O Comandante Territorial da Guarda da GNR, coronel José Manuel Monteiro Antunes, avisa os incautos das possíveis situações de burla, que infelizmente continuam a ser frequentes, nomeadamente nas aldeias e tendo por principal alvo os mais idosos.

GNR«As burlas continuam a ser uma forma de extorquir dinheiro aos mais incautos, apesar dos inúmeros alertas sistematicamente difundidos pelas Forças e Serviços de Segurança», afirma o coronel Antunes no comunicado que enviou à imprensa.
Avisa também que são muito diversas as formas utilizadas no cometimento destes crimes, usando todas as artimanhas para ludibriar as vítimas e conseguir os seus intuitos.
Uma das formas que ultimamente se tem registado e que parece estar a alastrar por todo o Pais consiste em os burlões procurarem uma vitima, a quem oferecem alguns serviços básicos, como afiar tesouras ou limpar brocas, apresentando no final contas exorbitantes pelo serviço prestado e exigindo o seu imediato pagamento. Para o conseguirem fazem as mais diversas ameaças.
«Na procura de debelar esta forma criminosa de actuar e com vista a prevenir a ocorrência de novos casos devem os cidadãos conhecedores de situações destas, registar sempre que possível os dados referentes a suspeitos e comunicá-los de imediato à Autoridade Policial mais próxima», conclui o comandante da GNR da Guarda.
plb

Anúncios