Durante o mês de Julho o Comando Territorial da Guarda da GNR levou a o concelho do Sabugal diversas acções de sensibilização sobre o tema «Prevenção de riscos de incêndio».

GNR - Prevenção Incêndios - SabugalAs acções ministradas pelos militares da GNR aconteceram nas freguesias de Rendo (dia 5), Malcata ( dia 7), Aldeia Velha (dia 10), Forcalhos (dia 12) e Pousafoles do Bispo (dia 14). Todas as acções aconteceram pelas 21 horas.
A Câmara Municipal de Sabugal e as Associações Humanitárias dos Bombeiros de Sabugal e Soito colaboraram com o Serviço de Protecção da Natureza e Ambiente (SEPNA) da Guarda Nacional Republicana, na execução das acções.
Nas várias iniciativas estiveram presentes cerca de 80 pessoas, que o SEPNA procurou alertar sobre os condicionalismos presentes no Decreto-Lei 124/2006, republicado pelo Decreto-Lei 17/2009, nomeadamente no imperativo de não usar qualquer tipo de fogo no período crítico (1 de Julho a 15 de Outubro), obrigatoriedade de efectuar limpeza de uma faixa de terreno com 50 metros à volta de edificações fora dos aglomerados populacionais e, caso esteja previsto no Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios, efectuar limpeza de uma faixa de terreno com 100 metros à volta dos aglomerados populacionais.
Nos espaços rurais (terrenos agrícolas e florestais) há ainda a obrigatoriedade de dotar os tubos de escape ou chaminés de dispositivos tapa-chamas e de dispositivos de retenção de faíscas ou faúlhas, devendo ainda os veículos ou máquinas estar equipados com um ou dois extintores de seis quilos, de acordo com a sua massa máxima, consoante esta seja inferior ou superior a 10 toneladas.
A GNR procurou reforçar junto desta população o seu papel informativo e pró-activo para além do papel sancionador, de modo a que os comportamentos incorrectos, nesta matéria, não ocorram por desconhecimento.
plb