A cidade da Guarda acolhe, de 10 a 13 de Março, um Ciclo de Cultura Judaica, onde haverá cinema, música, visitas pedagógicas. Os pontos altos serão porém uma conferência e um seminário organizado pelo Centro de Estudos Ibéricos.

O ciclo é uma realização conjunta da Agência para a Promoção da Guarda e do Teatro Municipal da Guarda (TMG), onde, de resto, se fará no decurso do evento a estreia em Portugal do grupo musical polaco Cukunft.
Depois de Trancoso é a vez do Município da Guarda debater o judaísmo e tentar tirar partido dos vestígios judaicos que a cidade e o concelho possuem.
A abrir o c ciclo realiza-se no dia 10 de Março, às 14h30, a conferência «A Cultura Judaica nos dias de hoje», onde a intervirá a escritora e investigadora Maria Antonieta Garcia, professora na Universidade da Beira Interior e especialista em Cultura Judaica.
Ainda nesse primeiro dia passa no Pequeno Auditório do TMG, o videograma «Os últimos Marranos», realizado por Frédéric Brenner e Stan Neumann. O filme, premiado com o galardão «Futura» em Berlim, aborda a história de 100 mil judeus portugueses que foram obrigados a conversão ao cristianismo, continuando porém a manter as práticas judaicas em segredo.
No dia 11 de Março, realiza-se no Auditório do Paço da Cultura o seminário «Judiarias da raia – Legado e futuro», organizado pelo Centro de Estudos Ibéricos, que reunirá vários especialistas em cultura judaica, vindos de Portugal e de Espanha.
plb