You are currently browsing the daily archive for Segunda-feira, 14 Junho, 2010.

O TMG-Teatro Municipal da Guarda apresenta esta terça-feira, dia 15, às 21.30 horas, em ante-estreia o filme «Há tourada na aldeia» do realizador Pedro Sena Nunes, rodado em várias localidades da raia Sabugalense. A tertúlia que se segue ao visionamento do filme tem a presença entre outros de Adérito Tavares, reconhecido especialista em Capeias Arraianas.

Há Tourada na Aldeia - TMG

O TMG convida todos os aficionados das Capeias Arraianas a assistir ao filme e ao debate que se lhe seguirá que contará com a presença do realizador Pedro Sena Nunes, do professor Adérito Tavares, autor do livro «A Capeia Arraiana», do professor Cameira Serra e do aficionado José António Galhano.
O encontro está marcado para as 21 horas desta terça-feira, 15 de Junho, no Pequeno Auditório do TMG. A presença no videograma e na tertúlia que se segue tem um custo de apenas 2 euros.

O Capeia Arraiana aproveita a ante-estreia do filme «Há Tourada na Aldeia» na cidade da Guarda para voltar a afirmar (tal como fizemos aquando do IndieLisboa2010 na Culturgest) que a película de Pedro Sena Nunes é um documento fundamental no processo de candidatura a Património Imaterial da Humanidade. E é altura de marcar no Auditório Municipal do Sabugal a estreia do documentário integrado num colóquio ou congresso. Os responsáveis pelo Capeia Arraiana ficam, desde já, disponíveis para colaborar na organização do evento.

O Capeia Arraiana colabora com o TMG na promoção e divulgação da ante-estreia de «Há Tourada na Aldeia».
jcl

Anúncios

Encerro e Capeia Arraiana em Aldeia da Ponte no concelho do Sabugal. Uma festa com cavalos e toiros. Uma festa com forcão. Uma festa raiana. Uma festa única. Uma festa eterna. A identidade de um povo e de uma região. Reportagem da jornalista Paula Pinto e imagem de Sérgio Caetano da LocalVisãoTv (Guarda).

Local Visão Tv - Guarda
Vodpod videos no longer available.

jcl

António Augusto Louro, nascido no Sabugal em 22 de Outubro de 1871, foi um proeminente republicano, a cujo movimento aderiu antes da implantação da República, assumindo-se também como maçónico e carbonário, em cujos movimentos ganharia especial notoriedade. Foi sucessivamente administrador dos concelhos de Torres Novas, Coruche e Alcanena e esteve especialmente ligado ao desenvolvimento do ensino em Portugal.

