A partir de uma história simples, um rapaz iraquiano que atravessa a Europa para chegar à sua amada que vive no Reino Unido, o realizador francês Phillipe Lioret faz uma abordagem à questão da imigração ilegal que nos mostra as dificuldades de quem tenta ir atrás dos seus sonhos e de quem pretende ajudar os outros.

Pedro Miguel Fernandes - Série B«Welcome» é a história de Bilal, um jovem curdo, de 17 anos, nascido no Iraque que fugiu do país para ir ao encontro da sua amada, que está no Reino Unido com a família, e sonha um dia poder jogar à bola no Manchester United. Para entrar nas ilhas britânicas tenta ir à socapa com outros compatriotas ilegais, que pagaram 500 euros cada um para se esconderem num camião de mercadoria onde para fugirem ao controlo policial têm de colocar um saco na cabeça.
Depois de uma tentativa falhada, o jovem tenta chegar ao seu objectivo fazendo a travessia do Canal da Mancha a nado, apesar de mal saber nadar. Para cumprir a sua tarefa, recorre à ajuda de um professor de natação de Calais, uma magnífica interpretação de Vincent Lindon, que inicialmente desconfia do jovem, mas acaba por ajudá-lo, mesmo que tal o possa levar a contas com a justiça.
WelcomeNeste ponto «Welcome» mostra um outro lado da imigração ilegal. Não só apresenta a forma como muitas pessoas tentam actualmente chegar a território britânico – uma das tentativas é representada, mas há também vários exemplos contados pelos companheiros de Bilal – como as consequências para quem os ajuda. No caso do treinador do jovem, estas passam pelo desprezo e denúncias por parte dos vizinhos e pela perseguição que as autoridades fazem a quem alberga uma pessoa que não tem onde viver, a não ser na rua, sem condições.
«Welcome» acaba por ser uma boa história dramática e um filme bastante actual no panorama do cinema de hoje. De realçar que um dos últimos planos é precisamente uma imagem de Cristiano Ronaldo, quando ainda envergava a camisola do Manchester United, depois de marcar um golo. Nem mais nem menos do que o exemplo de um imigrante, legal é certo, que saiu do seu país de origem para perseguir os seus sonhos.
«Série B», opinião de Pedro Miguel Fernandes

pedrompfernandes@sapo.pt

Anúncios