O Comando Territorial da GNR da Guarda levou a efeito, entre os dias 30 de Julho e 1 de Agosto, a Operação «Férias Seguras», de intensificação de patrulhamento rodoviário, nas vias mais criticas do distrito.

A acção no âmbito da operação privilegiou a actuação preventiva e de apoio aos utentes da estrada, numa perspectiva de reforço da segurança rodoviária, num período de elevado volume de tráfego em época estival que coincidiu, particularmente, com o início e fim de férias de muitos cidadãos nacionais e estrangeiros e, também com a entrada de muitos emigrantes no País.
Segundo o comunicado semanal do comando Territorial, a GNR apreendeu, no dia 30 de Julho, 1100 peças de vestuário, alegadamente contrafeito, avaliado em cerca de 25 mil euros, durante uma operação de fiscalização realizada por ocasião do mercado semanal de Trancoso. Os Artigos apreendidos eram transportados em cinco viaturas para ali serem vendidos. Na acção foram identificados cinco indivíduos, residentes nos distritos de Viseu, Guarda e Porto, como sendo os proprietários da mercadoria contrafeita.
A GNR de Pinhel apreendeu, no passado dia 30 de Julho, cinco quilos de explosivos que se encontravam no interior de um palheiro agrícola, numa quinta dos arredores de Almendra – Vila Nova de Foz Côa. A operação permitiu a apreensão de «25 velas de explosivas goma 2 eco», uma caçadeira e uma arma branca. Os explosivos foram destruídos numa pedreira próxima da quinta do local da apreensão, por uma Equipa de Inactivação de Explosivos da GNR, devido ao perigo de eventual rebentamento durante o seu manuseamento e transporte. Foram identificados dois indivíduos suspeitos, um proprietário agrícola e um antigo seu empregado, estando a proceder a diligências de investigação para esclarecer o caso.
Em toda a semana passada foram detidos 16 Indivíduos, 12 dos quais pela prática em flagrante de vários crimes, e quatro no cumprimento de mandados judiciais. Para além das ocorrências de natureza criminal que motivaram a detenção dos seus autores, registaram-se outras ocorrências criminais, das quais se destacam os furtos, as ameaças, as ofensas à integridade física e a violência doméstica.
Foram elaborados 268 autos de contra-ordenação por diversas infracções, sobretudo à legislação rodoviária.
Registaram-se 23 acidentes de viação: 15 por colisão, seis por despiste, dois por atropelamento de animais. Destes acidentes resultaram seis feridos leves. Após análise sumária das causas dos acidentes registados a GNR dá como causa provável da sua maioria, a ultrapassagem irregular.
plb

Anúncios