Filho de António Correia Louro e de Maria José Correia Louro, António Augusto Louro ficou órfão ainda criança, o que o levou a trabalhar desde muito jovem como praticante de farmácia. Do Sabugal seguiu para o Porto e depois para Lisboa, onde ingressou na Escola Médico Cirúrgica. Em 1891, apenas com vinte anos, sai diplomado em Ciências Farmacêuticas e casa no ano seguinte, o que o levou a viver para o Seixal, na margem sul do Tejo, instalando uma farmácia na Amora. Dali vai para Barrancos, no Alentejo, onde abre uma segunda farmácia e inicia actividades de natureza politica e cultural.
De regresso ao Seixal, em 1897, abre um laboratório e novas farmácias na Arrantela e na própria vila do Seixal. Embora de início tivesse aderido ao Partido Regenerador, tornou-se depois num republicano assumido. António Louro preocupava-se especialmente com o problema do analfabetismo, o que o levou a criar as chamadas Escolas Móveis e cursos para adultos. Em 1901 escreveu uma Cartilha Nacional e uma Gramática e Fonologia Portuguesa, pelos quais muitos adultos aprenderam a ler e a escrever. A sua preocupação e dedicação para com a instrução pública foram uma constante na sua intervenção social, que se prolongou após a implantação da República e se manteve nas diversas localidades por onde passou.
Escreveu artigos em diversos jornais da época e empenhou-se no movimento associativo, fundando o Montepio dos Operários e participando nas actividades da Sociedade Filarmónica Timbre Seixalense.
A sua farmácia do Seixal era um pólo importante da luta republicana, realizando-se ali reuniões frequentes, em que participaram figuras republicanas proeminentes como Afonso Costa, António José de Almeida, Manuel de Arriaga, Miguel Bombarda, Brito Camacho e Luz de Almeida.
Presidiu à comissão que organizou a primeira Festa da Árvore em Portugal, realizada no Seixal, em 26 de Maio de 1907, na qual participaram centenas de crianças que cantaram hinos à Natureza e plantaram árvores.
António Augusto Louro esteve ligado à proclamação da República no dia 4 de Outubro no Seixal, Almada, Moita e Barreiro, onde aliás a mesma se assumiu um dia antes do que sucedeu em Lisboa e no resto do país.
Ainda antes da Revolução, António Louro ingressou na Maçonaria Portuguesa, onde ganhou notoriedade. Empenhado na expansão do movimento, fundou uma loja maçónica no Seixal, à qual agregou muitos «obreiros» de grande prestígio. Também se assumiu como Carbonário, lutando pelo ideal revolucionário e republicano e defendendo a separação do Estado e da Igreja.
Após a implantação da República António Augusto Louro foi viver para Alcanena, no distrito de Santarém. Em 1912 tomou posse como administrador do concelho de Torres Novas, com o apoio do Partido Republicano, do qual era militante activo. Em 1913 passa a exercer essas mesmas funções no concelho de Coruche, mas mantém a ligação a Torres Novas, onde funda o Centro Republicano Guerra Junqueiro.
Em 1918 lidera um movimento cívico e político em defesa da criação do concelho de Alcanena. A acção teve pleno êxito, sendo logo no ano seguinte criado o novo concelho, tornando-se António Augusto Louro no seu primeiro administrador. Fortemente dedicado a Alcanena, criou aí um corpo de bombeiros voluntários e a Associação de Beneficência e Instrução Autonómica através da qual se fundaria o Hospital de Alcanena. Em 1922 passa a exercer as funções de Conservador do Registo Civil de Alcanena.
Após a implantação da ditadura, em 1926, passa a fazer oposição ao regime. Integra vários movimentos oposicionistas e participa nas actividades do Movimento de Unidade Democrática (MUD) e na campanha eleitoral do general Norton de Matos.
O ilustre sabugalense, republicano convicto e defensor da democracia, António Augusto Louro, faleceu em 1 de Agosto de 1949 em Alcanena.
Em homenagem ao grande defensor da instrução pública foi dado o seu nome à Escola Básica do 2º e 3º Ciclos do Seixal, agora sede de um Agrupamento Escolar. Foi ainda criado o Prémio Dr. António Augusto Louro, para destacar o aproveitamento e o comportamento de alunos, que pelo seu esforço e dedicação, empenho, exercício de cidadania e espírito de solidariedade, merecem ser alvo de distinção pela comunidade escolar.
Também em Alcanena e em Paio Pires (concelho do Seixal) há ruas com o nome António Augusto Louro, em homenagem ao ilustre republicano natural do Sabugal.
Paulo Leitão Batista

Foi o sabugalense José Dias, proprietário do restaurante Adega Típica Quarta-feira, em Évora, que me elucidou acerca da importância de António Augusto Louro, cedendo-me uma cópia de um artigo publicado pelo Grande Oriente Lusitano por ocasião de uma exposição temporária ocorrida no Museu Maçónico Português em 2005, designada «António Augusto Louro – um maçon há cem anos». Foi nesse artigo que colhi elementos para o texto que acima editei.
plb

As Festas de São João 2010 no Sabugal tiveram bandeirada de partida no passado dia 6 de Junho na Pista da Galgueira com uma prova de Autocross e terminam no domingo, dia 27, com a tradicional queima do «Carvalho» decorado com rosmaninho.

Festas São João 2010 - Sabugal
Clique no cartaz para ampliar

A animação musical é o principal ingrediente do programa das Festas de São João.
Dia 20 (domingo) – Desfile e Festival de Ranchos Folclóricos, actuação das bandas sabugalenses «Os Men’s», «Los K.O. Jones» e baile com o acordeonista raiano Filipe Nunes.
Dia 24 (quarta-feira) – Baile com a banda «Uskad Kasa».
Dia 25 (sexta-feira) – Banda «Tuse» e Grupo «Ondas».
Dia 26 (sábado) – Grupo Musical «Rilufe» e orquestra espanhola «Dirección Sur».
Dia 27 (domingo) – Grupos Musicais «J & V» e «Republica» e… à uma hora da manhã a Queima do Carvalho.
A entrada no recinto do Largo da Fonte é livre com restaurante e bar permanente, animação para crianças e uma Feira de Artesanato.
Colaboração e apoios: Câmara Municipal do Sabugal, Junta de Freguesia do Sabugal, Bombeiros Voluntários do Sabugal e ADES-Associação Desenvolvimento Sabugal.
Mordomos das Festas São João 2010: António Luís Monteiro (Rochita), António Manuel Ferreira (Tó Mané), Celso Vinhas, Daniel Simão, Jaime Pinto, Joaquim Carreto, Luís Carlos Duarte, Rogério Martins e Vítor Proença.
jcl

O concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, no distrito da Guarda, vai ter a primeira área protegida privada em Portugal, situada na zona de Faia Brava, anunciou no domingo, dia 13 de Junho, a ministra do Ambiente

Segundo notícia veiculada pela Lusa, citando declarações da ministra do Ambiente e do Ordenamento do Território, Dulce Pássaro, esta é «uma boa notícia, especialmente tendo em conta que surge no Ano Internacional da Biodiversidade, que agora se comemora».
«A criação da área protegida privada reveste-se do maior interesse, na medida em que constituirá, de forma activa, um contributo importante para a conservação dos valores naturais e da biodiversidade bem como para a valorização do património geológico e paisagístico», sublinhou ainda a governante.

A Reserva da Faia Brava situa-se nas margens do rio Côa, incluindo as elevadas e inacessíveis escarpas que acompanham o curso de água. Estas escarpas são o habitat de algumas espécies de aves, como o abutre negro, o grifo e a águia-real, ameaçadas de extinção.
A reserva é gerida pela Associação Transumância e Natureza (ATN), com recurso a trabalho próprio e a acções de voluntariado. Para além das aves de rapina, as manadas de garranos são outro dos atractivos da reserva. Várias dezenas desses cavalos percorrem o cercado de cem hectares construído para os albergar e onde se reproduzem livremente.
A ATN foi criada no ano 2000 como entidade sem fins lucrativos, formada por um grupo de ambientalistas portugueses, com a participação de cidadãos de nacionalidade suiça, holandesa e espanhola, envolvidos em programas internacionais de conservação da natureza. Dedica-se especialmente à defesa do património natural das bacias dos vales do Côa, Águeda e Douro, através da promoção de actividades agro-pecuárias tradicionais.
Foi nesse contexto que a ATN se envolveu num projecto de conservação do Abutre e da Águia dessa região, adquirindo terrenos propícios para essa finalidade. A maioria desses terrenos localizam-se nas margens do rio Côa por existirem aí as melhores perspectivas de consolidar as acções de conservação, assim nascendo a Reserva da Faia Brava.
Actualmente a Reserva da Faia Brava tem cerca de 600 hectares contínuos no Vale do Côa, que incluem locais de nidificação e zonas de alimentação de aves rupícolas.
Em 2009 a ATN preparou o Plano de Gestão da Reserva da Faia Brava, documento que apresentou ao Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade (ICNB), no âmbito do pedido de classificação da Faia Brava como Área Protegida Privada.
plb

A recente declaração do ministro Teixeira dos Santos de que teria que se mexer, novamente, no Código do Trabalho devia deixar a maioria dos portugueses apreensivos.

