A minha madrinha Maria dos Prazeres Garcia de Carvalho, comemora neste dia 19 de Janeiro de 2010, a bonita idade de 104 anos, na companhia dos outros residentes do Lar Nossa Senhora da Graça, da Santa Casa da Misericórdia do Sabugal. Relembro aqui, neste dia, o que exprimi a quando dos aniversários dos 102 e 103 anos, reescrevendo os respectivos textos publicados neste Blogue.

Dona Prazeres Garcia de CarvalhoParabéns Dona Prazeres! Parabéns pelos 103 anos!
A Senhora Dona Prazeres Garcia de Carvalho, benemérita da Santa Casa de Misericórdia do Sabugal, à qual doou a sua residência, sita na rua Reis Chorão desta cidade e utente do Lar Nossa Senhora da Graça do Sabugal, há largos anos, natural do Soito, viúva do Sr. Porfírio Póvoas, natural do Sabugal, onde foi comerciante, perfaz amanhã, dia 19 de Janeiro, 103 anos, sendo considerada a pessoa com mais idade no concelho, ou possivelmente do distrito.
A Dona Prazeres Garcia de Carvalho comemora esta segunda-feira, 19 de Janeiro, 103 anos de idade. Encontra-se bem de saúde, tendo-se deslocado, pelos seus próprios meios, para junto do telefone, para receber os parabéns.
O Lar Nossa Senhora da Graça, vai dedicar-lhe uma missa em acção de graças, na capela do Lar, pelas 11 horas da manhã.
A direcção da instituição, vai também promover um lanche alargado, na tarde do mesmo dia, oferecendo um bolo de aniversário com a participação de todos os utentes e funcionários.
Hoje, em que felizmente, os ditos «velhos» são cada vez mais jovens graças à redução da taxa de mortalidade no inicio de vida, ao aumento dos índices de sobrevivência às doenças típicas da velhice, melhores condições sanitárias e alimentação, qualidade de vida e bons hábitos quotidianos, conservam as funções vitais até quase ao último momento.
Superando em muito a esperança media de vida, os Lares e Residenciais de qualidade, têm uma grande quota-parte destes sucessos, mantendo através de actividades de lazer o corpo e a mente ocupados. O facto de viverem perto da família e/ou amigos, que é o caso da maior parte dos utentes das Casas de Repouso espalhadas pelo nosso concelho, contribui também para o seu bem-estar.
(18 de Janeiro de 2009)

Prazeres Garcia de Carvalho festeja 102 anos
Dona Prazeres do Soito festejou 102 primaveras em 19 de Janeiro passado na Casa de Repouso de Nossa Senhora da Graça do Sabugal. Os nossos idosos chegam mais longe «por culpa» da qualidade de vida das nossas terras.
A respeitável anciã festejou 102 anos a 19 de Janeiro na Casa de Repouso de Nossa Senhora da Graça do Sabugal. O soitense José Morgado que com ela conviveu deixa-nos o seu testemunho:
«Se hoje adoro tanto o Sabugal, à minha madrinha Prazeres o devo.
Terminei o meu 5.º ano dos Liceus no Colégio de S. José (Rocha) na Guarda, como interno nos princípios dos anos 60. Filho único e órfão de mãe desde os sete anos, nunca conhecera verdadeiro ambiente familiar.
Convenci o meu pai, António José Garcia de Carvalho (Tonho Zé Pedro) a deixar-me continuar os estudos no Externato do Sabugal, no ano em que o Dr. Diamantino ensaiou o 6.º e o 7.º anos no Colégio.
Hóspede na casa do senhor Porfírio Póvoas, comerciante sabugalense, casado em terceiras núpcias com a Dona Prazeres, cedo se tornou a minha família de adopção.
Com quase completa liberdade (sem cair na libertinagem) a contrastar com a disciplina rígida do cónego Quintalo, ainda hoje considero que foi onde me senti mais livre e com melhor qualidade de vida.
Dona Prazeres doou à Santa Casa da Misericórdia do Sabugal a sua residência de anos, na Rua Reis Chorão, e comprou um pequeno apartamento onde viveu até à sua entrada para o Lar.
Já como residente do Lar preparou meticulosamente o seu futuro e da sobrinha que com ela sempre viveu. Conseguiu, paulatinamente, transformar em meios líquidos todo o seu património imobiliário e recheio da casa, até ao ínfimo objecto, com mãos hábeis, que fariam inveja aos nossos gestores públicos, que se desfazem do património que é de todos nós por tuta-e-meia.
Muitos e longos anos madrinha, para continuares a provar que a tua longevidade se deve em parte à qualidade de vida que sempre houve e há no Sabugal, que tu elegeste para viver.»
(11 de Fevereiro de 2008)
José Morgado

Anúncios