS consistiu em alimentação para que pudessem alcançar uma boa condição física, treinos de voo e o contacto com animais da mesma espécie. A sua devolução à natureza irá realizar-se num local com as condições adequadas à espécie.
14.00 – Devolução à natureza de duas águias-calçadas. Penamacor.
Ponto de encontro: Piscinas Municipais de Penamacor.
A primeira ave foi recolhida em Quadrazais, no concelho do Sabugal, em Agosto de 2008, por um particular, aparentando ter dificuldade em voar, tendo sido entregue no CERVAS por intermédio de um vigilante da Reserva Natural da Serra da Malcata. Na altura do seu ingresso verificou-se que se a ave se apresentava bastante debilitada, tendo o seu processo de recuperação incidido na alimentação de modo a permitir que alcançasse uma boa condição física, treinos de voo e de caça e ainda o contacto com animais da mesma espécie. A segunda ave encontrava-se numa situação de cativeiro ilegal, tendo sido recolhida por elementos da equipa do SEPNA da Serra da Malcata. Apresentava alguns sinais ligeiros de domesticação, pelo que o seu processo de recuperação incidiu essencialmente no contacto com animais da mesma espécie de modo a que pudesse readquirir os comportamentos normais da espécie, tendo sido ainda submetida a treinos de voo e de caça.
16.30 – Devolução à natureza de águia-calçada. Miuzela, Almeida
Ponto de encontro: Cemitério de Miuzela.
Esta ave foi encontrada por um particular, na localidade de Miuzela, tendo a sua recolha e transporte até ao CERVAS sido feita pela equipa do SEPNA da GNR da Vilar Formoso. No momento do seu ingresso verificou-se que a ave se encontrava debilitada, pelo que o seu processo de recuperação envolveu a alimentação, de modo a que pudesse recuperar uma boa condição corporal, tendo ainda sido submetida a treinos de voo e de caça, para além de ter sido mantida em contacto com animais da mesma espécie.

15 de Setembro, quinta-feira.
15.00 – Devolução à natureza de peneireiro-vulgar. Alcafache, Mangualde.
Ponto de encontro: Igreja Matriz de Alcafache.
Esta ave foi encontrada na freguesia de Alcafache, tendo sido recolhida por um particular e entregue à equipa do SEPNA da GNR de Mangualde, que procedeu ao transporte até ao CERVAS. Apresentava-se bastante debilitado e o seu processo de recuperação incidiu na alimentação de modo a que pudesse recuperar a sua forma física, tendo sido também submetido a treinos de voo e de caça, bem como ao contacto com animais da mesma espécie.
17.00 – Devolução à natureza de gavião. Pinheiro de Baixo, Mangualde.
Ponto de encontro: Capela de S. Silvestre, Pinheiro de Baixo.
Esta ave foi encontrada num jardim de uma residência, tendo sido recolhida por um particular e entregue à equipa do SEPNA da GNR de Mangualde. Na altura do seu ingresso no CERVAS verificou-se a que a ave apresentava alguns sinais neurológicos compatíveis com uma colisão, pelo que o seu processo de recuperação iniciou-se com uma terapia de suporte, de modo a permitir que a ave recuperasse a sua forma física e, numa fase posterior, foi submetida a treinos de voo e de caça, bem como ao contacto com animais da mesma espécie.
18.30 – Devolução à natureza de três corujas-das-torres. Mourilhe, Mesquitela, Mangualde.
Ponto de encontro: EB 1 de Mourilhe.
Estas aves foram encontradas por um particular caídas do ninho, sem ainda terem plenas capacidades de voo, tendo sido encaminhadas para o CERVAS pela equipa do SEPNA da GNR de Mangualde. No centro passaram pelo processo de recuperação comum a outras aves que entram como crias/juvenis, que passa pela alimentação adequada para que a ave atinja o peso ideal e tenha um normal desenvolvimento corporal e da plumagem. Foram ainda colocadas em contacto com outros indivíduos da mesma espécie para que adquirissem comportamentos naturais, bem como submetidas a treinos de voo e caça para se tornarem aptas a serem devolvidas à natureza, perto do local onde foram encontradas.
18.30 – Devolução à natureza de uma coruja-das-torres. Penalva de Alva, Oliveira do Hospital.
Ponto de encontro: Igreja Matriz de Penalva de Alva.
Esta ave foi encontrada no interior da Igreja Matriz de Penalva de Alva, após ter caído do ninho, tendo sido recolhida por um particular, que a entregou à equipa do SEPNA da GNR da Lousã. O seu processo de recuperação decorreu de forma similar aquilo que sucede com os animais que ingressam enquanto crias/juvenis, desde a alimentação para assegurar um correcto desenvolvimento corporal e da plumagem de voo, passando pelo contacto com animais da mesma espécie e treinos de voo e de caça.

16 de Setembro, sexta-feira.
15.00 – Devolução à natureza de dois milhafres-pretos. Coimbra.
Ponto de Encontro: Sede da Reserva Natural do Paúl de Arzila – Mata Nacional do Choupal.
Estas duas aves ingressaram no CERVAS bastante jovens, tendo sido animais recolhidos após a sua queda do ninho, sendo que um deles apresentava também uma fractura na asa. Para além do tratamento da fractura neste último, o processo de recuperação das duas aves envolveu todos os passos típicos de casos de crias/juvenis, como a alimentação, os treinos de voo e de caça e o contacto com animais da mesma espécie.
17.00 – Devolução à natureza de um peneireiro-vulgar. Montemor-o-Velho.
Ponto de Encontro: Centro de Alto Rendimento (CAR) de Montemor-o-Velho.
Esta ave foi encontrada na freguesia de Montemor-o-Velho, por um particular, tendo sido entregue à equipa do SEPNA da GNR desta localidade. Posteriormente foi entregue aos cuidados da Reserva Natural do Paúl de Arzila, que encaminhou a ave para o CERVAS. Apresentava lesões compatíveis com atropelamento e o seu processo de recuperação consistiu no tratamento das mesmas, bem como em treinos de voo e de caça, para além do contacto com animais da mesma espécie.
18.30 – Devolução à natureza de coruja-das-torres. Eiras, Coimbra.
Ponto de Encontro:Campo do Vale do Fojo (União Clube Eirense).
Esta ave foi recolhida por um particular, após ter caído do ninho, tendo sido entregue aos funcionários da Reserva Natural do Paúl de Arzila, que posteriormente a encaminharam para o CERVAS. Sendo um animal juvenil, o seu processo de recuperação incidiu na alimentação da ave, de modo a permitir um correcto desenvolvimento tanto a nível físico, como da plumagem de voo, para além de ter sido submetida a treinos de voo e de caça e ao contacto com animais da mesma espécie.
jcl (com cervas)

Anúncios