João Aristídes Duarte - «Política, Políticas...»Como se sabe foi no primeiro Governo Sócrates que o Código do Trabalho foi alterado. Dizia-se, então, que era para tornar a legislação laboral mais flexível.
É curioso que no tempo do Governo PSD/CDS que antecedeu o Governo Sócrates se mudou a legislação laboral para, como se fez passar para a opinião pública, a tornar mais flexível. Na época o PS (na oposição) era contra qualquer mudança na legislação laboral.
O «arquitecto» dessas mudanças foi o ministro Bagão Félix, o qual, mais tarde, veio insurgir-se contra o Código do Trabalho (ainda mais lesivo para os trabalhadores) do Governo PS. Ou seja, mais uma vez quem fez o «trabalho sujo» tratando de prejudicar mais quem vive do seu trabalho por conta de outrem, foi o PS.
Apesar de toda a gente saber (basta perguntar a qualquer trabalhador por conta de outrem) que, desde há muitos anos que a legislação laboral estava desequilibrada para o lado do patronato, os desígnios do neo-liberalismo (que, como bem tem referido o António Emídio neste blogue, são quem comanda o poder político) ainda não estão completos. Quer dizer, ainda acham pouco as mudanças da legislação laboral, tratando de ainda desequilibrar mais a balança a favor do patronato. Claro que eles inventam sempre nomes para essas coisas e chamam-lhe a «flexibilização».
O facto do ministro Vieira da Silva ter vindo já afirmar que não está prevista nenhuma reforma da legislação laboral, não pode deixar ninguém descansado, porque foi produzida numa época em que está (quase) tudo eufórico com o Mundial de Futebol. Como Mário Soares disse há uns tempos (e cito de cor) «achei muito bem que o PEC fosse anunciado durante a visita do Papa, porque as pessoas andavam distraídas e assim é que deve ser», sabe-se que os desmentidos feitos em épocas de grande euforia colectiva (e tem sido assim desde Maio com a visita do Papa, Rock in Rio Mundial de Futebol, Comemorações do 10 de Junho, Comemorações dos 25 Anos da adesão de Portugal à CEE, Optimus Alive, Festas Populares e tempo de férias, numa sucessão que nem deixa tempo para respirar) não são para levar a sério.
A pretexto da crise (provocada por quem? – pergunta-se) o mais certo é que a partir do mês de Setembro, aquando do fim da euforia e do regresso de férias (a chamada «reentrée») a mudança da legislação laboral volte à ordem do dia.
E isso não augura nada de bom para quem vive do seu trabalho por conta de outrem.
Também não se sabe no que se poderá mexer ainda mais. Só se for mesmo para voltar mais de 100 anos atrás, quando os trabalhadores não tinham direitos. Ou então para voltar a uma espécie de escravatura, em que é por favor que os patrões dão emprego aos trabalhadores, em troca de umas côdeas.
Não podemos resignar-nos… Não é uma inevitabilidade isto acontecer, quando se vê os ricos cada vez mais ricos (onde está a crise para estes?) e os pobres cada vez mais pobres.
«Memória, Memórias…», opinião de João Aristides Duarte

(Deputado da Assembleia Municipal do Sabugal)
akapunkrural@gmail.com

JOAQUIM SAPINHO

DESTE LADO DA RESSURREIÇÃO
Em exibição nos cinemas UCI

Deste Lado da Ressurreição - Joaquim Sapinho - 2012 Clique para ampliar

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 836 outros seguidores

PUBLICIDADE

CARACOL REAL
Produtos Alimentares


Caracol Real - Produtos Alimentares - Cerdeira - Sabugal - Portugal Clique para visitar a Caracol Real


PUBLICIDADE

DOISPONTOCINCO
Vinhos de Belmonte


doispontocinco - vinhos de belmonte Clique para visitar Vinhos de Belmonte


CAPEIA ARRAIANA

PRÉMIO LITERÁRIO 2011
Blogue Capeia Arraiana
Agrupamento Escolas Sabugal

Prémio Literário Capeia Arraiana / Agrupamento Escolas Sabugal - 2011 Clique para ampliar

BIG MAT SABUGAL

BigMat - Sabugal

ELECTROCÔA

Electrocôa - Sabugal

TALHO MINIPREÇO

Talho Minipreço - Sabugal



FACEBOOK – CAPEIA ARRAIANA

Blogue Capeia Arraiana no Facebook Clique para ver a página

Já estamos no Facebook


31 Maio 2011: 5000 Amigos.


ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ASSOCIAÇÃO FUTEBOL GUARDA

ESCOLHAS CAPEIA ARRAIANA

Livros em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Memórias do Rock Português - 2.º Volume - João Aristides Duarte

Autor: João Aristides Duarte
Edição: Autor
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)
e: akapunkrural@gmail.com
Apoio: Capeia Arraiana



Guia Turístico Aldeias Históricas de Portugal

Autor: Susana Falhas
Edição: Olho de Turista
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



Música em Destaque - Escolha Capeia Arraiana
Cicatrizando

Autor: Américo Rodrigues
Capa: Cicatrizando
Tema: Acção Poética e Sonora
Venda: Casa do Castelo (Sabugal)



