O conceito GNU (GNU is Not Unix) nasceu em 1984 da cabeça de Richard Stalman e tem-se revelado o motor dos principais avanços tecnológicos.

Kim Tomé (Tutatux)GNU são as iniciais de «GNU is Not Unix», numa época em que os criadores de software impunham restrições à copia, partilha, e alteração do software e em que um sistema UNIX custava o equivalente a milhares de euros Richard Stalman criou uma licença GPL (General Public Licence) aplicando o conceito GNU.
Ao contrário de outras licenças, a licença GPL permitia a cópia, partilha e alteração do software realizado e disponibilizado de acordo com essa licença.
É assim que nasce muito do software que hoje todos utilizamos, como por exemplo o sistema operativo GNU/Linux, o servidor Web Apache, o Joomla, o Mozilla (Firefox), o software que faz este blogue funcionar é software open source assim como milhões de programas que nos permitem fazer tudo o que à computação diz respeito.
A grande revolução desta ideia foi criar condições para que o software se passasse a desenvolver de forma livre e aberta, dando origem ao software open source ou de «código fonte aberta», o que permitiu que as pessoas, empresas ou instituições pudessem utilizar este software livremente sem terem de pagar milhares de Euros para utilizar os computadores e realizar o trabalho que necessitam.
GNUEste grande avanço, para a humanidade é suportado por milhares de programadores que em todo o mundo colaboram no desenvolvimento e tradução de todo o tipo de software que é distribuído gratuitamente.
A filosofia que está por detrás deste grande movimento, defende que o acesso à informação e conhecimento deve ser livre e disponibilizado gratuitamente contribuindo assim para a evolução da humanidade.
Ao completar 25 anos sobre o nascimento desta ideia, e sabendo que a maior parte dos serviços da Internet e da Web funcionam com Software Open source, cabe-me deixar aqui ao Senhor Richard Stallman e à imensa comunidade Open Source espalhada por todo o mundo o meu grande bem-haja, pois todos somos mais ricos apenas por causa de uma ideia deste grande Senhor.

p.s. No Cyber Café O BARDO no Castelo do Sabugal é utilizado, disponibilizado e divulgado software open source de forma livre e aberta, o que faz do espaço um ponto de referencia nacional e europeu no que à utilização e divulgação do software open source diz respeito, promovendo a inclusão digital apenas com recurso a software realizado sob licença GPL. Se necessitar de informação, ajuda ou quiser apenas tomar contacto com o GNU/Linux, é bem vindo a «O BARDO» eventualmente o único espaço aberto permanentemente ao público, em Portugal, onde isso é possível de forma livre, aberta e gratuita.

Leia mais sobre o GNU. Aqui.
«O Bardo», opinião de Kim Tomé

kimtome@gmail.com