SABUGAL – BARES

BRAVO'S BAR
Tó de Ruivós

Bravo's Bar - Sabugal - Tó de Ruivós

LA CABAÑA
Bino de Alfaiates

La Cabaña - Alfaiates - Sabugal


AGÊNCIA VIAGENS ON-LINE

CERCAL – MILFONTES



FPCG – ACTIVIDADES

FEDERAÇÃO PORTUGUESA
CONFRARIAS GASTRONÓMICAS


FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas - Destaques
FPCG-Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas Clique para visitar

SABUGAL

CONFRARIA DO BUCHO RAIANO
II Capítulo
e Cerimónia de Entronização
5 de Março de 2011


Confraria do Bucho Raiano  Sabugal Clique aqui
para ler os artigos relacionados

Contacto
confrariabuchoraiano@gmail.com


VILA NOVA DE POIARES

CONFRARIA DA CHANFANA

Confraria da Chanfana - Vila Nova de Poiares Clique para visitar



OLIVEIRA DO HOSPITAL

CONFRARIA DO QUEIJO
SERRA DA ESTRELA


Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital - Coimbra Clique para visitar



CÃO RAÇA SERRA DA ESTRELA

APCSE
Associação Cão Serra da Estrela

Clique para visitar a página oficial


SORTELHA
Confraria Cão Serra da Estrela

Confraria do Cão da Serra da Estrela - Sortelha - Guarda Clique para ampliar



SABUGAL

CASA DO CASTELO
Largo do Castelo do Sabugal


Casa do Castelo


CALENDÁRIO

Arquivos

CATEGORIAS

VISITANTES ON-LINE

Hits - Estatísticas

  • 3.141.931 páginas lidas

PAGERANK – CAPEIA ARRAIANA

BLOGOSFERA

CALENDÁRIO CAPEIAS 2012

BLOGUES – BANDAS MÚSICA

SOC. FILARM. BENDADENSE
Bendada - Sabugal

BANDA FILARM. CASEGUENSE
Casegas - Covilhã


BLOGUES – DESPORTO

SPORTING CLUBE SABUGAL
Presidente: Carlos Janela

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Gomes

KARATE GUARDA
Rui Jerónimo

BLOGUES RECOMENDADOS

A DONA DE CASA PERFEITA
Mónica Duarte

31 DA ARMADA
Rodrigo Moita de Deus

A PÁGINA DO ZÉ DA GUARDA
Crespo de Carvalho

ALVEITE GRANDE
Luís Ferreira

ARRASTÃO
Daniel Oliveira

CAFÉ PORTUGAL
Rui Dias José

CICLISMO SERRA ESTRELA
Sérgio Paulo Gomes

FANFARRA SACABUXA
Castanheira (Guarda)

GENTES DE BELMONTE
Investigador J.P.

CAFÉ MONDEGO
Américo Rodrigues

CCSR BAIRRO DA LUZ
Alexandre Pires

CORREIO DA GUARDA
Hélder Sequeira

CRÓNICAS DO ROCHEDO
Carlos Barbosa de Oliveira

GUARDA NOCTURNA
António Godinho Gil

JOGO DE SOMBRAS
Rui Isidro

MARMELEIRO
Francisco Barbeira

NA ROTA DAS PEDRAS
Célio Rolinho

O EGITANIENSE
Manuel Ramos (vários)

PADRE CÉSAR CRUZ
Religião Raiana

PEDRO AFONSO
Fotografia

PENAMACOR... SEMPRE!
Júlio Romão Machado

POR TERRAS DE RIBACÔA
Paulo Damasceno

PORTUGAL E OS JUDEUS
Jorge Martins

PORTUGAL NOTÁVEL
Carlos Castela

REGIONALIZAÇÃO
António Felizes/Afonso Miguel

ROCK EM PORTUGAL
Aristides Duarte

SOBRE O RISCO
Manuel Poppe

TMG
Teatro Municipal da Guarda

TUTATUX
Joaquim Tomé (fotografia)

ROTA DO CONTRABANDO
Vale da Mula


ENCONTRO DE BLOGUES NA BEIRA

ALDEIA DA MINHA VIDA
Susana Falhas

ALDEIA DE CABEÇA - SEIA
José Pinto

CARVALHAL DO SAPO
Acácio Moreira

CORTECEGA
Eugénia Santa Cruz

DOUROFOTOS
Fernando Peneiras

O ESPAÇO DO PINHAS
Nuno Pinheiro

OCEANO DE PALAVRAS
Luís Silva

PASSADO DE PEDRA
Graça Ferreira



FACEBOOK – BLOGUES

Anúncios